Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de março 2010

Chile, Argentina, Lagos e Vulcões!!! - da série "A Vida é para ser compartilhada"

31 de março de 2010 2

A Esther de Uruguaiana (esther@kilometro1.com.br) mandou sua contribuição .

 

A província de Rio Negro na Argentina, em especial a província de Bio Bio, foram os locais escolhidos para nossas férias  por acreditarmos ser de grande importância turística além de aí, encontarmos temperatura amena, tranqüilidade e lindas paisagens.

 

Saímos de Uruguaiana dia 19 de Dezembro de carro e votamos em 06 de Janeiro de 2010.Nosso roteiro foi : Uruguaiana /Sta Rosa –AR 950 Km, pernoite e partida para Bariloche 1100 Km. Permanecemos aí por três noites e visitamos  lugares lindos e quase inacessíveis no inverno, como o Cerro Tronador com seu Glaciar Negro, Cascata de Los Alerces e após  Los Baqueanos um lugar  lindo, a beira do lago Mascardi. É possível avistar os picos nevados e aproveitar a exuberante Natureza do verão patagônico. Nesta cidade é possível durante esta estação, tomar banho nos lagos, fazer raffting, Tirolesa, atravessar os Lagos Andinos até o Chile, enfim, passeios maravilhosos e muito aprazíveis 

.

No dia 23/12 em direção ao Chile passamos por Villa La Angostura, o que vale um passeio de meio dia para fazer uma visita, chegamos após 40KM à fronteira com o Chile, indo em direção a OSORNO. Daí, tomamos a ruta 5 em direção ao sul e após 150 Km chegamos  e nos hospedamos em Frutillar, onde fizemos base por cinco dias. Durante nossa estada por essa região, visitamos Puerto Montt, com seu Mercado público chamado Angelmo, (artesanatos, frutas,peixes…maravilhoso), Puerto Varas, Vulcão de Osorno, percorremos o Lago Lanquillue (duração de 1 dia).

 

Após o Natal, nos dirigimos ao centro do país indo em direção a Valdívia, bela cidade universitária, próxima ao Oceano Pacífico, localizada na região dos Rios, e de marcante colonização espanhola. No mercado público à beira do observamos a visita ilustre dos leões e lobos marinhos que se aproximavam para degustar peixes lançados por feirantes e pescadores.Nesta cidade visitamos também o Forte Niebla, a Cervejaria Kunstzmann (artesanal) há 110 anos na família, são pontos obrigatórios desta região.

 

Em direção a Chillan, passamos para conhecer Pucón, próximo ao lago Villa Rica com suas lindas praias, um lugar charmoso, visitado por europeus,e que lembram nossas cidades serranas. Chegando a Chillan, após percorrer 85 Km fizemos 1 Day Use no Gran Hotel Chillan, o maior resort de montanha da América do Sul, majestoso local, porém mais aproveitável no inverno,com sua estação de esqui.

Viajando em direção ao Noroeste, litoral do Pacífico, fomos a praia de Cobquecura e Buchoporeo, praias de areias escuras (vulcânica) e água fria, de uma beleza singular muito diferente das do nosso país.

Em direção a Santiago do Chile, pudemos observar a região produtora de frutas, arroz e em especial os vinhedos, já próximos a capital. Passamos por Valparaiso e Vinha del Mar, praia especialmente escolhida pelos chilenos por estar próxima a Santiago, porém, as mais belas e muito procuradas estão ao Norte, que são: La Serena, Antofagasta e Iquique.

 

A moderna cidade de Santiago, com ares de primeiro mundo, incrustada num vasto vale, cercada pela Cordilheira dos Andes que lhe oferece um charme especial, além  de Belos passeios como Cerro San Cristobol, Palácio Cousiño Macul, Los  Domênicos   e restaurantes como Côco Loco, Ocean Pacific’s (restaurante temático construído com partes autênticas de antigo submarino).que representam a especial gastronomia Chilena ,onde a refeição custa aproximadamente U$ 50,00  para duas pessoas com uma garrafa de vinho. Retornando ao Brasil,subimos as Cordilheiras dos Andes até a fronteira com a Argentina  e fomos para San Rafael (província de Mendonza), uma reconhecida internacionalmente região produtora de vinho deste País. San Rafael,  150 km ao sudeste de Mendonza é uma cidade que oferece atrações esportivas como rafting, montanhismo,pesca uma bela atração para verão. Jantamos  no restaurante Algodón  Clube de Golf localizado dentro de uma vinícola, com limitada hospedagem, local extremamente agradável  onde se pode apreciar a gastronomia local.

