Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Tiago Pires vence o ASP 6-Star das Canárias e confirma sua vaga no WCT

26 de outubro de 2012 0

O catarinense Willian Cardoso levou o Brasil até as semifinais do Islas Canarias Santa Pro, perdendo só para o campeão do último ASP 6-Star do ano nas Ilhas Canárias. Com a vitória sobre o norte-americano Gabe Kling na grande final, o português Tiago Pires confirmou a sua permanência na elite dos top-34 do WCT por ter ultrapassado os 15.000 pontos no ranking unificado da ASP. Apesar do prazo até domingo, o evento foi encerrado na sexta-feira para aproveitar as boas ondas de 2-3 pés da praia San Juan, em Lanzarote.

Só a vitória garantiria a vaga de Tiago Pires antes das etapas finais da temporada no Havaí. Com os 3.500 pontos recebidos pelo título, ele subiu da 36.a para a 22.a posição no ranking que está classificando até o 31.o colocado para a elite do ano que vem. Os catarinenses Willian Cardoso e Jean da Silva também poderiam confirmar os seus nomes se vencessem o Islas Canarias Santa Pro. Mesmo assim, ambos se afastaram um pouco mais da zona de perigo com os resultados conquistados nas Ilhas Canárias.

Tiago Pires (Foto: Masurel / ASP Europe)Tiago Pires campeão nas Canárias (Foto: Masurel / ASP Europe)

Foi na semifinal contra Willian que Tiago fez a melhor apresentação de todo o campeonato. O português atingiu incríveis 19,73 pontos de 20 possíveis com as notas 9,90 e 9,83 das duas melhores ondas que surfou na bateria. Willian começou a sexta-feira derrotando o já top-34 do WCT 2013, Filipe Toledo, depois passou fácil pelo sul-africano Beyrick De Vries, mas nada pôde fazer contra um inspirado Tiago Pires na semifinal.

Com os 2.080 pontos do terceiro lugar, Willian pulou da 29.a para a 24.a posição no ranking, totalizando 14.170 pontos. À sua frente, com apenas 10 pontos a mais está Jean da Silva, que foi barrado nas quartas de final pelo norte-americano Nathaniel Curran. Se passasse para a final, Curran também entraria no G-10 do ASP World Ranking, mas ficou na boca de entrada da zona de classificação, em 32.o lugar.

Os outros três brasileiros que competiram na sexta-feira em Lanzarote, não passaram das oitavas de final que abriram o último dia do Islas Canarias Santa Pro. O cearense Heitor Alves defendia o título conquistado em 2010 nas Ilhas Canárias, mas perdeu a primeira bateria do dia para o vice-campeão Gabe Kling. Filipe Toledo foi derrotado de novo por Willian Cardoso na reedição da final do ASP 6-Star de Newcastle, na Austrália. E o jovem carioca Lucas Silveira não conseguiu ganhar o duelo da novíssima geração com o sul-africano Beyrick De Vries.

DECISÃO NO HAVAÍ – Agora restam duas etapas do ASP World Prime para fechar a lista dos dez surfistas que o ASP World Ranking classifica para completar a elite dos top-34 do WCT. A decisão é no Havaí. O Reef Hawaiian Pro abre a Tríplice Coroa Havaiana nos dias 12 a 25 de novembro em Haleiwa. E o segundo desafio é a Van´s World Cup of Surfing, de 26 de novembro a 06 de dezembro em Sunset Beach, também na ilha de Oahu.

OITO BRASILEIROS – No momento, oito brasileiros estão se classificando para o ASP World Tour do ano que vem. Os paulistas Adriano de Souza, Gabriel Medina, Miguel Pupo e Filipe Toledo, já garantiram suas vagas. Os catarinenses Jean da Silva e Willian Cardoso estão bem perto de confirmar as suas pelo ranking mundial unificado da ASP. E o cearense Heitor Alves e o catarinense Alejo Muniz estão entre os 22 primeiros do WCT que são mantidos na divisão de elite do ASP Tour. Já o potiguar Jadson André e o carioca Raoni Monteiro, que fazem parte dos top-34 neste ano, não aparecem em nenhuma das duas listas classificatórias para 2013.

FINAL DO ASP 6-STAR ISLAS CANARIAS SANTA PRO:

Campeão: Tiago Pires (PRT) com 16,53 pontos (8.50+8.03) – US$ 25.000 e 3.500 pontos

Vice-campeão: Gabe Kling (EUA) com 14,47 (7.76+6.80)– US$ 12.500 e 2.640 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar – US$ 6.150 e 2.080 pontos:

1.a: Gabe Kling (EUA) 17.50 x 11.60 Nathaniel Curran (EUA)

2.a: Tiago Pires (PRT) 19.73 x 14.10 Willian Cardoso (BRA)

G-10 DO ASP WORLD RANKING – 39 etapas – 8 do WCT + 6 Prime + 25 Star:

1.o: John John Florence (HAV) – 38.665 pontos

2.o: Gabriel Medina (BRA) – 38.565

3.o: Kelly Slater (EUA) – 35.525

4.o: Adriano de Souza (BRA) – 32.045

5.o: Mick Fanning (AUS) – 28.743

6.o: Julian Wilson (AUS) – 28.300

7.o: Joel Parkinson (AUS) – 25.820

8.o: Taj Burrow (AUS) – 24.725

9.o: Adrian Buchan (AUS) – 23.905

10: Josh Kerr (AUS) – 23.736

11: Miguel Pupo (BRA) – 23.700

12: C. J. Hobgood (EUA) – 22.930

13: Jordy Smith (AFR) – 22.760

14: Kai Otton (AUS) – 21.345

15: Jeremy Flores (FRA) – 20.220

16: Owen Wright (AUS) – 19.700

17: Kolohe Andino (EUA) – 19.211 – 1.o do G-10

18: Glenn Hall (IRL) – 18.525 – 2.o do G-10

19: Filipe Toledo (BRA) – 16.700 – 3.o do G-10

20: Nat Young (EUA) – 15.885 – 4.o do G-10

21: Damien Hobgood (EUA) – 15.270 – 5.o do G-10

22: Tiago Pires (PRT) – 15.210 – 6.o do G-10

23: Jean da Silva (BRA) – 14.180 – 7.o do G-10

24: Willian Cardoso (BRA) – 14.170 – 8.o do G-10

25: Heitor Alves (BRA) – 13.700

26: Kieren Perrow (AUS) – 13.587

27: Brett Simpson (EUA) – 13.490

28: Alejo Muniz (BRA) – 13.450

29: Patrick Gudauskas (EUA) – 13.430 – 9.o do G-10

30: Michel Bourez (TAH) – 13.350

31: Matt Wilkinson (AUS) – 12.775 – 10.o do G-10

Fonte: João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America

Envie seu Comentário