Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Serviços"

Limpo

18 de março de 2015 2

TerminalFortaleza(LeocarlosSieves)

Quando se fala em terminal urbano por aqui é para relatar problemas.
Não é o caso do amigo e ambientalista Leocarlos Sieves:
- Olha só este registro do Terminal da Fortaleza, que uso diariamente. Limpeza impecável, não há sequer um palito no chão!

(Foto: Leocarlos Sieves/Especial)

Isto aqui é Brasil...

05 de janeiro de 2015 2

Hoje, segunda-feira, começo da tarde, a loja da Oi, na Rua XV, Centro de Blumenau, estava lotada de clientes, fila saindo pela calçada, tempo nublado, chuviscando, insatisfação a mil. O sistema de senhas estava inoperante, alguém chamou a polícia, estava feito o furdunço. Não é culpa dos atendentes, mas da operadora, que insiste em maltratar o consumidor. Na loja da Claro, na mesma rua, nada resolvem, mandam para a loja central, que fica em outro endereço. Vendem telefones lá, porém. E só.
Principal reclamação: débitos de procedimentos não solicitados e muito menos autorizados. Um abuso inadmissível.
A página da operadora Oi na internet estava indisponível. O consumidor ficou no mato sem cachorro.

Mercado criminoso

28 de janeiro de 2014 1

Só a paixão explica o motociclismo no Brasil. Paga-se duas ou três vezes o valor que é praticado lá fora. Montadoras e governo são gulosos. As estradas são armadilhas permanentes. A opinião pública vê as motocicletas como um transtorno por culpa de alguns imbecis que nem deveriam pilotar.

E o seguro é proibitivo, chega a até 30% do valor do veículo. Mesmo assim, são 20 milhões de motocicletas circulando no país.

Puxei o assunto das motos para falar dos furtos e roubos. Não dá mais! Tudo bem, as autoridades deveriam melhor vigiar os desmanches, mas no país do jeitinho quem alimenta o mercado de peças e motos de origem duvidosa é o brasileiro.

Motos são furtadas porque há legiões de clientes dispostos a pagar menos, levar vantagem, não se importando com a origem criminosa. Não fosse isto, os furtos e roubos cairiam drasticamente.

Profissionais

31 de julho de 2013 0

Que tal o Samae largar mão do recolhimento de lixo reciclável em Blumenau? Há um exército de catadores que, com pequeno apoio estrutural, resolveria o problema. Nas ruas em que eles já se acertaram com os moradores, funciona que é uma beleza. Sem custo. E com ascensão social: há caso de catador que evoluiu da carrocinha para uma Kombi.

Promessa é dívida

07 de agosto de 2012 0

O Jornal de Santa Catarina presta um excelente serviço ao cidadão através do blog Promessômetro.

Mas só ao cidadão efetivamente interessado em adquirir um novo hábito de cidadania: cobrar do (a) futuro (a) prefeito (a) de Blumenau cada promessa feita durante a campanha, presumindo-se que foi nelas que o eleitor se calçou para decidir o voto.

A memória eletrônica estará à disposição de todos, acessível em qualquer tempo.

Extravasa

11 de junho de 2012 6

Uma fila ocorre sempre que a procura por um determinado serviço é maior que a capacidade do sistema de prover este serviço.

Verdade seja dita, nas casas lotéricas a fila sempre é pequena. Dentro.

Mas na calçada…

(Foto: Valther Ostermann)

Buraco de gás

19 de abril de 2012 0

Valther,  segue foto da Rua Carlos Jansen, esquina com a São Paulo, defronte às Casas da Água. A SC Gás fez instalação do gás, abriram fendas e buracos na estrada, acabaram e foram embora. Ficaram as depressões e o pó.

Porque não fizeram o asfalto? Porque não lavaram a pista?

Estamos reclamando da Foz do Brasil, mas aqueles abrem os buracos, fecham no mesmo dia e ainda lavam a pista quando acabam para não gerar poeira.

Aguardamos soluções.

Clemar Fernandes de Souza, Blumenau.

Serviço mal acabado





Donos irresponsáveis

05 de janeiro de 2012 4

Evelin Huscher é uma protetora de animais em tempo integral, daquelas que arregaça as mangas e vai atrás. Junto com outros abnegados, faz existir e funcionar a Associação de Proteção aos Animais de Blumenau (Aprablu), que preside atualmente. Dela veio este relato indignado:

“Valther, veja só este exemplo de posse irresponsável de animais. Fui hoje de manhã com outra voluntária tentar resgatar uma cadela com filhotes na rodoviária de Blumenau, mas não a encontramos. Conversando com alguns taxistas de lá, eles nos disseram que muitos dos cães que perambulam por lá tem familias, mas ficam soltos andando pra lá e pra cá.

Este cão mestiço de chow chow (fotos ) é um exemplo. Ao postar foto dele no facebook, várias pessoas o reconheceram e disseram ser uma figura conhecida por lá e que mora perto do Shopping Park Europeu. Ficamos indignados com isso, pois muitos dos cães que andam pelas ruas de Blumenau não são abandonados, mas seu donos irresponsáveis permitem que perambulem por aí.

Fora aquele que fugiram por conta dos fogos de artifício.

‘ Quando nosso mundo for perfeito, todo cachorro terá um lar e todo lar terá um cachorro.’

Evelin Huscher, Blumenau”

Fotos: Evelin Huscher


Cascatas

26 de dezembro de 2011 2

Não está na colunas sociais, é considerado out, mas o fato é que as cascatas de Blumenau estão bombando, e não é de hoje. Por cascatas entenda-se aqueles quase parques temáticos, com piscinões de água de fonte, algumas mineral, e alguns brinquedos. O povo chama de cascata, e cascata ficou. E pegou.

São frequentadíssimas e estruturadas, um programão para quem ainda não se aventurou a ir. E um bom negócio para investir, cabem mais, há público. Afinal, o clima é de pelo menos 10 meses de muito calor e sol causticante. A publicidade é testemunhal, o famoso boca-a-boca, que pelo jeito tem funcionado muito bem. Ônibus despejam turistas até do exterior.

Se ainda não é in, logo será. O estresse da ida ao litoral está desanimando muitos,  e as cascatas, mais dia, menos dia, serão a opção para o verão e para as outras estações, tirante o inverno. Quando há inverno , aqui nem todo ano há.

Fica, então, a sugestão: você nunca visitou uma? Então vá!


Vejam só

10 de outubro de 2011 1

O leitor Lademir J. Marchi ainda está de queixo caído. Eu, nem tanto. Tenho a esperança de que alguma coisa está mudando, e para melhor. As operadoras devem estar cansadas de ser campeãs de queixas, e reagem.

Ou não.

“Valter,  se contar ninguém acredita. Nesta segunda-feira, entre 10h10m e 11h  telefonei para o 0800 da empresa Oi para solicitar manutenção em uma das linhas telefônicas de minha empresa. A atendente bastante solícita passou o nº de protocolo e me informou que haveria o atendimento ainda hoje. Para minha surpresa eram 14:10 hs quando o técnico chegou para realizar a manutenção. E em menos 15 minutos estava resolvido. Dá pra acreditar ?”