Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Michael Rodrigues faz novo recorde no HD World Junior Championship

31 de outubro de 2013 0

Cearense passou para as oitavas de final aumentando de 9,57 para 9,63 a maior nota do evento apresentado pela Devassa e as sul-americanas saíram da disputa pelo título mundial Pro Junior feminino em Florianópolis

O cearense Michael Rodrigues brilhou mais uma vez na Ilha de Santa Catarina, aumentando o seu próprio recorde de nota de 9,57 para 9,63 no duelo verde-amarelo com o catarinense Matheus Navarro. Ele foi o primeiro brasileiro a avançar para as oitavas de final do Devassa apresenta HD World Junior Championship. Seu próximo adversário é o peruano Juninho Urcia, que barrou o campeão mundial Pro Junior de 2011, Caio Ibelli, na quinta-feira de ondas difíceis de 2-4 pés na Praia da Joaquina. Foi realizada metade da terceira fase masculina e a bateria de Gabriel Medina com o australiano Jake Sylvester ficou para abrir a sexta-feira, com a primeira chamada marcada para as 7h30 em Florianópolis. Já na categoria feminina foram definidos os confrontos das quartas de final, sem nenhuma sul-americana entre as classificadas.

Cearense Michael Rodrigues batendo recordes a cada apresentação na Joaca (Foto: Daniel Smorigo / ASP)

Cearense Michael Rodrigues batendo recordes a cada apresentação na Joaca (Foto: Daniel Smorigo / ASP)

O duelo verde-amarelo entre Michael Rodrigues e Matheus Navarro foi um dos mais eletrizantes do campeonato. O cearense pegou uma boa direita e mandou uma rasgada jogando muita água pra cima como primeira manobra, depois voou num aéreo 360 sensacional sem as mãos na prancha para arrancar nota 9,63 dos juízes, aumentando seu próprio recorde – 9,57 – do dia anterior. O catarinense não desistiu e achou uma esquerda para aplicar uma série de manobras fortes de backside que valeu nota 8,23. No entanto, Matheus não conseguiu outra onda boa para virar o resultado, encerrado em 15,30 a 10,66 pontos.

“Eu sabia que a bateria ia ser difícil porque o Matheus (Navarro) é muito competitivo. Já conheço ele desde os campeonatos amadores, então entrei com uma tática de fazer logo uma onda boa pra deixar ele na pressão e deu certo”, contou Michael Rodrigues, que falou um pouco sobre a onda nota 9,63 do novo recorde do campeonato. “Eu estava dando muito aéreo, então meu técnico, o Netão, falou pra mim usar um pouco da rasgada que estou treinando. Quando a onda armou limpa, não pensei duas vezes, mandei o rasgadão e já emendei com um aéreo rodando. Foi show!”.

Quem também saiu radiante do mar foi o peruano Juninho Urcia. Ele enfrentou o único campeão mundial Pro Junior da ASP que está participando do HD World Junior Championship em Florianópolis, só que o paulista Caio Ibelli não achou boas ondas na bateria e acabou eliminado em nono lugar por um baixo placar de 9,24 a 7,90 pontos. Juninho é o atual vice-campeão sul-americano Pro Junior da ASP South America e nas oitavas de final vai encarar outro favorito ao título na Praia da Joaquina, o recordista Michael Rodrigues.

“Foi muito emocionante”, vibrou Juninho Urcia. “O Caio (Ibelli) é um grande competidor, representa o Brasil no Circuito Mundial, mas aqui na competição tudo é muito intenso. Eu tentei competir de igual pra igual, sem me sentir menor do que ele. Lamentavelmente, as condições do mar estão bem difíceis para todos, mas campeonato é assim mesmo, por um milésimo de segundo você pode ganhar ou perder e aos poucos vou aprendendo tudo isso”.
O peruano também comentou sobre outro confronto sul-americano com um surfista brasileiro, contra Michael Rodrigues na segunda oitava de final. O cearense entrou no HD World Junior Championship vencendo a triagem realizada no sábado e continua fazendo grandes apresentações em Florianópolis, onde está morando há 8 meses. E Juninho já passou pelo carioca Lucas Silveira na repescagem e foi a grande surpresa da quinta-feira, ao eliminar o campeão mundial Caio Ibelli na terceira fase.

“O Michael (Rodrigues) é outro surfista brasileiro muito bom”, destacou Juninho Urcia. “Mas, amanhã (sexta-feira) é outro dia, então o que vai acontecer só saberemos amanhã. Eu tenho que continuar muito concentrado e quero aproveitar ao máximo cada segundo que estiver no mar. Independente de quem seja vou dar o meu melhor para tentar passar as baterias”.

