Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Florida"

Miami para além das compras: arte , aventura e gastronomia

27 de junho de 2014 0

Confesso , me rendo , adorei Miami! Sai daqui cheia de preconceitos com o “destino compras” e descobri uma cidade repleta de alternativas culturais , alguma aventura e ótima gastronomia!

20140605_130450

20140605_130647

Nova York pode ser a cidade que nunca dorme, mas Miami Beach é a festa que nunca termina. Com um público diversificado que beira ao engraçado , praias bonitas e ensolaradas a uma vida noturna agitada, sempre há algo interessante para fazer e curtir. Esse é bem o espírito de Miami Beach, e principalmente de South Beach.

20140604_134501

O visual do Art Deco Distrit, com seus prédios em tons pastéis e inspiração náutica, datados das décadas de 1920 e 1930, é único. Querem conhecer South Beach de uma forma diferente? Então, façam um bike tour!

20140604_174851

A Bike and Roll Miami, ( 210 10th Street , 10th & Collins) aluga bicicletas e segways, e também faz tours coletivos e privados. São várias as opções de tour: Art Deco District, Key Biscayne, Venetian Island, Coconut Grove…

20140604_133719

A Ocean Drive é a rua à beira mar que abriga os prédios Art Deco e vai até o remodelado South Point Park, um parque à beira mar, localizado no extremo sul da ilha. De lá, é possível avistar Fisher Island, Downtown Miami e as águas azul esverdeadas do mar. Fazendo o tour vocês terão dicas da história de preservação dos prédios por aqui e também de assuntos mais prosaicos. A Mansão Versace, que hoje abriga o sofisticado hotel/restaurante The Villa by Barton G, esconde a história do assassinato do estilista Gianni Versace, que foi alvejado por dois tiros na nuca na frente de sua casa.

20140604_174342

Que preferir um passeio de bike mais aventureiro , siga até o parque natural de Oleta River, lá tem trilhas de Mountain Bike para iniciantes e nem tanto.

20140602_173512

Podem alugar caiaques e stand up paddle também, tomar banho de mar no canal e ainda apreciar a natureza bem preservada do lugar . Diversão garantida para toda a família e garanto que um programa quase desconhecido até pelos locais.

20140602_172758 20140602_172506

Para um passeio mais turístico , mas nem por isto menos prazeroso, aconselho os canais da cidade ! Normalmente o trajeto dos barcos passa por toda a Biscayne Bay, margeando pequenas e luxuosas ilhas como Star Island e outras. Com um pouco de sorte, dá até para ver manatees e golfinhos passeando por perto!

20140606_152752 20140606_140340 20140606_134403

Pode ser num barco de linha ou melhor ainda alugar sua propria lancha e curtir um dia relax, com direito a paradas para banhos de mar e brindes com vinho a bordo e reconhecimento do jardim dos fundos das casas das celebridades , o que não falta por aqui! Existem muitas empresas nas marinas de Miami que fazem esse serviço com ou sem marinheiro, mas aconselho a pegar com marinheiro , as regras são inúmeras e o controle super rigoroso!

20140606_171742

20140606_170648

Em Miami, caminhar na Lincoln Road é um passeio quase obrigatório. A rua exclusiva para pedestres, localizada entre a 16th e 17th Streets em South Beach, é um shopping a céu aberto. São diversas lojas, restaurantes e bares, um ao lado do outro. Tem um astral de praias da nossa infância, com um pouquinho de imaginação lembrei de Atlântida e seu antológico mini-golf!

20140603_162229

20140603_170029 20140603_165851

A Galeria do Romero Britto fica aqui , é um destino bem conhecido pelos americanos. Para um almoço bem americano de batata frita e hambúrguer o Shake Shack (1111 Lincoln Mall at Lenox Avenue) ou o Five Napkin Grill são as bolas da vez.

20140603_181126

20140603_181041

O New World Center é o campus da New World Academy, uma orquestra que forma jovens músicos (que, por sua vez, tocam na New World Symphony). Ele fica localizado no coração das compras de Miami, bem pertinho da Lincoln Road, numa praça muito interessante. Esse campus foi desenhado pelo arquiteto Frank Gehry .

(site arquitetura Arthur Casas)

O legal de lá é a acessibilidade da arte, já que tem apresentações transmitidas por um telão voltado pra praça. O telão é em HD e em frente dele centenas de pessoas se aglomeram com suas cestinhas de pic nics para ver a “banda” tocar.

miamiandbeaches.com

Se vocês estiverem passando por lá e derem a sorte de estar passando algum dos Wallacast (como eles chamam esses eventos transmitidos ao ar livre), vale a pena ficar um pouco e curtir a música.

