Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Catarinenses brigam por título nacional no Brasileiro de Motocross

08 de outubro de 2014 0

Sétima etapa acontece neste final de semana, em Santa Maria (RS), com pilotos de Santa Catarina na briga direta pelo título da temporada

O Campeonato Brasileiro de Motocross chega à reta final e neste final de semana a sétima etapa será fundamental para definir os campeões do ano. E na briga pelo título aparecem alguns pilotos catarinenses, com chances reais de lutar pelo topo do pódio ao final da temporada. Carlos Campano e Milton “Chumbinho” Becker são os que aparecem com as melhores condições, sendo os atuais vice-líderes do ranking nas categorias MX1 e MX3, respectivamente. O palco da competição será a pista de 1.530 metros recém-construída na área do Hotel Fazenda Pampas, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Na MX3, a briga de Chumbinho será contra o paranaense Davis Guimarães. Os dois polarizaram a disputa pelo título, com vantagem para Davis que abriu oito pontos de diferença para o piloto de Joinville. Esta será a última etapa do ano para a MX3, uma vez que essa classe não será disputada no evento final em Toledo, no Paraná.

Ainda pela MX3, Richard Berois aparece na terceira posição e não tem mais chances de brigar pelo título, uma vez que sua desvantagem com relação ao líder Davis é de 37 pontos. Mesmo assim o catarinense não terá vida fácil, tendo vantagem de apenas um ponto para a quarta colocada, a mineira Mariana Balbi.

Partindo para os últimos 100 pontos da temporada:

Já na principal categoria do motocross nacional, a MX1, as chances de Carlos Campano disputar o título do ano são maiores, apesar da diferença de 21 pontos para o líder Jetro Salazar. O espanhol radicado em São José (SC) tem, além da etapa de Santa Maria, mais uma chance de tirar a diferença para o equatoriano Jetro no final de semana seguinte, quando está programada e oitava e derradeira etapa do Campeonato Brasileiro, em Toledo. Na ocasião, estarão em disputa as categorias MX1 e MX2, além MX4, MXF e 230cc que terão os campeões definidos nesta única etapa.

Nas categorias MX1 e MX2 acontecem duas baterias por etapa, colocando em jogo mais 100 pontos na disputa até o final da temporada. Dessa forma, Campano pode se aproximar ainda mais de Jetro, mas para isso precisa conquistar ótimos resultados em todas as baterias e ainda torcer contra seu adversário.

Fonte– Assessoria de Imprensa Federação Catarinense de Motocross

Fotos: Thiago Wolff/Racecross

Carlos Campano busca o título brasileiro na MX1

Chumbinho busca mais uma conquista para sua vasta galeria de troféus

Envie seu Comentário