Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Comportamento"

Facebook na vida real

30 de agosto de 2015 0

Muitos de vocês já leram este texto cuja autoria desconheço, mas de maneira inteligente e bem humorada o autor foi fundo na crítica comportamental:

Para as pessoas da minha geração que não ​​compreendem realmente porque existe o Face book, WhatsApp e etc.

​Atualmente, estou tentando fazer amigos fora do Facebook, enquanto utilizo os mesmos princípios.

​Portanto, todo dia eu ando pela rua e digo aos pedestres o que eu comi, como me sinto, o que fiz na noite anterior e o que farei amanhã.

​​A seguir, eu lhes dou ​fotos de minha família, do meu cachorro e fotos minhas cuidando do jardim e passando o tempo na piscina… etc.

Também ouço as suas conversas e lhes digo que os amo.

E isto funciona!

Eu já tenho 3 pessoas me seguindo: dois policiais e um psiquiatra!

Frutos furtados

10 de agosto de 2015 0

Bananeira Marreta

Cidadão de Luiz (Luis?) Alves plantou um vaso com bananeira na calçada defronte ao Café do Marreta, ponto de encontro matinal de cidadãos que têm soluções para todos os problemas do mundo. “Precisamos de árvores frutíferas na cidade,” justifica. Só que a bananeira não deu cacho. Então ele providenciou um cacho e o amarrou ali junto, para dar a impressão de produção. Adivinha se o cacho amanheceu lá!

(Foto: Valther Ostermann)

É sério!

10 de agosto de 2015 0

Gente, pode parecer redundando e até chato, mas não é possível conviver com o perigo real que é dirigir e usar o telefone celular ao mesmo tempo. Quando o aparelho só era usado como telefone já era um risco, que ficou insuportável com as telinhas iluminadas que desviam o olhar do motorista.
Atualmente é uma das causas mais frequentes de acidentes de trânsito.

Já não cabe

05 de agosto de 2015 0

Ainda se ouve, e com frequência além do razoável, o velho e carcomido chavão “rouba, mas faz” quando alguém se refere a um notório corrupto que exerceu cargo executivo. Inadmissível de qualquer ponto de vista que alguém defenda o desvio de nossos impostos alegando obras que certamente foram superfaturadas. O Brasil parece estar vivendo um momento único de mudança de mentalidade e alguns insistem em não perceber ou aceitar. Talvez caiba uma campanha de mudança do slogan hipócrita para o mais adequado e desejável “não rouba e faz”.

Desrespeito

28 de julho de 2015 3

Não são poucos os leitores que se queixam do excesso de motos com escapamento aberto e carros berrando som automotivo que desfilam impunemente pelas ruas de Blumenau em todos os horários, notadamente nas madrugadas. Respeito manda lembrança.
De duas, uma: ou a autoridade de trânsito faz vista grossa ou não dá conta.

No braço!

28 de julho de 2015 0

O empresário e vereador Marcos Mohai, de 38 anos, está acostumado a tirar veículos pesados do lugar com sua própria força. Quando se deparou com um Fiat Uno em uma ciclovia na Zona Sul de São Paulo, não teve dúvida: levantou o carro pelo para-choque e liberou a via. “Nunca vi pessoa tão folgada”, comentou.

A conferir

16 de julho de 2015 1

Um advogado boa gente e boa pinta – dizem que é parecido comigo, imagine! – de Blumenau foi multado outro dia por ter estacionado em vaga de idoso. Ele já atingiu a idade, meia cinco, não reclamou, foi à prefeitura providenciar sua licença. E aí reclamou: “Eles fornecem uma licença deste tamanho, parece um diploma, com o termo ‘idoso’ em letras garrafais. Acho humilhante! Vou processar a prefeitura”.
Se estava brincando, não deu pinta. Capaz de processar mesmo.

 

Insistência

22 de junho de 2015 0

Passarela Furb

Passarelas, no Brasil, são feitas para o cidadão ser atropelado à sombra. Há tempos que repito isso, tanto quanto me espanta o comportamento das comunidades que pedem e exigem passarelas para depois ignorá-las.
Não existe passarela sem escadas, é uma condição física. A da Rua Antônio da Veiga, defronte à Furb, de tanto ser ignorada suscitou a colocação de barreira física que impedisse a travessia de pedestres por debaixo.
Aí se dá o que a imagem denuncia, destruição da barreira. Conclusão óbvia: passarelas, no geral, é desperdício de dinheiro.

(Foto: Gilmar de Souza)

É assim que se faz

20 de junho de 2015 4

E estudante Adriane Blum, uma das organizadoras do ato contra redução da maioridade penal aqui em Blumenau, sintetizou o procedimento correto que, pela lucidez, faço questão de registrar:
— É importante destacar que nós estudamos sobre o tema. Não ficamos sentados na frente da TV ou espalhando ódio nas redes sociais. Levantamos dados e números, problematizamos as questões.

Do avesso

13 de junho de 2015 1

Amigos, não dá mais. Reportagem do Santa deste fim de semana mostrou a situação inaceitável dos comerciantes e moradores do Bairro Itoupava Central, aqui em Blumenau. Quando uma comunidade tem que se gradear e apegar-se aos santos na tentativa desesperada – que outro adjetivo caberia aqui? – de não ser furtada ou roubada, eis que a sociedade desorganizou-se e não conta com meios legais para se defender. Acontece lá, acontece na cidade inteira e em todas as cidades.

Não é por falta de policiais, embora sempre faltem, nem por falta de trabalho policial. Estamos sem o escudo da lei e à mercê de uma inversão absurda de valores. Há uma legião que acusa a sociedade cada vez que um bandido furta, rouba, sequestra, estupra, mata, ou seja, a vítima é o bandido, menores ou maiores de idade. Vítimas da sociedade, apontam do alto de seu convencimento definitivo.

As leis parecem orientadas por esta visão torta, são tão cheias de recursos que dificilmente consegue isolar os agressores da sociedade. Some-se isto à alienação dos legisladores, sempre mais preocupados com cargos, mordomias, viagens “a serviço”, reembolso de despesas, construção de shopping para uso da classe e fundo partidário, entre outras distrações.
Estamos a caminho de uma sociedade de guichês.