Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dilma, a misericordiosa

22 de março de 2016 0

O Decreto do Indulto, editado em dezembro pela presidente Dilma, já botou em liberdade um bocado de condenados no Processo do Mensalão do PT. Indulto corresponde a perdão, anistia, absolvição, ninguém deve mais nada.
Os perdoados de terça-feira: ex-deputados federais Roberto Jefferson (PTB-RJ), Bispo Rodrigues (PR-RJ), Pedro Henry (PP-MT) e Romeu Queiroz (PTB-MG), o executivo do extinto Banco Rural Vinícius Samarane e o advogado Rogério Tolentino.

O ex-deputado João Paulo Cunha (PT-SP) já havia sido perdoado com base naquele decreto presidencial. Antes deles também haviam sido indultados o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro do PL Jacinto Lamas.
Não deixa de ser um fiapo de esperança para os condenados do Petrolão. Vazou que eles fazem até novenas para que o impeachment dê em nada.
Não deve ser verdade.

Envie seu Comentário