Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

da série programa diferente no verão : Urubici e a delicia de explorar a serra catarinense

17 de janeiro de 2017 1

Se você for um tipo inquieto como eu vai entender bem quando falo que depois de vários dias de praia, sol forte e muitos banhos de mar, vai me dando uma comichão de inventar alguma coisa diferente para fazer nas férias, conhecer outros lugares, trocar a paisagem. E foi exatamente o que fiz logo depois do ano novo este ano. Depois de 10 dias de dolce far niente no paraíso das praias de Santa Catarina, decidimos mudar de canal.

IMG_2147

A gente começa a subir e a paisagem vai mudando.

Partimos da Barrinha em direção Floripa, saímos em Santo Amaro da Imperatriz, almoçamos num posto em Águas Mornas e começamos a subir, a paisagem foi se transformando, montanhas e araucárias dominando a paisagem. Entramos em Lomba Alta para conhecer o museu de arqueologia, feliz iniciativa de um ex morador local muito dedicado, cheio de pontas de flechas, objetos indígenas, todos coletados no município.

IMG_0136

Museu de arqueologia de Lomba Alta, uma réplica da casa do fundador do municipio de Alfredo Wagner em estilo suiço/germãnico.

IMG_0132

detalhe de janela em Lomba Alta.

IMG_0163

tipo diferente de Hortênsia.

Fomos visitar uma cachoeira ali perto que tinha uma capela em uma gruta, com uma cachoeira formando uma cortina, uma verdadeira comunhão com a natureza, muito interessante.

IMG_0148

Capela na gruta com cachoeira, municipio de Lomba Alta.

Chegando em Urubici, pit stop para um café no posto Serra Azul que é o point do motociclistas que povoam as estradas da serra, um lugar muito transado, todo dedicado aos amantes das motos.

22

Posto Serra Azul em Urubici.

23

Detalhe dos mictórios : )  !

Depois passamos no posto do Ibama para pegar a autorização necessária para subir o famoso morro da Igreja e dali fomos conhecer a cachoeira do Avencal, que tem mirantes, pousada e tirolesa.

IMG_0174

cachoeira do Avencal em Urubici.

21

Cachoeira Véu de Noiva.

Corremos a tempo de pegar o por do sol no magnífico Morro do Campestre, que tem uma formação gigante de pedra furada nas montanhas, lindo.

IMG_0183

Morro do Campestre.

Chegamos no nosso hotel perto do centrinho o hotel do professor Verto e jantamos truta com vinho  branco gelado no restaurante Muller, bem charmoso.

restaurante-la-fondue

Trutas no Restaurante Muller La fondue em Urubici.

No dia seguinte, saímos do hotel direto para o morro da igreja, uma visão incrível de  360 graus dos cânions e da majestosa pedra furada.

11

Pedra furada no Morro da Igreja em Urubici.

14

Curtindo um verão diferente.

12

Me senti no Jurassic Park.

Voltamos ao posto para café e estudo do itinerário até o o oeste catarinense onde vamos dormir e amanhã e depois seguir até Foz do Iguaçu.

Seguimos pela estrada até Chapecó, que foi uma cidade que surpreendeu, a praça principal toda muito enfeitada para o Natal e alegre cheia de gente, crianças. Passamos pelo principal hotel da cidade e lá estavam alguns jogadores do Chapecoense chamei o Thomas ( meu genro francês) para tirar uma foto com Douglas Grolli. Ele adorou! E ficou com a foto de troféu, a tragédia do time do Chapecoense teve muita repercussão mundo afora.

15

Centro de Chapecó.

16

caixas de remédios enviando mensagens aos moradores.

17

Thomas e sua foto troféu com o craque do Chapecoense, Douglas Grolli.

19

Entrada do estádio Arena Condá, reparem  acima cartazes com os nomes dos jogadores que faleceram na tragédia.

Estava uma noite agradável, sentamos na rua para tomar um vinho geladinho e jantar uns espetinhos de xixo muito bons.

Na manhã seguinte foi dia de cruzar a fronteira com a Argentina, em direção ao uma das 7 maravilhas do mundo – As cataratas do Iguaçu,  mas isto eu conto no outro post.

Indochina Experience

13 de dezembro de 2016 0

Duas semanas de imersão no Oriente. Descobrir uma Indochina ainda repleta de sutilezas , de aromas e sabores que guardam a herança francesa mas que trazem no seu âmago todo o exotismo do sul da Ásia , uma região que é única e especial no maior e mais diversificado continente do mundo.

IMG_9145

IMG_9237

 

Os primeiros países que visitamos são tão diversos entre si quanto se pode imaginar. O Laos tem em suas essência a religiosidade que permeia todas as facetas de sua sociedade. A religião educa , forma os meninos e acaba sendo uma indutora de humanidade.  Eminentemente budista, guarda a influência francesa, de mais de 50 anos de dominação, como um polimento de um pais simples e um tanto rústico, mas cúmplice da natureza. Uma sociedade agrária, o povo que mais come arroz em todo o Oriente , e olhem que isto não é pouco. Mas ao mesmo tempo oferece uma culinária exótica , perfumada e picante , com ótimas padarias e confeitarias gaulesas.

