Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Passarela da Furb

25 de maio de 2014 12

Olá, Valther.

É sabido que nem todo professor e aluno universitários são educados. Quando muito, são instruídos pelas escolas que frequentam. Somente a educação de berço, de família é que prepara as pessoas para viverem socialmente e cumprirem com suas obrigações.

Portanto, é injustificável que se construa / coloque barreiras no canteiro central da Rua Antonio da Veiga para impedir a travessia de pedestres naquela via, em detrimento da passarela lá existente.

Antes de pensar-se em colocar tal barreira, que se dê a devida manutenção na passarela, pois a ferrugem já tomou conta. É sempre assim: constroem-se as coisas com o dinheiro do contribuinte, com materiais de baixa qualidade e com total abandono na sua manutenção.

Abraço!

Nelson Carlos Sabel

Empresário

Passarela 1 (Custom)

Passarela2 (Custom)

Passarela3 (Custom)

 

 

Comentários (12)

  • Marcial diz: 25 de maio de 2014

    Porque ? Ao invés dos vereadores ficarem na Câmara sem fazer nada, porque eles não vão para a rua, limpar canteiros, varrer rua, arrumar a passarela da rua – Antônio da Veiga, fazer jus ao salário que ganham, um bando de malandros e incompetentes, um abraço.

  • Graziela diz: 25 de maio de 2014

    Prezado Sr. Nelson.
    Ao contrário do que afirma sua descrição sobre a passarela da Rua Antônio da Veiga, a mesma não foi construída com o dinheiro do contribuinte, e sim pelo Supermercado Giassi, exigência do impacto que a obra ocasionou naquele local. Já vi matéria em jornal sobre o impasse de quem seria a manutenção da passarela e entendo que a mesma seja da municipalidade que exigiu que a mesma fosse ali instalada.

  • Marco diz: 25 de maio de 2014

    Só esclarecendo que a passarela, que realmente está em má condição, foi construída pelo Giassi como contrapartida estabelecida no estudo de impacto da loja. Ocorre que depois disso ela ficou “sem dono”, e nem a FURB, nem o Giassi nem a Prefeitura (que eu penso que deveria ser a responsável neste cenário) assumiram sua manutenção.

    Mas, não nos enganemos, pois mesmo quando a passarela estava tinindo de nova o pessoal cruzada a R Antonio da Veiga em qualquer lugar. Isso não vai mudar, e só uma barreira física mesmo para “adestrar” esse povo.

  • Mauro diz: 26 de maio de 2014

    Como já foi dito, a passarela foi construída pelo supermercado, por exigência da prefeitura. A falta de qualidade era notória desde a construção. E não há dúvidas de que a responsabilidade pela manutenção é da municipalidade.

  • Valdemir Nicoletti diz: 26 de maio de 2014

    Caros amigos, Blumenau já não é mais a mesma!
    A cidade já foi contaminada pela falta de educação e respeito que acomete grande parte dos brasileiros.
    S e todos fizessem sua parte, não haveria necessidade de colocar barreiras no canteiro central, afim de obrigar os pedestres a usarem a passarela.
    Quando não existe medidas de segurança para o pedestre, reclamam, quando existem não usam e ainda arrumam desculpas para tal.
    Este é o reflexo da classe brasileira, reclamam dos políticos, exigem honestidade e respeito dos mesmos, porém no dia a dia, fazem tão igual ou até pior que eles. Em épocas eleitorais então… nem preciso falar.

  • Luiz diz: 26 de maio de 2014

    Primeiro esta passarela não foi construída com dinheiro publico, e sim como medida compensatoria pela instalação do Giassi na região. Acho que quem deveria ser responsável pela sua manutenção seria a Furb, porque a quem esta passarela serve??
    em ves de a Furb gastar fortunas em publicidade pelos seus 50 anos, deveria usar parte deste dinheiro e realizar esta manutenção, que nao é assim tão dispendiosa. A saber, fui estudante da Furb, minha filha idem, e não vejo outra alternativa.

  • Gabriel diz: 26 de maio de 2014

    Nem parecem estudantes universitários, e sim um bando de ignorantes saindo pela rua. Barreira físicas antes que um destes mal educados seja atropelado.

  • antonio diz: 26 de maio de 2014

    A passarela da Furb está um perigo,é necessario uma manutençao urgente!E tem muitas pessoas que só possuem quarta série do primeiro grau mais bem educadas que muito estudante e professor unuiversitario por ai…..

  • Antonio diz: 26 de maio de 2014

    A passarela está enferrujada e suja…….uma vergonha ,pois muitas pessoas a usam todos os dias.

  • Viliam Oto Boehme diz: 26 de maio de 2014

    A obrigação do Giassi, ao construir a passarela para a comunidade, seja ela qual for, não acabou. Concordo, também, que a FURB poderia demonstrar, um mínimo, de interesse pela manutenção da dita passagem. Com relação a colocação de grades para inibir a passagem de pedestres sob a passarela, o papel deve ser da PMB.

  • Miguel José Teixeira diz: 27 de maio de 2014

    Construir rende mais comi$$ão do que reformar.

  • Jorge diz: 29 de maio de 2014

    Quando a passarela cair e matar alguém, as “autoridades” responsáveis se debruçarão sobre o problema e verificarão de quem era a responsabilidade pela manutenção da estrutura.
    Até lá a discussão continuará e a corrosão lentamente fará seu trabalho.
    Em banânia sempre foi assim. A palavra prevenção nunca existiu.
    Não nos apressemos, pois. O tempo é o senhor da razão.

Envie seu Comentário