Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Blumenau do futuro

02 de setembro de 2015 1

Converse com qualquer pessoa na casa dos seus cinquenta anos ou mais – cinquenta anos é a idade em que se começa a ter um passado – e certamente ela dirá que nos anos mil novecentos e setenta, oitenta… ah, que tempo bom foi aquele, a cidade tinha um terço do trânsito, as pessoas se conheciam, tinham sotaque alemão, e havia encontros em confeitarias e lá na prainha tinha espaço para todo mundo.

Recorda-se a cidade ou projeta-se a cidade, vamos para o passado ou sonhamos um futuro pretendido, o que nos leva a uma interessante conclusão: a cidade ideal nunca é a cidade do presente, o hoje, o agora.

Mas se estamos falando da Blumenau do futuro, do resgate de ideias que foram apresentadas no passado e agora podem virar realidade, e também novos projetos para a Blumenau que queremos…  aí não se deve pensar pequeno, até porque do muito que imaginarmos nem tudo será realidade.

Mais do que obras, porém, mais do que soluções físicas, o futuro tem que conter a preservação da identidade de Blumenau, seu maior patrimônio. Os valores de sua gente, tão generosa e que de tanta generosidade necessitou em tantas calamidades, uma gente que enfrenta, refaz, reinventa. O sentido de participação, de fazer sem esperar que façam, pois foi assim que Blumenau se fez. A preservação da cultura, o respeito à sua história, sua origem. E que seja mantido o legado de uma geração à geração seguinte, essa coisa de não deixar cair o bastão.

E o bastão está com vocês, jovens. Vocês são a Blumenau do futuro.

Comentários (1)

  • Michel diz: 4 de setembro de 2015

    As gerações dos anos 50 e 60 receberam uma ótima Blumenau que as gerações anteriores lhes repassaram e de lá para cá pouco realizaram, ou seja, somente vão à reboque de políticos enganadores e gostam mesmo é dos discursos vazios que que nada constroem.
    Com toda a propalada pseudo experiência se transformaram então na “geração Oktoberfest” que nada faz e que ainda repassa ao mais jovens o ônus e a responsabilidade daquilo que deveriam ter feito e não o fizeram !

Envie seu Comentário