Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Comportamento"

Insistência

22 de junho de 2015 0

Passarela Furb

Passarelas, no Brasil, são feitas para o cidadão ser atropelado à sombra. Há tempos que repito isso, tanto quanto me espanta o comportamento das comunidades que pedem e exigem passarelas para depois ignorá-las.
Não existe passarela sem escadas, é uma condição física. A da Rua Antônio da Veiga, defronte à Furb, de tanto ser ignorada suscitou a colocação de barreira física que impedisse a travessia de pedestres por debaixo.
Aí se dá o que a imagem denuncia, destruição da barreira. Conclusão óbvia: passarelas, no geral, é desperdício de dinheiro.

(Foto: Gilmar de Souza)

É assim que se faz

20 de junho de 2015 4

E estudante Adriane Blum, uma das organizadoras do ato contra redução da maioridade penal aqui em Blumenau, sintetizou o procedimento correto que, pela lucidez, faço questão de registrar:
— É importante destacar que nós estudamos sobre o tema. Não ficamos sentados na frente da TV ou espalhando ódio nas redes sociais. Levantamos dados e números, problematizamos as questões.

Do avesso

13 de junho de 2015 1

Amigos, não dá mais. Reportagem do Santa deste fim de semana mostrou a situação inaceitável dos comerciantes e moradores do Bairro Itoupava Central, aqui em Blumenau. Quando uma comunidade tem que se gradear e apegar-se aos santos na tentativa desesperada – que outro adjetivo caberia aqui? – de não ser furtada ou roubada, eis que a sociedade desorganizou-se e não conta com meios legais para se defender. Acontece lá, acontece na cidade inteira e em todas as cidades.

Não é por falta de policiais, embora sempre faltem, nem por falta de trabalho policial. Estamos sem o escudo da lei e à mercê de uma inversão absurda de valores. Há uma legião que acusa a sociedade cada vez que um bandido furta, rouba, sequestra, estupra, mata, ou seja, a vítima é o bandido, menores ou maiores de idade. Vítimas da sociedade, apontam do alto de seu convencimento definitivo.

As leis parecem orientadas por esta visão torta, são tão cheias de recursos que dificilmente consegue isolar os agressores da sociedade. Some-se isto à alienação dos legisladores, sempre mais preocupados com cargos, mordomias, viagens “a serviço”, reembolso de despesas, construção de shopping para uso da classe e fundo partidário, entre outras distrações.
Estamos a caminho de uma sociedade de guichês.

Indução

07 de junho de 2015 0

Piteira

Quem passa pela Avenida Beira-Rio em Blumenau já deve ter visto esta bela sucessão de imagens de Audrey Hepburn em um dos muros. A atriz foi o símbolo máximo de charme e elegância em sua época. E na pose famosa ostenta uma longa piteira, algo elegantíssimo para o ato feminino de fumar, que também era considerado charmoso. Nos anos 1950 e 1960 toda uma geração foi induzida pelo cinema ao hábito de fumar. Havia até uma marca de cigarros, Hollywood, que era das mais vendidas.

(Foto: Valther Ostermann)

Positivismo

01 de junho de 2015 0

Mensagem otimista

Mensagem curtinha, mas poderosa. Necessária nestes tempos depressivos.

(Foto: Valther Ostermann)

Que mudança!

30 de maio de 2015 4

Há duas maneiras de sentir o momento especial que vivemos; com indignação perante a sucessão de escândalos de corrupção, num volume como nunca antes neste país, e com esperança de mudanças profundas.
O fato de políticos e autoridades sofrerem manifestações de reprovação, incluindo vaias, em restaurantes, aeroportos ou qualquer outro lugar em que porventura sejam reconhecidos mostra que a quase infinita paciência popular esgotou-se com tantos desmandos. Isto é uma mudança.

E o fato de alguns juízes serem alvo de manifestações de aprovação, incluindo aplausos, onde quer que sejam reconhecidos, mostra que sua atuação tem o respaldo dos brasileiros. Nunca antes neste país tantos colarinhos brancos foram presos, e também isto é uma mudança, e que mudança!

A esperança reside na manutenção da indignação com malfeitos, a continuidade da inédita aplicação do princípio de que a lei foi feita para todos, a permanência da coragem dos juízes e dos promotores de justiça e na competência profissional da Polícia Federal.

Não desconfiam?

26 de maio de 2015 0

Será que algumas empresas acreditam mesmo que ligar aleatoriamente para as pessoas às oito horas da manhã para promover vendas ou serviços vai incrementar seus negócios? Telemarketing no começo da manhã é garantia de xingamento.

Foi bom

21 de maio de 2015 7

A audiência pública desta  quinta-feira sobre a proposta de aumentar o número de vereadores em Blumenau foi um saudável exercício de democracia. Alguns têm dificuldade de aceitar argumentos contrários, e alguns argumentos são mesmo difíceis de engolir, mas também isto faz parte desta necessária convivência. Estamos aprendendo, estamos evoluindo.

Grande Márcio

13 de maio de 2015 0

Parede

Pintor de profissão, Márcio passa os dias a pintar. Paredes, no caso, apagando feiura de pichações. E critica os porcalhões. Perguntei-lhe se os pichadores não mantinham seu mercado de trabalho: “Eu teria trabalho mesmo sem eles. Acontece que acho feio, e esta é minha cidade, eles não têm direito de sujar!”.
Pintor de profissão, consciência de cidadão.

(Foto: Valther Ostermann)

Rua Itajaí, Blumenau

13 de maio de 2015 0

Portas

Tudo que é de metal rende uma graninha e pode ser furtado, inclusive portas de alumínio. Dizem que viram fumaça…

(Foto: Valther Ostermann)