Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "praia"

A África do Sul promete te surpreender

06 de dezembro de 2019 0

Nosso roteiro na África do Sul começou em Cape Town, logo de inicio fomos impactadas pela visão das montanhas e do mar, a paisagem lembra um pouco a do Rio de Janeiro, com a diferença que Cape Town, assim como toda a África do Sul, tem pouquíssimos prédios altos, as cidades são horizontais e espalhadas o que dá uma sensação boa de espaço, de liberdade.

 

IMG_4898
É impossível falar da África do Sul sem lembrar do seu passado recente, historicamente falando, poderíamos dizer que ontem por ali negros eram segregados a guetos e tinham sua circulação restrita em muitos lugares. O Apartheid, um regime de segregação racial implementado em 1948, foi oficialmente extinto em 1994 com a eleição de Nelson Mandela como primeiro presidente negro depois de passar 27 anos na cadeia por lutar contra os opressores da minoria branca.

De lá para cá se passaram 25 anos e a África do Sul vem tentando encontrar um caminho, uma maneira de lidar com este passado da melhor maneira, as vezes explodem algumas manifestações de violência com cunho de vingança às minorias brancas, difícil passar incólumes depois de tanta discriminação e opressão.

Mas dito isto, durante os dias que passamos por lá, não senti em nenhum momento alguma tensão no ar, ao contrário depois da Copa do mundo, achei a cidade ainda mais linda.

Continuar lendo …

IMG_1639

Subindo o Signal Hill com vista para a Table Mountain.

Croácia al mare - navegando pelo paraíso

31 de agosto de 2018 0

Nossa última viagem foi uma experiência inesquecível.

O Viajando com Arte montou um grupo de 9 mulheres a bordo de um veleiro nas belíssimas ilhas do sul da Dalmácia na Croácia . Nossa viadem começou em Split, onde ficamos 2 noites para conhecer um pouco do passado romano da Croácia, no muito bem preservado Palácio de Diocleciano, onde até hoje podemos ver as muralhas que delimitavam as fronteiras do palácio, contém hoje o centrinho histórico de Split, cheio de lojinhas, restaurantes e bares.

IMG_8178

IMG_8028

Detalhe da esfinge no Palácio de Diocleciano em Split.

No dia seguinte fomos conhecer um dos incríveis parques nacionais, a Croácia tem vários deles, todos lindos demais, o que visitamos fica a 1 hora de Split, é o Parque nacional de Krka, um lugar com uma beleza de tirar o fôlego, cachoeiras e passarelas sobre uma água verde esmeralda, cristalina. A grande vantagem de Krka é que é permitido tomar banho nas suas cachoeiras, o que já não acontece no Parque de Plitvice, seu irmão mais célebre.   IMG_8008

Parque Nacional de Krka.

Depois de 2 dias estávamos prontas para embarcar em nossa aventura pelas ilhas da Croácia.   IMG_8049 Este era nosso barco, onde passaríamos 1 semana, conhecendo lugares que eu nem imaginava existirem, fizemos um apanhado das ilhas mais lindas do sul da Dalmácia, Brac, Hvar, Kórcula, Mijet e finalmente Dubrovnik. Esta era minha segunda viagem a Croácia, e faze-la de barco foi uma experiência totalmente diferente, a comunhão com a natureza é total, apenas uma noite ancoramos em uma marina – em Vela Luka – na ilha de Korcula, as outras noites parávamos em baias, tranquilas, onde a gente só ouvia os sons da noite, grilos e o ondular do mar. Noites estreladas, com o melhor serviço de bordo que vocês podem imaginar, nosso jovem chef, o Viktor, tinha muito talento e saboreamos o melhor de frutos do mar e da culinária local. Longas conversas a bordo depois da  terceira noite já parecíamos amigas de infância. Conversar com nosso capitão Ante e sua esposa, Sandra, foi também muito enriquecedor, aprendemos muito do sofrimento e saga deste povo aguerrido que atravessou períodos dificeis de uma guerra sangrenta. IMG_8213 Nosso chefe a bordo, Viktor, o fato de estarmos lá durante a copa do mundo criou mais vinculos entre nós e a tripulação super atenciosa e carinhosa dos croatas. IMG_8317

Entardecer em Hvar.

IMG_8318

Nosso grupo em Hvar, antes da ilha ir a loucura no jogo que ganharam nos pênaltis da Dinamarca.

