Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Enquanto você não é a senha...

08 de maio de 2012 0

Foto: Flickr de CyberHades

Um dos assuntos mais comentados no mundinho da tecnologia nesta terça-feira foi o suposto vazamento de senhas de 55 mil usuários do Twitter.

Notícias do tipo sempre são uma boa deixa para trocar as suas senhas – uma prática, aliás, que devia fazer parte de sua rotina online. A recomendação de uma cartilha do Centro de Estudos, Resposta e Treinamento de Incidentes de Segurança do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CERT/CGI.br) é de que você troque as suas senhas a cada dois ou três meses.

Além de trocar esses códigos com frequência, confira outros cuidados importantes:

Crie senhas fortes (ou seja, datas importantes para você ou palavras que possam ser encontradas em dicionários). Tem que combinar letras maiúsculas e minúsculas, números, caracteres especiais. Faça senhas longas, de pelo menos oito caracteres. Use iniciais de uma frase para criar uma combinação. Por exemplo, a frase “Eu leio o Blog da Vanessa” poderia render a senha “!El0BdV!” (o código tem oito caracteres, inclui letras maiúsculas, minúsculas, sinais de pontuação e um número – notem que troquei a letra “o” por zero).

Não use a mesma combinação para tudo. Imagina se alguém descobre a sua senha do Twitter e com isso consegue ter acesso também ao seu e-mail, Facebook etc.

* Também tome cuidado com serviços de terceiros que pedem sua senha no Twitter ou outras redes sociais.

Criar (e lembrar das) senhas é algo estressante, mas por enquanto é um mal necessário. Com o avanço da tecnologia, criar esses códigos tende a se tornar algo obsoleto. Os sistemas de autenticação biométrica estão se tornando cada vez mais populares. Um exemplo que reforça essa tendência é o Face Unlock, recurso do sistema operacional Android 4.0 que permite destravar o telefone com reconhecimento facial. No futuro, cada vez mais, você será a senha.

Leia também:

Confira oito dicas de sites sobre segurança online

Que tal ter um e-mail descartável?

Bookmark and Share

Envie seu Comentário