Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "História"

Simplinho

17 de agosto de 2015 0

Túmulo Fritz

Não escondo minha admiração por duas figuras históricas de Blumenau: Edith Gaertner e Fritz Müller. A primeira está preservada em pedra nas esculturas do cemitério de seus gatos, no Horto Florestal. O segundo tem uma bela estátua na Rua São Paulo, na praça que tem seu nome. Seu túmulo, como se percebe, faz jus à vida simples que levou. Mesmo assim merecia mais. Foi um dos maiores cientistas de sua época, viveu aqui, andou por onde hoje caminhamos nós, tão esquecidos de honrar a memória de quem é mais lembrado lá fora.

(Foto: Valther Ostermann)

Antigas mansões

23 de março de 2015 1

Dois casarões do tempo em que, em Blumenau, simbolizavam riqueza e poder. O primeiro, no início da Rua Itajaí, restaurado há pouco tempo, está pichado e vandalizado, o que é lamentável.
O segundo, no final da Rua Sete, está conservado, ajardinado e imponente. Fazem parte da história do município, testemunhas de um tempo em que não havia necessidade de muros altos, não havia vandalismo, nem pichadores.

Casarão Jansen e Scmidt
Casarão (1)
(Fotos: Valther Ostermann)

Esquecida e escondida

08 de janeiro de 2015 1

Concha acústica

Você sabe que edificação é esta?

Uma dica: está localizada na Praça Juscelino Kubitschek, em Blumenau. Acertou, é a Concha Acústica da Prainha, doada pela Artex em 1986. A empresa mudou de dono e de nome, a concha, que era pouco acústica, só não está totalmente esquecida porque se mantém de pé. Mas seu estado de conservação rivaliza com o do Vapor Blumenau, exposto na mesma praça.

A propósito, você se lembrava de que a Prainha tem este nome?

(Foto: Valther Ostermann)

Nada a ver

31 de outubro de 2014 8

Toda nação precisa de heróis e cada uma constrói os seus. As versões nunca correspondem aos fatos, vide o glamour do grito da independência na tela de Pedro Américo ou a beleza plástica da primeira missa na tela do catarinense Victor Meirelles. Não foi bem assim, mas fatos históricos necessitam ser belos, a realidade nem sempre é.
Porém aqui em Blumenau exageraram. Fritz Müller, naturalista, botânico, professor de matemática e ciências naturais que viveu entre nós não era um homem belo. Sua formosura era sua genialidade. E fotos do cientista.
Aí resolvem homenageá-lo com uma praça, e olha o monumento que instalaram lá: sentado num quase trono um senhor de pose e roupas europeias que passa longe da imagem e simplicidade de nosso cientista.
Tira um fino do ridículo. Aliás, não tira, não: é ridículo.

Este é o monumento

Fritz monumento

E este é o Fritz real

fritz2

Unidas

29 de setembro de 2014 0

00a5bf4e

 

Foto: Gilmar de Souza/ Agência RBS

A aposentada balsa do Passo Manso indo para seu derradeiro endereço, o pátio da Usina do Salto que, a propósito, em maio do ano que vem completará cem anos. Pelo menos isto, um endereço digno para a velha balsa: ela e a usina fazem parte da história do rio.

Unidas

28 de setembro de 2014 3

A aposentada balsa do Passo Manso indo para seu derradeiro endereço, o pátio da Usina do Salto que, a propósito, em maio do ano que vem completará 100 anos.

Pelo menos isto, um endereço digno para a velha balsa: ela e a usina fazem parte da história do rio.

Balsa

(Foto: Gilmar de Souza /JSC)

Golden times

17 de setembro de 2014 0

00a54634

Foto: Valther Ostermann/ Agência RBS

Imagine um carrão assim num trânsito quase solitário num dia esplendoroso. Houve uma época. Deve ter sido uma grande curtição, tanto que até hoje é lembrada como anos dourados.

Somos assim

04 de setembro de 2014 0

00a4c18e

Foto: Valther Ostermann/ Agência RBS

Blumenau é uma das poucas cidades brasileiras em que uma cena assim não causa espanto. Aliás, belíssima cena, com a arquitetura única ao fundo.

Programe-se

02 de agosto de 2014 4

Não sei se você sabe, mas nós, catarinenses, teremos um feriado só nosso, e será daqui a pouco: 11 deste mês.

Decreto de janeiro deste ano que estabelece o calendário de feriados e pontos facultativos de 2014 diz que a folga será para comemorar a Data Magna do Estado, mas certamente isto você já sabia.

Aquela mulher

24 de julho de 2014 0

Reproduzo uma nota que publiquei há cinco anos para reafirmar minha admiração por um fascinante vulto histórico de Blumenau, talvez o mais de todos. O doutor Blumenau tem imenso cartaz, merecido por sua importância; ela, que identifico abaixo, tem menos do que deveria.

Edith

Consta que é do escritor, cientista e filósofo alemão Johann Wolfgang von Goethe a frase estampada na placa do Cemitério dos Gatos de Edith Gaertner:
“Ao esmagar, hoje, uma aranha, perguntei-me se era lícito matar a quem Deus dera, como a mim, parte igual nos dias desta vida.”
Goethe, muitos conhecem, Edith, mais deveriam conhecê-la. Foi – mesmo! -uma mulher à frente e além de seu tempo, com todos os contratempos que isto causa. Sabem a casa que abriga o Museu da Família Colonial de Blumenau, na Rua das Palmeiras? Ela morou lá. Seu quintal virou o Parque Botânico que leva seu nome. E é lá que está o Cemitério dos Gatos, que talvez você não conheça, mesmo morando há muito tempo em Blumenau. Mesmo tendo nascido aqui, alguns.
Atriz, intelectual, amante da natureza e dos animais, é, para mim, o maior vulto feminino da história desta cidade. Arrisco-me dizer que quem a conhecer, através de uma ida ao Arquivo Histórico ou um clique no Google, terá a mesma opinião.
Além de tudo, era linda.edith_3

(Foto: Acervo Arquivo Histórico de Blumenau)