Outros destaques da quinta-feira foram o português Vasco Ribeiro, o marroquino Ramzi Boukhiam e mais uma vez os japoneses, com dois se classificando para as oitavas de final na primeira metade da terceira fase, Reo Inaba e Takumi Nakamura. O português que tinha sido o recordista absoluto da primeira fase disputada na terça-feira, fez o maior placar do dia mais uma vez, 15,67 pontos, na vitória sobre o sul-africano Steven Sawyer. E o marroquino foi quem chegou mais perto da nota 9,63 de Michael Rodrigues, ganhando 9,33 na melhor onda que surfou no duelo que fechou a quinta-feira na Praia da Joaquina.

Já o primeiro japonês a passar para as oitavas de final do HD World Junior Championship foi Reo Inaba, que por décimos de diferença superou o sul-africano Michael February por 12,77 a 12,16 pontos. A outra classificação aconteceu num duelo entre dois surfistas do Japão, com Takumi Nakamura também ganhando por pouco de Hiroto Arai no placar encerrado em 13,84 a 13,10 pontos. Reo Inaba vai enfrentar o australiano Matt Banting na abertura das oitavas de final e Nakamura pega o marroquino Ramzi Boukhiam na quarta bateria.

Matt Banting foi o primeiro a confirmar seu nome entre os dezesseis melhores surfistas do campeonato que decide o título mundial Pro Junior da ASP pela primeira vez no Brasil. Os 15,34 pontos que totalizou na vitória sobre o havaiano Seth Moniz só foram superados pelos 15,67 do português Vasco Ribeiro. O outro único australiano que ainda está na briga pelo caneco de melhor Pro Junior do mundo no HD World Junior Championship é Jake Sylvester, adversário do grande favorito Gabriel Medina no duelo que ficou para abrir a sexta-feira na Praia da Joaquina.

SUL-AMERICANAS ELIMINADAS – Diferente dos outros dias, a categoria feminina abriu a quinta-feira com uma dobradinha peruana de Miluska Tello e Melanie Giunta sobre a japonesa Minato Takahashi no primeiro confronto da repescagem. No outro, a catarinense Marina Rezende também se classificou para as oitavas de final, mas todas as cinco representantes da América do Sul foram eliminadas nesta fase e terminaram em nono lugar no HD World Junior Championship apresentado pela Devassa em Florianópolis.

A peruana Miluska Tello foi a primeira a ser barrada pela norte-americana Frankie Harrer. Depois, a argentina Lucia Coloseto perdeu para a sul-africana Bianca Buitendag, a catarinense Marina Rezende para a havaiana Mahina Maeda, a carioca Carol Fernandes para a australiana Stephanie Single e a atual campeã sul-americana Pro Junior da ASP South America, Melanie Giunta, foi batida no último duelo feminino do dia pela francesa Johanne Defay.

Havaiana Tatiana Weston-Webb (Foto: Daniel Smorigo / ASP)

Havaiana Tatiana Weston-Webb (Foto: Daniel Smorigo / ASP)

Entre as meninas, a melhor apresentação da quinta-feira foi da Tatiana Weston-Webb na bateria havaiana com Dax McGill que definiu a primeira classificada para as quartas de final do evento que vai apontar a campeã mundial Pro Junior da ASP de 2013. Tatiana fez os recordes da categoria feminina no HD World Junior Championship com a nota 8,83 da sua melhor onda e os 16,50 pontos que totalizou para superar os 12,20 pontos de Dax McGill.

“Sério que fiz os recordes do campeonato? Ah, eu não sabia, que massa!”, vibrou Tatiana Weston-Webb, quando soube que tinha feito as maiores marcas entre as meninas. “Eu surfei hoje (quinta-feira) pela manhã aqui e estava bem estranho o mar, mas parece que as ondas melhoraram na hora da nossa bateria. A Dax (McGill) é uma ótima competidora, ela é minha melhor amiga e foi difícil competir contra ela. Ficamos conversando bastante e só tentamos fazer o nosso melhor dentro d´água. Fico triste por ela sair do campeonato, mas feliz pela minha classificação também, porque meu objetivo é tentar ser campeã mundial aqui”.

Sua próxima adversária é a norte-americana Frankie Harrer e na segunda bateria a sul-africana Bianca Buitendag, top do WCT que é apontada como grande favorita ao título no HD World Junior, enfrenta a única representante de Barbados, Chelsea Tuach. As vencedoras destes dois duelos vão disputar a primeira vaga para a grande final. Na chave de baixo, a havaiana Mahina Maeda pega a neozelandesa Ella Williams na terceira bateria e a última quarta de final será entre a australiana Stephanie Single e outra forte candidata ao título mundial, a francesa Johanne Defay, que neste ano se classificou para a elite mundial do WCT 2014.