Pernoitamos em Rosário, após percorrer 700 km, importante cidade as margens do Rio Paraná. No dia seguinte, por mais 600 km chegamos ao ponto de partida.

Nossa cidade,Uruguaiana, fronteira da Argentina com Uruguai.

Tanto na Argentina quanto pelo Chile a viagem de carro, observando as leis

de trânsito, é uma viagem tranqüila, prazerosa com boas estradas, pedágios a baixo custo, porém quando nos afastamos das grandes cidades, a disponibilidade de postos de  Combustíveis diminuem No verão os dias  tem 15 horas de luz, ao contrário do inverno

Que mostra regiões,já tem sua beleza e charme pela neve.,no verão as opções e oportunidades de desfrutar a natureza, com sua beleza, temperatura amena, são os diferenciais tornando uma bela opção em detrimento das praias lotadas.

 

Novidades da Itália

30 de março de 2010 1

Nossa amiga Rita Silveira que mora em Roma nos manda uma agenda bem movimentada dos principais eventos culturais que estarão acontecendo nas próximas semanas em diferentes cidades italianas. Então se você está planejando uma viagem para a Itália, fique ligado.

Semana da Cultura na Itália que será de 16 a 26 de abril, são 10 dias, quando vários monumentos, museus, áreas arqueológicas estarão abertos ao público. Além de várias mostras, convênios, visitas guiadas e concertos que farão deste evento uma experiência ainda mais especial para todos os visitantes.

Uma ocasião imperdível para você se aproximar e conhecer a maior riqueza deste país, que é o seu patrimônio artístico e cultural.

 

Dentre as mostras aqui em Roma, uma da maior importância é a do mestre maior do Barroco Italiano – Caravaggio, até 13 de junho na Scuderie del Quirinale.

Outra dica da Rita a exposição do artista espanhol  Francisco Goya no Palazzo Realle em Milão, com o título  “Goya e o mundo moderno” com 184 trabalhos do artísta, incluindo pinturas, desenhos e gravuras.

 

E para os apaixonados por vinho tem a Vinitaly de 8 a 12 de abril em Verona. Além de conhecer essa outra belíssima cidade de Arte na Itália, você ainda pode usufruir de eventos paralelos onde se pode degustar da deliciosa gastronomia local.

 

 

 

 

 

 

Bom gente por hoje era isso, um super beijo para a Rita Silveira e muito obrigada pelas ótimas dicas!!!!

 

 

 

 

 

 

 

Viajando pela Patagônia -Parte III - Da série a vida é para ser compartilhada

24 de março de 2010 0

Nosso amigo Luciano Zanetello nos relata hoje mais uma parte da sua aventura pela Patagônia.

 Fechando a narrativa da região , vamos falar um pouco sobre a Terra do Fogo ( parte insular Argentina ) e do trekking sobre o Perito Moreno

Para que tenham uma noção da distância, o tempo de vôo de Buenos Aires à Ushuaia é de 4:00 hs.

 

O nome da região ( Terra do Fogo), remete à época dos descobrimentos quando os poucos navios que aqui cruzavam avistavam sempre muitas fogueiras feitas por nativos para aquecerem – se. A ficção de Júlio Verne também foi inspirada aqui  no hoje famoso “Farol do fim do mundo “. 

 

 

 Ushuaia, que fica as margens do canal de Beagle é uma simpática cidade com muitos atrativos . Uma grande diversidade de parques nacionais, propicia lindos passeios e trilhas p/ os aventureiros. Modernos centros de ski atraem milhares de espotistas na temporada que aqui estende – se além do período tradicional em função de nevascas até Setembro. 

   

Uma visita interessante é a antiga cadeia da cidade que hoje é um museu.

Daqui ,no verão também saem cruzeiros com destino à Antartida e observação de Icebergs.

 

 

 Mesmo para aqueles que dispõem de pouco tempo o canal de Beagle oferece paisagens excepcionais em passeios de meio dia. 

Depois de explorarmos os lugares da cidade , alugamos um carro e subimos   passeando até cruzarmos o   Estreito de Magalhães .

