Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Seis brasileiros vão disputar vagas para as oitavas de final na Austrália

12 de fevereiro de 2015 0

Seis brasileiros vão disputar vagas para as oitavas de final do World Surf League QS 6000 Hurley Australian Open of Surfing em Sydney, na Austrália. Eles se classificaram na quinta-feira de ondas de 2-3 pés em Manly Beach, com o pernambucano Luel Felipe fazendo o maior placar do dia – 16,84 pontos – na dobradinha brasileira com Ian Gouveia que fechou a terceira fase. Eles repetiram o feito que o catarinense Alejo Muniz e o paulista Jessé Mendes já haviam conseguido na quinta bateria, logo após outro catarinense, Jean da Silva, ter conquistado a primeira vitória verde-amarela do dia. Além de Jean, o cearense Michael Rodrigues também enfrentou três estrangeiros, mas passou em segundo lugar no confronto Brasil x Estados Unidos vencido por Kolohe Andino.

Foto de arquivo de Luel Felipe no Oceano Santa Catarina Pro 2014 (Crédito: Daniel Smorigo / WSL)

Foto de arquivo de Luel Felipe no Oceano Santa Catarina Pro 2014 (Crédito: Daniel Smorigo / WSL)

Os dois catarinenses agora vão competir juntos na terceira bateria da sexta-feira, contra o top do WCT, Bede Durbidge. Ele vai tentar impedir que Alejo Muniz consiga outra dobradinha brasileira em Sydney, desta vez com Jean da Silva, que na quinta-feira já despachou outro australiano da elite mundial, Kai Otton. O paulista Jessé Mendes entra na disputa seguinte para encarar mais dois australianos, Mitch Coleborn e Ryan Callinan. Já os outros três brasileiros estão nas duas baterias que vão definir os últimos classificados para as oitavas de final, quando os duelos passam a ser homem a homem, sistema que prossegue até a grande final do Australian Open.

O pernambucano Ian Gouveia começou bem a temporada sendo vice-campeão em sua primeira final no Circuito Mundial, contra o norte-americano Kolohe Andino no WSL QS 1000 de Huntington Beach, na Califórnia. E os dois finalistas da primeira etapa do ano voltam a se enfrentar nesta sexta-feira na Austrália, com o australiano Brent Dorrington completando esta penúltima bateria. Na última, o recordista da quinta-feira, Luel Felipe, agora vai competir junto com o cearense Michael Rodrigues, contra outro surfista da Austrália, o bicampeão mundial Pro Junior Jack Freestone.

MELHORES DO DIA – E para fechar o dia, uma bateria eletrizante com participação tripla do Brasil entre três pernambucanos com um norte-americano. Evan Geiselman não conseguiu impedir a dobradinha de Luel Felipe com Ian Gouveia e foi eliminado junto com Alan Donato. Os dois surfaram muito bem e Luel aumentou o recorde do dia que era do top do WCT, Fredrick Patacchia, de 16,44 para 16,84 pontos, somando notas 8,67 e 8,17 contra 9,27 e 7,17 do havaiano. Ian ganhou 8,13 e 7,67 nas suas melhores ondas e totalizou 15,80 pontos.

—————————————————————————————

QUARTA FASE DO QS 6000 HURLEY AUSTRALIAN OPEN OF SURFING – Round of 24:

————-1.o e 2.o=Oitavas de Final / 3.o=17.o lugar com US$ 2.000 e 1.050 pontos:

1.a: Billy Stairmand (NZL), Joan Duru (FRA), Mateia Hiquily (TAH)

2.a: Mick Fanning (AUS), Jonathan Gonzalez (CNY), Michael February (AFR)

3.a: Bede Durbidge (AUS), Alejo Muniz (BRA), Jean da Silva (BRA)

4.a: Jessé Mendes (BRA), Mitch Coleborn (AUS), Ryan Callinan (AUS)

5.a: Glenn Hall (IRL), Stu Kennedy (AUS), Heath Joske (AUS)

6.a: Adrian Buchan (AUS), Fredrick Patacchia (HAV), Nathaniel Curran (EUA)

7.a: Kolohe Andino (EUA), Brent Dorrington (AUS), Ian Gouveia (BRA)

8.a: Jack Freestone (AUS), Michael Rodrigues (BRA), Luel Felipe (BRA)

Fonte– Assessoria de Imprensa da WSL South America

Envie seu Comentário