Em Downtown Miami, região que concentra a área financeira e empresarial da cidade, os arranha-céus moderníssimos são emblemáticos. Aqui está a mais nova atração cultural da cidade, o PAMM. Desde sua inauguração em dezembro último, o Perez Art Museum de Miami tem recebido muita atenção, passando ser o grande anfitrião dos amantes das artes vindos de todo o mundo.

20140603_120043

20140603_130737 20140603_125916

Localizado no antigo Bicentennial Park em frente ao mar de Downtown Miami, o PAMM é especializado em arte moderna e contemporânea de origem Americana, Caribenha e Latino Americana.

20140603_121148

A construção de US$220 milhões, projetada por Herzog & Mueron, por si só já é uma obra de arte: um riff moderno na arquitetura clássica incorpora o parque e as águas que o circundam. Os visitantes também podem comer no bistrô Verde, que serve uma variedade de carnes, frutos do mar, pizzas e sanduíches .

20140603_132450

O Miami Design Center localizado a poucas quadras do centro, reúne galerias de arte, decoração, lojas conceito de estilistas renomados, além de bares e restaurantes. É uma excelente opção para fugir do tradicional roteiro de compras e praias em Miami.

20140604_165618

Por ali nada de prédios gigantescos e suntuosos, como em Downtown Miami. Os prédios baixos e antigos são herança do tempo em que o bairro era uma região desvalorizada e sem grandes atrativos. Mas hoje a simplicidade para por aí.

20140604_165448

O bairro está em alta e atrai uma clientela antenada e sofisticada que não está necessariamente interessada em “redecorar a casa”. Moda, entretenimento e gastronomia são outros sucessos do bairro.

20140604_165341

Para quem busca entretenimento, o De la Cruz Collectio é a indicação. Aberto desde 2009 no Design District, foi criado pelo casal Rosa e Carlos de la Cruz para mostrar sua coleção pessoal de arte contemporânea internacional. Fecha aos domingos e segundas.

Mas meu local preferido de longe foi Wynwood. O bairro fica ao norte da centro de Miami, ficou conhecido como “El barrio” por ter muitos latinos que imigraram na década de 50, principalmente com origem de Porto Rico, que deram uma identidade ao comércio e a vizinhança local. Depois de um longo período de abandono, no início dos anos 2000 o bairro começou a receber investimento e a se revitalizar, atraindo artistas, restaurantes, lojas e cafés para a região.

20140604_162831

20140604_163542 20140604_163137 20140604_161253

O Art District é essa parte do bairro tem mais 70 galpões antigos que depois da revitalização passou a ser ocupado por artistas de todos os cantos do mundo. As ruas são normalmente vazias, estilo cenário de filme de apocalipse, somente tem mais gente circulando nos sábados.

20140604_161035

Mas isso não atrapalha em nada o passeio! Pelo contrário, pois com as ruas vazias, é possível andar livremente por elas, tirar fotos melhores e até interagir com as pinturas dos muros .

20140604_162612

20140604_160402

São vários quarteirões repletos de pinturas e grafites em todas as paredes e muros dos antigos galpões do bairro. Além das pinturas ao redor do bairro é possível conhecer também o projeto Wynwood Walls um mini parque com restaurante e bar que mantém uma exposição permanente ao ar livre, reunindo obras de vários artistas americanos e de outros países também. Encontramos inclusive um painel do artista brasileiro Eduardo Kobra e do lado de fora estão representados os grafiteiros Os Gêmeos.

Acho que já deu para dar água na boca! A Gastronomia fica para a próxima!!!

Para mais detalhes e informações dos “Roteiros sob Medida” e das viagens em grupo acesse:

http://www.viajandocomarte.com.br/roteiros-sob-medida/

Disney Cruise, avaliação de pequenas viajantes

28 de fevereiro de 2012 0

Uma  avaliação de Pilar e Valentina Rossi , respectivamente 9 e 12 anos, sobre Cruzeiro no Disney Dream.Pequenas  críticas de turismo  e, espero,  futuras colaboradoras frequentes de nosso blog!