IMG_8424

Trilha que fizemos em Vela Luka na ilha de Korcula.

IMG_8552

E assim é o mar por lá, impressionante!

IMG_8553

Pic nic na praia.

IMG_8748

Pelas ruelas estreitas no centro histórico de Korcula

. IMG_8758

Pedalando pelo parque nacional na ilha de Mijet.

IMG_8985

Por do sol memorável na ilha de Sipan.

E finalmente chegamos em Dubrovnik, uma cidade saída dos contos de fadas, nosso barco ancorava um pouco para fora das muralhas antigas da cidade e pegávamos o bote em 10 minutos estávamos chegando no portinho antigo. Duas coisas imperdíveis para se fazer em Dubrovnik, caminhar pelas suas muralhas ao entardecer e subir no teleférico para ver a cidade de cima, uma visão que vai te acompanhar para sempre.

IMG_9262

nas muralhas de Dubrovnik

IMG_9323

IMG_9287

IMG_E9298

Hora da despedida, foram dia absolutamente inesquecíveis, uma experiência que super recomendo.

Puglia - Um dos segredos mais bem guardados da Itália.

18 de junho de 2018 2

Pois se você não tiver a sorte de ter um amigo italiano para te dar umas barbadas, não se aflija, estou aqui para dividir com você um dos lugares mais lindos ainda não descoberto pelo turismo mundial.

Este lugar é a Puglia, uma região da Itália que fica ao sul no que seria bem o “salto da bota”. A capital da Puglia é Bari, e ao longo da sua costa estão dois mares, o Adriático e o Jônico.

IMG_0343

IMG_4043

Estradas da Puglia no verão, cobertas de campos de Girassol.

Eu diria que  em 10 dias você pode conhecer bem a região, a Puglia tem uma grande diversidade, tem muito para oferecer, praias com águas cristalinas, uma gastronomia fantástica, você sabia que a grande maioria do óleo de oliva produzido na Itália vem da Puglia? A famosa Burrata ( aquela mussarela em bolinha que você abre e ela quase derrete, especial para fazer  uma Salada Caprese de comer ajoelhado.

IMG_9046

Um roteiro pela Puglia pode começar em Vieste, um lugar especial, uma antiga vila de pescadores, com menos de 15 mil habitantes, que se ergue sobre um promontório espetacular na península de Gargano. Ruas estreitas de paralelepípedos, todos sorriem para você,  casinhas de pedra  com janelas floridas,a vida escorre lenta e tranquila. Restaurantes onde a estrela é sempre o mar, pratos com polvo, camarão, peixe, são um must.

IMG_4067

Praia de Vieste

Fizemos um passeio de barco para visitar as grutas marinhas, você não acredita na beleza, no azul da água, e quando o sol reflete o azul no interior das grutas é de tirar o fõlego, beleza para todos os lados.

À noite muitas opções de bons restaurantes no centrinho histórico, nós seguimos a dica de uma amigo nativo, Il Dragone, um restaurante familiar  e comida deliciosa.

IMG_4051

centrinho animado de Vieste.

IMG_4053

Il Dragone

IMG_4055

De Vieste descemos de carro até o Parque Nacional do Gargano, na costa paisagens deslumbrantes do mar, e no continente a Floresta Umbra, onde se pode fazer trilhas, caminhar no Canyon do Gargano, pelo  leito de um antigo rio, que há milhares de anos atrás formou  uma grande cratera.

IMG_4095

Peninsula de Gargano

IMG_9057

Nosso próximo destino foi Polignano A Mare, outro lugar imperdível em um roteiro a Puglia, Polignano é lindo e você vai me desculpar, mas é absolutamente fundamental ficar no Hotel Grotta Palazzese, uma das condições geográficas mais especias da Itália, as imagens falam por sí, mas me acredite,reza a lenda que ficar neste hotel salva até casamento! :) , brincadeiras à parte o lugar é único, só jantar lá já vale uma ida a Puglia.

