Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pelo browser

12 de agosto de 2014 1

Novidade no Google Maps: agora é possível explorar Marte e a Lua pelo browser de internet. Os recursos antes só estavam disponíveis via Google Earth. Para acessar no Maps, clique no modo Terra no canto inferior esquerdo da tela.

googlemaps

Bookmark and Share

Resumão tech da semana

11 de agosto de 2014 0

4sqAlguns assuntos dos últimos dias no mundinho tech:

* A grande estreia da semana ficou por conta do novo Foursquare (imagem ao lado). Achei a atualização lindona, mas ainda estou inconformada com a divisão do app em dois, já que os recursos de check-in foram parar lá no Swarm.

* O #mimimi da semana ficou por conta do Secret (www.secret.ly), que permite a publicação de fotos e textos anonimamente. O app não é novo, mas só tem se falado dele ultimamente.

* Mais uma rede social entrando na febre das trocas de mensagens. Desta vez, o Pinterest.

* O Mentions, app do Facebook para famosos interagirem com seus fãs, foi lançado no Brasil (www.facebook.com/mentions).

Bookmark and Share

Para assistir

08 de agosto de 2014 0

Dá para assistir no YouTube, com legendas em português, o documentário The Internet’s Own Boy (O Menino da Internet, em uma tradução livre), que conta a história do ativista online Aaron Swartz, que morreu no ano passado. Swartz lutava por uma internet livre e colaborativa. Ele ajudou a criar o sistema RSS, foi um dos fundadores do Reddit e esteve envolvido com projetos como o Creative Commons e o OpenLibrary.org.

Bookmark and Share

A era do "unbundling"

07 de agosto de 2014 0

facebookmessenger

Talvez você não tenha gostado do anúncio de que o aplicativo do Facebook perderá a função de bate-papo, forçando usuários a baixar um app só para isso, o Messenger. Mas esta é a grande tendência no mundo mobile. Há um termo para isso, “unbundling”. Significa que aplicativos estão se dividindo em partes menores, cada vez mais apostando em nichos.

Outro serviço recentemente atingido pelo “unbundling” foi o Foursquare, que perdeu o recurso de check-ins, forçando seus usuários a baixar o Swarm. A rede social Path, voltada a amigos mais próximos, lançou o Path Talk para concentrar a troca de mensagens entre seus usuários. O Dropbox tem o Carousel, app só para fotos e vídeos. E não dá para esquecer do Google Docs (para documentos) e Sheets (para planilhas), que ganharam apps separados do Google Drive.

A estratégia de “unbundling” do próprio Facebook vai bem além do Messenger. A companhia tem ainda o Paper (para notícias). Também é do Facebook o Slingshot, o WhatsApp e o Instagram, que, por sua vez, lançou um app de mensagens, o Bolt, em alguns países.

O argumento é que apps de propósito único oferecem uma melhor experiência de uso, mais simplificada e focada. É uma estratégia diferente do que prega o ambiente desktop, com seus portais agregadores.

*Texto da minha coluna na ZH impressa

Bookmark and Share

Resumão tech da semana

03 de agosto de 2014 1

Selecionei alguns assuntos da semana no mundinho tech:

* Uma pane levou o Facebook a ficar fora do ar por algumas horas na sexta-feira. O mais bizarro disso tudo é que teve gente que chegou a ligar para a polícia para reclamar. A que ponto chegamos?

* O Facebook removerá os recursos de chat de seu app para iPhone e Android, forçando usuários a baixar o app Messenger.

* Sinais dos tempos. A Amazon estreou uma seção voltada a serviços de impressão 3D. Espiem aqui.

* A EA anunciou que o jogo Fifa15 não terá clubes e jogadores do campeonato brasileiro devido a dificuldades de licenciamento.

* A EA também anunciou que lançará uma espécie de Netflix dos games, exclusivamente para o Xbox One.

* Lembram do projeto do Facebook de levar internet de graça pelo celular? Pois foi lançado lá na Zâmbia, em parceria com uma operadora, o app do Internet.org, oferecendo acesso gratuito a alguns serviços, como previsão do tempo, buscas e o próprio Facebook.

* O Flappy Birds está de volta. O aplicativo foi relançado na Amazon Appstore para Android com o nome de Flappy Birds Family. Confiram aqui.

Bookmark and Share

[Turismo geek] Um passeio pela Microsoft

30 de julho de 2014 1

ms

Foi o desenvolvimento de uma versão da linguagem de programação Basic para o computador Altair 8800, lá nos anos 1970, que deu início à Microsoft. Então não surpreende que uma das peças mais importantes da história da computação seja um dos atrativos do Centro de Visitantes da companhia, lá em sua sede, em Redmond, nos Estados Unidos.

