Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Apadrinhado

10 de abril de 2014 2

E este outono, hein? Cometi a temeridade de elogiá-lo quando chegou, mas este calorão me fez queimar a língua. Só há uma explicação: quem organiza o tempo deve ser ocupante de cargo em comissão. Originário do Brasil.

Foto: Gilmar de Souza/ Agência RBS

Foto: Gilmar de Souza/ Agência RBS

Comentários (2)

  • paulo fernando nunes diz: 10 de abril de 2014

    Valther, realmente o calor em Blumenau ocorre durante uns 350 dias por ano, os demais 15 dias são frios leves e esparsos, não durando mais de uma semana.

  • Paulo Fernando Nunes diz: 10 de abril de 2014

    MOBILIDADE URBANA Como sempre tens uma ênfase por este tema, permito-me enviar esse comentário, o qual foi sugerido ao SETERB, faz dez anos, que responderam de forma irônica na época citando os chamados “frescões”, ônibus tipo turismo que atendiam determinadas rotas com tarifa diferenciada, dentro da cidade de Porto Alegre.
    Vamos a minha sugestão. Sou catarinense e principalmente blumenauense de coração pois moro a 34 anos nesta cidade, participando ativamente de eventos sem remuneração em prol de Blumenau (desfiles oktober, 2 e 7 de setembro e magia de natal, diretoria da APAE, corrida rústica no tempo do Raul, festa do divino, etc…
    Morei e visito Porto Alegre algumas vezes por ano e lá existe um sistema que chamam de “taxi lotação” exatamente igual aos “vermelhinhos e verdinhos” aqui de Blumenau. Lá funciona, paga-se uma tarifa um pouco maior (R$ 3,75 ou R$ 4,00) não é permitido viajar em pe´, nem que seja por uma quadra, possui horários de 5 em 5 minutos e o destino é a Av. Borges de Medeiros, centro/coração de Porto Alegre. No início da implantação do sistema os taxis lotação percorriam seus trajetos com poucos passageiros, já nos dias atuais estão quase sempre “cheios” com poucos assentos vagos durante o percurso. Uma idéia que deu certo.

    Já em Blumenau, fiz uso por algumas vezes destes “vermelhinhos” e a cada pré-utilização, o martírio é enorme porque os horários não são cumpridos, se você chegar uns minutos após a passagem desse veículo, “só daqui 1 hora” passará outro. Tentei imprimir no site do SIGA a tabela de horários mas esta opção fica bloqueada !!.

    Se uma pessoa (masculino/feminino) quiser ir até o centro, com carro próprio, para fazer compras, utilizar serviços de banco ou passeio ela terá as seguintes despesas aproximadamente:
    combustível ida e volta trajeto total de 10 km…gasto de R$ 3,00 num litro;
    estacionamento… área azul R$ 1,00 ou R$ 2,00 (se encontrar lugar)
    … particular R$ 3,00/hora
    Além disso o tempo perdido e o estresse de nosso trânsito caótico….
    Gasto total aproximado de R$ 5,00 a R$ 10,00

    Vantagem: pode ir a hora que quiser e voltar a hora que desejar, é uma comodidade que todos nós almejamos nesta situação.

    Agora se os nossos vermelhinhos tiverem um horário “um pouco” mais flexível, digamos de 20 em 20 minutos, com certeza seria uma ótima opção pelo custo de R$ 8,00 (ida e volta) atualmente. Você embarca onde for melhor para você, lógico dentro do itinerário do “vermelhinho” e desce onde pedir. Tem ar condicionado, é ágil e rápido como um automóvel, poltronas confortáveis, enfim toda a comodidade que gostamos.

    Tenho certeza que com divulgação e até criação de novos itinerários, eles farão sucesso e os nossos problemas de “mobilidade urbana” seriam atenuados, pois o serviço público dos ônibus de linha ainda estão deixando a desejar conforme inúmeras reportagens.

    Por último, desejo a você muito sucesso pois sou seu fã, sempre procuro ler as tuas informações da pag. 3, assim como do querido Horácio Braun em sua bela passagem entre nós.

    Abraços.

Envie seu Comentário