Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Dordonha, um lugar a ser descoberto - Por Luciano Zanetello

23 de março de 2012 0

Vou falar um pouco da história da Dordonha  região com vários atrativos turísticos, seja o interesse do viajante natureza, castelos , abadias , sítios históricos , esportes, gastronomia, vinícolas ou outros mais. Esta região desde a pré história já registrava a presença humana sendo referência os estudos das pinturas rupestres das Cavernas de Lascaux e Les Ezyès . Para quem não sabe, a caverna original de Lascaux esteve aberta a visitação durante poucos anos ( 1940 – 1963 ). Na entrada de Lascaux II Les Ezyés  Como a condensação do gás carbônico dos visitantes estava degradando as pinturas, a caverna foi fechada e uma réplica exata foi construída e inaugurada em 1983 ( Lascaux II )  recebendo  hoje recebe milhares de turistas . Os Romanos que invadiram a então Gália, deixaram aqui vários traços de sua passagem .   O  Dordonha, principal rio  da região, foi a fronteira histórica entre a França e a Inglaterra  na guerra dos cem anos, razão pela qual a região tem inúmeras fortalezas.   Entardecer / Perigueux Para uma melhor compreensão, a região é chamada em Occitano de Pèrigord e compreende quatro divisões : Pèrigord Blanc  branco, em razão da cor das pedras da região, Pèrigord Vert, verde, devido as exuberância de sua vegetação,  Pèrigord Purpre, púrpura, por conta dos incontáveis vinhedos  e o Pèrigord Noir, negro, remetendo as suas cavernas pre históricas. La Roc St.Cristhope e Cidade troglodita (moradia nas cavernas)  La Roque Gageac Panorama de Domme    Existem dezenas de pequenas cidades todas com algum tipo de atração.Várias estão classificadas entre as mais belas da França. Como sua arquitetura seus castelos e abadias são preservados, vários filmes conhecidos foram rodados aqui aproveitando estas características, entre eles ” Chocolate”,  ” Os Três Mosqueteiros” e “Les Miserables” para ficarmos só nos mais conhecidos.  St. Leon Sur Vezère   Chateau Clérans Aqui é a terra do foie – gras e das trufas. Em vários locais avistamos fazendas de criação de gansos e patos. O ganso é um símbolo regional e tem até uma praça em Sarlat ( Le Marché des Oies ).   Ruas de Sarlat   Jardin des Enfeus e Lanterna dos mortos / Sarlat Lagarteando / Sarlat      Com estes  ingredientes  são criados  pratos inesqueciveis. Basicamente se come bem em todo lugar. A dica que deixo aqui é do restaurante ” La Rapière” em Sarlat onde tivemos um jantar inesquecível com pratos a base de veado e foie – gras . Personagem Local / Cyrano de Bergerac Bergerac   Montbazillac Praça central     Foi particularmente bom a visitação nesta época, como não tínhamos a menor intenção de praticar esportes e atividades próprias ao calor o frio não era problema, éramos quase considerados locais devido a ausência de turistas. O único senão é que como não era a época usual do turismo, alguns hotéis e restaurantes nas cidades menores estavam fechados. Como as distâncias aqui são curtas, apesar de termos um deslocamento de 500 km em relação a Paris, ficamos baseados em Perigueux e  fazíamos incursões diárias  as cercanias. Um frio seco,um sol radiante, uma boa comida, um bom vinho, uma boa parceria, não poderia ser melhor …… Piquenique Castelo de Beynac  Chateau Biron Ficamos por ali quatro dias, o ideal para conhecer tudo seria no mínimo uma semana.  Brantome / Abadia    Brantome a Veneza do Perigord Uma dica, quando não tiver uma certeza para onde viajar , o que visitar , o interior da França é 100% garantia de ótimo destino.   Depois de esgotar Paris e arredores, o Vale do Loire, a Bretanha , Normandia e com toda a certeza a Dordonha são lugares incríveis com peculiaridades únicas que vão satisfazer todos os desejos. Finalmente, por conta da valorização do real frente a outras moedas, fazer turismo fora do Brasil está na maioria das vezes mais barato, com exceção dos custos da passagem, todos os outros itens atualmente são mais em conta no exterior. Para exemplificar, o vinho francês de qualidade superior aos que aqui são vendidos, custam nos restaurantes em média  EU 15,0 .  A bientôt ……   P.S. Para qualquer destino na França, sempre é bom passar por Paris pois sempre existe um novo olhar sobre a cidade. Aqui, nossa última passagem agora.  Notre dame ao entardecer Place des Vosges Grand Palais Torre Eiffel Se você gostou deste post , e quer saber mais dicas de viagens, exposições roteiros e cultura curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/pages/Viajando-com-Arte/121374657937187      

Leia o post completo no blog Viajando com Arte:
Dordonha, um lugar a ser descoberto – Por Luciano Zanetello

Envie seu Comentário