Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de maio 2018

Ecoturismo no Pampa - Guaritas e Minas de Camaquã

30 de maio de 2018 0

O Pampa Gaúcho é uma região com paisagens lindas , estâncias e cidades que contam muitas histórias. Um potencial riquíssimo para o ecoturismo , pois sua a maior riqueza são as vastas dimensões inexploradas, e tudo isto é ainda quase desconhecido no turismo local.

IMG_0524

Daí vem aquela questão do que vem antes o ovo ou…. Não tem uma boa infraestrutura, mas se não tem turistas não sustenta a criação de uma rede de hospedagem qualificada , guias e tudo mais.  Resolvemos parar de esperar as respostas e desbravar o que já temos com o suporte que encontramos  e o resultado foi surpreendente. Temos que agradecer o apoio , acompanhamento e informações preciosas da amiga Rossana Weiler.

IMG_3346

Saímos de Porto Alegre num amanhecer gelado, mas com toda a luminosidade que um céu de inverno pode ofercer. Seguimos direto para a região do Alto Camaquã, na RS 153 a caminho de Bagé. São 289km da capital , sendo somente os últimos 20 km por estrada de chão batido.

IMG_2700

Nosso primeiro destino foram as Guaritas da Serra do Sudeste, formações rochosas que lembram a paisagem da Capadócia na Turquia, e que são uma das 7 Maravilhas do RS junto com as Missões e Antônio Prado. A grande vantagem é que aqui o lugar é todo nosso, um campo nativo e rochas que chegam a 500 metros de altura , proporcionando trilhas e pequenas caminhadas, subindo nas formações para ter uma visão completa da paisagem. Nossos únicos companheiros de aventura foram uma chibarrada, um grupo de cabritos que vive em cima das pedras e o som da natureza.

IMG_2747

IMG_0526

Uma sensação deliciosa é fotografar este cenário idílico e sentir-se como uma desbravadora de novos destinos! Inclusive, o cenário já apareceu em produções cinematográficas nacionais como Anahy de las Misiones (1997), Valsa para Bruno Stein (2007), Os Senhores da Guerra (2014) e a série Animal (2014).

IMG_2734

Para fazer as trilhas ou escaladas é necessário contatar a Associação das Guaritas para ser acompanhado por um guia local.

IMG_2713

Seguimos para as Minas de Camaquã que fica uns 15km adiante, na mesma estrada. Lá uma estrutura de turismo de aventura foi montada , Minas Outdoor Sports, e conta com uma represa para prática esportiva, estrutura para arvorismo, lugares para trilhas e uma tirolesa com 1.100m , partindo do Morro da Cruz e passando por cima da mata e do arroio João Dias.

IMG_2768

A história desta localidade é muito interessante, criada a partir da descoberta das minas de cobre na região, tornou-se uma vila modelo quando o neto do Conde Matarazzo recebeu a concessão de exploração das minas. Conhecido playboy da sociedade brasileira , Francisco (Baby) Pignatari foi um empreendedor ousado e criou a Companhia Brasileira do Cobre – CBC  em 1942.

baby-pignatarifrancisco-pignatari

Nas Minas do Camaquã, construiu uma cidade privada para atender seus funcionários, com hospital, um cinema ao estilo western americano, clubes de lazer e campo de aviação . Uma estrutura super avançada para a época, onde viveram cerca de 5 mil habitantes, no auge da mineração. As casas hoje foram vendidas para particulares e alguns prédios são belas testemunhas deste período áureo.

IMG_2784

Aqui se pode fazer um tour histórico para conhecer a casa de Baby Pignatari e suas 4 esposas , com casos impagáveis de roubo de princesas ,  amores e traições. Compramos até um livro da vida do personagem , para nos deliciarmos com os detalhes. No momento a visita a mina esta fechada pela FEPAM , o que é uma pena, pois nos disseram ser a parte mais interessante e bonita do lugar.

