Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Cidadania"

Celeridade

16 de março de 2016 0

Antes da internet, a enxurrada de acontecimentos da atual crise política nos chegaria de maneira mais lenta e ainda mais demorada era a capacidade de aglutinação e reação dos brasileiros. Hoje a tecnologia permite a comunicação imediata, convoca-se através de redes sociais, tudo é muito dinâmico. Ruim para quem faz burradas na política, bom para quem está ligado nos acontecimentos nacionais. Tem ajudado, inclusive, a ampliar o sentido de que mais importante que paixões partidárias ou ideológicas é a marcação em cima. Bom para o país, melhor ainda para a nação.

Mudanças

13 de março de 2016 10

Manifestação2
(Foto: Jaime Batista da Silva/Especial)

Tirando a presidente Dilma, que há muito parece ter perdido o senso de realidade, as manifestações devem ter assustado os que ainda defendem de maneira emocional o atual projeto de poder e os que dele se beneficiam. No mínimo estão preocupados. A surrada alegação de que é golpe bate de frente com o inconformismo da população. Se democracia é a vontade do povo, sem intermediários, sem contaminação partidária, sem manipulação, eis o povo se manifestando. Não necessita interpretação, é recado direto, impossível se fazer de desentendido.
Se, porém, como das outras vezes, em que manifestações se resumiram em ir às ruas e depois voltar à rotina com a sensação de ter feito sua parte, o movimento perde vigor na medida em que os assustados se desassustam e também eles voltam à rotina de seus malfeitos. Foi assim em 2013.
Se quisermos que mudem, mudemos também nós. Inclua-se nisso tirar de nosso cotidiano a aceitação do jeitinho, o voto sem avaliação, o conformismo confortável, a admiração da esperteza, a burla às regras.

O preço da liberdade é a eterna vigilância, o preço da democracia é a eterna atenção. As investigações do Ministério Público, da Polícia Federal e o funcionamento da Justiça necessitam acompanhamento para que se deem sob o rigoroso amparo das leis e não sejam prejudicadas e até esvaziadas pelos ainda poderosos que sentem prejudicados. A vontade de um povo não deve ser resumida a um domingo nas ruas. Tem que ser estendida para ser entendida. Tem que ser todos os dias. Os assustados não podem se desassustar. Projeto de poder, nunca mais. Divisão da nação entre nós e eles também não. Somos um.

Seremos serenos

15 de setembro de 2015 4

Impossível não ver, sentir e preocupar-se com o clima tenso dos dias atuais. O clima político, a efervescência partidária e o comportamento dos congressistas estão pendendo para o campo das bravatas, das ameaças veladas de mobilização, pretendendo alguns que a radicalização chegue às ruas. Tal discurso é um oportunismo que deve ser rechaçado, se é que aprendemos alguma coisa com a história recente. Pretender que brasileiros se ponham contra brasileiros, que se agridam por eles, lá em Brasília, tão longe do Brasil, é algo que atesta falta de maturidade política e de caráter dos que têm tal pretensão.
Em tempo: todos falam em “nome da democracia”. Pois sim!

Chega!

23 de março de 2015 0

Qualidade

16 de março de 2015 1

Lixo no lixo (Zillig)

Parece desleixo, mas é exatamente o contrário. Esta e outras lixeiras estavam assim após a manifestação de domingo. Ficaram pequenas para tanta civilidade dos blumenauenses, que jogaram o lixo no lixo. Nas ruas, quase nenhum.

(Foto: Cezar Zillig)

Para todos

24 de fevereiro de 2015 1

CadeiraObesoItaú(BetoDorigatti)

Uma providência simples, porém de grande significado para o respeito devido ao consumidor: outra agência bancária em Blumenau instala cadeira de espera para clientes obesos. O Itaú, desta vez. Já são dois bancos na cidade. Tomara que em breve sejam todos.

(Foto: Beto Dorigatti/Especial)

Sem pressa

23 de setembro de 2014 1

00a58337

Foto: Chirlei Kohls/ Agência RBS

Cena comum de um sábado de sol em Pomerode. A fotógrafa aproveitou a parada no percurso para o registro de um cotidiano encantador daquele mimo de cidade.
Pomerode é Pomerode.

Mais...