 Dali , por Punta Arenas , Puerto Natales no Chile ( as fronteiras são muito próximas e as vezes é melhor entrar por um país e depois retornar ao outro ) , chegamos novamente ao Calafate de onde sairia nosso vôo de retorno . 

 

 Aproveitamos então para um passeio que não tínhamos feito na outra vez que é um trekking de duas horas em cima do glaciar.

São grupos pequenos guiados onde utilizamos por sobre as botas , os chamados “grampões” espécie de sapatos de ferro cheio de “grampos” p/ não escorregarmos no gelo.

 

 

  É uma sensação indescritível e as paisagens são maravilhosas. As fotos não retratam fielmente os vários tons de azul existentes nas diversas gretas.

  

 

 

 O passeio termina invariavelmente com o grupo reunido em cima do glaciar sendo oferecido a todos um whisky 12 anos ,acompanhado do  gelo glaciar de milhões de ano, maravilhoso !!!!!

 

 

Homenagem à aniversariante: Porto Alegre em detalhes

24 de março de 2010 3

 

 

 

 

 

Agradecemos as belas imagens de nossa colaboradora Marília Clark.

Exposição Hélio Oiticica - Museu É o Mundo abre em São Paulo

24 de março de 2010 1

 

 

 Abriu no último sábado em São Paulo, uma grande exposição de um dos maiores artistas brasileiros, Hélio Oiticica.

Com curadoria de Fernado Cocchiarale e Cesar Oiticica Filho, a exposição Hélio Oiticica – Museu É o Mundo, abre com uma série de ações e atividades imperdíveis.

Hélio Oiticica deixou um extenso legado de obras referenciais e sempre foi tema de debate a sua visão incomum sobre o papel do artista.

Em torno de 117 obras suas são exibidas nesta exposição, ainda muito atuais na sua proposta.

Helio Oiticica – Museu É o Mundo

Quando: de 20 de março até 16 de maio 2010.

Onde: Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149, Paraíso – São Paulo.

 

Arte em fotos - Dallas na primavera

19 de março de 2010 2

Olhem as lindas imagens que a Marília Clark , nossa querida colaboradora mandou de Dallas nevada em plena primavera! Poesia em forma de fotografia, para fechar nosso primeiro domingo outonal.

Rio de Janeiro e as Olimpíadas

11 de março de 2010 1

Olha quando o Brasil ganhou a concorrência eu não festejei, achei que seria mais uma fonte de negócios super faturados e tudo aquilo que a gente já sabe, mas confesso que fiquei arrebatada hoje quando recebi este linck que é de um video sobre o Brasil, mais precisamente sobre o Rio.

Vamos mostrar lá fora que o Brasil não é só pobreza e miséria que somos um povo maravilhoso com muito ritmo e bom humor, eu já rodei bastante fora do Brasil e raramente encontrei gente tão calorosa e hospitaleira como nós.

Vamos dar um tempo para o pessimismo e vamos entrar no clima da grande festa que será a olimpíada.

Confiram o video:

