Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O imortal

18 de abril de 2015 6

No próximo dia 26, domingo, acontecerá a 17ª edição do Encontro Sul Brasileiro de Fuscas em Blumenau, que ocupará três pavilhões da Vila Germânica e, pelo jeito, ainda assim faltará espaço para tantos “besouros”. Sete Estados já confirmaram presença, além de outros países da América Latina.
É extraordinário o fascínio deste carro que, antigo, fora de linha e tecnologicamente superado, continua se destacando até quando estacionado na rua, junto aos mais modernos. Questão de charme.

(Foto: Valther Ostermann)

Fusca

Comentários (6)

  • Gerson Luiz diz: 18 de abril de 2015

    Não troco o meu 77 do jeito que está (necessitando trocar o assoalho) por nenhum popular 1.0 zero km! O sucesso Fusca é a simplicidade. E o conforto que se dane…

  • alexandre diz: 19 de abril de 2015

    Engraçado, participei da organização do encontro em 2010 e pelo que lembro você só fez comentários criticando o evento. O que mudou?

  • José Mauro diz: 19 de abril de 2015

    Muito tem sido falado sobre a fiscalização de películas e de lei do silêncio em Blumenau, mas ninguém fala sobre o fato de 90% das motocicletas estarem andando sem o escapamento regulamentar.
    Passam com a descarga toda aberta durante o dia causando uma poluição sonora absurda e à noite não deixam que as pessoas durmam tranquilas.
    Foi-se o tempo em que qualquer pequeno furo no escapamento íamos na oficina dar um pingo de solda pra não incomodar ningém.
    Hoje os caras pagam o mecânico (50 a 100 reais) para tirar o miolo do escapamento. E a fiscalização, olhando película de vidro!!! Tinha que ser Brasil mesmo!

  • Adair diz: 20 de abril de 2015

    Meu pai foi um proprietário fiel de um Fusca branco 1300-L 1978 por quase 25 anos, um absurdo para os tempos atuais, onde troca-se de carro anualmente e sem qualquer cerimônia ou dor na consciência. Lembro muito bem da primeira viagem que fizemos com esse carro, lá no distante ano de 1978, fomos até Gaspar pela Rodovia Jorge Lacerda. Sei que fuscas sao coisas do passado e que devemos seguir em frente, mas jamais renegarei os enormes benefícios que esse carango deu a nossa família em quase um quarto de século. Se estiver com disposiçao, passarei por lá para relembrar esse período. Talvez até reencontre esse “amigo antigo”.

  • inacio Witthoeft diz: 20 de abril de 2015

    É Walter você esta equivocado nunca foi liberado som auto motivo. desde que participo mesmo antes no SESC nunca foi permitido e o pessoal é muito educado, lembro bem de suas criticas ¨arruaceiros ¨como vc definiu sem sequer saber,quem era os participantes, depois veio la tentar limpar sua imagem dando uma volta de fusca, a sua imagem negativa esta gravada em todos os participantes daquela ocasião .. não é um comentário de um jornalista ,ou sei la o que vc é e que vai estragar uma confraternização de uma paixão mundial que é o encontro de fuscas e parentes em todo território nacional.Vá no encontro e fique de boca fechada e só observe a maravilha que é.

Envie seu Comentário