Partindo de uma reportagem em uma revista que nossa mãe trouxe para casa , escolhemos o nosso destino para férias em família no verão. O que chamou nossa atenção foi um navio com roteiro no Caribe,  com o diferencial de ser da DNC, o Disney Dream, o mais recente dos transatlânticos do complexo Disney World.

A imaginação voou solta, nós temos 9 e 12 anos e já vislumbramos, um ambiente totalmente temático , com cabines decoradas por personagens ou filmes, camas voadoras , todos os jogos liberados todo o tempo e um tobogã que dava a volta no navio , como mostravam fotos no panfleto!

A expectativa foi um pouco frustrada, , não é tão conto de fadas assim! As cabines são normais, mas maiores do que o costumeiro acomodando até 5 pessoas, a maioria dos jogos são pagos a parte , mas os tobogãs cumprem o prometido! As áreas comuns são realmente temáticas, cada piscina com desenhos e formatos especiais e muitos brinquedos dentro do clima. Os personagens andavam sempre dando o ar de sua graça e um telão gigante passava pequenos clipes e filmes inteiros ao ar  livre nos fins de tarde! O tobogã que circunda todas as piscinas  é emocionante , mas as filas são sempre enormes. Para crianças pequenas existem clubinhos , dando uma boa folga para os pais descansarem.

O navio é muito grande , tem 14 andares, 3 piscinas infantis divididas por idades, uma para crianças menores de 8 anos decorada com personagens do Nemo e  1  exclusiva para adultos que incluia SPA e academia. Além disto, muito legal era o mini-golf, para  quem veraneia em Atlântida uma boa lembrança da infância, mas neste caso temático e muito bem decorado , pena que não lembramos de tirar fotos!

O navio conta com 5 restaurantes, o Animator Place foi o nosso predileto envolvido por  telas  que interagiam com as pessoas. O mais chic era o Royal Palace , nos pareceu meio Titanic, lindo e elegante assim como o Versailles Garden  .  Os cardápios não surpreendem mas também não decepcionam, se a expectativa não for muito grande!

Foram 3 noites a bordo , saímos de Cabo Canaveral e amanhecemos em Nassau nas Bahamas. Um lugar com mar de um azul profundo mas sem maiores atrativos para um dia de descobertas. No segundo dia atracamos na ilha particular da Disney, Catway. Um lugar incrível, todos as atividades aquáticas são vendidas em pacotes de diversão , incluindo jet ski, snorkel , bóias, bicicletas aquáticas, e bicicletas terrestres.Os tobogãs e brinquedos aquáticos no mar foi o que nós mais gostamos! O mar calmo e azul nem precisaria de muitas atrações!

Na última noite um teatro dos Piratas do Caribe  era uma remontagem quase perfeita do filme  e fogos de artifício coroaram a noite de despedida.

Nunca tínhamos feito um cruzeiro antes , o que foi uma experiência legal , mas já estamos meio grandes para uma imersão tão profunda no mundo da fantasia da Disney! Achamos que seria mais interessante termos feito este passeio um pouco menores.


Ótima dica para quem vai a Miami

05 de dezembro de 2011 2

A Graziela Corbellini é uma amiga de longa data que se estabeleceu em Miami há alguns anos. Ao longo deste tempo ela recebia os amigos brasileiros que iam passear por Miami e de tanto circular pelas lojas, galerias, museus e demais atrações da cidade a Grazi percebeu que a decorrência natural e prazeirosa disso era montar uma empresa de “personal guide”, ou seja ela acompanha as pessoas dependendo do perfil de cada cliente. Isso traz enormes vantagens e uma economia de tempo incrível. Fora que a Grazi é uma pessoa super querida, educada e sensível. Ela me mandou este textinho para explicar melhor o seu trabalho:

 A GPS MIAMI foi idealizada como uma empresa de prestação de serviços feita sob medida para aqueles brasileiros que são apaixonados por Miami.

 Minha empresa foi criada para facilitar a vida das pessoas, em especial a vida dos brasileiros que vem visitar Miami e arredores com o objetivo de passear e fazer compras neste paraíso de shoppings centers e oulets.

 A idéia é de ser um “personal guider”, “boutique guider” que oferece um roteiro inteligente considerando o interesse e os objetivos de viagem  do cliente. A GPS reúne as melhores dicas para passeios, lazer e compras.

 GPS Miami tem a missão de ser o norte, sul, leste oeste dos brasileiros que aportam aqui no sul da Flórida – Miami, South Beach, Aventura, Fort Lauderdale, Boca Raton. Fala-se Inglês, português e espanhol.

