Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

ASP 1-Star do Radical Wave Surf Eco Festival

31 de agosto de 2012 0

O capixaba Krystian Kymerson, 19 anos, é o novo campeão da etapa do ASP World 1-Star que abriu a semana do Radical Wave apresenta Surf Eco Festival na Bahia. Ele impediu uma segunda vitória baiana consecutiva na Praia de Jaguaribe ao bater Franklin Serpa, 23, na bateria que fechou o ASP South America Surf Series 2012 na quarta-feira em Salvador. O também baiano Aurelio Santana, 23, e o potiguar Italo Ferreira, 18, perderam nas semifinais e dividiram o terceiro lugar no primeiro pódio da capital baiana.

“Estou muito feliz porque é a primeira vez que consigo ganhar um campeonato do WQS (ASP World Star)”, vibrou Krystian Kymerson. “A final foi difícil pra caramba, mas fui feliz em achar duas ondas boas na bateria para vencer e agora o foco é o Pro Junior, pois meu grande objetivo mesmo aqui é brigar por uma vaga para o Circuito Mundial Pro Junior da ASP”.

Nesta quinta-feira, nas mesmas ondas da praia do SESC Piatã, começou a etapa final do Circuito Sul-americano Pro Junior que pelo quarto ano consecutivo será encerrado em Salvador. Krystian Kymerson é um dos que vão brigar pelo título na categoria para surfistas com idade até 20 anos. Além de apontar os campeões sul-americanos, o Surf Eco Festival também vai definir os quatro surfistas que representarão o continente na categoria masculina do ASP World Junior 2012 e as duas para a feminina.

Krystian é o sexto no ranking que garante os quatro primeiros colocados. No momento, estão se classificando o potiguar Italo Ferreira em primeiro lugar, o paulista Geovane Ferreira em segundo, o catarinense Caue Wood em terceiro e o quarto é outro paulista, Luan Carvalho. Ao falar um pouco mais sobre a sua primeira vitória em etapas do ASP World Star na carreira, o capixaba reafirmou que agora a concentração é no Pro Junior.

“Na verdade, acho que tudo foi decidido numa onda que ele (Franklin Serpa) não foi, que passou por ele. Eu peguei ela mais embaixo, consegui fazer as manobras variando bem encaixadas e essa nota 8,5 foi que me deu a vitória. Agora é se concentrar no Pro Junior para ver se consigo essa vaga para o Mundial, que é o mais importante pra mim no momento”, falou Kymerson.

Para conquistar o título, ele teve muito trabalho para superar os dois últimos adversários que enfrentou na quarta-feira de Sol, céu azul e boas ondas de 2-3 pés no pico do SESC Piatã em Salvador. Na semifinal contra o potiguar Italo Ferreira, líder do ranking sul-americano Pro Junior da ASP South America, a vitória foi por 12,60 a 12,03. Já a bateria decisiva do título foi encerrada em 13,93 a 13,57 pontos.

Fonte: João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America

Envie seu Comentário