IMG_8191

IMG_8325

Luang Prabang anda melodicamente , parece que uma música cadenciada embala o dia a dia. Monges com suas sombrinhas para se proteger do sol colorem as ruas de cor de laranja. Lá o sofrimento nunca impediu ninguém de ser feliz, e foram muitas bombas durante a Guerra do Vietnam e só o que não chegou até o Ocidente foram as notícias desta agressão. Mas o perdão é engrandecedor, o rancor é repetitivo e muito desgastante por isto o povo se resignou e deixou a vida fluir sem mágoas. O por do sol no Mekong ajuda a reconstruir a vida no dia a dia.

IMG_8071

IMG_8329

O rio Mekong dá o tom e traça os caminhos, leva para a selva que está ali do outro lado e serve de estrada para os países que fazem fronteira, como o Cambodja e o Vietnam , onde o rio deságua no mar.

IMG_8067

IMG_8088

 

E seguimos para o Vietnam , que pulsa , que cresce e se desenvolve. A população de todo o Laos cabe dentro de Hanói , uma cidade estonteante e frenética,  mas bucólica em torno do French Quarter. Lá as pessoas se locomovem em duas rodas , andam de moto como  quem caminha , devagar e sempre! Em Hanói tudo acontece na rua, aulas de dança, brincadeiras em família e até o banho do cachorro.

IMG_8410

IMG_8408

O culto ao herói da independência , Ho Chi Min, segue os moldes dos russos com o corpo embalsamado em um gigantesco mausoléu no centro da cidade. Construções francesas se misturam com templos Confucionistas em estilo chinês , outra grande nação dominadora dos vietnamitas. Uma curiosidade , o Vietnam é o único país no mundo fora das grandes potencias militares a ter derrotado três países do Conselho de Segurança da ONU: China, França e Estados Unidos. Feito que eles modestamente não elevam , preferem viver bem o presente e projetar um futuro de muito trabalho e desenvolvimento.

IMG_8415

IMG_8352

Começando a desacelerar fomos até o maior patrimônio natural do país! Halong Bay dispensa apresentações, é um must go e um must love!

IMG_9961

IMG_8588

Mas o movimento frenético de Hanói contrasta com um Vietnam sem pressa que encontramos na região central. Lugares imperdíveis como Hue e Hoian onde o clima de interior e praia nos aproxima de um povo simpático e acolhedor. Hue guarda toda a pompa de ter sido a ultima cidade real, a cidadela imperial que apesar de ter sido muito destruída na guerra contra franceses e americanos ainda lembra muito a Cidade Proibida de Pequim. Mas para além do centro em Hue os incríveis mausoléus dos últimos reis, são verdadeiros jardins do paraíso, com uma riqueza estonteante em trabalhos de cerâmica que enaltecem seus últimos moradores.

IMG_8643

Hoian mora no meu coração! Lanternas coloridas fazem da cidade um conto de fadas que vai se iluminando a medida que a noite cai , fazendo nosso imaginário voar e se perder entre sonho e realidade. Respira tranquilidade e bem viver , tem um clima alternativo simpático , praia e muitas lojas de roupas que fazem maravilhas do dia para noite, literalmente.

IMG_4485  IMG_4680

Lugar de diversão e aventuras , onde as almas brincalhonas encontram espaço para se expandir!

IMG_8921

IMG_8893

Foram dias de encantamento e descobertas! Um grupo super parceiro que aproveitou cada destino tirando sempre o que momento tinha de melhor! Se nutriu de afetos e presentes, histórias e relações, criando laços e deixando os sentidos serem permeados por todas as experiências.

IMG_9779

 Para quem quiser saber mais sobre os roteiros Viajando com Arte : www.viajandocomarte.com.br ou (51) 3025.2626

Provence - Sabores e Cores. Viagem em maio / 2017

11 de dezembro de 2016 13

template ppt provence

A simples menção da palavra “Provence” nosso imaginário se enche de

fantasias, nossa mente divaga por campos de lavanda, nossos olhos se

iluminam com os amarelos dos girassóis – os mesmos que van Gogh tanto

pintou, nossa boca comeca a salivar só de lembrar dos seus vinhos rosés e

da doçura de suas frutas.

Suas paisagens, o seu estilo de vida descontraído

e seu clima convidam ao prazer puro e simples, mas o que encanta mesmo

na Provence e a sua diversidade.

A Provence é como um imã que a todos

atrai, uns vão em busca do seu sol, que brilha a maior parte do ano, outros

procuram seu estilo de vida e sua gastronomia, mas também seus sítios

romanos, sua riqueza cultural, suas paisagens de tirar o fôlego. As águas

cristalinas do Mediterrâneo em Cassis, as estradinhas de alamedas de

plátanos, suas cidadezinhas medievais, suas flores, seus perfumes e uma

atmosfera encantadora faz da Provence um destino perfeito.