 O serviço básico é planejar a viagem de forma que o cliente tire o melhor proveito. Sem perder tempo nem dinheiro.

 

Alguns dos clientes gaúchos que já experimentaram a GPS


GPS GASTRONOMIA – Planeja-se um roteiro gastronômico a partir de uma lista variada dos melhores e mais charmosos restaurantes, bares, boates e shows do sul da Flórida.

Sugere-se cardápio – de acordo com o gosto do cliente. Custo: U$ 100 

 GPS PASSEIOS – Dicas especiais de passeios turísticos com acompanhante se necessário. Custo varia de acordo com o destino e o valor do ticket do passeio.

 GPS PESQUISA – Assistência na pesquisa e escolha de imóveis para comprar e/ou alugar para férias.

   

Para contato use o email: grazicorb@yahoo.com.br e o telefone 1-9543365301.

Graziella Corbellini

Florida Parte III - Miami - Por Fernanda Seligman

08 de maio de 2010 4

Miami

 

A primeira sugestão é o aluguel de carro, pois a cidade é enorme e os outlets são um pouco afastados da cidade, além de que as praias e cidades próximas merecem visita. O aluguel pode ser feito tranqüilamente no aeroporto com todo conforto que as companhias oferecem.

 

Coconut Groove – Esse é o bairro do agito, cheio de glamour e estilo. Reserve uma noite de sua estadia na Flórida para jantar e bater perna pelas ruas de Coconut Groove.

 

Miami Beach – Tem o bairro Art Deco que fica em South Beach e é muito bonitinho para um passeio, o local é cheio de hotéis e restaurantes luxuosos no estilo decó. Outra dica – também em SouthBeach é para os fás de design e arquitetura que podem fazer uma visita ao Hotel Mondrian feito por Philip Starck.  O hotel tem um visual incrível do oceano e da cidade e em seu interior existe vários objetos criados por Starck, como cadeiras, mesas, lustres, etc. O hotel fica na 1100 West Avenue e não tem nenhuma fachada ou propaganda que indique o lugar. Para entrar não é preciso de nada, acho que estão acostumados com visitantes que entram apenas para tirar fotos. Dê uma circulada e tire umas fotos dos objetos super modernos, da paisagem e do visual clean.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em Key Biscayne ocorre o Miami Masters 1000, torneio de tênis que faz parte dos ATP Masters Series, e também é chamado de Sony Ericsson Open devido ao patrocinador do evento. Os melhores tenistas do mundo participam do torneio, e o local é muito bem estruturado e bonito. 

  

 

 

 

  

 

 

 

O maior outlet da região e a segunda atração turística mais visitada é o Sawgrass Mill que fica à 70 km ao norte de Miami, o outlet é gigantesco e é fechado como um shopping center. Como o lugar é enorme (são cerca de 350 lojas), e se o objetivo é ir às compras, uma boa dica é alugar um carrinho logo que chegar porque além de ser muito chato ficar carregando sacolas, os carrinhos acabam depois de determinada hora devido a grande demanda, e o melhor de tudo eles possuem um banquinho para sentar durante as compras! O outlet fica aberto de segunda a sábado, das 10h às 21h30 e, aos domingos, das 1hh às 20h. O endereço é 8200 Vineland Avenue. 

Outro bom outlet é o Dolphin Mall (8 km do aeroporto de Miami) um pouco menor que o Sawgrass mas ainda é enorme (250 lojas), ele também é fechado e tem menos fanáticos por compras que o primeiro. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Florida parte II - A costa oeste, por Fernanda Seligman

05 de maio de 2010 11

A costa oeste que também é banhada pelo Golfo do México é um passeio alternativo muito bonito para ser feito. Saindo de Miami é necessário pegar o carro em direção ao norte. A primeira parada obrigatória é em Naples, depois pode seguir para Fort Myers, Punta Gorda, Sarasota, St. Petersburg, Clearwater,  até chegar em Tampa. Esse trajeto tem aproximadamente 478 km, e para quem quer seguir para Orlando também é aconselhável pois fica apenas 1h30 de Tampa.

