Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Instagram é mais legal que Twitter?

04 de outubro de 2012 0

É um pouco injusto comparar o Instagram com o Twitter. Embora ambos sejam redes sociais, seus usos e propósitos são bem diferentes. Não concorrem entre si, e muitas vezes são usados de forma combinada.

Mesmo assim, vale a pena pensar um pouquinho sobre uma pesquisa da comScore divulgada pelo AllThingsD apontando que o Instagram teve 7,3 milhões de usuários em dispositivos móveis por dia em agosto nos Estados Unidos, contra 6,9 milhões do Twitter. Em média, cada usuário passa 257 minutos por mês no Instagram pelo celular, contra 170 minutos de acessos móveis ao Twitter.

O meu uso do smartphone está em sintonia com essa pesquisa. Aliás, é interessante notar como nossos hábitos online vão mudando com o tempo. Se há alguns anos eu ficava vendo tweets no elevador, hoje gasto esse tempo no Instagram.

Isso não quer dizer que o Instagram é mais legal ou importante que o Twitter. Mas isso significa que, sim, neste momento, o Instagram está mais divertido que o Twitter. Tenho tentado entender por que eu passo mais tempo lá do que no Twitter ou no Facebook quando estou no smartphone.

Minha primeira hipótese começa pelo fato de que o Instagram é uma rede social mais recente. Só tem dois anos, enquanto o Twitter existe desde 2006. Eu era uma usuária ávida de Twitter em 2008 e 2009, depois meu entusiasmo foi caindo. É algo natural, já que nossos usos de serviços online têm lá as suas fases.

Só que o fator que está mais me prendendo ao Instagram é o tipo de conteúdo que encontro lá. O Instagram tem um quê mais intimista do que o Twitter ou Facebook. Permite acompanhar melhor o que está acontecendo com os nossos amigos e como eles estão vendo o mundo. Lá eles se mostram de forma mais transparente, e o que eles têm a mostrar não vem soterrado em meio a outros tantos posts sobre coisas online compartilhadas por eles. O Instagram aponta para uma realidade mais palpável.

E mais: o Instagram não é o lugar em que seus amigos vão para ficar comentando o que está passando na TV. Além disso, é um ambiente menos corporativo e marketeiro que o Twitter. Embora as marcas o estejam invadindo com tudo, o Instagram ainda é hoje mais sobre os seus amigos do que sobre anúncios e promoções.

Soma-se a isso o poder de síntese que as imagens têm. Se você quer matar tempo enquanto está em uma fila, ver fotos é o tipo de coisa que pode ser mais divertido que ler textos e ficar clicando em links na telinha do smartphone.

Crédito da imagem: Instagram, reprodução

Leiam também:

A corrida para ser o Instagram dos vídeos

Smartcâmeras para a geração Instagram

A “facebookização” do Instagram

Bookmark and Share

Envie seu Comentário