Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Mick Fanning e Carissa Moore badalam o sino da vitória no Rip Curl Pro Bells

27 de abril de 2014 0

Uma final australiana fechou o Rip Curl Pro Bells Beach nas ondas de Winkipop na quarta-feira, com o tricampeão mundial Mick Fanning derrotando Taj Burrow para badalar o sino da vitória pela terceira vez na etapa mais tradicional do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014 na Austrália. Gabriel Medina perdeu o duelo brasileiro para Adriano de Souza na repescagem, mas permaneceu em primeiro lugar no ranking com a derrota de Kelly Slater e Joel Parkinson nas quartas de final. O fenômeno volta ao Brasil para defender a liderança no Billabong Rio Pro, que começa no dia 7 e vai até 18 de maio no Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ).

Foto de Kirstin Scholtz / ASP Images

Foto de Kirstin Scholtz / ASP Images

Depois de vencer o número 1 do mundo neste início de temporada, Mineirinho acabou sendo eliminado por Taj Burrow na abertura das quartas de final, com o australiano acabando com a chance dele prosseguir na busca pelo bicampeonato no Rip Curl Pro Bells Beach. Com o quinto lugar na prova que fechou a “perna australiana” na quarta-feira de boas ondas de 4-6 pés, Adriano de Souza permaneceu em sexto lugar no ranking que continua liderado por Gabriel Medina. Isto porque Joel Parkinson e Kelly Slater, únicos que poderiam ultrapassa-lo, também foram barrados nas quartas de final, por Julian Wilson e John John Florence, respectivamente.

A confiança de Mineirinho para a etapa brasileira do Samsung Galaxy ASP World Tour é justificada pelo seu bom desempenho nas ondas da Barra da Tijuca. Nas três edições do Billabong Rio Pro na capital carioca, ele foi campeão na que marcou a volta do WCT para o Rio de Janeiro em 2011 derrotando o próprio Taj Burrow que o barrou em Bells Beach e também foi finalista no ano passado, quando acabou perdendo a decisão do título para o sul-africano Jordy Smith nas ondas do Postinho. Mas, de novo saiu do Brasil liderando o ranking mundial.

Depois de tirar o último brasileiro da disputa do título em Bells, Taj Burrow despachou o dono da única nota 10 da temporada 2014 do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014, o havaiano John John Florence, que vinha embalado pela vitória sobre Kelly Slater nas quartas de final. As semifinais e a final foram transferidas do Bowl de Bells para Winkipop, onde Mick Fanning também conquistou a outra vaga na decisão na melhor bateria do campeonato. Ele e o também australiano Julian Wilson surfaram ótimas ondas e o tricampeão mundial precisou estabelecer um novo recorde de 18,20 pontos para superar os 17,36 do seu oponente.

Na última bateria do Rip Curl Pro Bells Beach 2014, Mick Fanning também começou bem com uma nota 8,00 e logo surfou uma melhor ainda que valeu 8,83. Enquanto isso, Taj Burrow falhava nas suas tentativas, mas quando conseguiu pegar uma boa, mostrou todo o seu potencial para tirar a maior nota da grande final, 9,63. Só que não achou outra para somar e acabou computando uma nota 3,83 no placar encerrado em 16,83 a 13,46 pontos. O campeão Mick Fanning faturou o prêmio máximo de 100 mil dólares e Burrow ficou com 40 mil dólares pelo vice-campeonato. Com a vitória, Fanning subiu da 11.a para a terceira posição no ranking e Burrow do nono para o quinto lugar na classificação geral das três etapas da Austrália.

O australiano Taj Burrow não conseguiu uma segunda vitória no Rip Curl Pro Bells Beach, mas ficou feliz com o vice-campeonato também. “Foi uma boa final com o Mick (Fanning) e vi que ele ficou tenso sabendo que eu precisava de uma nota 7. Até porque havia ondas para isso, mas eu não consegui. Não há nada melhor do que tocar o sino deste troféu especial para a carreira de qualquer surfista. Sou feliz por já ter o meu nome nele, mas eu adoraria ver ele registrado uma segunda vez. Tudo bem, não deu e agora é tentar vencer o próximo, no Brasil”.