O HD World Junior Championship 2013 é apresentado pela Devassa e distribui uma premiação total de 130 mil dólares nas duas categorias. O evento homologado pela Association of Surfing Professionals (ASP) é uma realização da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e da Associação de Surf da Joaquina (ASJ), com patrocínio da marca de surfwear HD, Ecco Energy, Cup Noodles e apoio do FUNDESPORTE do Governo do Estado de Santa Catarina e da Prefeitura Municipal de Florianópolis, através da Secretaria Municipal de Turismo, com divulgação oficial pela Rede Atlântida, Revista Fluir e Site Waves.

Resultados:
OITAVAS DE FINAL MASCULINAS – baterias já formadas pelos resultados da quinta-feira:
1.a: Matt Banting (AUS) x Reo Inaba (JPN)
2.a: Michael Rodrigues (BRA) x Juninho Urcia (PER)
3.a: Oney Anwar (IDN) x Vasco Ribeiro (PRT)
4.a: Ramzi Boukhiam (MAR) x Takumi Nakamura (JPN)

TERCEIRA FASE – Vitória=Oitavas de Final / Derrota-17.o lugar – US$ 1.200 e 1.750 pontos:
1.a: Matt Banting (AUS) 15.34 x 9.50 Seth Moniz (HAV)
2.a: Reo Inaba (JPN) 12.77 x 12.16 Michael February (AFR)
3.a: Michael Rodrigues (BRA) 15.30 x 10.66 Matheus Navarro (BRA)
4.a: Juninho Urcia (PER) 9.24 x 7.90 Caio Ibelli (BRA)
5.a: Oney Anwar (IDN) 10.94 x 10.27 João Paulo Abreu (BRA)
6.a: Vasco Ribeiro (PRT) 15.67 x 10.33 Steven Sawyer (AFR)
7.a: Takumi Nakamura (JPN) 13.84 x 13.10 Hiroto Arai (JPN)
8.a: Ramzi Boukhiam (MAR) 14.56 x 12.70 Mitchell Parkinson (AUS)
———-baterias que ficaram para sexta-feira:
9.a: Gabriel Medina (BRA) x Jake Sylvester (AUS)
10: Kanoa Igarashi (EUA) x Ian Crane (EUA)
11: Keanu Asing (HAV) x Slade Prestwich (AFR)
12: Dylan Lightfoot (AFR) x Cam Richards (EUA)
13: Carlos Muñoz (CRI) x Vehiatua Prunier (TAH)
14: Arashi Kato (JPN) x Joshua Moniz (HAV)
15: Jessé Mendes (BRA) x Nomme Mignot (FRA)
16: Hiroto Ohhara (JPN) x Kan Watanabe (JPN)

QUARTAS DE FINAL FEMININAS – 5.o lugar – US$ 1.250 e 5.200 pontos:
1.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) x Frankie Harrer (EUA)
2.a: Bianca Buitendag (AFR) x Chelsea Tuach (BRB)
3.a: Mahina Maeda (HAV) x Ella Williams (NZL)
4.a: Johanne Defay (FRA) x Stephanie Single (AUS)

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar – US$ 1.000 e 4.000 pontos:
1.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) 16.50 x 12.20 Dax McGill (HAV)
2.a: Frankie Harrer (EUA) 11.27 x 9.67 Miluska Tello (PER)
3.a: Chelsea Tuach (BRB) 10.43 x 8.84 Reika Noro (JPN)
4.a: Bianca Buitendag (AFR) 11.50 x 6.77 Lucia Cosoleto (ARG)
5.a: Mahina Maeda (HAV) 13.70 x 6.10 Marina Rezende (BRA)
6.a: Ella Williams (NZL) 11.10 x 7.77 Leticia Canales Bilbao (ESP)
7.a: Stephanie Single (AUS) 11.74 x 9.26 Carol Fernandes (BRA)
8.a: Johanne Defay (FRA) 13.23 x 9.84 Melanie Giunta (PER)

REPESCAGEM FEMININA – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=17.o lugar – US$ 750 e 1.750 pontos:
1.a: 1-Miluska Tello (PER)=9.33, 2-Melanie Giunta (PER)=8.63, 3-Minato Takahashi (JPN)=4.70
2.a: 1-Leticia Canales Bilbao (ESP)=9.04, 2-Marina Rezende (BRA)=7.17, 3-Emma Smith (AFR)=6.03

FonteÇ

Envie seu Comentário