Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Cingapura"

Descobrindo Cingapura - Por Carla Oliveira

10 de setembro de 2010 1

 

 

            À caminho do meu destino final, Myanmar, do qual falarei em outro post, passei por Cingapura. Esta pequena e surpreendente cidade-estado foi a minha porta de entrada no sudeste asiático, onde passei três dias muito agradáveis e agitadíssimos. Isto porque Cingapura, já um importante centro comercial e financeiro, também vem se destacando como um centro de entretenimento, e as opções de passeios são inúmeras, para todos os gostos!

            Decidi iniciar meu passeio por Cingapura justamente por suas áreas étnicas antigas, Little India, Arab Quarter e Chinatown. E é muito interessante ver como todas estas culturas coexistem e se inserem harmoniosamente no panorama desta moderna e bem sucedida cidade. Em Little India, me encantei com  o vibrante movimento, a profusão de restaurantes e lojas, os aromas, a música, o colorido dos sáris. Vale a pena fazer uma visita ao templo hindu dedicado à deusa Kali, na principal rua do bairro, Serangoon Street, onde os hindus fazem suas oferendas a deusa.

 

           

 

 

 

 

 

 

 

           

detalhe da fachado do templo

 

 

.

            Em Arab Quarter, o grande destaque é a  Mesquita do Sultão, com sua cúpula dourada e seus minaretes.

 

           

 

 

 

 

 

 

            Em Chinatown, visitei o Chinatown Heritage Centre, que fica na Pagoda Street, principal rua do bairro. É um museu muito interessante, que narra toda a saga dos chineses em Cingapura e oferece uma reconstrução muito impressionante dos cubículos onde eles viviam na época colonial, ressaltando, através dos seus ambientes e objetos, seus hábitos, seus vícios, sua cultura.

 

 

 

         

Pagoda Street  

           

 

 

Chinatown Heritage Center

 

 

            Imperdível também é o passeio ao Merlion Park. O Merlion, metade leão, metade sereia, é o símbolo de Cingapura. Dali, se tem uma excelente vista do Rio Cingapura e do Esplanade Theatre, complexo de teatro e sala de concerto, que além da moderna arquitetura, também tem uma acústica fantástica. Tive a oportunidade de conferir um show da banda Belle & Sebastian na sua Sala de Concerto e foi impressionante.

 

        

 

 

            Também do Merlion Park, avista-se o prédio do Marina Bay Sands: três torres gêmeas ligadas pelo terraço. É um dos inúmeros complexos de entretenimento de Cingapura, combinando hotel, cassino, lojas, restaurantes.

 

           

           

 

 

 

 

 

 

 foto batida no terraço do Marina Bay Sands, mostrando a sua piscina

 

 

 

            Próximos ao Merlion, estão o Victoria Theatre e o Asian Civilisations Museum, um museu muito completo sobre as várias e riquíssimas culturas asiáticas.

 

           

 

 

 

 

 

 

 

 

 

            Às margens do Rio Cingapura, estão as áreas revitalizadas do Boat Quay e do Clarke Quay, importantes áreas de lazer e entretenimento da cidade. Reserve uma noite para vir jantar e passear aqui. Em Clarke Quay existem vários barzinhos, todos bem movimentados, e alguns bem curiosos, como o The Clinic.

 

 

 

 

           

 

           

            Outra noite, pode ser reservada ao Night Safari, onde observamos os animais em seus ambientes, com barreiras naturais substituindo as grades. É muito interessante e divertido.

 

           

 

 

            E eu não poderia deixar de falar sobre compras em Cingapura. Um passeio à Orchard Road é o paraíso dos consumistas. Lojas de grifes internacionais e shoppings se sucedem oferecendo produtos para todos os gostos e bolsos. Quando visitei Cingapura, eles estavam comemorando o dia nacional e um dos principais shoppings da Orchard, o Paragon, oferecia um concerto em homenagem ao dia.

 

           

 

 

            Por fim, no meu último dia em Cingapura, um domingo, fui visitar Sentosa Island, um complexo de lazer com praia artificial, inúmeros resorts em construção e vários parques temáticos, inclusive um da Universal Studios está sendo construído. Como eu disse, opções para todos os gostos e para toda a família.

 

 

 

 Impossível não encontrar o que fazer em Cingapura. Meus três dias na ilha foram super corridos, conheci muitos lugares bacanas (o sistema de metrô de Cingapura é moderno e muito eficiente, o que ajudou bastante) mas ainda assim, fui embora com a sensação de que precisaria mais tempo para conhecer ainda melhor a ilha.