Visitei o local neste mês. Confiram algumas fotos:

visitor1Crédito das fotos: Vanessa Nunes, arquivo pessoal

altair

O passeio começa com o que a Microsoft chama de magia do software. Para mostrar como a computação revolucionou nossa vida, são exibidos itens como um videogame Atari, uma máquina de escrever, um celular-tijolão e uma câmera fotográfica das antigas, além, é claro, de um Altair 8800. Hoje, temos recursos superando isso tudo na palma da mão. Software mudou a forma como trabalhamos, nos comunicamos e nos divertimos, e a Microsoft faz disso uma oportunidade para falar de seus produtos, como o Office, o Skype, o Xbox Live e até a assistente pessoal de voz Cortana.

software2

A famosa imagem de 1978 dos fundadores da Microsoft é exibida em um painel. É uma das atrações do local, já que visitantes se posicionam ao lado do jovem Bill Gates para fotos. Eu mesma não resisti:

ms1Crédito da foto: Rafael Ramos, arquivo pessoal

No geral, o Centro de Visitantes da Microsoft – que é aberto ao público – é isso mesmo, uma vitrine de produtos da marca, onde é possível experimentar uma variedade de tablets, computadores e telefones com Windows, incluindo a linha de hardware da própria Microsoft, que inclui os tablets Surface e os smartphones Nokia Lumia. Também dá para brincar com o Xbox One, o Kinect e mesas sensíveis ao toque da companhia.

geralzona1

O que vem pela frente?

A Microsoft também fala de tendências em seu Centro de Visitantes.

Uma aposta é a tecnologia de realidade aumentada FaceCake Swivel, que espera um dia revolucionar a experiência de compras. É divertido experimentar o produto, que usa o sensor Kinect para capturar a sua imagem, e permite testar roupas, acessórios e maquiagem virtualmente.

facecakeCrédito da foto: Rafael Ramos, arquivo pessoal

Computação vestível é outro destaque. Lá há inclusive um vestido com o conceito de que “você veste o que você tuita”. O “Printing Dress” é uma instalação artística que integra componentes eletrônicos na roupa, que é feita basicamente de papel. Com um projetor integrado, a ideia é que a saia do vestido mostre tweets em tempo real.

trends

Fiz estes videozinhos:

>>>>> Veja o lugar onde o Vale do Silício nasceu

>>>> Conheça o Centro espacial da Nasa em Houston

>>>> Confira mais posts da série Turismo Geek

Bookmark and Share

Dica de app: Trip Compass

28 de julho de 2014 0

compassO desenvolvedor gaúcho Eduardo Sasso, radicado no Vale do Silício, nos Estados Unidos, brinca que veio com GPS interno “defeituoso de fábrica” e que, por isso, cansou de se perder ao caminhar em uma cidade nova. Há apps que ajudam na localização, como o próprio Google Maps, mas são tão cheios de funcionalidades que Sasso teve então a ideia de criar o Trip Compass. O app – disponível na App Store (U$S 1,99, em tinyurl.com/tripcompass) – se destaca pela simplicidade, como mostra a imagem ao lado. Ele aponta a direção do seu destino, em vez de avisar a rua em que se precisa dobrar.

- Queria um app que simplesmente me ajudasse a chegar no meu destino quando eu estivesse caminhando em uma cidade nova e, principalmente, que eu pudesse salvar os lugares que eu queria visitar e ter a possibilidade de usar o app mesmo estando offline – afirma.

O app usa a API do Gogobot para mostrar pontos de interesse, como hotéis e restaurantes. Embora trabalhe no Gogobot, Sasso desenvolveu o Trip Compass como um projeto paralelo, em suas horas de folga. Ele postou o código em github.com/eduardosasso/trip-compass e, com isso, espera que outros desenvolvedores possam usá-lo como exemplo em seus próprios apps.

*Dica inicialmente publicada na minha coluna na ZH impressa

Bookmark and Share

Resumão tech da semana

27 de julho de 2014 0

4sq

Selecionei alguns dos assuntos da semana no mundinho tech:

* Ah, o Foursquare… O app perdeu de vez o recurso de check-ins, que agora devem ser feitos por um novo app, o Swarm. Eca!  Em breve, o Foursquare estreará seu novo visual como parte de seu novo foco em busca local.