IMG_0545

Chegamos a Bagé ao cair da noite onde uma gostosa lareira nos aguardava acesa em nosso quarto na Pousada do Sobrado. Uma tradicional estância bem próxima ao centro de Bagé, com um clima familiar e serviço atencioso. Um ambiente campestre encantador com todas as facilidades de um hotel fazenda, galinhas, ovelhas e pavões, lago com barquinho, piscina e o mais lindo por do sol.

IMG_3350

IMG_3352

A casa histórica foi palco de muitas façanhas, uma construção típica das fazendas do Pampa. Um privilégio poder ter esta vivência.

IMG_3334

Daqui saem cavalgadas para diversos pontos interessantes. No próximo dia 17 de junho de 2018 estão organizando a Cavalgada dos Vinho da Campanha, saindo do Sobrado até a Vinícola Peruzzo, Programa Imperdível para quem gosta de camperear, novas experiências e um bom vinho.

IMG_3438

Nós fizemos uma cavalgada mais curta , mas nem por insto menos interessante. Passamos por campos, matas e nos sentimos parte desta linda coxilha pampeira.

IMG_3459

IMG_2920

 

Informações e reservas para os passeios:

Associação das Guaritas

Jorge Luis Preto – (55) 9973.8677

 

Minas Outdoor Sports

(55) 9976.5682 ou (55) 9650.1312

 

Pousada do Sobrado e Cavalgadas

Rua Zoroastro Lamote , s/n – Zona Rural , Bagé

(53) 3242. 2713

Croacia al Mare. Próxima Viagem Grupo - junho/2018

27 de maio de 2018 0

84f0e0c4-2b93-4494-a14a-5688f04319ba

 

Opção em São Chico – Parador Hampel desde 1899

22 de maio de 2018 1

Quando a gente não está pelo mundo está em busca de boas possibilidades de turismo aqui pertinho.

São Francisco de Paula é uma cidade serrana bem pertinho de Canela e Gramado , eu diria que é uma prima com uma pegada mais campeira e com uma natureza diferente , chamada de campos de cima da serra. O lugar mais fotogênico da cidade é o Lago São Bernardo , que no outono fica espetacular, tingido de laranjas e nuances da foliage.

IMG_2650

              Lago São Bernardo São Francisco de Paula

Neste domingo fui conferir a nova paginação do antigo Veraneio Hampel, que não é tão nova assim porque já tem dois anos , mas está muito interessante.

IMG_2610

IMG_2618

O Chef Marcos Livi , que tem sete projetos gastronômicos em São Paulo mas que é natural de São Chico, assumiu a direção da pousada e do restaurante e está com uma proposta muito tri. No sábado faz uma menu degustação que varia conforme a estação.

IMG_2624

IMG_2628

No domingo , que foi a nossa experiência, propõe “A Ferro e Fogo” um churrasco feito em fogo de chão mas com toda os acompanhamentos de cozinha campeira : batata doce, farofa, feijão , verduras e muito mais. O chef é conhecido por propagar  a cultura culinária do sul do Brasil e tem uma pesquisa muito consistente no assunto.

hampel_18_blog_direto_do_sul

Foto de divulgação Parador Hampel

IMG_2617

Além de muito gostoso é plasticamente lindo, e no inverno o fogo ainda faz o ambiente externo ficar super aconchegante. O interior do restaurante é muito típico , uma casa de madeira delicadamente conservada e uma cozinha que lembra a casa da vó na serra.

IMG_2611

Para completar a sobremesa oferece frutas assadas na grelha , fumegando numa tina de açúcar com nata, de matar!!!

IMG_2613

Depois da orgia gastronômica de carnes variadas, tinha porco , gado e cordeiro, uma trilha que chega a duas cachoeiras espera você para a digestão. Tudo bem demarcado e de fácil acesso. A natureza bem preservada mas acessível e convidativa.

BVLC0809

IMG_2382

Para que quer fazer uma bate e volta ou mesmo aproveitar um fim de semana mais prolongado. O Parador tem acomodações simples mas charmosas.