http://www.youtube.com/watch?v=Z00jjc-WtZI

Praia do Espelho - da série: A vida é para ser compartilhada

10 de março de 2010 10
O nosso amigo e colaborador aqui do blog, o Luciano Zanetello, achou que estava na hora de falarmos um pouco sobre o Brasil e nos mandou esta ótima dica da Praia do Espelho, com ele a palavra:
Para fazer um contraponto as viagens internacionais que tem sido a esmagadora maioria nos últimos tempos aqui no blog, vou sugerir um destino  nacional não muito conhecido aqui dos gaúchos.
Quando falamos da Bahia, imediatamente vem a conversa Salvador ,  Praia do Forte , Itacaré e Porto Seguro.
Muito pouco  se fala da Praia do Espelho.
 A melhor maneira de chegar lá é pegar um vôo até Porto  Seguro tendo antes ,comprado  com alguma operadora aqui em Porto Alegre  o transporte   para nos levar do aeroporto até a Praia do Espelho  e vice versa , ( sai bem mais barato do que pegar um táxi lá )  .
 São aproximadamente 100 km. O caminho mais bonito é pegando o Ferry que vai de Porto Seguro até Arraial d’Ajuda . Depois   por rodovias estaduais até que nos  últimos 15 km entramos numa  estradinha de chão batido onde você  vai perguntar várias vezes ao motorista se ele não errou o caminho . O ínicio desta trilha é marcada por uma aldeia Indígena onde um “Shopping” vende vários artesanatos da tribo.
Definitivamente não recomendo este passeio p/ compradores compulsivos ou frequentadores de shopping !!
A Praia é bonita e a diferença das marés de mais de  50 metros é que deixa várias piscinas onde podemos mergulhar c/ Snorkel e que vistas do Outeiro ( morro )  da vila lembram grandes espelhos , vindo daí o nome .
O lugar é maravilhoso para descansar .
O grande diferencial é que as pousadas são na sua maioria “dentro” do mar. O café da manhã é servido embaixo de grandes árvores na praia. A tônica aqui é a mordomia absoluta. Na pousada que paramos ,existem cinco quartos. O serviço é personalizado e individual. O que você pensar eles estarão providenciando.
O melhor de tudo é que é em reais e não é caro .
As opções , além de vários banhos de mar ( a água chega a ser excessivamente quente ) em várias praias , são trilhas  à beira mar.
 Ao norte podemos caminhar até Trancoso ( uma looonga caminhada ) . Ao sul, bem mais curta, chegaremos a Caraíva.
Além da pousada com a tradicional cozinha baiana , existe um condomínio na parte alta da vila com outras opções de restaurante e pizzaria.
Na alta temporada, Julho , Janeiro e Fevereiro é preciso reservar com muita antecedência . Em final de Novembro quando fomos e mesmo agora, os visitantes irão desfrutar de praias quase desertas .  Para finalizar, é preciso esclarecer que esta opção é ótima para curtir a natureza  o silêncio de uma leitura na rede ou ainda noites de luar . 
Não pensem nisso se a opção for festa ou multidão .
 Uma boa viagem a todos………………………………..

Cambodja, que país é este? Angkor Wat

09 de março de 2010 3

No nosso segundo dia em Siem Reap acordamos cedinho para a visita mais esperada da viagem ao Cambodja – O templo de Angkor Wat. O complexo de Angkor cobre uma área de 81 hectares, sua 5 torres estão como um brazão na bandeira do país. Angkor Wat é considerado a obra prima clássica da arte e arquitetura da civilização Kmer.

 Fiquei encantada com a magnitude e beleza do lugar, Angkor Wat é dedicado ao deus hindu Vishnu, e em muitas de suas paredes estão representadas centenas de passagens da religião hinduista, que confesso conhecer pouco, ou quase nada, mas viajando com a minha filha Victoria que é budista e morou na India, fui aos poucos ganhando alguma familiaridade com todos aqueles deuses, Vishnu, Shiva, Brahma…. suas histórias não diferem muito da mitologia egipcia, grega, cristã, é uma eterna disputa entre o bem e o mal,  são histórias lindas, ricas, exemplares.

Angkor foi construída pelo rei Suryavarman II no início do século XII, e representa o auge do poder político e militar da civilização Kmer na região.

As bailarinas sagradas, Apsaras, estão representadas em vários lugares do templo.

Este relêvo faz parte de uma enorme galeria absolutamente esculpida, um trabalho de técnica e fé impressionantes.

O ingresso de entrada para 3 dias custa  40 dólares, e dá acesso irrestrito a todos os templos, meu conselho: tente chegar o mais cedo possível ( os templos abrem as 6h da manhã) pois mais tarde é muito quente, sem falar que cedinho o número de turistas é bem menor.

Em Siem Reap faz um calor úmido, a pedida é visitar os templos pela manhã e lá pelas 11 e meia voltar para o hotel e aproveitar a piscina e só sair de novo depois das 4h.

Esta é a vista de uma das torres que é permitido subir, mas esteja atento se você for de vestido ou shorts não é permitido subir, embora estes templos tenham sido abandonados no século XV, eles ainda são considerados lugares sagrados.

Angor Wat é cercado de água, através de um sistema de canalização da água que remonta a construção dos templos eles mantém estes tanques sempre cheios, apesar de chover pouquíssimo no Cambodja, a média anual é de 250mm.

Me despedi de Angkor com esta foto.

O templo é cercado de uma floresta com árvores muito antigas, uma boa opção é alugar uma bicicleta e passear por toda a região que é bem arborizada. Os templos não ficam longe da cidade, uma média de 5km de distância, ou seja uma bárbada!