Eu adorAVA o Foursquare (assim mesmo, no passado), mas achei um tiro no pé a decisão de dividi-lo em dois (era tão bom antes fazer meus check-ins e conferir dicas sobre o local em um único lugar).

* O app do Uber – que funciona como um serviço de caronas pagas – ganhou versão para Windows Phone (já estava disponível para iOS e Android). No Brasil, o serviço funciona em São Paulo e no Rio, e está gerando protestos de taxistas nessas cidades.

* O Facebook apresentou o seu recurso de salvar conteúdo para ler depois.

* Já está à venda nos Estados Unidos, atrelado a um contrato com a AT&T, o smartphone o Fire, da Amazon. 

* A fabricante Xiaomi – considerada a Apple da China – anunciou uma pulseira inteligente. Ainda não se sabe quando a Mi Band chegará ao mercado, mas já está chamando a atenção o preço, já anunciado, de apenas 13 dólares. A companhia também apresentou um novo smart, o Mi 4. xiaomi

Na semana anterior, fiquei devendo um resumão tech (bah, que feio!). Mas se eu tivesse selecionado alguns assuntos daquela semana, teria incluído isso aí:

* Microsoft fechará o estúdio que produz conteúdo original para o Xbox. A companhia também não planeja mais desenvolver smarts Nokia rodando Android, segundo divulgou o site The Verge.

* A Amazon lançou o Kindle Unlimited, o que de certa forma já mencionei aqui neste outro post.

* Teve o anúncio de que a Novartis licenciará a tecnologia de lentes de contato inteligentes do Google.

* O Google apresentou o projeto Zero, uma iniciativa para descobrir falhas de segurança na internet.

* Foi anunciada uma parceria da Apple e IBM para o desenvolvimento de apps de iPhone e iPad para usuários corporativos.

Bookmark and Share

Um querido

27 de julho de 2014 0

Screen Shot 2014-07-21 at 12.15.00 AM

Que coisa mais meiga o robô Jibo.

Não é à toa o sucesso que este vídeo aí está fazendo no YouTube.

A ideia é que o Jibo seja um robô para a família. Com altura de 28 centímetros e peso de 2,7 kg, o seu “rosto” é uma tela sensível ao toque.

O Jibo tira fotos, lê histórias para crianças e avisa de compromissos. Por enquanto, é um protótipo, mas a expectativa é de que as primeiras unidades sejam entregues no final de 2015 com preço por volta dos US$ 500.

A fundadora da empresa por trás do projeto é uma professora do MIT especialista em robótica social.

Bookmark and Share

De frutas a e-books ilimitados

23 de julho de 2014 0

Estive em Seattle (EUA) dias atrás e vi caminhões como este aí circulando pela cidade. Lá, a Amazon vende até carne e verduras pela internet.

amazon

O serviço, chamado de Amazon Fresh, é só mais um exemplo do gigantismo da empresa, que oferece armazenamento na nuvem, investe na produção de séries de TV para o seu serviço de streaming e tem até um projeto de usar drones para fazer entregas de compras online.

Neste ano, a Amazon ainda apresentou o seu próprio telefone, mas uma novidade que promete mesmo é o Kindle Unlimited, serviço de assinaturas de livros lançado na semana passada, inicialmente apenas no mercado americano. Com o e-reader Kindle, a Amazon popularizou a leitura de livros eletrônicos. Agora, tem tudo para fazer pelos livros o que o Netflix fez por filmes e seriados de TV.

*Texto publicado na coluna Tecnologia na Cabeça desta semana

Bookmark and Share

Disputa até em fones de ouvido

22 de julho de 2014 0

level2

Quem vê estes fones de ouvido aí, novidade da Samsung, pode até pensar que é mais uma tentativa de fazer frente à Apple no mercado americano. Afinal, os produtos da Beats, queridinhos de famosos, viraram um xodó no mundo tech. Embora as comparações sejam inevitáveis, a Samsung tinha anunciado sua linha Level, de produtos de áudio, lá em abril, um mês antes de a Apple comprar a Beats.

Bookmark and Share

Apps nossos de cada dia

17 de julho de 2014 0

Baixamos apps e mais apps, mas só uns poucos ganham nossa atenção diária. Em média, as pessoas usam 27 aplicativos diferentes em um mês em seus telefones, de acordo com estudo da consultoria Nielsen. Em dois anos, o percentual cresceu apenas 15%, enquanto o tempo gasto em apps pulou 65%.