14 de setembro de 2014 2

A pedido, e colaborando com o Desafio do Conhecimento da garotada, Cedup Hermann Hering, turma do professor Marco Antônio Alves:

Sustentabilidade: Uma nova visão

No SENAI criou-se o primeiro curso técnico da área de energias renováveis  a ser realizado em todo o Brasil. O objetivo geral é compartilhar experiências na área de eficiência energética e energias renováveis. Foi instalado ainda um laboratório de Energias Renováveis que busca espalhar a utilização das tecnologias eólicas e solares na geração de energia que tem vida útil ultrapassando 20 anos. O projeto da Casa Ecoeficiente, assim chamada a instalação, tem como conceito o conforto ambiental tendo iluminação e ventilação natural e materiais ecológicos na sua construção. O SENAI incentiva seus alunos a produzir materiais sustentáveis e ecológicos por meio de cursos técnicos que envolvem sustentabilidade e de olimpíadas e projetos científicos. Alguns exemplos de tudo que o SENAI produz são o Biogás do soro de leite;-BSControl: sistema inteligente para chuveiros;-Conversão de veículo convencional para totalmente elétrico;-Ecoplaca Ecológica;- FertiSolo, entre outros.

Indústria sustentável

A Karsten, Empresa do ramo têxtil localizada em Blumenau é uma das tantas empresas catarinenses pioneiras em projetos de sustentabilidade. Fundada em 1882, passou por várias transformações até chegar ao que é hoje. O mais importante a ser ressaltado quando falamos desta empresa, é o envolvimento que esta tem com o meio ambiente. Um exemplo de empresa que acredita que a sustentabilidade, a preservação e a conscientização vão além de seus domínios. Através das ações feitas ela promove a conscientização das pessoas, promove a criatividade, a responsabilidade e se torna mais forte, pois é capaz de unir meio ambiente e modernidade.     Consciente que todo trabalho de preservação precisa de mobilização em conjunto com a comunidade, a Karsten desenvolve o “Programa de Bem com a Natureza”, que envolve escolas e colaboradores para interagir com a natureza, conciliando atitudes de preservação, desenvolvimento, educação e qualidade de vida.

Celesc: exemplo de sustentabilidade

A Celesc AS, uma sociedade com reconhecimento nacional e internacional, que atua na área de geração, transmissão e distribuição de energia, tem uma grande participação com projetos sustentáveis, sendo seu principal projeto, a geração de energia solar na faixa litorânea do Estado, abastecendo ilhas localizadas na capital Florianópolis, onde houve a substituição de antigos geradores a diesel por placas fotovoltaicas. Existem também projetos utilizando a energia eólica e a biomassa, somando seu cuidado com a preservação da biodiversidade nas áreas no entorno de suas usinas.

 

Sustentabilidade

14 de setembro de 2014 0

A E.E.B. Adolpho Konder está promovendo o Desafio do Conhecimento, e uma das tarefas é divulgar na mídia o release abaixo. Este blog atende ao apelo da professora Érica Monteiro para o cumprimento da tarefa. Com todo prazer, aliás: conhecimento é tudo!

Santa Catarina como exemplo de sustentabilidade

Cotidianamente ouvimos falar da necessidade de criarmos formas de produzir, na qual o meio ambiente não seja prejudicado. Muitas empresas buscam alcançar essa possibilidade em Santa Catarina.
Um bom exemplo disso, é a líder no setor privado de geração de energia, sediada em Florianópolis. A empresa é responsável por cerca de 8% da geração energética do país, tornando- se uma das líderes nacionais.
Utilizando – se de matriz enérgica fotovoltaica, a empresa construiu uma usina de captação solar na cidade de Tubarão. Tipo de energia que é vista por estudiosos como o futuro da geração de força, extremamente utilizada pelos equipamentos modernos de comunicação, utilidade doméstica e, principalmente, para produção de bens e geração de serviços.
Já na região do Vale do Itajaí, há uma referência na produção de biogás, cujo projeto é o primeiro na produção de biometano no Estado. Instalada próxima a uma granja de suínos de médio porte, aproveitando os gases resultantes da biodigestão de dejetos dos animais, através de tecnologia de origem alemã.
A geração de mão de obra para produção, distribuição e, principalmente, a utilização dessa energia só se dá com o apoio de entidades como o Senai, que formam anualmente técnicos e engenheiros de áreas como elétrica, eletrotécnica e eletrônica.

No futuro

04 de setembro de 2014 1

00a4c18d

Foto: Carlos Alberto Luvizotto/ Divulgação

Um dia, quando todo o esgoto produzido por Blumenau estiver sendo captado e tratado, cenas como esta, nos fundos do Condomínio Floresta, Bairro Garcia, pertencerão ao passado. É a expectativa.