Informações acosta@portobrasil.com.br ou (51) 3025.2626

banner-site-provence

 

Trilha da Galheta em Florianópolis ou pode chamar de Parque Arqueastronomico das Pedras Sagradas

05 de dezembro de 2016 0

Florianópolis lembra praia , lembra descanso, jogar os pés para o alto e tomar uma caipirinha?

Mas se não for assim , um pouco de esforço e a recompensa pode ser esta!

20150314_082830

trilha-da-galheta_florianopolis_santa-catarina_mapa

Partindo da Barra da Lagoa nos chamou a atenção uma placa que dizia : Trilha Arqueastronomica das Pedras Sagradas. Desci do carro e na lojinha em frente me informei . A trilha é particular e se cobra $ 10,00 por pessoa, é uma subida de uns 30 minutos mas o visual é fantástico, de lá se vê toda a região norte da Ilha , com especial ênfase na Lagoa da Conceição, Praia Mole e a Galheta (famosa praia de nudismo de Floripa).

20150314_080311

Como adoramos um desafio foi o que bastou! Nada que um preparo físico básico não seja suficiente. Não desista sem tentar, vale cada pingo de suor.

20150314_081028

A trilha pelo meio da mata logo se abre num campo no alto do morro , e dai é só alegria! O visual não pode ser mais maravilhoso e o vento refresca o calor úmido da trilha fechada. Para os mais sensíveis aconselho usar repelente e nõ esqueçam o protetor solar. Estava um dia nublado que se abriu num sol maravilhoso quando chegamos no alto. Mas o mais importante de tudo , éramos só nós dois na trilha , um paraíso particular.

20150314_083037

Mas o mais interessante é a história do lugar, a curiosidade de um menino e a inquietação do pescador que sonhava conhecer o mundo pelo mar transformaram a vida de Adnir Ramos, o Maninho. Sem precisar sair da Barra da Lagoa, onde criou e e mantém o IMMA (Instituto Multidisciplinar de Meio Ambiente e Arquoastronomia ) no Parque da Galheta , ele localizou os agrupamentos de pedras sobrepostas que formam pequenas janelas. São frestas de onde se vê o nascer do sol nos solstícios e equinócios, eventos celestes que marcam a troca das estações do ano. Os dolmens são grandes calendários luno-solar que fazem parte da sabedoria ancestral utilizada para marcar as estações do ano, com instrumentos de medição do tempo que ainda hoje permitem entender a mecânica do universo.

20150314_082712

20150314_082700

São formações rochosas gigantescas que não se entende como foram parar ali , assim como nos Parques de Stonehenge na Inglaterra ou os Moais da Ilha da Pascoa , mas que por aqui são ainda mais desconhecidos e intrigantes. Por via das dúvidas me coloquei exatamente embaixo da pedra mais importante , onde a energia seria mais forte! Pena que não era no solstício!

20150314_083406

 

20150314_083331

O Solstício de Verão,  o dia onde o Sol brilha mais tempo no céu, costuma ter grande afluencia de pesquisadores e são motivo de comemorações por aqui . A partir desse momento há um declínio do sol, os dias começam a ficar mais curtos e começamos a armazenar forças para o outono. Tradicionalmente as ervas colhidas nesse dia são muito poderosas.
O fogo marca esta festa como o Sol que permanece por mais tempo no Céu. Esta é a melhor época para queimar as preocupações do ano que passou.

20150314_084740

 

Para os mais místicos , existe a crença que são épocas importantes para se harmonizar com as energias do ciclo solar Nelas os solstícios e equinócios são  reconhecidos como ocasiões importantes para uma ligação para a meditação, para a ascensão da mente.

20150314_084343

Mas como ninguem é de ferro e nem só de energia vive o homem , no final da trilha seguimos para um barzinho n Bara da Lagoa . Lugarzinho tranquilo e típico da região.

20150314_091638

E para cmpletar um mergulho na Praia Mole , que fica logo ao lado.

20150314_100045

Para saber mais sobre programas e roteiros do Viajando com Arte acesse o site:

www.viajandocomarte.com.br

Mostiers Sainte Marie, um lugar para amar!

30 de novembro de 2016 0

Moustiers Sainte Marie, uma da cidadezinhas mais lindas no caminho entre a Provence e a Cote d’azur.

alpes-de-haute-provence-15075_w800.ch


Fica ao lado do belíssimo Lago St Croix, nas impressionantes Gorges du Verdon.

blog13

b8

Gorges du Verdon


Envolta em mitos uma pequena aldeia encravada entre penhascos com uma estrela instalada no alto. Reza a lenda que a estrela, foi pendurada por um cavaleiro capturado pelos sarracenos no século XII. Ele teria prometido que, se voltasse vivo à sua cidade natal, Moustiers, penduraria uma estrela e suas correntes em homenagem à Virgem Maria.

blog22

b10


A cidade é perfeita para servir de base para explorar as Gorges du Verdon e descobrir a grande beleza da região. É a cidade da faiança, com vários atieliers e galerias.

blog19

 

Uma aldeia muito pitoresca e com bons restaurantes.


Moustiers está no roteiro Provence que o Viajando com Arte fará em maio/2017