Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Publicidade"

Apressadinhos

14 de fevereiro de 2015 0

Dizem que no Brasil o ano só começa depois do carnaval. Sendo assim, este 2015 começará na próxima quarta-feira. De cinzas. Não é curioso, então, que várias montadoras de carros e motos já tenham lançado modelos 2016? Parece coisa de doido, o comprador entrará no ano que vem com um carro velho do ano, deu pra entender? Coisa do marketing, explicam sem justificar. Tenho pra mim que é, por parte das montadoras, o exercício do chamado “dom de iludir”. Ou, por parte dos consumidores, do “me engana que eu adoro”.

Não sou o único encafifado com o assunto, quer ver? Tramita pela Câmara dos Deputados um projeto de lei que tenta proibir os fabricantes de virarem o ano/modelo dos veículos antes de 1º de setembro.Vai demorar, tem que passar numa penca de comissões antes de ser votado. E pode ser rejeitado. Não é o que importa mais, porém. Melhor seria o consumidor ligar o desconfiômetro.

Olha ele aí!

04 de março de 2014 1

Outro dia perguntaram-me qual o comercial de televisão que eu não esqueço.
Olha ele aí!

Socorro, o talento sumiu

23 de abril de 2013 3

A música que rola nas rádios, nos programas televisivos e no gosto da geração atual há muito renunciou à qualidade. O repertório do insuportável som automotivo que o diga.

E a publicidade brasileira, principalmente a de televisão, que já teve a admiração internacional, não fica atrás.

Doação de órgãos

30 de maio de 2012 2

Campanha genial! Bate direto no “faz pensar“.

Case publicitário

30 de janeiro de 2012 5

Foto: Artur Moser


Não sei quanto custou ao dono da granja erigir a estátua da galinha que virou polêmica jurídica, mas certamente terá sido menos do que gastaria se pagasse toda a publicidade gerada pela polêmica.

Também não sei se a granja está vendendo mais ovos do que já vendia, mas certamente esta confusão consolidou o nome da empresa.

Considero um sucesso de marketing. Sem querer, claro, mas um sucesso. Só perde para a Luiza, aquela que foi para o Canadá, outro caso de marketing inesperado.

Se, apesar do recurso a que tem direito, a galinha tiver que ser retirada ou demolida, já rendeu frutos. Ou ovos, o que é quase a mesma coisa.


Isto é potência!

06 de janeiro de 2012 0