Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Tudo parece melhor com NFC

09 de janeiro de 2013 0

Nunca se ouviu falar tanto de NFC (sigla de Near Field Communication, que significa comunicação de curta distância) quanto na edição deste ano da megafeira de tecnologia CES, em Las Vegas.

Um dos destaques da tecnologia NFC é o seu uso para transformar o telefone em carteira eletrônica, mas o que está sendo demonstrado na CES 2013 vai muito além disso.

A LG está reforçando bastante o conceito de casa inteligente, colocando NFC em eletrodomésticos para que você possa controlar pelo smartphone aparelhos como máquina de lavar, fogão, refrigerador e aspirador de pó, sendo possível inclusive dar comandos de voz para eletrodomésticos via telefone.  A LG também aposta em televisores com NFC. Com o chamado de SmartShare, você pode transferir arquivos – como fotos e vídeos – do smartphone ou laptop para LG Smart TVs.

Crédito: LG, divulgação

Outro exemplo está ligado ao conceito de carros conectados. A ideia da montadora Hyundai é que, no futuro, você possar usar o smartphone com NFC para abrir e ligar o seu carro. E não se trata apenas do fim das chaves, já que seu carro também seria capaz de reconhecer configurações como posição do espelho e destinos preferidos de acordo com o dono do telefone.

@@@

Quando se fala em NFC, não dá para esquecer que um dos smartphones mais populares – o iPhone, da Apple – ainda não conta com essa tecnologia.

Uma recente análise da consultoria Juniper Research considera que a decisão da Apple de não incluir NFC no iPhone 5 atrasou em dois anos o mercado de pagamentos móveis com NFC. “Enquanto muitos fabricantes têm lançado smartphones com NFC, a decisão da Apple é uma baixa para a tecnologia, principalmente devido a seus sucessos anteriores em educar o público em geral sobre novos serviços móveis”, escreveu o analista Windsor Holden. A previsão revisada da Juniper Research é que pagamentos móveis com NFC ultrapassem os 110 bilhões de dólares em 2017.

Bookmark and Share

Envie seu Comentário