Mas se você tem preguiça ou morre de calor então vá de tuk-tuk, que é divertido e baratinho 

Bom pessoal devagarinho vou revelando o Cambodja pra vocês, as pessoas já estão nos cobrando uma viagem para Tailândia e Cambodja… bem quem sabe no final do ano??

Beijão!

Domingo de sol em Montmartre

05 de março de 2010 1

Um ótimo passeio para fazer num dia ensolarado e ir até Montmartre, foi o que fizemos naquele dia lindo e frio em Paris em fevereiro.

Estávamos parando no Marais e resolvemos ir a pé, passamos pela Praça da República, fizemos um pequeno desvio para passar no Canal San Martin, que é sempre um passeio gostoso de fazer, no verão aos domingos eles montam uma feira de antiguidades nas margens.

Esta empresa Canauxrama tem várias opções de passeio, uma que muito legal de fazer é pelo próprio Canal San Martin, a gente vai passando pelas várias eclusas e o trajeto é de  Paris-Arsenal até o Parque de la Villette ou o inverso, é um passeio diferente e romântico.

Seguimos até o Boulevar de Clichy, que já fica bem pertinho da subida de Montmartre, só que desta vez seguimos o conselho de não subir nas escadarias do lado do teleférico, onde a grande maioria dos turistas sobe, escolhemos caminhos alternativos, começando na Praça de San Pierre e subimos pela Rua Paul Albert.

Onde estávamos praticamente sozinhos….

Eu sempre tive vontade de explorar melhor Montmartre que foi antigo reduto artístico e boêmio de Paris, mas sempre com pouco tempo eu já tinha caminhado pela praça dos artistas que fica um pouco acima da Sacre-Coeur, até cheguei a fazer um retrato meu ( que adoro!) mas nunca tinha realmente explorado a vizinhança, e este dia de inverno ensolarado era minha oportunidade. 

Descemos um pouco até a rua Saint Vicent e nos deparamos com a famosa vinha de Montmartre, onde a prefeitura produz vinho e durante a colheita, em outubro, eles promovem uma festa onde vendem a garrafa por 40 euros, eu nunca provei o vinho, mas se você estiver em Paris nesta época é uma boa pedida.

Descendo mais um pouco descobri a Maison Rose, onde morou o artista Maurice Utrillo comporâneo de Picasso e bem do outro lado da rua está o Lapin Agile, famoso cabaret boêmio muito frequentado por Picasso, Modigliani, fiquei só imaginando todas as discussões e noitadas que tiveram aqui e quase pude sentir uma energia diferente no ar.

Cabaret Lapin Agile, muito popular nos tempos de Picasso em Montmartre.

Depois de muito procurar finalmente conseguimos chegar a Praça Emile Goudeau, na Rua Ravignan, onde fica o célebre Bateau Lavoir, que foi moradia de vários artistas no inicio do século XX. É um lugar muito marcante pra mim que sou estudiosa da vida de Picasso, foi aqui que ele pintou muitas das suas obras mais importantes, como as da fase azul e rosa e foi aqui no Bateau Lavoir que Picasso iria pintar a obra que rompeu de vez com a tradição do passado e abrui caminho para o cubismo com a tela ” Les Demoiselles d´Avignon ” em 1907.

Já era quase 1h quando bateu aquela fome, e parece mentira, mas não conheço nenhum restaurante bom em Montmartre, é claro que deve haver dezenas, mas eu não tinha nenhuma dica ou indicação, e se você que está lendo o blog conhece algum restaurante ou bistrot que seja bom por favor me mande! Pois é uma falha não conhecer nenhunzinho nestas paragens!

Fomos almoçar no Grand Colbert, que é um lugar clássico de Paris, um restaurante centenário que é como era o Sanduiche voador em Porto Alegre nos seus aureos tempos, ou seja, não tem erro, tudo o que você pedir é bom!

Sem falar que o astral dele é ótimo, me lembra muito aqueles restaurantes antigos de Buenos Aires, onde os garçons não anotam os pedidos, guardam tudo na cabeça. Se você não conhece, não deixe de conhece-lo na sua próxima visita a Paris.

O Grand Colbert, caso você não saiba, é o restaurante que aparece no filme “Alguém tem que ceder”, com Jack Nicholson, Diane Keaton e Keanu Reeves, esta é uma pequena curiosidade para acrescentar um pouco de glamour no seu jantar. : )

Au revoir!!!!