IMG_4114

Polignano A Mare

IMG_0032

  Este é o incrível Hotel/Restaurante Grotta Palazzese

italian-cave-restaurant-grotta-palazzese-polignano-mare-31-ITALY0116 (1)

Polignano é quase um vilarejo, ainda guarda muito o carater de cidade do interior, a antiga e boa religiosidade italiana, durante a nossa estadia pegamos uma procissão a tardinha, e minha ideia foi de ter entrado na máquina do tempo, padres, sinhorinhas vestidas de preto, mas nem por isso taciturnas, de jeito nenhum, todas olhavam na nossa direção e sorriam, convidavam a participação, meu coração italiano se encheu de nostalgia por uma Itália que eu nem sabia que ainda existia. Em Polignano também fizemos um passeio de lancha pelas cavernas marinhas, lindíssimo, mas aqui a atração principal é o Dorino Contento, uma figuraça! Ele é o dono da lancha e conta muitas estórias da cidade, você pode procura-lo no Facebook, é diversão garantida, a parte que os lugares são lindos, banho de mar nota 10.

IMG_4107

IMG_9084

IMG_4104

IMG_4140

Procissão em Polignanno A Mare

IMG_4224

Restaurante Antiche Mura a Polignano

IMG_0219

Saida de lancha para ver as grutas e a cidade do mar com Dorino Contento.

IMG_0246

IMG_4267

Dorino, uma figura inesquecível, o italiano típico.

De Polignano fizemos um bate e volta até Alberobello, cidadezinha dos famosos Truli, que vem do grego Tholos que significa cúpula. A cidadezinha é formada por centenas destas casinhas brancas com uma cúpula de pedra cônica. O efeito do conjunto é mágico, parece um cenário encantado, flores de todas as cores contrastam com o branco das casas. Lojinhas, souvenires, restaurantes, museu do óleo de oliva, programa completo para passar o dia, e a estrada é linda, pontilhada por grandes olivais e plantações de girassol.

IMG_0293

Paisagens de Oliveiras por todos os lados.

IMG_9129

Os Trulli de Alberobello.

IMG_9151

IMG_0070

cena italiana.

IMG_9153

Outra cidadezinha que amei de paixão foi Locorotondo, ruas estreitas, mas a cada esquina parecia que eu estava olhando um cartão postal, floreiras de gerânios muito vermelhos, sacadas de ferro cheios de arabescos, vespas, que para nós é vintage para eles faz parte do dia a dia, tudo compunha um quadro muito, muito pitoresco. Sentamos em um pequeno restaurante embaixo de uma parreira, quer mais Itália que isto?

IMG_0173

Locorotondo.

IMG_9167

IMG_9168

Segundo meu amigo italiano nenhuma viagem a Puglia é completa sem conhecer  uma Masseria, que são antigas propriedades rurais que hoje são hotéis de luxo, muitas eram antigos frantoios, ou seja, fazendas que plantavam oliveiras e processavam óleo de oliva. Ele nos indicou uma maravilhosa, fazenda de campanha desde 1500 (!) imersa em uma atmosfera de outra época, mistura de cultura e tradição com conforto contemporâneo – um sonho, uma legítima travel experience.

Você já deve ter ouvido falar de Matera,  o que nunca ouviu falar? Hiii você está mesmo por fora…  Matera é uma jóia, fica há 80Km de Polignano A Mare, e verdade verdadeira, não fica mais na Puglia, mas na região lindeira de Basilicata. E já que você veio até aqui não pode deixar de conhecê-la. Uma cidade com muita história, classificada como patrimônio da humanidade pela Unesco. Mas como o post é sobre a Puglia, não se zangue, mas já sabe: Matera = imperdível.

Cidades que tem que contar do seu roteiro, talvez não para dormir, mas ao menos para conhecer são:  Ostuni, Otranto, eu não perderia tempo entrando em Brindisi, mas isto é pessoal, evito as cidades grandes que para mim já perderam a inocência e a originalidade.

IMG_0309

Ostuni.

IMG_0313

IMG_0170

Você vai me perguntar sobre Lecce, e ai vou ter que confessar meu crime – não conheci, um horror, pois todo o planeta fala bem de Lecce, mas tudo na vida são escolhas e aqui escolhi ir para um refúgio a beira mar – Galipolli.

Nosso último destino na Puglia foi Gallipoli, esta cidadezinha na beira do mar Jônico, pequenina, um antigo  feudo rodeado por altas muralhas que descem até o mar, com um antigo castelo que domina a paisagem. Muitas igrejas barrocas, palácios, mas Gallipoli é sobretudo sobre descanso, pores do sol, praia, happy hour no antigo porto. Repor as energias, acalmar a mente e organizar a memória que irão me abastecer de alegria interna por muito tempo.