Reservas são aconselhadas .

SERVIÇO
O QUÊ
Parador Hampel
ONDE
Rua Boca da Serra, 445 – São Francisco de Paula – RS
CONTATO
(54) 3244-3655 e (54) 3244-1363
www.paradorhampel.com

A novidade é que o Brasil não é só litoral ....

16 de maio de 2018 0

Inspirada por  uma viagem surpresa para um destino inusitado escrevi este texto ainda lá na Chapada dos Veadeiros, um lugar místico e envolvente por natureza.

IMG_4469

O Cerrado é um ambiente que não se entrega ao primeiro olhar, não é um amor a primeira vista. Tem uma grandeza comedida, mais interior, assim como sua localização no Brasil. É o segundo maior bioma da America do Sul, mas a sua força esta mais nas raízes do que nas copas das árvores , na terra do que no ar.

IMG_4653

A secura de mais da metade do ano faz a força ficar contida num desabrochar parcimonioso que é descoberto por baixo da poeira. As nascentes das três maiores bacias hidrográficas do Brasil ficam disfarçadas entre pedras e troncos retorcidos , e vão escorrendo do alto do Cerrado, de uma altura de mais de 1500m,  umedecendo o coração da terra e se espalhando em todas as direções.

IMG_4998

A morte serve de semente , o homem conhece os segredos da terra e de seus frutos. Toda a secura e aridez da Savana brasileira esconde uma diversidade rica e abundante, de texturas , cores e aromas que se mesclam às almas mais sensíveis . A beleza só acontece quando tem um interlocutor, o belo precisa de testemunhas para se reconhecer e é isto que o homem da Chapada nos presenteia, abre nossos olhos para uma beleza que está lá, mas que nossos olhos impregnados de civilização nao veem.

IMG_4539

Parques naturais, cachoeiras, garimpos e quilombos tudo faz parte de um grande palco, onde nosso Brasil se forjou e nós ficamos alheios a nossa própria historia, como se fôssemos vindos de outras paragens , outros contornos feitos só de sal e mar, um enorme litoral.

IMG_4656IMG_4661

IMG_4659

Cada pedaço daquela terra é grávido de milagres, não é por nada que a região é palco e centro de energias e crenças.

O homem é um valente, pois o coração do Cerrado está sempre repleto de vazios. Usa a natureza para curar e sabe todas as nuances e alquimias das folhas e raízes. O futuro sempre incerto lhe permite escapar de si mesmo e transcender. A espiritualidade é uma espécie de teimosia, acreditar que um deus vai se ocupar de nós, uma pretensão de dar-se importância. Por isto que que todos partem para a ação, acreditando sempre em um bem maior.

IMG_4999

Voltei com a alma carregada de energia e apaixonada por um Brasil que não é só litoral.    IMG_4690

 

Para quem gostou deste roteiro e quer saber mais sobre nossos “Roteiros sob Medida

www.viajandocomarte.com.br

Viajando com Arte Podcast - para ouvir a qualquer hora

09 de maio de 2018 0

Tá no ar: Viajando com Arte.
A nova série de podcasts do America Podcast Collection.

IMG_1226

Nessa série de três episódios, Clarisse Linhares e Mylene Rizzo, as criadoras do Viajando com Arte ​ – Viagens de experiências, contam as maravilhas da Rússia, Turquia e Peru sob um olhar muito especial.

Vem ouvir e ficar com muita vontade de conhecer esses lugares!

https://soundcloud.com/americapodcast/sets/viajando-com-arte

 

32116422_357980388045053_6611720574412521472_n

 

Rússia um panorama : Moscou , San Petersburgo e o Anel de Ouro

08 de maio de 2018 2

 Neste prenúncio de Copa do Mundo várias pessoas tem nos pedido dicas da Rússia, país que já constou em nossos roteiros por diversas vezes. Difícil escolher , na verdade , difícil excluir alguma coisa! Vou tentar fazer um resumo de algumas das melhores atrações pelo país, para uma primeira visita de reconhecimento! 

