Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Irlanda"

Dublin, uma pequena capital com grandes opções

24 de abril de 2013 6

 

Por Renato Rizzo

 A Irlanda é um pequeno país de aproximadamente quatro milhões de habitantes no norte da Europa, sendo assim torna-se muito fácil visita-lo, mesmo com pouco tempo e principalmente com as passagens aéreas baratas que se consegue por lá.

Dublin, a capital, abriga em torno de ¼ da população do país e esta situada no extremo leste da ilha.  De Dublin ao oeste da ilha, levam-se aproximadamente 3 horas e meia de carro, região muita visitada pelas famosas Moher Cliffs.

 

 


Moher Cliffs

 

A cidade, embora não muito grande, oferece uma boa quantidade de atrativos culturais e a maioria deles muito próximos. Deve-se ter um pouco de atenção ao caminhar por Dublin, pois o traçado das ruas não é nada retilíneo e as mesmas constantemente trocam de nome.

A partir de 1990 após um longo período de recessão, a Irlanda passou por um rápido crescimento econômico, passando a ser chamada pelos europeus de “tigre Celta”. Nesta ocasião ouve um boom na construção , surgindo novos edifícios . Hoje se podem observar prédios modernos compartilhando as ruas de Dublin com construções antigas, em total harmonia.

Assim como ocorrido recentemente no Brasil, a Irlanda também elegeu em 1991 sua primeira Presidenta, dando inicio a um período de otimismo e prosperidade. Atualmente o país passa por dificuldades econômicas , assim como outros participantes da CEE.

Minha sugestão é visitar a cidade em dois dias, e para facilitar vou dividir a visita em quatro partes, de preferência uma parte em cada turno do dia.

Se você tiver apenas um dia em Dublin , sugiro eliminar a parte três e fazer a parte  quatro a noite.

 

Primeira parte

Visita a Trinity College , A National Library of Ireland e a National Gallery.

O Trinity College foi fundado em 1592 pela Rainha Elisabeth I e está situado bem no centro da cidade, considerado até hoje uma das melhores universidades do país.

O prédio do Museu antigo, construído em 1852 é belíssimo em estilo Gótico veneziano. As construções novas dentro do campus não competem com as antigas.  Imperdível a visita ao interior da “Old Library” situada no centro do Campus, no segundo andar do prédio onde funciona hoje um museu . No andar inferior do museu destacam-se antigos manuscritos iluministas denominados “Book of Kells” , “Book of Armagh” e “Book of Mulling “.

A National Gallery e a National Library estão situadas na mesma quadra em frente ao Trinity College , sendo a primeira um prédio moderno .

No prédio antigo da National Library é imperdível a visita ao  seu interior, onde encontra-se hoje a Biblioteca pública.

Fiquei bastante impressionado com a qualidade da National Gallery , que embora seja um museu pequeno, tem em seu acervo obras de Francisco José de Goya ,Caravaggio, Vermeer e artistas locais como Frederic William Burton com a belíssima obra abaixo .

Meeting on the Turret Stairs

 

Segunda-Parte

Passeio pelas ruas do centro.

Logo saindo da National Library na direção do Dublin Castle ande pelas ruas Grafton  , Johnson Lemon , King st South, Ann st South , Claredone outras.

Muitas lojas, bares e restaurantes.

Como você não pode comer a cada dez minutos, sugiro entrar nos restaurantes e bares para apreciar a decoração de interiores, aproveitando para dar uma olhadinha no cardápio e já escolher o seu preferido para logo mais a noite jantar .

Se você gosta de queijo , logo saindo da National Library na Ann st South faça uma degustação na Sheridan`s Cheesemongers .

Visitar a loja “Avoca” , uma pequena loja de departamentos com vários produtos desenvolvidos por artistas Irlandeses  . De roupas a cerâmicas.  Almoçar no ultimo andar da loja é uma ótima pedida .

De uma descansada na a praça St Stephens Green.

Siga até o Dublin Castle passando pelo “Market Arcade” .

Imperdível tomar um café na Powercourt Townhouse e aproveitar e curtir a Design Center no último andar desta casa do século XVIII em estilo Paladino .

Ali também ocorrem exposições e você encontrará lojas de jóias e antiguidades .

Terceira Parte

Fora do centro .

O mais famoso atrativo de Dublin é sem dúvida a  Guinness Storehouse, mesmo para aqueles que não gostam de cerveja como eu . O ingresso inclui uma cerveja para tomar no último andar e apreciar uma maravilhosa vista 360o da cidade.

No caminho ,visite a St Catherine`s Church .

Para os apreciadores de esporte , o estádio “Aviva “ é um dos mais modernos da Europa.

Kilmainham Gaolé um lugar muito legal de visitar , antiga prisão que funcionou  de 1.796 a 1.924 .

Quarta Parte

TempleBar .

Área situada entre o rio Liffey e a Damestrett.

Esta região, sem dúvida alguma, é o que atrai a grande maioria dos turistas que fazem de Dublin sua opção .  Apreciadores de música, de artes , de comida e principalmente de bebida. Maior concentração de bares e boates, sugiro visitação a noite. A maioria dos bares oferece musica ao vivo .

Visitar o The Clarence hotel junto ao rio Liffey, Foi residência do Bono Vox , no auge do U2  e  é considerado um dos melhores hotéis da capital .


Condado de Kerry - Irlanda

01 de março de 2010 1

 

Condado de Kerry:  Irlanda encantadora.
 
Nosso amigo Jeferson Batista manda notícias quentinhas da Irlanda para o projeto : “A Vida é para ser Compartilhada”.  Obrigada pela colaboração!

Killarney
 
Junte montanhas…….castelos…….ilhas…..lagoas…..charretes… e uma cidade marcada por prédios coloridos e divertidos pubs…cenário perfeito que mais parece saído de uma película como por exemplo “O senhor dos Anéis” ou “As brumas de Avalon”.

Estou falando de Killarney uma simpática cidade no Condado de Kerry. Muita coisa para fazer como andar a cavalo, passeio de barco passando por pontes de pedra e atravessar o gap (que e uma falha nas montanhas) num cenário de gramados floridos, ovelhas de cara-preta e pequenas cachoeiras….interessante e atravessar o gap caminhando (3 horas
ou 3 horas e meia de caminhada).
 
Como chegar: Saindo da Rodoviária de Dublin, ônibus até Limerick,.depois troca de ônibus ate Killarney.
 
Dingle

Um pequeno porto rodeado de morros verdejantes num cenário surreal de mar azul e penhascos de dar vertigem….
A pequena Dingle, também no Condado de Kerry é um daqueles lugares para esquecer da vida. A entrada da baia é linda, único marco é o farol que delimita a entrada da pequena vila de pescadores. A maior atração do local é o golfinho Fungie, que mora na região há anos, nem precisa de muito esforço para encontrá-lo basta subir em um pequeno morro costeando a estrada que já é possível ver o golfinho mais famoso da Irlanda!
 
Como chegar: Saindo da Rodoviária de Dublin, ônibus até Limerick, depois troca de ônibus até Trallie e ainda outro bus até Dingle.

 

 

Se você conheceu algum lugar interessante ou está vivendo fora e quer contar um pouco sobre esta experiência, o blog está aberto a novos colaboradores!