IMG_0343

Praia de Gallipoli.

IMG_0342

Porto.

IMG_4277

que tal o Viagra salentino?

IMG_4314

IMG_4295

IMG_4302

Eu não poderia acabar este post sem dizer um grazie mile ao Roberto, mio amico italiano!     

 

Se você gostou deste poste quer saber mais dicas de viagem, palestras culturais siga nossa página Viajando com Arte no Facebook, ou dê uma passada no nosso site:

www.viajandocomarte.com.br 

Mykonos agreste, uma grata surpresa

06 de junho de 2018 0

Todo mundo já ouviu falar de Mykonos, a fama de ilha gay, praias com muita festa e noite cheia de baladas esta espalhada pelo mundo. Mas depois de 15 anos voltei a Mykonos e para meu deleite descobri que além de tudo isto a ilha ainda mantém recantos de natureza preservada e praias paradisíacas.

Nos hospedamos em Psarou , uma praia que fica bem próxima a vila de Chora  (Hora) , centro urbano mais importante. É uma praia pequena e muito gostosa , o Mykonos Blue é tudo aquilo que esperamos de um hotel charmoso e bem atendido , com todo o conforto e muito mais, uma dica valiosa de minha amiga Flávia Alvarez!

A recepção do Mykonos Blue tem  charmosso burrinhos azuis

A piscina do hotel  com o mar azul ao fundo, blue em todos os lados!

Praia de Psarou ao entardecer.

As praias Paradise e Super Paradise continuam sendo  point , com recantos de nudismo e som nos paradores . Elia é mais família, um local charmoso com boa estrutura e esportes náuticos.

Super Paradise

Jeep alugado, indispensável para descobrir a ilha

 Mas foi no norte de Mykonos que nos surpreendemos com praias totalmente preservadas , sem construções e nem paradores com seu muitos guarda-sóis. Ftelia intocada e fica no fundo de uma grande baía, quase totalmente livre de cosntruções e com poucos frequentadores.

Ftelia , uma paraíso quase intocado ao norte de Mykonos

Agios Sostis é uma graça, tem uma pequena baía separada por pedras onde descobrimos o parador do Kiki, um restaurante bem simples onde o próprio Kiki faz na grelha todos os tipos de calamares , peixes e lulas com um visual de matar de inveja qualquer outro parador de beira de praia. O único problema do norte da ilha é o vento , em dias muito ventosos não é muito recomendável.

Agios Sostis

 

Entre um prato e outro vai um banho de mar

Enquanto Kiki prepara tudo na grelha.

Uma amostra do ambiente de Chora, no próximo post o charme “urbano” de Mykonos

 

Trilha da Galheta em Florianópolis ou pode chamar de Parque Arqueastronomico das Pedras Sagradas

05 de setembro de 2017 0

Florianópolis lembra praia , lembra descanso, jogar os pés para o alto e tomar uma caipirinha?

Mas se não for assim , um pouco de esforço e a recompensa pode ser esta!

20150314_082830

trilha-da-galheta_florianopolis_santa-catarina_mapa

Partindo da Barra da Lagoa nos chamou a atenção uma placa que dizia : Trilha Arqueastronomica das Pedras Sagradas. Desci do carro e na lojinha em frente me informei . A trilha é particular e se cobra $ 10,00 por pessoa, é uma subida de uns 30 minutos mas o visual é fantástico, de lá se vê toda a região norte da Ilha , com especial ênfase na Lagoa da Conceição, Praia Mole e a Galheta (famosa praia de nudismo de Floripa).

20150314_080311

Como adoramos um desafio foi o que bastou! Nada que um preparo físico básico não seja suficiente. Não desista sem tentar, vale cada pingo de suor.

20150314_081028

A trilha pelo meio da mata logo se abre num campo no alto do morro , e dai é só alegria! O visual não pode ser mais maravilhoso e o vento refresca o calor úmido da trilha fechada. Para os mais sensíveis aconselho usar repelente e nõ esqueçam o protetor solar. Estava um dia nublado que se abriu num sol maravilhoso quando chegamos no alto. Mas o mais importante de tudo , éramos só nós dois na trilha , um paraíso particular.