 

O primeiro destino é Naples, um local muito lindo, repleto de marinas e campos de golfe. Muitas celebridades e idosos freqüentam o local durante o inverno, pois a estação é mais amena no local.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 A cidade parece uma mini Veneza mas muito limpa e modernizada. Desculpem a comparação. Em Fort Myers se encontra a casa atual de treinos de primavera do Boston Red Sox, foi nessa cidade também que Thomas Edison e Henry Ford estabeleceram suas casas de inverno. Chegando em Punta Gorda se pode praticar natação, pesca, canoeing, hiking e na cidade se pode ver arte de rua.

 

 

 

 

 

 

 O próximo destino é Sarasota, lugar sofisticado que fica próximo ao Golfo do México, repleta de campos de golfe e o cartão postal da cidade é a escultura Beijando o Marinheiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Seguindo viagem, a cidade seguinte é St. Petersburg, que possui belas praias de areia branca, perfeitas para a prática de esportes. Mas St Petersburg também é conhecida pelas atrações culturais e educativas. Antes do último destino, passamos por Clearwater, uma cidade litorânea com praia de águas calmas. Por fim Tampa, cidade localizada junto à Baía de Tampa, cheia de edifícios altos e modernos e onde se encontra o Bush Gadens – parque com enormes montanhas russas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Miami - Florida Keys - Parte I

29 de abril de 2010 2

Estou muito contente que a nossa amiga aqui do blog, Fernanda Seligman, nos presenteou com este relato super rico de uma viagem recente a Florida. A familia dela foi assistir a Copa Ericson de tenis e aproveitou para fazer um giro por lá. Confiram!

Florida Keys é o conjunto de lhas ao sul do estado da Flórida que liga o continente americano à Key West – cidade que fica a cerca de 250 km de Miami. Para chegar ao local é necessário pegar a estrada Overseas Highway – U.S. 1 (que cruza de Norte-Sul a costa leste dos E.U.A.), essa rota é composta por 42 pontes que interligam as diversas ilhas. No caminho somos cercados de fascinantes águas azuis  do Oceano Atlântico por um lado e do Golfo de México por outro. Algumas das pontes serviram de cenário para filmes de Hollywood.

 

 

 

 

 

 

Para quem é fã de esportes náuticos o trajeto é uma festa, tem aluguel de barcos, jet ski, esquis, kite, tudo!

Partindo para as ilhas:  a primeira delas é  a ilha de Key Largo, famosa por ser um local para mergulhos, o John Pennecamp National Park é o lar de maravilhosas espécies de corais e também é repleto de condomínios de fim de semana dos habitantes de Miami. Logo após vem Islamorada, conhecida pela atividade de pesca local, é a capital da pesca desportiva. A terceira ilha é a de Marathon que ganhou esse nome graças aos operários que construíram a estrada de ferro durante dias e noites em ritmo incessante, eles diziam que para terminar o projeto ia ser uma maratona, daí o nome. Nessa área também é praticada a pesca e o mergulho devido aos belos corais encontrados no lugar. Depois de Marathon vem a Big Pine Key e as Lower Keys, onde também se praticam atividades como mergulho e pesca.

 

 

 

 

 

 

E por fim, Key West, cidade pequena no estilo vitoriano, com casas bem cuidadas, belos jardins, cercas pintadas de branco, um centrinho simpático e um porto charmoso. O local é o ponto americano mais próximo à Cuba, são apenas 90 milhas de distância. Os pontos turísticos mais famosos são a casa do escritor Ernest Hemingway e a Duval Street, onde se encontram lojinhas, restaurantes, bares, hotéis e muito agito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que não falta na cidade são meios de locomoção, existe tudo que é tipo de meio de transporte para aluguel. Key West é uma cidade sempre badalada pois como é um dos lugares mais bonitos dos E.U.A. é destino de turistas de todas as partes do país. O horário do pôr do sol é um momento muito celebrado, eles chegam a aplaudir a natureza nesse horário.

 

 

 

 

 

 

 

 

Antes de se tornar um paraíso turístico, assim como nas outras ilhas do Caribe, Key West era habitado por índios, colonizadores, piratas, corsários e pessoas renegadas da vida social. Muito navios afundaram no local com tesouros, apesar de já terem sido todos recolhidos, ainda assim desperta a curiosidade de mergulhadores do mundo todo. A ilha também foi rota de navios que traziam escravos por volta de 1808, infelizmente comercializados na região. Nessa época Key West era chamada de Cayo Hueso – Ilha dos Ossos – pois os colonizadores espanhóis encontraram muitos ossos humanos nas praias.

 

 

 Valeu Fê ! Ficou show, agora aguardamos a Parte II,

Super beijo!