Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Impostos"

Sem contrapartida

09 de março de 2016 2

Já pagamos ao governo, esse ano, mais de R$ 401 bilhões em impostos.
A nossa parte fazemos, até porque não há opção. O governo não faz a parte dele porque há opção.
A opção é não fazer.

Estima-se que nesse ano da graça de 2016 trabalharemos 151 dias para o governo. Contando no calendário, até 30 de maio o governo comerá o pão com o suor de nossos rostos.

Coagidos

06 de fevereiro de 2016 2

Suponha que alguém, indignado com a corrupção e falta de retorno para a sociedade, decida radicalizar e não mais pagar impostos.
Em pouco tempo o município tomaria sua casa, o Estado levaria seu carro e o Imposto de Renda o jogaria na cadeia. Sem grana para pagar advogado.
Na prática somos todos reféns dos governos, nas três instâncias.
E ainda há quem se ache proprietário de carros, imóveis e até de sua própria vida.

De novo, outra vez

28 de agosto de 2015 1

Vamos relembrar sem intenção de viver novamente. A Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira, resumida em quatro letras inesquecíveis, CPMF, nasceu da iniciativa nobre de Adib Jatene, médico, professor universitário, inventor e cientista, quando ocupou o cargo de ministro da Saúde. Inconformado com a falta de recursos para sua área, e com a garantia do presidente FHC que seria integralmente direcionada à saúde caso conseguisse emplacar o imposto, digo, contribuição, foi à luta e conseguiu.

Mas a grana foi diluída, o presidente não cumpriu o prometido, doutor Adib pegou o boné e caiu fora. No fim de 2007 o Senado rejeitou a proposta de prorrogação até 2011 e as quatro letrinhas foram enterradas.
O governo do PT, que na oposição era contra, e bota contra nisso, tentou ressuscitá-la duas vezes, sem sucesso, com voto contrário inclusive dos tucanos, que passaram a enjeitar a própria criação.

Pois agora tentam novamente, com a mesma conversa, “será integralmente aplicada na saúde, e ainda vamos dar uma beiradinha para os municípios. Palavra de escoteiro!”.
Só falta acreditarem!

Arre!

28 de junho de 2015 1

Terça-feira da semana passada os deputados federais aprovaram a medida provisória (MP) 673 que garante o fim do emplacamento de tratores e máquinas agrícolas.
É incrível que tenha sido necessário acabar com a exigência absurda. Equipamentos que não circulam fora da propriedade rural agora estão livres da fúria arrecadatória do governo. Não duvido que para compensar a “perda” os criativos do governo agora impliquem com as bicicletas, carrinhos de mão, patins e patinetes.

Ai, meu Deus!

22 de maio de 2015 0

O ministro da Fazenda já falou mais de uma vez em aumento de impostos. Mau sinal. Um ministro não insiste num assunto se não estiver respaldado, se não tiver as costas quentes. Pode vir surpresa desagradável por aí.

660 bilhões

05 de maio de 2015 0

A gente, que vive fazendo contas para dar conta de tocar a vida nem imagina o que são R$ 660 bilhões, apenas sabe que é dinheiro que não acaba mais. Quer dizer, acaba quando se trata do governo. A cifra é o quanto a sociedade pagou em impostos até agora, e mesmo assim não alivia o caixa nacional. Vai dobrar até o fim do ano, e muito pouco retornará em investimentos para a sociedade. A solução fácil para o governo será aumentar a carga fiscal, e aí teremos que fazer mais contas para dar conta. A solução difícil será o governo diminuir suas despesas, mas dá para contar com isto?

Quase metade

30 de março de 2015 0

Ainda temos  abril e maio pela frente e então, finalmente, trabalharemos somente para nosso bolso. Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), gastamos em média 150 dias por ano trabalhando só para pagar impostos. O vilão da história é o ICMS, imposto que pesa mais. Tudo bem, 41% dos que ganhamos acaba no bolso do governo, mas ele nos retribui com imensos benefícios sociais, não é?
Não, não é! Eu sei, só estava sendo irônico.

Outro!

07 de janeiro de 2015 0

Agora é o ministro da Saúde, recém-empossado, que faz sua primeira fala mencionando aumento de tributos. Parece coisa orquestrada. Tapar o furo da economia esfolando o contribuinte é, além de injusto, tremenda burrice!

Sempre no nosso!

07 de janeiro de 2015 0

O novo ministro da Fazenda mal esquentou a cadeira e já veio com aquela conversinha de “ajustar tributos para reequilibrar as contas”.
Pera aí, doutor Levy, não fomos nós que pagamos menos, foi o governo que gastou demais.
E mal.

Dói no bolso

21 de dezembro de 2014 0

Viram esta? Cada brasileiro pagou, em média, R$ 8.663,95 em impostos, taxas e contribuições sociais no ano passado. Quem diz é a Receita Federal.
Agora sabemos por que nunca sobra.