Palácio de Tsarskoe Selo

A cultura russa é antiga mas acima de tudo tem uma riqueza e violência que não encontra paralelo. Nada por aqui é mediano , tudo é intenso e forte, a literatura fala de sentimentos atávicos como nenhuma outra, a arte pictórica inova e enfrenta sem concessões e a história é uma sucessão de tragédias seguindo o fio condutor de uma povo que tem na resiliência sua marca.

IMG_3795

A viagem pode começar em São Petersburgo, cidade que faz jus ao título de “Rússia com Arte”. Uma cidade repleta de história e simbolismo, mas que ainda conserva um ar meio decadente , principalmente se comparada a Moscou, mas que está caminhando rapidamente em busca de restaurar a antiga grandeza.

Museu Hermitage

No século XVIII, sob a dinastia dos Romanov, Pedro, o Grande vai construir uma nova capital e abrir uma janela para o Ocidente. Este Czar queria tirar a Rússia de seu atraso milenar e busca na Europa a inspiração para as reformas. São Petersburgo surge às margens do Mar Báltico como uma legítima capital européia, cercada de canais o que lhe valeram o título de “Veneza do Norte”. Ela não é uma cópia de outra cidade europeia , mas um resumo do que há de melhor em todas.

IMG_4267

Igreja do Sangue Derramado

IMG_3930

Rio Neva em San Petersburgo

O Hermitage, misto de palácio e museu, ainda tem janelas abertas com o sol batendo sobre telas de Reembrandt e Matisse, no entanto seu luxo imperial nos dá a sensação de que os palácios franceses são simples casas de campo. Ele foi construído por Catarina, a Grande, herdeira de Pedro, para tornar-se sua moradia nos meses mais frios,  por isto ser conhecido também como Palácio de Inverno. Guarda tesouros da arte ocidental , de Românticos a Impressionistas, de Neoclássicos a Barrocos.

IMG_3818

Mas para os apreciadores de arte o Museu Russo é uma visita imperdível, quase sempre vazio em contraste com as hordas de turistas que lotam o Hermitage. Aqui se encontra o âmago da alma russa , contado em quadros e imagens que captam  com maestria técnica e sensibilidade uma riqueza  ainda muito desconhecida pelo Ocidente.

IMG_3993

Museu Russo

Hermitage

Nos arredores da cidade de St Petersburgo  os Palácios de Verão de Peterhoff e Tsarskoe Selo são insuperáveis no colorido do Barroco Russo e no bailado das fontes e jardins. Aqui o trabalho de restauração está completo e o esplendor  e riqueza são testemunhos de um passado de luxo e ostentação.

Peterhof

Peterhof foi o primeiro palácio construído por Pedro , o Grande às margens do Golfo da Finlândia.  Apesar de todos os esforços, nada impediu que as tropas nazistas se instalassem em Peterhof durante a II Grande Guerra , em 1941, onde permaneceram até Janeiro 1944. Foi ali que prepararam  o longo cerco de Leningrado. As forças ocupantes do exército alemão provocaram grandes destruições:  o Grande Palácio foi pilhado e incendiado , obras destruídas e o parque depredado. Felizmente, pouco depois do fim da guerra foi iniciado um minucioso programa de restauro que conseguiu restituir ao conjunto o seu aspecto primitivo.

blog8

Monplaisir primeira residência de Pedro em Peterhof

Peterhof é uma verdadeira joia da arte e da arquitetura russas, que vai muito para além do Grande Palácio. Na verdade, o conjunto é formado por mais dezenove outros palacetes, vilas e mais de 120 fontes espalhados pelo parque de mil hectares.

blog7

Fontes de Peterhof

Tsarskoye Selo é o auge do estilo Rococó Russo, uma escultura que parece um bolo de açúcar em detalhes e cores. Foram usados mais de 100 kg de ouro para dourar a sofisticada fachada e suas numerosas estátuas .

