Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

De novo!

08 de maio de 2013 8

Pela enésima vez: o auxílio-reclusão é pago aos dependentes legais dos apenados, desde que contribuintes da Previdência Social, com o objetivo de garantir a sobrevivência do núcleo familiar durante a ausência do provedor. O valor é dividido pelos filhos que requererem. Crianças não têm culpa dos crimes dos pais.

O benefício existe há 50 anos.

Comentários (8)

  • Gabriel diz: 9 de maio de 2013

    Prezado Valther, concordo que as crianças não tem culpa dos crimes dos pais. Só que isso faz com que o cidadão, não pense antes de cometar uma infração, pois sabe que caso for preso, os filhos terão um benefício enquanto ele estiver atras das grades. O brasileiro se acha esperto para tudo, inclusive para isso. O famoso “jeitinho brasileiro”, que para mim, nada mais é do que passar os outros pra trás. Onde esta o auxilio para os filhos em que os pais foram assasinados por esses delinquentes ? Não existe. Então, que o vagabundo também não tenha esse benefício. O Brasil não tem mais jeito. Sempre será um país de quinta. Eu tenho vergonha de ser brasileiro.

  • Mario diz: 9 de maio de 2013

    Se você ficar 5 minutos no facebook você percebe uma infinidade de informações desencontradas e postas com má interpretação e má intenção com o único objetivo incitar opiniões erradas e até mesmo o ódio.

  • Juliano diz: 9 de maio de 2013

    Gabriel, como o autor do blog descreveu “desde que contribuintes da Previdência Social” também vale para pensões.

    Filhos menores de 21 anos de idade recebem pensão quando seus pais morrem, desde que (o pai ou mãe) sejam contribuintes do INSS.

    INSS é um simples banco de seguros e aposentadorias estatal, tá certo que todos os governos avacalham e mudam as regras do INSS e não da pra meter Procon em cima.

    Aposentaria é uma espécie de aplicação (obrigatória) que o trabalhador paga durante toda uma vida de trabalho e depois recebe de volta seu próprio dinheiro – com prejuízo, infelizmente.

    Pensão é uma espécie de seguro. Não é o governo que paga pensão, quem paga é sujeito que contribuía.

  • Gabriel diz: 9 de maio de 2013

    Tens toda razão Juliano. Em relação ao benefício aos Senhores Criminosos, não é justo, independente da posição social ou que vai depender deste valor. Que se use esse valor de pensão ou contribuição, para pagar o alto custo dessas pessoas na prisão. Só no Brasil isso acontece. Coloquem esse bando de safados para trabalhar, para pagar o que custam aos cofres públicos. Brasil, o país que é uma piada. Uma vergonha. Mudando de assunto, vou torcer muito para a Argentina ser campeão da copa do mundo do brasil em 2014. Para esse povo burro e ignorante ver todo o dinheiro que foi para o bolso desses ladrões que governam o país e que nem tudo pe futebol e carnaval.

  • nelson diz: 10 de maio de 2013

    Gabriel entendo a sua indignação e também me indigno com tantas coisas erradas que acontecem no Brasil, entretanto, como tanto se discute o referido auxilio reclusão, primeiro como dito pelo valter é uma lei que existe a mais de 50 anos que atende à família daquele preso que era contribuinte da previdência social que por alguma razão cometeu um crime seja ele qual for (é réu primário, que nunca havia cometido um delito) assim como a gigantesca maioria da sociedade brasileira, um cidadão comum, como eu como você etc., que trabalhava, que muitas vezes estudava, que tinha uma vida como todos nos, mas que acabou errando (te pergunto você é perfeito? eu não sou, todos nós estamos sujeitos a cometer um crime, não é porque temos trabalho, estudamos, temos nossas famílias, temos uma boa vida que estamos imunes a cometer um crime… como por exemplo: matar alguém… ora isto pode acontecer a qualquer um de nós, em um acidente de carro, em uma brincadeira boba como tantas que acontecem por ai em um momento de raiva… você esta imune a isto??? e se você “deus me livre” viesse a cometer um crime, gostaria de ver sua família desamparada? seu filhos (se os tiver) foram culpados pelo seu ato? nos é fácil muito fácil julgar e colocar todo mundo que comete um crime na condição de “bandido”, bandido é aquele que vive do crime, que acorda e dorme praticando crimes e estes não recebem o referido beneficio do auxilio reclusão porque nunca contribuíram para com a previdência social ou será que existe “o carnê de recolhimento de INSS para a atividade de “BAndido”, se há por favor me diga… outra coisa, não sei se você viu a reportagem do jornal do Almoço de hoje que mostrou as condições precárias e desumanas em que se encontra o presidio de Blumenau… se coloque só por um “segundo” no lugar de um pai de família que é condenado a cumprir uma pena em um lugar como aquele…. reflita sobre isto… não estou aqui defendendo que comete um crime (pois há vários crimes e pessoas diferentes que os cometem… concordo que o “bandido de verdade” aquele que não quer saber de trabalhar que não quer nada com a vida seja realmente preso, que cumpra sua pena e não minha deveriam trabalhar para pagar para a sociedade… mas não estamos mais também na Idade Média ou será que estamos????

  • Gabriel diz: 10 de maio de 2013

    Prezado Nelson, desculpe minha total falta de tolerância, mas não me importo se o cidadão roubou uma bala de R$ 00,10 centavos ou matou uma pessoa. Devem ser presos e ir para o mesmo lugar: cadeia. Mas você vai dizer que o tamanho dos crimes são diferentes, etc. Ok, são diferentes. Mas o pai de família sabe bem que se ele ir contra as leis, o caminho é um só. Concordo que ninguem, muito menos eu, esta livre de cometer algum deslize e ser preso. Se isso acontecer, deve ir para o mesmo lugar dos outros, sem choro, nem vela. Não vi a reportagem na televisão, mas vi as fotos no Santa, que mostram a total precariedade da cadeia de Blumenau. Em relação a isso, tenho uma dica: não cometa crimes e não infringe a lei, que você não vai parar lá. Quer melhor incentivo que esse ? Ok, não são condições humanas para os que lá estão, seja trabalhando ou preso, concordo plenamente. Mas e as pessoas que estão aqui fora, que trabalham e não ganham o suficiente para sustentar suas famílias e vivem abaixo da linha da miséria ? Porque o Santa não faz uma reportagem sobre isso também ? Acho que os trabalhadores que aqui fora estão e que não cometeram nenhum crime, também tem direito de morar em um local digno. Abraço

  • Valdemir Nicoletti diz: 13 de maio de 2013

    Lamentável a linha de pensamento do Gabriel. Pura e simplesmente egocentrica.

  • Gabriel diz: 13 de maio de 2013

    Opinião, cada um tem a sua Valdemir. E estou sendo muito moderado em meus comentários, pois caso contrário, os moderadores do Santa nem iriam aceita-los. Mas entendo e respeito perfeitamente sua idéia. Abraço

Envie seu Comentário