Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

[Fisl12] Que tal dar uma voltinha em um carrinho feito de sucata eletrônica?

29 de junho de 2011 3

Foto e texto de Paula Siqueira*, direto do Fisl

Já pensou em dirigir um carro que é comandado pelo laptop, usando apenas as quatro teclas direcionais? Não, não se trata de nenhuma máquina do mundo virtual dos games.

No 12º Fórum Internacional Software Livre (Fisl12), que está rolando no Centro de Eventos da PUCRS, deparei com um automóvel do tipo. Não é nenhuma Ferrari, mas é um carrinho bem simpático, e chama ainda mais atenção pela iniciativa.

É projeto de hardware livre do Centro Marista de Inclusão Digital (CMID), de Santa Maria.

O carrinho foi desenvolvido com o uso da carcaça de máquinas caça-níqueis apreendidas pelo Ministério Público, peças de bicicleta e partes de computadores inutilizados. Funciona com um motor de máquina de xerox movido a bateria. Seus comandos como direção, faróis (sim, ele tem luzinhas!) e buzina são dados a partir de um notebook – que, claro, roda software livre.

Além de reaproveitamento da sucata, uma bela contribuição ambiental, o CMID faz um trabalho social importante. Conta com o Projeto Alquimia, em que a proposta é oferecer oficinas de informática, manutenção e montagem de computadores a jovens carentes.

* Paula Siqueira tem 24 anos, é webdesigner e estudante de RP na Famecos. No Twitter, é a @tevaagustar.

Participe da cobertura colaborativa do Fisl12 no blog. Envie contribuições para contato@blogdavanessa.com.

Leia tudo o que já foi publicado sobre o Fisl12 aqui no blog

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • Guilherme Mar diz: 29 de junho de 2011

    Bah, mas e eu vi esse carrinho passiando por lá! será que eles tem o esquema deles para a comunidade?

  • Os destaques do segundo dia de Fisl12 | Vanessa Nunes diz: 29 de junho de 2011

    [...] [Fisl12] Que tal dar uma voltinha em um carrinho feito de sucata eletrônica? [...]

  • Clean Rodrigo Costa diz: 3 de julho de 2011

    bom, Guilherme, primeiramente tudo isto que é produzido pelo CMID, na verdade é feito pela comunidade… =D pois é uma obra inteiramente social.

Envie seu Comentário