Ou seja, estamos passando cada vez mais tempo em apps, mas nos mesmos. Por curiosidade: só no caso da Apple App Store, que completou seis anos na semana passada, 22% dos aplicativos disponibilizados desde 2008 já morreram, como o Flappy Bird. O dado é de um estudo da consultoria Adjust.

A revolução na forma como as pessoas se relacionam com apps é o tema de um documentário que está buscando fundos no Kickstarter. App: The Human Story (App: A História Humana, em português) pretende mostrar que, antes do lançamento do iPhone, baixar software era coisa de nerd, mas, hoje em dia, até vício em apps se tornou banal. 

Uma prévia do projeto (em inglês):

Bookmark and Share

Fotos de drones

16 de julho de 2014 0

Esqueça os selfies. O Dronestragram, tipo um Instagram só para fotos feitas a partir drones, promoveu um concurso para escolher as melhores imagens do tipo. Confira as vencedoras em www.dronestagr.am/contest/rewards/.

dronestagramCrédito da imagem: reprodução

Bookmark and Share

Ainda mais futurístico

15 de julho de 2014 0

Para quem não acha o Google Glass futurístico o bastante, imagine então poder um dia controlar os óculos inteligentes com o pensamento. Quem está dando um primeiro passo nessa direção é o o MindRDR, um app que combina o Glass com um sensor de eletroencefalografia. O projeto é de uma startup de Londres que colocou o código-fonte no Github (github.com/ThisPlace/MindRDR), permitindo assim que outros desenvolvedores expandam o seu uso.

mind1Crédito da imagem: divulgação

Bookmark and Share

Quem venceu a Copa foi o Instagram

14 de julho de 2014 0

ins

Alemanha, que nada!

Sou da opinião que quem ganhou esta Copa do Mundo – a sua primeira Copa do Mundo – foi um app que sequer existia na época do Mundial da África do Sul. Estou me referindo ao Instagram.

Concordo que esta foi a Copa da zoeira, com tantos memes memoráveis – antes mesmo das partidas terminarem. Confere lá em ZH Esportes 10 memes que marcaram o Mundial.

Também é de se ressaltar que a final entre Alemanha e Argentina gerou 32,1 milhões de tweets, quebrando um novo recorde: 618.725 tweets por minuto.

Mas o Instagram foi a plataforma que nos ofereceu um olhar diferenciado dessa Copa. Claro, ajuda o fato de que dá para lincar o app com outras redes sociais, o que acaba ampliando o alcance de imagens inicialmente postadas por lá.

Pelo Instagram, acompanhamos jogadores da Seleção. Esta foto aí foi postada por Neymar quando eles – e nós – ainda tínhamos motivos para sorrir:

Com o fracasso do time, e as críticas recebidas, o lateral Dani Alves usou o Instagram para desabafar. Confere aí:

Em comentários deixados no Instagram de Camilo Zuniga, torcedores brasileiros e colombianos bateram boca, e o jogador colombiano recebeu até ameaças. Também foi por lá que ele pediu desculpas pelo lance que tirou Neymar da Copa.

Celebridades que foram ver a Copa de pertinho também abusaram de selfies no Instagram, como o chef Jamie Oliver, a cantora Rihanna, o ator Ashton Kutcher e o apresentador brasileiro Luciano Huck.


E não só selfies, como nessas fotos no Instagram da cantora Shakira e da modelo gaúcha Gisele Bündchen:


A vitória só não foi de goleada porque o queridinho desta Copa nas redes sociais, o camisa 10 da Alemanha, Podolski, não usou o Instagram para postar selfies célebres como este aí, com a taça e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel.

Mas também dá para conferir algumas fotos de Podolski – e todo o amor dele pelo Brasil – via Instagram:

>>> Leia também: A Copa dos doodles

Bookmark and Share

Resumão tech da semana

13 de julho de 2014 0

Selecionei cinco assuntos da semana no mundinho tech:

* O ICQ ganhou uma nova atualização, com recursos para concorrer com o WhatsApp e o Skype. É possível, por exemplo, enviar SMS gratuitamente para contatos e fazer chamadas de vídeo. Comento nosso saudosimo aqui.

* O fiasco brasileiro contra a Alemanha foi o evento esportivo mais tuitado na história, com o recorde de 580.166 tweets por minuto com o quinto gol alemão. A internet não perdoou, com memes, piadas, joguinhos (como o The Realistic Brazil 2014 game) e páginas no Tumblr (como o Sad Brazilians).