20150314_083037

Mas o mais interessante é a história do lugar, a curiosidade de um menino e a inquietação do pescador que sonhava conhecer o mundo pelo mar transformaram a vida de Adnir Ramos, o Maninho. Sem precisar sair da Barra da Lagoa, onde criou e e mantém o IMMA (Instituto Multidisciplinar de Meio Ambiente e Arquoastronomia ) no Parque da Galheta , ele localizou os agrupamentos de pedras sobrepostas que formam pequenas janelas. São frestas de onde se vê o nascer do sol nos solstícios e equinócios, eventos celestes que marcam a troca das estações do ano. Os dolmens são grandes calendários luno-solar que fazem parte da sabedoria ancestral utilizada para marcar as estações do ano, com instrumentos de medição do tempo que ainda hoje permitem entender a mecânica do universo.

20150314_082712

20150314_082700

São formações rochosas gigantescas que não se entende como foram parar ali , assim como nos Parques de Stonehenge na Inglaterra ou os Moais da Ilha da Pascoa , mas que por aqui são ainda mais desconhecidos e intrigantes. Por via das dúvidas me coloquei exatamente embaixo da pedra mais importante , onde a energia seria mais forte! Pena que não era no solstício!

20150314_083406

 

20150314_083331

O Solstício de Verão,  o dia onde o Sol brilha mais tempo no céu, costuma ter grande afluencia de pesquisadores e são motivo de comemorações por aqui . A partir desse momento há um declínio do sol, os dias começam a ficar mais curtos e começamos a armazenar forças para o outono. Tradicionalmente as ervas colhidas nesse dia são muito poderosas.
O fogo marca esta festa como o Sol que permanece por mais tempo no Céu. Esta é a melhor época para queimar as preocupações do ano que passou.

20150314_084740

 

Para os mais místicos , existe a crença que são épocas importantes para se harmonizar com as energias do ciclo solar Nelas os solstícios e equinócios são  reconhecidos como ocasiões importantes para uma ligação para a meditação, para a ascensão da mente.

20150314_084343

Mas como ninguem é de ferro e nem só de energia vive o homem , no final da trilha seguimos para um barzinho n Bara da Lagoa . Lugarzinho tranquilo e típico da região.

20150314_091638

E para cmpletar um mergulho na Praia Mole , que fica logo ao lado.

20150314_100045

Para saber mais sobre programas e roteiros do Viajando com Arte acesse o site:

www.viajandocomarte.com.br

Sri Lanka incrível descoberta

23 de março de 2017 2
O Sri Lanka é uma síntese de culturas que vem desde 
Alexandre Magno , passando por portugueses, 
holandeses e ingleses.
Tem traços de uma Índia só que mais tranquila, 
limpa e silenciosa. 
Mas igualmente apimentada e colorida. 
Uma ilha pequena onde convivem  pacificamente 
hindus, budistas, cristãos e muçulmanos, 
cada um respeitando e admirando a cultura do outro 
como parte intrínseca de sua própria. 

IMG_2775                                              
 Dambulla - cavernas com pinturas budistas
IMG_3369                                 

Colombo , a capital fundada pelos ingleses, é uma mistura de Delhi e Hanoi, com herança colonial  e tuk tuks por todos os lados. Cidade cosmopolita que cresce e se desenvolve com investimento chinês, guarda sua herança em bairros recentemente restaurados.

IMG_2018

Colombo , Hotel Taj

IMG_3782

O cheiro de mar no calçadão em frente ao charmoso hotel Galle Fort, nos lembra que a independência dos ingleses não vai muito longe, pouco mais de 50 anos.

O país busca se reconstruir como unidade após 30 anos de guerra civil no norte, mas que deixou cicatrizes por todos os lados. 

Imagem relacionada

Singaleses, etnia originária e majoritária e os tamil grupo originário do sul da India  que foi importada pelos ingleses, para trabalhar nas plantações de chá,  entraram em um conflito que só foi controlado em 2008.

IMG_2148

Templo hindu em Colombo

O aroma de curry está no ar, nos mercados coloridos pelos sarongs usados pelos homens como saias como os escoceses e os sáris das belas e sorridentes meninas, com suas tranças grossas e negras caindo nas costas.

IMG_2715

Prato típico de peixe com leite de coco e curry

Colegiais vestidas de uniforme imaculadamente branco circulam pelas ruas e acenam para os estrangeiros, ainda em numero reduzido. Mas a tônica é a simpatia e o bom humor em todas as situações.

