Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Parque do Vulcão Arenal - aventura, selva e águas termais na Costa Rica

10 de janeiro de 2012 0

O principal atrativo da Costa Rica é sua natureza exuberante, seja nas praias ou em seus muitos parques nacionais que cobrem 25% de seu território.   É como paraíso verde que a Costa Rica quer ser reconhecida e quando estávamos por lá os jornais divulgaram uma pesquisa (não sei qual a fonte!) que dizia que o país e seu slogan ” Pura Vida ” teria ganho o melhor brand mark das Américas em 2011, em marketing eles fizeram escola! Souberam se focar e estão colhendo os frutos. Os parques nacionais e áreas protegidas, que por percentual territorial são o maior do planeta, hospedam uma rica variedade de flora e fauna , que estima-se contem um 5% da biodiversidade do mundo em menos de 0,1% da terra firme do planeta, acreditem, isto é muito. A flora é exuberante e as imagens da fauna estampadas nos cartazes são lindas , mas nós não tivemos a sorte de ver muitos animais ao vivo. Sapo de olhos vermelhos – Wikipedia Colibris na janela Optamos pela hospedagem no Parque do Vulcão Arenal , em Alajuela ,  por ser dos mais conhecidos e perto da capital. Li em alguns blogs que uma opção seria ir e voltar no mesmo dia desde Tamarindo , acho que é a maior furada que alguém pode se meter por lá, serão umas 7 horas de carro se tudo correr bem! Mesmo de San José a viagem não dura menos de 3 horas por estradas cheias de curvas, o dramin fez falta. Vulcão Arenal da janela do Springs Arenal em erupção, até 2010- Wikipedia Nosso hotel The Springs Resort & Spa foi fantástico, rodeado por águas termais que chegavam a 39 graus , me fez sentir envolta numa atmosfera líquida, onde o ambiente conspira para te manter mergulhado todo o tempo. Além disto os quartos são imensos e todos tem uma vista inigualável do vulcão Arenal , que há um ano resolveu adormecer, manteve-se em atividade desde 1968 até 2010, percalços de viajantes! The Springs Resort & Spa – divulgação Café da manhã na sacada do quarto 317 no Springs Rio que circunda o Springs e tem fontes termais naturais Outro hotel muito legal é o Tabacón Resort  , tenho duas amigas que se hospedaram e gostaram muito. Também oferece águas termais e é um grande resort, o que é bem importante na região, senão fica-se a mercê do tempo e das atividades extra que nem sempre correspondem ao esperado. Para quem não está hospedado nestes resorts ainda existe a possibilidade de pagar uma diária de estadia para usar as piscinas, no Springs o valor era de U$ 40,00 por pessoa. Perdido Springs no Spring Resort & Spa Desde 1999 o turismo gera para a Costa Rica maiores receitas que a exportação de banana abacaxi e café juntos, historicamente os produtos tradicionais de exportação costarriquenhos. Os americanos são os maiores visitantes, diz-se que o país é o playgroud verde dos gringos. Nos parques estão a maioria das opções de turismo de aventura , incluindo rafting, rappel , observação de borboletas e pássaros e a invenção local , o canopy , uma espécie de arvorismo misturado com tirolesas monumentais sobre as copas das árvores. Escolhemos a Sky Adventures para o nosso debut no canopy , ficava próximo ao hotel e parecia a empresa mais bem estruturada. O valor da brincadeira foi de U$ 90,00 por pessoa com transporte incluído. O dia não foi dos melhores, amanheceu chovendo e com muita neblina, como em viagem não dá para deixar para amanhã, fomos assim mesmo. Foram 35 minutos de carro até o teleférico sky tram  que nos levou ao ponto mais alto da floresta de Monteverde, também chamado de Continental Device of waters (a montanha marca o local os as águas que vão para o Pacífico e o Atlântico se dividem). Deste ponto pode-se optar por voltar de teleférico para a base ou deslizar pelos quase 3km de cabos  de tirolesa que descem até a base com muita adrenalina, o tal   canopy . São descidas que chegam a 750 metros de distância a uma altura estonteante com uma vista linda para o Lago Arenal . Um astral e se não tivesse tão frio seria mais lindo ainda! Isto mesmo, um frio de quase 10 graus na Costa Rica e como a região chama-se Cloud Forest imagino que costuma ser sempre assim! Aqui vou me jogar… com este visual.. e assim chegar do outro lado! Antes de viajar conversávamos com Henrique Raizler do Mapa Mundi na rádio Bandeirantes e ele dizia que se decepcionou um pouco com o país pela falta de identidade cultural, principalmente se comparado com outros países da América Central . Tenho que concordar com ele e acrescentar que até me alegra um certo  estranhamento com a falta de infraestrutura, há um tempo atrás sempre sentia o Brasil devendo em organização para outros países , hoje quando volto para casa me sinto chegando ao primeiro mundo!  O futuro chegou.

Leia o post completo no blog Viajando com Arte:
Parque do Vulcão Arenal – aventura, selva e águas termais na Costa Rica

Envie seu Comentário