Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Participação feminina no mercado de TI será destaque no Fisl12

26 de junho de 2011 3

Foto: Cristiano Sant’Anna, indicefoto.com, Fisl, divulgação

As gurias prometem agitar o 12º Fórum Internacional Software Livre (Fisl12), que começa quarta-feira em Porto Alegre.

Dos cerca de 4 mil participantes inscritos até agora, as mulheres respondem por 15%. Parece pouco, mas já é um avanço em relação a anos anteriores. Além disso, uma série de ações estão sendo previstas para marcar a participação feminina no fórum deste ano e, claro, chamar a atenção para o debate sobre mulheres no mercado de TI.

Um baita incentivo para a causa veio da criação, na edição passada do evento, do grupo Feminino Livre (foto acima) como um núcleo da própria Associação Software Livre (ASL), entidade que organiza do evento.

Para saber mais, entrevistei a coordenadora do Feminino Livre, Paloma Costa (na foto, ela é a de camiseta azul no centro).

Confira:

Que atividades vocês estão planejando para o Fisl12?

“A ideia é, essencialmente, discutir a razão dos baixos números de mulheres no cenário de TI e promover e incentivar a participação feminina. Além de palestras planejadas dentro da grade do fisl, estamos formando uma mesa redonda para discutir a realidade feminina no mercado de TI [será dia 30/06, às 14h]
Também serão realizadas ações para chamar atenção do público do fisl para o tema, via flash mobs com distribuições de brindes, Encontro de Mulheres, pesquisas para traçar o perfil das mulheres de TI e desconferências com pequenas palestras (lighting talks).
Teremos um espaço na Mostra de Soluções Livres, onde concentraremos algumas das ações e estaremos à disposição dos participantes para apresentar as propostas do grupo.”

Por que a participação feminina no mercado de TI é ainda pequena?

“Segundo dados da pesquisa sobre relações entre trabalho e gênero no setor de TI da Doutoranda em Ciências Sociais pela Unicamp Bárbara Castro, participante do grupo Feminino Livre, baseados na PNAD 2009 (que é a mais recente), as mulheres compõem 19% do total de trabalhadores do setor de TI.
Preliminarmente, acredita-se que a baixa participação das mulheres no cenário de TI tem uma grande relação com fatores sociais. Na infância, por exemplo, as meninas são educadas para brincar de bonecas e casinha, enquanto os pais estimulam mais os meninos a brincar com os eletrônicos.
Além disso, a independência feminina e a entrada de mulheres no mercado de trabalho de uma forma em geral é algo recente, como todos sabemos. Naturalmente, estende-se também ao mercado de TI. Mas essa é apenas uma das questões e não são exclusividade da área da TI.”

Há quem pense que discutir mulheres e mercado de TI é algo meio clube da Luluzinha? Por que é importante discutir este tema?

“Sobre sermos vistas como clube da luluzinha, é verdade. Recebemos críticas por levantar esse debate e somos questionadas sobre a necessidade de se criar um grupo. Às vezes, são críticas veladas e outras abertamente.
Na maior parte das vezes, quando apresentamos nossas propostas e dizemos: “Não é uma discussão apenas para mulheres, e sim econômica”, conseguimos mostrar que se trata de uma realidade que a comunidade de software livre precisa enfrentar.
Estudos comprovam que equipes mistas desenvolvem um trabalho mais eficiente, já que mulheres e homens se preocupam com aspectos diferentes de um mesmo produto. Tendo em vista que as mulheres representam importante fatia do mercado consumidor, as equipes que desenvolvem precisam saber como elas pensam.
Também precisamos levar em conta o déficit de profissionais de TI no Brasil: 92 mil para 2011 e 200 mil até 2013, conforme dados da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). Com esses números, percebemos que precisamos formar mais profissionais para dar conta de uma demanda, que, na nossa visão, é um problema de desenvolvimento social e econômico do país.”

Quem tiver interesse em saber mais sobre o grupo Feminino Livre, o endereço é femininolivre.wordpress.com.

O Fisl12 será realizado de quarta-feira a sábado no Centro de Eventos da PUCRS.

Leia o que já foi publicado no blog sobre a edição deste ano do Fisl

>>> Siga o blog no Twitter (@blogdavanessa) e no Facebook (www.facebook.com/blogdavanessa)

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • @costapaloma diz: 27 de junho de 2011

    Obrigada Vanessa pela entrevista!
    O feminino sentiu-se honrado em colaborar!

    Abraços,
    Paloma

  • Fisl pode ser oportunidade para descolar entrevistas de emprego | Vanessa Nunes diz: 27 de junho de 2011

    [...] Participação feminina no mercado de TI será destaque no Fisl12 [...]

  • Os destaques do segundo dia de Fisl12 | Vanessa Nunes diz: 29 de junho de 2011

    [...] que discute a participação das mulheres no mercado de TI ocorre às 14h. Aliás, confira aqui entrevista do blog com Paloma Costa, coordenadora do grupo Feminino [...]

Envie seu Comentário