 IMG_2454

Sobrevoar seu pequeno território é como entrar num filme da National Geographic, nos pouco mais de 200km de largura vê-se planícies pontilhadas de vilarejos, montanhas e rios, mas principalmente lagos onde manadas de elefantes selvagens margeiam em seu andar despreocupado numa dança cadenciada. E por fim sempre está o mar onipresente nesta ilha de diversidade.

 IMG_3969

Em Pasikuda , no litoral leste, o clima é de preguiça , exotismo e beleza infinita! Praia perfeita, areia fina e branca , mar tépido e  calmo e temperatura amena. Junte a isto uma região quase intocada , está criado o paraíso! 

Para complementar a infraestrutura geral do país com estradas adequadas, cobertura de sinal telefônico e internet e hotéis maravilhosos no clima de floresta ou praia, dependendo da localização.

IMG_2319

IMG_2283

Uga Bay Hotel

Quando se entra no coração da ilha, a selva toma conta. Tudo é verde , mesmo o litoral não estando nunca há mais de100km de distância. Santuários e parques nacionais são reservados para o mamífero símbolo do país, o elefante. São mais de 3 mil elefantes selvagens nestes redutos de alimentação abundante. Passando em uma estrada estreita no meio da floresta as cercas elétricas servem para impedir os elefantes de invadir vilas em tempo de seca.

IMG_3023

IMG_3038

 

Sigiriya é uma fortaleza elevada na selva, um elo perdido que nos lembra muito a cidadela de Machu Picchu.  A subida é um desafio, mais de mil degraus nos separam de um visual estonteante de mata por todos os lados. 

IMG_2605

Sigiriya

Feita por proteção ficou perdida até o sec XVIII quando foi descoberta por britânicos. Ruínas do antigo palácio, cisternas e até os vestígios do harém do imperador ainda são vistas por lá , impressionante!

 IMG_2642

Sigiriya cidadela

Dambulla é fora de qualquer proporção! Quatro cavernas totalmente adornadas com motivos budistas, como as igrejas ortodoxas russas do piso ao teto. que remontam ao sec I a.C. quando era a morada de monges ascetas. Um sincretismo de budismo e hinduísmo reina por aqui. Mas as dimensões e o preciosismo são impactantes.

IMG_2909

Dambulla Caves

 IMG_2881

Dambulla

IMG_2813

Quanto mais para o interior se vai , mais a paisagem é tropical e luxuriante. Alamedas de castanheiras sombreiam os caminhos, palmeiras gigantescas, uma vegetação que parece nos abraçar. A natureza é prolífica, abundante e verdejante. Viajar de trem pelo pais é uma experiência única.

IMG_3436

O coração da ilha tem a única parte montanhosa do país, é onde estão instaladas as famosas plantações de chá pelo qual o Ceilão , antigo nome do Sri Lanka , é mais conhecido. O processo é orgulhosamente mostrado nas antigas fábricas herdadas dos ingleses.

IMG_3555

IMG_3441

O chá preto com leite e bem adoçado é a bebida nacional e as plantações são cenários interessantes nas cercanias de Nwara Eliya, uma cidade que poderia estar nas montanhas de algum país europeu.

IMG_3494

IMG_3558

IMG_3231

Galle é o pedaço mais cosmopolita do país! Uma síntese de culturas, influências e religiões! Uma península que abriga um forte transformado em microcosmos onde viveram portugueses, holandeses e burgers, uma mistura de locais com seus colonizadores.

IMG_3711

IMG_3677

IMG_3986

Muralhas de Galle

Os britânicos tomaram parte no final do século XVIII . Lojinhas diversificadas e charmosas, as muralhas do forte e o mar cristalino são ingredientes para uma gran finale. Nas praias de Galle e seu entorno os turistas aproveitam uma miríade de praias espalhadas pelos seus quilômetros de litoral.

IMG_3840

Praias de Galle

IMG_3873Pescadores de estacas

Para saber mais sobre roteiros Viajando com Arte: www.viajandocomarte.com.br

 

Provence - Sabores e Cores. Viagem em maio / 2017

11 de dezembro de 2016 20

template ppt provence

A simples menção da palavra “Provence” nosso imaginário se enche de

fantasias, nossa mente divaga por campos de lavanda, nossos olhos se

iluminam com os amarelos dos girassóis – os mesmos que van Gogh tanto

pintou, nossa boca comeca a salivar só de lembrar dos seus vinhos rosés e

da doçura de suas frutas.