 

IMG_4219                                                                                                                           Tsarskoye Selo

Construído pela Imperatriz Catarina , a Grande e por sua sucessora,  como palácio de verão da Dinastia Romanov. Quando as forças militares germânicas recuaram depois do Cerco de Leningrado, destruíram intencionalmente a residência, deixando, apenas, a carcaça do palácio para trás. Antes da Segunda Guerra Mundial, os arquivistas russos tinham removido plantas e desenhos do palácio , o que se mostrou fundamental na reconstrução do pós guerra.

b2

O país mais uma vez tenta se abrir para o Ocidente e apagar o passado, um paradoxo que se perpetua na sua história e que fica claramente representado no seu brasão imperial que adota a Águia Bicéfala

 

Em torno do século X um monge Bizantino, Cirilo, fez uma peregrinação  para converter este povo, eslavo e pagão, ao cristianismo e por esta razão hoje o alfabeto russo chama-se cirílico e multiplicam-se igrejas cristãs ortodoxas cuja característica mais marcante são as cúpulas em formato de bulbo de cebola.

russia (58)

Dos séculos XI e XII, datam as cidades do chamado Anel de Ouro, um circuito medieval que circunda a capital, Moscou, e que nos faz viajar no tempo e apreciar um panorama que mescla a natureza exuberante e construções multicoloridas. Suzdal encanta com suas casas de madeira e seu Kremlin, fortaleza cujas cúpulas azuis com estrelas douradas representam a Virgem, adorada no país.

Suzdal

Vladimir foi a mais antiga capital do Principado de Moscou e guarda vestígios deste florescimento. Yaroslavl e Kostroma são cidades maiores onde se pode vislumbrar mercados do século XIX em pleno funcionamento, além de uma atmosfera retrô com muitas características do período soviético.

Mas é em Sergiev Possad que está o mosteiro mais importante para a fé ortodoxa russa e o principal centro de peregrinação do país, onde a arquitetura e a fé dão um espetáculo de grandeza.

Sergiev Possad

blog2

Depois de um período de invasões dos mongóis no século XIII, foi  Ivan IV, mais conhecido por Ivan, o Terrível, que expulsou os invasores e reunificou a Rússia a partir de Moscou. Um dos maiores emblemas russos, a Catedral de São Basílio em Moscou, foi construída por Ivan em comemoração a conquista de Kazan, uma possessão mongol. Ela situa-se na Praça Vermelha, cujo nome não faz referência ao período comunista , mas sim a uma tradição muito mais antiga de denominar “vermelho” o mais belo , importante e honroso local.

Praça Vermelha

GUM

Moscou guarda características orientais muito marcantes, além da monumentalidade devida ao período soviético. O Kremlin, centro do poder político e religioso, abriga o Museu da Armeria onde podemos ver as jóias da coroa russa, os ovos Fabergé e vestimentas imperiais, uma riqueza que contrasta com a pobreza e simplicidade do povo. Mas a Rússia é um país de contrastes!

Kremlin

O Museu da II Guerra Mundial situa-se num parque que, por si só, já vale a visita. Mas é um passeio muito ilustrativo para percebermos os sacrifícios e a importância deste povo para a vitória dos Aliados na II Guerra Mundial, chamada por eles de “Guerra Pátria”.

Para os turistas desavisados uma dica, não deixem de visitar a Galeria Tretyakov, um museu de arte russa que não pode faltar numa visita a Moscou e que normalmente não consta nos roteiros tradicionais. A arte russa é um capítulo à parte e uma lástima ser tão desconhecida no Ocidente!

 Galeria Tretyakov

Se você gostou deste post e curte dicas de viagem, arte, restaurantes e afins, curta a nossa página Viajando com Arte no Facebook:

 https://www.facebook.com/pages/Viajando-com-Arte/121374657937187