Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Fraternidade"

Bom exemplo

08 de dezembro de 2014 0

Este singelo presépio está situado na pracinha defronte ao 23 BI, no Bairro Garcia, aqui em Blumenau.

Aquela praça foi adotada por uma empresa local, a Vidraçaria Progresso, que desde maio passou a cuidar e enfeitar o espaço em datas significativas: no Dia das Mães, uma árvore com flores feitas de garrafas pet; durante a Oktober, cores da Alemanha, e neste dezembro, o presépio com visitas agendadas do Papai Noel entretendo as crianças e distribuindo balas. O objetivo do pessoal é reciclar, educar e decorar.
Outras empresas colaboram: Restaurante Tempero Brasileiro, Vídeo Mix, Central da Injeção, Boni Embalagens, Padaria Dalri, além de voluntários.
Iniciativa para ser imitada.PresépioGarcia

(Foto: Diether J. Marquardt)

Nosso Brasil

20 de agosto de 2013 0

O Brasil tem lá suas mazelas, a gente sabe, a gente sente, a gente vive. Mas é uma nação extraordinária, uma gente que, em termos de coração e generosidade, não tem outra neste mundo. Em que outro país todo mundo se sente em casa, mesmo não sendo de casa?

O vídeo, enviado pelo José Pfau, diz dos alemães em São Paulo, mas poderia ser aqui ou em qualquer outro lugar do Brasil. Em alguns aspectos, e neste em especial, é o melhor país. Nosso país.

Além do dever

03 de maio de 2013 7

Enviado por Jorge Luiz Heckert. Merece registro.

No último dia 17, o policial militar que trabalha junto à Central de Emergência da Polícia Militar (Copom) na cidade de Pomerode, soldado José Kava Sobrinho, recebeu uma ligação de um senhor que mora na localidade de Ribeirão Souto, informando que não conseguiria buscar sua filha de 17 anos na escola, pois seu carro não estava ligando, e ainda, por ser pessoa com quase 70 anos de idade, não conseguiria ir a pé buscar sua filha, tendo em vista a distância considerável até o local da escola. Diante da situação apresentada, o cidadão solicitou que, se possível, uma viatura que estivesse na região fosse apanhar sua filha e levá-la até sua casa. Como as guarnições de serviço encontravam-se empenhadas em ocorrências, o soldado José Kava, preocupado com a situação, informou ao solicitante que iria entrar em contato com a sua esposa, para que esta utilizasse o carro particular do casal e buscasse a filha do cidadão que ligou para a Central, demonstrando assim uma atitude louvável.


Dayane Marquat Kava, esposa do policial militar, foi até a escola e apanhou a filha do senhor e a levou até sua residência. Chegando à residência, Dayane se apresentou ao pai e entregou sua filha sã e segura. O mesmo agradeceu calorosamente pela maneira como ela e o policial atenderam ao seu chamado. O solicitante, surpreso com a atitude do policial e de sua esposa, enviou uma mensagem de agradecimento ao comando do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Blumenau, enaltecendo o comprometimento do soldado José Kava com o serviço policial militar e com a sociedade pomerodense. O comandante do Pelotão de Pomerode, 1º tenente Alexandre Alberto Kleine, em suas palavras, destacou o orgulho que tem de poder contar com profissionais como o soldado José Kava, que encontrou uma forma humana e solidária de ajudar o próximo. São atitudes como esta do soldado José Kava que criam na sociedade a confiança nos serviços prestados pela Corporação Policial Militar.

(Texto: 1º tenente Alexandre Alberto Kleine . Foto: divulgação)

Desejo

04 de abril de 2012 0

Eis porque alguns poetas são imortais. Lendo e bebendo cada palavra deste poema, entenderão.

“Desejo

(Victor Hugo)

Desejo primeiro que você ame, E que amando, também seja amado. E que se não for, seja breve em esquecer. E que esquecendo, não guarde mágoa. Desejo, pois, que não seja assim, Mas se for, saiba ser sem desesperar.

Desejo também que tenha amigos, Que mesmo maus e inconseqüentes, Sejam corajosos e fiéis, E que pelo menos num deles Você possa confiar sem duvidar. E porque a vida é assim,

Desejo ainda que você tenha inimigos. Nem muitos, nem poucos, Mas na medida exata para que, algumas vezes, Você se interpele a respeito De suas próprias certezas. E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo, Para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil, Mas não insubstituível. E que nos maus momentos, Quando não restar mais nada, Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante, Não com os que erram pouco, porque isso é fácil, Mas com os que erram muito e irremediavelmente, E que fazendo bom uso dessa tolerância, Você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem, Não amadureça depressa demais, E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer E que sendo velho, não se dedique ao desespero. Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e É preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste, Não o ano todo, mas apenas um dia. Mas que nesse dia descubra Que o riso diário é bom, O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra , Com o máximo de urgência, Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos, Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato, Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro Erguer triunfante o seu canto matinal Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente, Por mais minúscula que seja, E acompanhe o seu crescimento, Para que você saiba de quantas Muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro, Porque é preciso ser prático. E que pelo menos uma vez por ano Coloque um pouco dele Na sua frente e diga “Isso é meu”, Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra, Por ele e por você, Mas que se morrer, você possa chorar Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem, Tenha uma boa mulher, E que sendo mulher, Tenha um bom homem E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes, E quando estiverem exaustos e sorridentes, Ainda haja amor para recomeçar.

E se tudo isso acontecer, Não tenho mais nada a te desejar “

Show pela vida

25 de setembro de 2011 1

“Esta música é dedicada aos atingidos pela enchente, em reconhecimento à força e à coragem, garra e determinação que trazem no coração, com esperança renovada e fortalecida diante de situações adversas, e com a plena certeza em resgatarem a paz e retomarem seus caminhos, devolvendo a sí e à cidade a beleza que lhe é característica. Assim é o show pela vida. Agradecimento ao amigo Tramontini Okeichon, quando sugeriu uma canção chamada ‘Show Pela Vida’.”

(Luiz Vicentini, compositor e cantor blumenauense)

Gesto

19 de agosto de 2011 3

O fim de semana está próximo, vale uma pausa nos assuntos pesados de uma semana pesada. Que tal um pouco de emoção que pequenos gestos podem proporcionar? Neste mundo de tantos ódios religiosos, ideológicos e políticos, faz bem saber que pessoas se importam com pessoas e alguns até curtem o mais sábios dos conselhos: “Amai-vos uns aos outros”.

Um motorista de ônibus somaliano (nome: Mukhtar) na Dinamarca, faz anos, vai trabalhar como em um dia qualquer. A empresa de ônibus organiza uma surpresa de parabéns para ele, com a participação de passageiros e de pessoas que se encontram na rua. “Tomara que aprendamos a espalhar alegria e carinho em nossos amigos, vizinhos e os com quem convivemos, em vez de tristeza e amargura”, diz o texto árabe abaixo, antes do “link” Youtube.