Suas paisagens, o seu estilo de vida descontraído

e seu clima convidam ao prazer puro e simples, mas o que encanta mesmo

na Provence e a sua diversidade.

A Provence é como um imã que a todos

atrai, uns vão em busca do seu sol, que brilha a maior parte do ano, outros

procuram seu estilo de vida e sua gastronomia, mas também seus sítios

romanos, sua riqueza cultural, suas paisagens de tirar o fôlego. As águas

cristalinas do Mediterrâneo em Cassis, as estradinhas de alamedas de

plátanos, suas cidadezinhas medievais, suas flores, seus perfumes e uma

atmosfera encantadora faz da Provence um destino perfeito.

Informações acosta@portobrasil.com.br ou (51) 3025.2626

banner-site-provence

 

Córsega um paraíso de praia e montanhas

27 de outubro de 2015 0

De longa data queríamos conhecer a Córsega.  Em tempos do real desvalorizado, resolvemos  andar um pouco mais e conhecer também a Sardenha tipo combo, compre 1, leve 2.

Como  “ navegar é preciso”, elaboramos o roteiro  e desembarcamos em  Bastia na Córsega. Não dispúnhamos de muito tempo por isso descartamos a travessia de ferry da França em função da distância e do longo tempo à bordo ( 9 horas ).

248

Bastia

257

Feira local

Começamos a viagem contornando o “Cap Corse”, que é aquela parte que parece um dedo se projetando em direção a França . Aqui a influência Genovesa que durante largo período dominou a ilha, se faz presente nas inúmeras torres que serviam de observação e defesa da costa. A “corniche’, estrada  que vai  serpenteando por  todo o litoral, algumas vezes nos passa a impressão que vamos mergulhar no mar . A costa é bem escarpada , via de regra a estrada é no alto e as pequenas cidades portuárias são lá em baixo com sinuosas  descidas para chegarmos.

 

262

Corniche .

276

O que ver aqui vai do gosto de cada um . As pequenas cidades são todas cinematográficas ,sempre com uma parte mais antiga ,a marina e, em  algumas  com a torre guardando a entrada do Porto .Eu recomendaria  Erbalunga, Centuri e Nonza  sem medo de errar. As estradas por conta do terreno  em muitos casos são bem estreitas e sem acostamento. Um eixo  rodoviário central corta a ilha e ali já são mais retas e com mais recursos.

266

Torre

274

Centuri

259

Erbalunga

283

Nonza

Depois do Cabo Corso, fomos sempre por estradas vicinais até Calvi  que,  segundo uma das versões da história e do monumento na cidade , é  terra natal de Napoleão .Uma bela cidade, com a característica marcante da cidadela murada junto ao porto e a cidade moderna crescendo ao seu redor .

290

Calvi .

Em Setembro ainda é bem quente  . As praias  mais bonitas ficam no  sul da ilha. Cruzamos  pela reserva natural de Scandola onde os apreciadores do trekking tem inúmeras opções  para explorar . Fizemos uma breve trilha até a praia de Tuara e depois  Girolatta. Nosso destino ali era a pequena vila de Porto para visitarmos as Calanques de Piana.

297

Tuara

355

341

C alas de Piana      -

324

Le coucher du soleil Porto.

No outro dia pela manhã, pegamos um barco  que nos levou a um bonito passeio para a visualização das Calanques ( Calas ) . A cor da água é inacreditável  . O melhor seria conhecer por terra  mas isto demandaria no mínimo um dia de caminhada, tempo que não tínhamnos  . De Porto, cruzamos o maciço central da ilha e fomos para o outro lado até outro endereço famoso,PortoVecchio .O cenário cinematográfico não muda . Ali segundo várias opiniões está uma das praias mais bonitas da Córsega, Palombaggia .

Ilhas - 2015 1146

Palombaggia

Já estávamos a 30 km de Boniface e dela  mais 12 km por ferry até a Sardenha . A ilha toda é  um grande jardim florido. A culinária é a mais fraca de todas as regiões que andamos na França, em compensação os queijos, embutidos e, sempre o vinho, em tempos “bicudos” fazem do  sanduíche uma festa .

