Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Gabriel Medina recupera liderança no ranking do WCT com vitória em Fiji

08 de junho de 2014 0

O Brasil volta ao topo do ranking mundial com Gabriel Medina, 20 anos, conquistando mais uma vitória inédita para o surfe brasileiro no Samsung Galaxy ASP World Championship Tour. O fenômeno de Maresias, sua praia em São Sebastião no litoral norte de São Paulo, não perdeu nenhuma bateria nas ondas de 4-6 pés desta semana nas esquerdas perfeitas de Cloudbreak, na ilha de Tavarua, em Fiji. Na sexta-feira, derrotou dois norte-americanos para colocar seu nome no seleto grupo de campeões do WCT nas Ilhas Fiji, surfando os melhores tubos do último dia. Na final contra Nat Young, 22 anos, alguns juízes chegaram a dar nota 10 numa onda de Medina, que somou o 9,87 dela com 8,53 da seguinte para confirmar o título por 18,40 a 14,77 pontos.

Gabriel Medina surfou os melhores tubos do último dia em Cloudbreak (Foto: Steve Robertson / ASP)

“É ótimo estar de volta ao topo do ranking, mas ainda é cedo para se falar em título mundial”, disse Gabriel Medina. “O Nat (Young) é um grande surfista e foi uma boa final. Eu ficava nervoso dentro destes tubos, não conseguia ver nada na frente e quando saía ficava amarradão. Quero agradecer as pessoas de Namotu que estavam me apoiando, obrigado a todos em Fiji, eu adoro esse lugar, especialmente agora depois desta vitória”.

Medina liderou o ranking mundial nas três provas da “perna australiana” que abriu o Samsung Galaxy ASP World Championship 2014. No Brasil, foi barrado na terceira fase do Billabong Rio Pro pelo tubaço que o sul-africano Travis Logie, 35 anos, surfou no último minuto e caiu para o quinto lugar no ranking. Sua única chance de voltar ao topo era ser finalista no Fiji Pro e a primeira posição poderia ter sido decidida na grande final, se o taitiano Michel Bourez, 28, não tivesse perdido para Nat Young o primeiro duelo da sexta-feira em Cloudbreak.

“Terceira final e terceiro vice-campeonato é um pouco frustrante”, lamentou Nat Young. “Eu me sinto bem, minhas pranchas estão boas e esperei por uma onda boa para começar bem a bateria. Infelizmente, fiquei um pouco fora e ritmo e o Gabriel (Medina) encontrou ondas com melhor qualidade. Ele está surfando muito bem e vai ser sempre difícil de ganhar dele. O vice-campeonato é um bom resultado, o meu melhor do ano, então vou mais confiante para J-Bay (África do Sul) e Taiti”.

Das esquerdas de Fiji, o Samsung Galaxy ASP World Championship Tour agora vai para as direitas de Jeffreys Bay na África do Sul, que volta a receber uma das etapas da corrida do título mundial nos dias 10 a 21 de julho. O último a festejar vitória em Supertubes foi Adriano de Souza, 27 anos, numa etapa do ASP World 6-Star de 2012, pois no ano passado nenhum evento da ASP foi realizado num dos principais palcos do surfe mundial. Mineirinho fez grandes apresentações em Cloudbreak, até quando perdeu para o americano Kolohe Andino, 20, a bateria que fechou a quinta-feira na ilha de Tavarua.

O californiano impediu uma semifinal verde-amarela ao parar Adriano de Souza, mas foi atropelado por Gabriel Medina com uma massacrante derrota por 17,50 a 9,57 pontos. O fenômeno computou notas 9,07 e 8,43 das últimas que surfou na bateria, sempre com tubos combinados com manobras modernas nas seções mais críticas das ondas. Kolohe Andino dividiu o terceiro lugar no Fiji Pro com Michel Bourez, justamente os dois que decidiram o título da etapa brasileira do WCT no Rio de Janeiro, o Billabong Rio Pro, vencido pelo taitiano.

Gabriel Medina e Nat Young no pódio (Foto: Kirstin Scholtz / ASP)

TÍTULO MUNDIAL – Com o resultado do Fiji Pro, a disputa do título mundial no Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014 continua acirrada e embolou mais ainda com a vitória de Gabriel Medina, principalmente entre os três primeiros colocados. O brasileiro reassumiu a ponta do ranking com 30.950 pontos nas cinco etapas completadas nesta sexta-feira, 2.200 à frente do taitiano Michel Bourez, que ficou com 28.750 pontos. O número 1 era Kelly Slater, 42 anos, que também defendia uma invencibilidade de três títulos consecutivos em Fiji.

