Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Chileno Guillermo Satt tira o primeiro 10 do Desafio de Arica em El Gringo

11 de junho de 2013 0

O mar baixou um pouco na terça-feira, mas El Gringo continuou apresentando tubos adrenalizantes nas séries de 6 pés sólidos para o Monster Energy apresenta Maui and Sons Arica Pro by Sony no Chile. Porém, só até a entrada do vento sul que sempre chega no meio do dia para acabar com a formação das ondas em Arica. Antes disso, o chileno Guillermo Satt fez as honras da casa no último confronto do dia, arrancando a primeira nota 10 no tubo mais espetacular do campeonato. Outro destaque da terça-feira foi o peruano Gabriel Villaran, que tinha feito os recordes do Desafio de Arica até ali, com a nota 9,85 e os 18,35 pontos que totalizou em sua estreia nas esquerdas poderosas de El Gringo.

Foto de arquivo de Guillermo Satt em El Gringo no ano passado. (Foto: Philip Muller)

No segundo dia do Maui and Sons Arica Pro, foram realizadas mais oito baterias da segunda fase, restando quatro para fechar a lista dos 32 melhores do ASP 3-Star do Chile. A terça-feira começou com a surpreendente eliminação do argentino Santiago Muniz, que no sábado passado festejou a sua primeira vitória no Circuito Mundial da ASP na estreia do Rip Curl Pro Piedras Negras Ilo Moquegua no Peru. E foi um peruano, Martin Jeri, que venceu este primeiro confronto do dia, com o big-rider de Saquarema, Marcos Monteiro, passando em segundo lugar para a terceira rodada do campeonato.

Na disputa seguinte, os finalistas do Desafio de Arica no ano passado estrearam juntos e se classificaram. O defensor do título Anthony Walsh, da Austrália, saiu do mar em primeiro lugar e o havaiano Eala Stewart em segundo. Em uma bateria fraca de ondas, Anthony Walsh garantiu a vitória com uma nota 6,5, com os dois eliminando o brasileiro Ygor Arakaki e o norte-americano Jacob Szekely.

No terceiro confronto do dia, El Gringo bombou altas ondas e o peruano Gabriel Villaran surfou tubos incríveis, conseguindo notas 9,85 e 8,50 nas duas melhores ondas para totalizar 18,35 pontos de 20 possíveis. Na briga pela segunda vaga, o argentino Juan Arca superou o sul-africano Casey Grant e o norte-americano Patrick Swift. Na bateria seguinte, deu dobradinha brasileira de Yan Daberkow e Robson Santos sobre o chileno Cristian Merello e o argentino Marcelo Rodriguez.

No entanto, as marcas do peruano Gabriel Villaran só foram batidas no último confronto do dia pelo chileno Guillermo Satt. Para a alegria da torcida local, ele surfou o tubo mais espetacular dos dois primeiros dias do Maui and Sons Arica Pro. Foi tão profundo que os juízes não hesitaram em soltar a primeira nota 10 do campeonato e ele ainda somou um 8,75 para se tornar o recordista absoluto com o placar de 18,75 pontos. Em segundo ficou o uruguaio Marco Giorgi, que conquistou a última classificação do dia para a terceira fase da competição.

Outros surfistas que merecem destaque pelas grandes apresentações nos tubos de 6 pés plus da terça-feira em El Gringo são o brasileiro Yan Daberkow, o argentino Agustin Bollini e o havaiano Landon McNamara. Daberkow totalizou 15,40 pontos com notas 8,00 e 7,40. Bollini surfou um tubão nota 9,0 para ganhar um confronto internacional contra um competidor da Austrália, um dos Estados Unidos e um da Alemanha. E McNamara recebeu nota 9,35 em sua melhor onda para vencer a penúltima bateria do dia no Chile.