HAVAIANA SUPERCAMPEà– Diferente da categoria masculina, o Rip Curl Women´s Pro Bells Beach terminou com uma reedição da final do ano passado e o resultado foi o mesmo, com a bicampeã mundial Carissa Moore derrotando a australiana Tyler Wright. Aliás, as duas já haviam decidido o título da etapa passada em Margaret River, que a havaiana também venceu. Com a segunda vitória consecutiva, Carissa Moore se isola na liderança do ranking, pois a pentacampeã mundial Stephanie Gilmore perdeu nas semifinais para Tyler Wright.

Gilmore agora é a vice-líder, mas seguida de perto por Tyler Wright, que vai defender o título de campeã da etapa brasileira do Samsung Galaxy ASP Women´s World Tour conquistado na final australiana do ano passado com Sally Fitzgibbons. Depois de muitos anos, nesta temporada não tem nenhuma surfista da América do Sul entre as top-17 da elite mundial feminina. No entanto, a brasileira Silvana Lima, que perdeu a vaga no WCT junto com a peruana Sofia Mulanovich no ano passado, já foi confirmada para competir como convidada nas ondas do Postinho da Barra da Tijuca, de 7 a 18 de maio no Rio de Janeiro.

———————————————————————————-
Fonte – Assessoria de Imprensa da ASP South America
FINAL DO RIP CURL PRO BELLS BEACH:

Campeão: Mick Fanning (AUS) por 16,83 (notas 8.83+8.00) – US$ 100.000 e 10.000 pontos

Vice-campeão: Taj Burrow (AUS) com 13,46 pontos (9.63+3.83) – US$ 40.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 6.500 pontos e US$ 20.000:

1.a: Taj Burrow (AUS) 14.43 x 13.43 John John Florence (HAV)

2.a: Mick Fanning (AUS) 18.20 x 17.36 Julian Wilson (AUS)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 5.200 pontos e US$ 15.000:

1.a: Taj Burrow (AUS) 15.50 x 13.16 Adriano de Souza (BRA)

2.a: John John Florence (HAV) 13.13 x 11.10 Kelly Slater (EUA)

3.a: Julian Wilson (AUS) 17.53 x 15.34 Joel Parkinson (AUS)

4.a: Mick Fanning (AUS) 13.16 x 11.37 Owen Wright (AUS)

QUINTA FASE – REPESCAGEM – Vitória=Quartas de Final / Derrota=9.o lugar com 4.000 pontos e US$ 12.500:

1.a: Adriano de Souza (BRA) 16.27 x 13.33 Gabriel Medina (BRA)

2.a: Kelly Slater (EUA) 15.26 x 12.44 Adam Melling (AUS)

3.a: Julian Wilson (AUS) 17.30 x 17.26 Jordy Smith (AFR)

4.a: Owen Wright (AUS) 13.37 x 13.10 Fredrick Patacchia (HAV)

TOP-22 NO RANKING DO SAMSUNG GALAXY ASP WORLD TOUR 2014 – 3 etapas:

1.o: Gabriel Medina (BRA) – 19.200 pontos

2.o: Joel Parkinson (AUS) – 18.400

3.o: Mick Fanning (AUS) – 16.950

4.o: Kelly Slater (EUA) – 16.900

5.o: Taj Burrow (AUS) – 16.250

6.o: Adriano de Souza (BRA) – 15.700

7.o: Josh Kerr (AUS) – 13.750

8.o: Michel Bourez (TAH) – 12.250

9.o: Nat Young (EUA) – 10.950

9.o: Miguel Pupo (BRA) – 10.950

11: Julian Wilson (AUS) – 10.000

12: Jordy Smith (AFR) – 9.700

13: John John Florence (HAV) – 8.750

13: Bede Durbidge (AUS) – 8.750

15: C. J. Hobgood (EUA) – 8.700

15: Owen Wright (AUS) – 8.700

17: Fredrick Patacchia (HAV) – 8.500

18: Adam Melling (AUS) – 7.500

19: Filipe Toledo (BRA) – 6.250

19: Mitch Crews (AUS) – 6.250

21: Kai Otton (AUS) – 4.000

21: Sebastian Zietz (HAV) – 4.000

———outros brasileiros:

21: Jadson André (BRA) – 4.000 pontos

33: Alejo Muniz (BRA) – 1.500

33: Raoni Monteiro (BRA) – 1.500

Envie seu Comentário