Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Tire suas dúvidas sobre software livre

22 de junho de 2009 9

O Fisl é vitrina para empresas como a gaúcha Propus, dos sócios Marlon Dutra, Pablo Lorenzzoni e Carlos Eurico do Canto (da esq. para a dir.), que se conheceram no movimento de software livre. Eles prestam serviços de infraestrutura de TI, por exemplo, na implementação de servidores. Três quartos dos clientes são de fora do Estado. Alguns dos seus negócios começaram no Fisl./Adriana Franciosi, ZH

Para começar, software livre não é a mesma coisa que software gratuito. Você pode até não pagar nada para usá-lo no seu computador, mas não significa que seja de graça. O foco deixa de ser o produto (software) e passa a ser os serviços. É um mercado promissor este. No Brasil, em 2008, movimentou US$ 106 milhões, aponta um estudo da consultoria E-Consulting. Este ano, deverá pular para US$ 134 milhões.

– Hoje, o conhecimento não está mais concentrado, fica distribuído nas redes. Ninguém vai ganhar dinheiro com o código-fonte (como se fosse a receita de como é feito o software) e a cópia, mas na sua implementação, na possibilidade de customizar, dar treinamento na área. Esse é o modelo de negócios – explica Marcelo Branco, coordenador-geral da Associação Software Livre (ASL), que organiza o Fórum Internacional Software Livre, que ocorre de quarta a sábado em Porto Alegre.

Para ler a íntegra da reportagem sobre o assunto que fiz para o caderno Dinheiro, publicada ontem em Zero Hora, clica aqui.

Essas perguntas e respostas abaixo foram publicadas em uma reportagem da ZH de 2008, feita por mim e pelo colega Rodrigo Muzell.

O que é um programa de computador?

> É um conjunto de regras, ou instruções que são executadas pelos computadores. Também são chamados de softwares e permitem que se escreva textos, ouça músicas, veja vídeos e tudo o mais em um micro.

O que é um software livre?

> São programas de computador desenvolvidos muitas vezes por voluntários. Esses programas podem ser usados, copiados e modificados livremente. Não significa, necessariamente, que são grátis. Quem modifica um programa tem o direito de cobrar pelo seu trabalho, mas quem compra pode usar o produto como quiser e distribuí-lo gratuitamente.

O que é um software proprietário?

> É um programa de computador cujo código-fonte - o DNA do software - não pode ser acessado nem modificado por ninguém. Um exemplo são os programas da Microsoft: só a empresa pode modificar o Windows.

O que dá para fazer com software livre?

> Softwares livres fazem o mesmo que os proprietários. Existem opções de planilhas de cálculo, editores de texto e outros programas de escritório, navegador de internet, programas de banco de dados, jogos, softwares de edição de som e outros.

Posso ter um computador só com software livre?

> Pode. Também é possível instalar programas de código aberto em computadores com o Windows - o pacote BrOffice e o navegador Firefox são dois exemplos.

O que é Linux?

> GNU/Linux é um sistema operacional, ou seja, o programa responsável por comandar todas as funções do computador. Tem a mesma função em um computador que o Windows. A diferença é que, enquanto o Windows é um programa de propriedade da Microsoft, o Linux tem o seu núcleo aberto, podendo ser conhecido e modificado por qualquer programador interessado.

Software livre e software de graça é a mesma coisa?

> Não. O fato de poder baixar um programa de computador gratuitamente na internet não significa que ele seja livre, porque ele pode ter código-fonte fechado e licença do tipo proprietária. Mesmo que o uso seja grátis, o programa não pode ser aberto e modificado por terceiros.

A propósito, vocês usam softwares livres? Quais?

Bookmark and Share

Comentários (9)

  • Luiz Guaraldo diz: 22 de junho de 2009

    Quem quiser conhecer um pouco de Debian (a distribuição que uso) e do Grupo de Usuários Debian Brasil e Debian-RS, encontrem-nos no FISL, no estande 33 da mostra de soluções!

  • Br1000 diz: 22 de junho de 2009

    Apesar de não ter achado um link para a pergunta sobre Software livre. Vou enviar minha resposta por este meio.

    Uso como SO o excelente BIG linus versão 5 pré-alfa 1. Com ele vem todos os softs necessários para um uso tranquilo do computador. Tais como Open Office, Firefox, Thunderbird, ktorrent, aMSN, etc..

    Se quiserem testar (ele roda direto do Live CD) segue o link do BIG "http://www.biglinux.com.br/"

    Vale a experiência.

  • Marco diz: 22 de junho de 2009

    Uso Debian GNU/Linux há cinco anos. Não sinto falta de nada.

    Sou mais produtivo e não tenho mais medo da internet. Não perco mais meu tempo consertando o que já veio quebrado. Como dizia Einstein: "Uma pessoa esclarecida resolve um problema. Uma pessoa sábia o evita."

  • Eduardo Pereira diz: 22 de junho de 2009

    Uso Software Livre em casa e no trabalho. A proposito em casa uso somente Software Livre. Uso: GNU/Linux Slackware, KDE, Firefox,BrOffice,…

  • Rodrigo diz: 22 de junho de 2009

    No momento, Firefox e BrOffice, e a distro Ubuntu via live-CD. Vanessa, porque não fazes uma reportagem sobre o uso do Twitter nos protestos no Ira. No aguardo da cobertura do FISL, e parabéns pelo blog

     

    <blockquote style="MARGIN-RIGHT: 0px" dir="ltr">

    <font style="BACKGROUND-COLOR: #ffff99">Oi Rodrigo, a ZH publicou no domingo uma reportagem sobre o uso da web nos protestos no Irã. Foi feita por outra colega. Se tu quiseres, me manda um e-mail que te envio o PDF.</font>

  • JorgeEduardo diz: 22 de junho de 2009

    Dizer que o Linux faz o mesmo que o Windows é piada. | | | | | / Nunca vi tela azul no Linux!!!

     

    <blockquote style="MARGIN-RIGHT: 0px" dir="ltr">

    <font style="BACKGROUND-COLOR: #ffff99">Tu tens razão. Eu deveria ter escrito diferente a frase. </font>

    <font style="BACKGROUND-COLOR: #ffff99">A ideia era dizer que ambos são sistemas operacionais, ou seja, têm a mesma função</font>.

  • cristian diz: 22 de junho de 2009

    Uso o mozilla só, que eu tenho conhecimento, eu posso ter um software livre e não saber.

  • Marcos diz: 23 de junho de 2009

    Eu uso o Ubuntu 9.04, para as atividades do cotidiano e até um pouco mais, não falta absolutamente nada! A distribuição nesta versão, está excelente e bastante amigável para o usuário iniciante e recomendo para aqueles que querem conhecer o linux.

  • JorgeEduardo diz: 23 de junho de 2009

    Nada contra a tua frase, considero a mesma correta para o texto. Só estava tentando fazer uma piadinha…

Envie seu Comentário