O Monster Energy apresenta Maui and Sons Arica Pro by Sony está sendo transmitido ao vivo pela internet e o link pode ser acessado clicando-se no banner do evento na capa do www.aspsouthamerica.com

TERCEIRA FASE DO MAUI AND SONS ARICA PRO – Baterias do Round of 32 já formadas:

1.a: Diego Conti (ARG), Matt Pagan (EUA), Yuri Gonçalves (BRA), Carlo Zapata (PER)

2.a: Camilo Hernandez (CHL), Yago Dora (BRA), Carlos Gonçalves (EQU), Michael February (AFR)

3.a: Martin Jeri (PER), Anthony Walsh (AUS), Juan Arca (ARG), Robson Santos (BRA)

4.a: Marcos Monteiro (BRA), Eala Stewart (HAV), Gabriel Villaran (PER), Yan Daberkow (BRA)

5.a: Agustin Bollini (ARG), Lucas Silveira (BRA), Alvaro Malpartida (PER), Marco Giorgi (URU)

6.a: James Fazio (EUA), Lucas Santamaria (ARG), Landon McNamara (HAV), Guillermo Satt (CHL)

SEGUNDA FASE – Round of 64 – 3.o=33.o lugar ($ 500 e 133 pts) / 4.o=49.o ($ 300 e 75 pts):

—————baterias que fecharam a segunda-feira:

1.a: 1-Diego Conti (ARG), 2-Camilo Hernandez (CHL), 3-João Abreu (BRA), w.o-Ricardo dos Santos (BRA)

2.a: 1-Matt Pagan (EUA), 2-Yago Dora (BRA), 3-Maximiliano Cross (CHL), 4-Patrick Korny (BRA)

3.a: 1-Carlos Gonçalves (EQU), 2-Yuri Gonçalves (BRA), 3-Sidney Guimarães (BRA), 4-Tristan Aicardi (CHL)

4.a: 1-Michael February (AFR), 2-Carlo Zapata (PER), 3-Cristian Merello (CHL), 4-Matheus Faria (BRA)

—————baterias realizadas na terça-feira:

5.a: 1-Martin Jeri (PER), 2-Marcos Monteiro (BRA), 3-Dunga Neto (BRA), 4-Santiago Muniz (ARG)

6.a: 1-Anthony Walsh (AUS), 2-Eala Stewart (HAV), 3-Ygor Arakaki (BRA), 4-Jacob Szekely (EUA)

7.a: 1-Gabriel Villaran (PER), 2-Juan Arca (ARG), 3-Casey Grant (AFR), 4-Patrick Swift (EUA)

8.a: 1-Yan Daberkow (BRA), 2-Robson Santos (BRA), 3-Cristian Merello (CHL), 4-Marcelo Rodriguez (ARG)

9.a: 1-Agustin Bollini (ARG), 2-James Fazio (EUA), 3-Nic Von Rupp (ALE), 4-Brent Symes (AUS)

10: 1-Lucas Silveira (BRA), 2-Lucas Santamaria (ARG), 3-Giovanni Visconti (CHL), 4-Liam McNamara (HAV)

11: 1-Landon McNamara (HAV), 2-Alvaro Malpartida (PER), 3-Ian Gouveia (BRA), 4-Rafael Tapia (CHL)

12: 1-Guillermo Satt (CHL), 2-Marco Giorgi (URU), 3-Alcides Lopes (BRA), 4-Greg Urata (EUA)

—————ficaram para abrir a quarta-feira:

13: Alon Campestrini (BRA), Nicolas Vargas (CHL), Ramon Santiago (PRI), Ryan Cabezas (CHL)

14: David Van Zyl (AFR), Enrique Ariitu (TAH), Nahuel Amalfitano (ARG), Felipe Sepulveda (CHL)

15: Manuel Selman (CHL), Myles Laine-Toner (EUA), Cheyne Willis (HAV), Leonardo Acevedo (CHL)

16: Thiago Guimarães (BRA), Michael Rodrigues (BRA), Igor Moraes (BRA), Diego Medina (CHL)

Fonte: ASP South América

Envie seu Comentário