Slater perdeu o confronto direto pela ponta para Michel Bourez nas quartas de final e caiu para o terceiro lugar no ranking, com 28.600 pontos. O australiano Taj Burrow, 36, ocupava a vice-liderança e saiu uma fase antes de Slater, assim como Joel Parkinson, 33, ambos também sendo ultrapassados por Gabriel Medina e Michel Bourez. Adriano de Souza se manteve em sexto lugar e Nat Young subiu de nono para sétimo, à frente do tricampeão mundial Mick Fanning, 32 anos.

A disputa pela ponta do ranking no J-Bay Open será entre estes oito primeiros colocados na classificação geral do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour. Com os 10.000 pontos do Fiji Pro, Medina abriu duas fases de vantagem para Michel Bourez e Kelly Slater e três para Taj Burrow e Joel Parkinson. Adriano de Souza e Nat Young já chegam na África do Sul precisando ser finalista para superar a pontuação atual de Gabriel Medina, enquanto para Mick Fanning só a vitória interessa para isso.

—————————————————————————————

Fonte – Assessoria de Imprensa da ASP South America

———————————————————————————-

FINAL DO FIJI PRO:

Campeão: Gabriel Medina (BRA) por 18,40 pontos (9,87+8,53) – US$ 100.000 e 10.000 pontos

Vice-campeão: Nat Young (EUA) com 14,77 (notas 8,17+6,60) – US$ 40.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS – Derrota=3.o lugar com 6.500 pontos e US$ 20.000 de prêmio:

1.a: Nat Young (EUA) 14.00 x 12.10 Michel Bourez (TAH)

2.a: Gabriel Medina (BRA) 17.50 x 9.57 Kolohe Andino (EUA)

RESULTADOS DA QUINTA-FEIRA:

QUARTAS DE FINAL – Derrota=5.o lugar com 5.200 pontos e US$ 15.000 de prêmio:

1.a: Nat Young (EUA) 14.27 x 7.50 Mick Fanning (AUS)

2.a: Michel Bourez (TAH) 13.33 x 8.90 Kelly Slater (EUA)

3.a: Gabriel Medina (BRA) 14.20 x 6.34 John John Florence (HAV)

4.a: Kolohe Andino (EUA) 18.36 x 17.07 Adriano de Souza (BRA)

QUINTA FASE – REPESCAGEM – Vitória=Quartas de Final / Derrota=9.o lugar com 4.000 pontos e US$ 12.500:

1.a: Mick Fanning (AUS) 15.90 x 14.86 Owen Wright (AUS)

2.a: Michel Bourez (TAH) 13.44 x 8.20 Filipe Toledo (BRA)

3.a: John John Florence (HAV) 16.70 x 12.34 Taj Burrow (AUS)

4.a: Adriano de Souza (BRA) 12.67 x 10.10 Joel Parkinson (AUS)

TOP-22 DO RANKING DO SAMSUNG GALAXY ASP WORLD TOUR 2014 – 5 etapas:

1.o: Gabriel Medina (BRA) – 30.950 pontos

2.o: Michel Bourez (TAH) – 28.750

3.o: Kelly Slater (EUA) – 28.600

4.o: Taj Burrow (AUS) – 26.750

5.o: Joel Parkinson (AUS) – 26.400

6.o: Adriano de Souza (BRA) – 24.900

7.o: Nat Young (EUA) – 24.150

8.o: Mick Fanning (AUS) – 22.650

9.o: Kolohe Andino (EUA) – 18.500

10: Josh Kerr (AUS) – 18.250

11: Jordy Smith (AFR) – 16.650

12: John John Florence (HAV) – 15.700

12: Bede Durbidge (AUS) – 15.700

14: Julian Wilson (AUS) – 13.500

15: Owen Wright (AUS) – 13.200

16: Filipe Toledo (BRA) – 12.000

17: Miguel Pupo (BRA) – 11.950

18: Sebastian Zietz (HAV) – 10.950

19: Fredrick Patacchia (HAV) – 10.750

20: C. J. Hobgood (EUA) – 9.700

21: Adam Melling (AUS) – 8.500

21: Mitch Crews (AUS) – 8.500

——-outros brasileiros:

25: Jadson André (BRA) – 6.250 pontos

28: Alejo Muniz (BRA) – 5.000

34: Raoni Monteiro (BRA) – 2.500

 

 

Envie seu Comentário