* A LG anunciou o protótipo de uma tela de 18 polegadas que pode ser enrolada. Olha só:

lgflexImagem: LG, divulgação

* A TSA (agência responsável pela segurança dos aeroportos nos EUA) divulgou uma nova medida de segurança para voos internacionais partindo de “certos aeroportos”: eletrônicos sem bateria poderão ser barrados de voos para os EUA vindos da Europa e Oriente Médio, caso um agente peça para ligar o aparelho, e ele não funcione. Com a medida, a TSA quer evitar que terroristas usem esses dispositivos para driblar a detecção de explosivos.

* Agora é possível espelhar smartphone e tablet com Android para a TV usando o Chromecast. Confere aqui a lista de aparelhos suportados.

Bookmark and Share

A morte do Orkut, a ressurreição do ICQ e a onda saudosista na internet

13 de julho de 2014 0

ic1Vocês notaram como estamos ficando saudosistas na internet?

Na semana passada, com o anúncio de que o Google encerrará o Orkut em setembro, teve toda uma corrida para resgatar o que restava das nossas contas mofadas naquele que já foi o site mais importante da internet brasileira. Cada relíquia do Orkut foi parar nas nossas timelines no Facebook.

Nesta semana, foi a vez de compartilhar nossos números de ICQ resgatados do fundo da memória. Muita gente nem lembrava mais que o ICQ existia, mas essa semana ele ganhou holofotes por anunciar uma nova versão com recursos a la WhatsApp. O ICQ era o queridinho da internet no final dos anos 90 e início dos anos 2000, mas depois perdeu o posto para o MSN Messenger, da Microsoft. Curiosamente, vale lembrar que até o MSN não existe mais (foi extinto pela Microsoft depois que a companhia migrou as contas do aplicativo para o Skype).

Essa onda saudosista entrega um pouco a nossa idade. Sim, estamos envelhecendo com a internet. Mas até que foi legal ter vivido o auge tanto do ICQ quanto do Orkut, algo que, talvez daqui a alguns anos, todos nós talvez possamos dizer também sobre o Facebook.

E falando em saudosismo: que tal deixar o teclado do seu computador com o som do ICQ ou, então, de máquina de escrever?

Confiram também:

>>> Hálito ICQ

>>> Meus sentimentos aos Orkuteiros de plantão

>>> Para os órfãos do Orkut

Bookmark and Share

Como se fosse um AirBnB para pets

12 de julho de 2014 0

Bela sacada do AirBnBicho, que facilita encontrar ou oferecer estadia para animais de estimação quando seus donos viajam. A novidade é inspirada no AirBnB, serviço que permite alugar quartos e apartamentos para viajantes.

Mais informações em airbnbicho.tumblr.com.

airbnbicho

* Dica publicada na coluna Tecnologia na Cabeça desta semana

>>> Confiram também: Pets versus gadgets

Bookmark and Share

Você é bom de geografia?

11 de julho de 2014 0

Um novo game no Google Maps permite testar conhecimentos gerais com base na localização geográfica. Com o “Smarty Pins”, você responde questões de vários tópicos – como esporte e artes – ao mover o “pin” até a correta localização.

Fica em smartypins.withgoogle.com. Pena que só está disponível em inglês.

smartypins

Mas vale avisar que o QuizUp (www.quizup.com), aplicativo de trivia vencedor do Webby Awards na categoria de game social, ganhou recentemente versão em português. Está disponível para Android e iOS.

* Dicas publicadas na coluna Tecnologia na Cabeça desta semana

Bookmark and Share

Na carona de uma polêmica

10 de julho de 2014 0

Longe de mim querer defender o estudo do Facebook que manipulou o feed de usuários para analisar emoções na rede social, mas, convenhamos, o Facebook não é o único a manipular a verdade de sua timeline.

Vale lembrar o vídeo “What’s on your mind?”, que se tornou viral na internet há cerca de um mês e já acumula mais de 7 milhões de visualizações no YouTube. Ele chama a atenção para o fato de que as pessoas muitas vezes passam uma imagem fake de suas vidas nas redes sociais. Como diz a descrição do vídeo, “o Facebook pode ser deprimente porque a vida dos outros é melhor que a sua. Mas será que elas são mesmo?”

Na carona do polêmico estudo do Facebook, foi até lançado um plugin para Chrome que simula o experimento. Com o Facebook Mood Manipulator (disponível apenas em inglês), dá para escolher “como você gostaria de se sentir” no momento, recebendo postagens de acordo com o seu humor (positivo, emotivo, agressivo ou aberto). Aos interessados, o endereço é http://tinyurl.com/facebookmood.

* Publicado na coluna Tecnologia na Cabeça desta semana

Bookmark and Share