Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Se é para importar...

21 de maio de 2013 11

A pretendida importação de milhares de médicos de Fidel gerou e continua gerando um bocado de notas de repúdio das entidades médicas. Nada que sensibilize o governo, sempre tão empenhado em agradar seus amigos ideológicos.

Mas se for mesmo para atender regiões carentes do Brasil, importem também dentistas – bolivianos ou venezuelanos, claro – para sairmos da vergonhosa classificação de país de banguelas.

Não que faltem dentistas brasileiros, é o mesmo caso dos médicos: má distribuição territorial.

Comentários (11)

  • Elias Lamin diz: 21 de maio de 2013

    Até que enfim teremos médicos , e não pavão desfilando em consultório, o berreiro e por medo da concorrência.

  • jorge diz: 21 de maio de 2013

    Se é para importar…
    Que tal também professores?
    Que tal também policiais?
    E, o “item” mais importante da lista, que tal também políticos decentes, éticos, de caráter e de moral ilibada?

  • André Silva diz: 21 de maio de 2013

    As melhores escolas de medicina são públicas, ou seja, o futuro médico não paga mensalidade, quem paga somos nós, contribuintes.
    Depois de formado, esse mesmo médico cobra R$ 250,00 por uma consulta, novamente de nós, contribuintes.
    Acho que deveria existir uma lei, onde médico formado em escola pública, devesse obrigatoriamente trabalhar em hospital público. E ponto final.
    Sejam bem vindos amigos cubanos. T

  • Tiago diz: 21 de maio de 2013

    O que falta dizer que a maioria dos que estudam em Cuba são brasileiros recrutados do MST, isto mesmo do MST. Sem falar que o curso de Medicina em Cuba tem a duração de 4 anos, e 2 deles são para formação em Comunismo. O que adianta ter médicos e não ter exames, esperar até 2 anos por uma Ressonância Magnética???? Porque não investir seriamente na estrutura do SUS e atrair os médicos que estão trabalhando na área privada??? Não faltam médicos, falta estrutura para trabalho, falta seriedade dos políticos… Nossos hospitais estão falidos e ainda tem gente que acredita que o problema é a falta de médico….

  • Edi Maria diz: 22 de maio de 2013

    Estas pessoas serão recrutadas para trabalhar em lugares inóspitos, não é grandes centros, etc….lugares aonde a fome e a miseria tomam conta e a gente ve,somente médicos,enfermeiras,dentistas voluntários, esses que ainda trabalham com o juramento feito no coração: de salvar vidas!!!

  • André Silva diz: 22 de maio de 2013

    Esse pessoal que acredita em tudo o que a revista Veja fala, deveria pesquisar mais. Sugiro acessar o site da OMS e comparar a qualidade da saúde de Cuba com a do Brasil.

    Vou ajudar postando o link: http://www.who.int/research/en/

    O resto, é a Veja e suas ilações. Pensar o que de uma revista sustentada pelo Carlinhos Cachoeira e pelo Demóstenes Torres.

  • Humberto diz: 22 de maio de 2013

    Se já faltam médicos em grandes cidades imaginem só nas pequenas cidades que ficam super isoladas de tudo.
    Lógico que a classe médica têm medo, e não eles não estão preocupados com a qualificação desses médicos que vêm de fora, eles só querem barrar a concorrência é apenas isso que eles querem……..Mercenários.

    E têm outra a respeito da prova revalida……Ela deve ser aplicada aos que vêm de fora e aos que acabam de se formar…….A mesma prova, para os dois.

    Já estamos cheios desses médicos de postinho que atendem (quando atendem)
    30 pessoas em meia hora depois correm para seus consultorios particulares.

  • Tiago diz: 22 de maio de 2013

    Mantendo a mesma linha de pensamento, um advogado que cobra 10.000 reais para defender uma causa, caso tenho estudado em escola pública, deveria fazer de graça???
    Um juiz que ganha 30 mil por mês, e estudou em escola pública, deveria abdicar da sua remuneração???
    Vamos deixar de pensar que vivemos no mundo da fantasia….
    A confirmação de que os médicos estrangeiros NÃO vão para regiões carentes, leiam o link abaixo….
    http://noticias.terra.com.br/educacao/contratacao-para-atuar-em-area-limitada-desagrada-a-medicos-portugueses,84acabe6e87ce310VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html

    É apenas mais uma ação política para enganar o povo….

    Esse pessoal que acredita em dados de saúde fornecidos por um DITADURA (que ainda põe opositores ao regime em paredão de fuzilamento) para compor estatísticas, deveria se informar mais….

    Já foi a Cuba? Então não fale o que não tem conhecimento…
    Este lugar deveria se chamar República do MEDO ao invés de Cuba.

    Esta discussão é tão simples de resolver, deveríamos nos unir cobrando o governo para destinar mais recursos para a saúde e ter mais seriedade na gestão, para todos serem melhor atendidos.

  • André Silva diz: 22 de maio de 2013

    Caro Tiago,

    Não li em lugar algum que os médicos que estudaram em universidades públicas, deveriam abdicar de sua remuneração. O que falei é que os médicos, e sim, porque não, advogados e juízes que estudaram em universidades públicas deveriam por força de lei trabalhar, ganhando sua remuneração, em empresas públicas. Advogados formados em universidades públicas, por exemplo, deveriam trabalhar na defensoria pública, porque não.
    Essa sugestão, que pode até ser fantasiosa, nasceu da injustiça que é nós contribuintes pagarmos os estudos desses profissionais e eles terem a falta de vergonha na cara cobrando R$ 350,00 por uma consulta de 30 minutos.

  • CURTO&GROSSO diz: 22 de maio de 2013

    Propagandas do governo alardeando obras não concluídas ou sem efeito prático e programas sociais que somente visam manter o curral eleitoral são algo rotineiro e pelo visto está descrito na cartilha de ideologia partidária.
    Não fosse a coragem de Joaquim Barbosa punir ladrões da nação e a perspicácia da Veja em denunciar tanto desmando e corrupção, com certeza já estaríamos nos moldes de Cuba, ou seja, criando porcos e perus dentro de casa para ter o que comer no Natal e Ano Novo !!!

  • Contribuinte diz: 24 de maio de 2013

    Talvez o desejo do governo seja nos ver nadando daqui até a África para que possamos fugir de toda essa roubalheira que implantaram no Brasil.

Envie seu Comentário