487

Happy hour

Boniface , cidade construída sobre as falésias, sem dúvida é a mais bonita da ilha, tanto por sua geografia peculiar quanto por seu entorno de aguas transparentes e  ilhas na volta  . É imperdível um passeio até as Ilhas Lavezzi ( 30’ de barco ) Na Córsega  a sensação   é de um ritmo mais tranquilo  sem o stress de cidades grandes, com a vantagem de que tudo funciona perfeitamente .

397

384

Boniface

382

Visitando a história

Ilhas - 2015 1257

Ilhas Lavezzi

403

transparência das aguas

477

Gruta

No próximo post, contarei a  parte da Sardenha que vimos. Pouco diante do que não  conseguimos olhar por conta do pouco tempo .

Para quem gostou deste post e quer informações sobre viagens em grupo ou assessoria privada :

www.viajandocomarte.com.br 

Rio de Janeiro preservado e renovado na Barra, Grumari e Prainha

22 de setembro de 2015 0

Sei que posso estar sendo óbvia para muitos , mas não posso deixar de dividir a minha surpresa ao me deparar com as praias quase virgens a menos de 30km da zona sul carioca! Já tinha andado por aqui nos anos 80 , aiiiii, e nunca imaginei que a preservação continuasse tão completa.

Grumari

O paraíso está na continuação da Barra, logo depois do Recreio dos Bandeirantes. Uma curva e a beleza se revela!

Prainha

Intocada , virgem e verde como deveriam ser sempre os morros de beira de praia. A sensação é de ter chegado na praia da Silveira em Garopaba , só que esta fica bem mais longe de qualqure centro urbano e mesmo assim tem um núcleo de preservação ativo para mantê-la como está.

A Prainha é o paraíso de surfistas e apesar dos muitos carros e pranchas , mantém uma áura meio alternativa, principalmente fora de finais de semana. As ondas , o barulho do mar , até a maresia é diferente, parece mais autêntica. Mas é Grumari que mais surpreende , maior e ainda mais deserta , a gente custa a acreditar que possa existir uma praia assim dentro da zona urbana do Rio.

Prainha

A proximidade da Zona Sul é tanta que mesmo sem muito zoom a gente pode vislumbrar a Pedra da Gávea de um mirante.

 Recreio dos Bandeirantes

Agora com a Cidade Olímpica sendo construída ali pertinho a região vai se desenvolver ainda mais. Um novo Shopping Center que valoriza os espaços e a luz natural já faz parte da paisagem na Barra, o Village Mall é lindo e super top em termos de lojas e restaurantes. Vale um passeio , uma almoço charmoso, compras nem sempre!

11948018_1069196776424810_641600096_n

12033508_1069196779758143_159399296_n

Village Mall

Voltando para Zona Sul uma praia que vale uma parada é a Praia da Joatinga. Escondida na estrada do Joá ela é refúgio de surfistas e pessoal mais alternativo, por ter um acesso mais restrito . Como a entrada parece de um condomínio particular com cancelas e guardas , fica mais reservada do afluxo  massivo além de oferecer paisagens lindas.

   12042297_1069196926424795_2100072892_n  12047356_1069196856424802_1065423255_n

Joatinga

A preservação e a natureza estão fazendo a sua parte , que os investimentos e o povo do Rio consigam recuperar o status que a cidade merece no turismo mundial.

Para saber sobre roteiros em grupo ou assessoria particular do Viajando com Arte visite nosso site www.viajandocomarte.com.br

 

Algarve, o surpreendente litoral de Portugal

11 de agosto de 2015 6

Lendo vários blogs e reportagens sobre o Algarve me dei conta que fica muito difícil escolher os passeios a fazer e as praias a conhecer pelas descrições das pessoas, e até pelas fotos! A primeira consideração é que não tem como não se surpreender , a ideia era explorar as praias, e neste caso minha expectativa era baixa –  já ouvira falar muito de como as cidades da região foram descaracterizadas pela grande especulação imobiliária . E é verdade, mas daí vem a surpresa! As praias são tão encantadoras que a gente esquece o que tem por trás. Além disto tem  o mar, as pessoas e as comidas , tudo faz parte da magia do Algarve.

           20150513_215752Ponta da Piedade

Depois de passar alguns dias por lá resolvi contar as experiências mais legais que vivenciei , sem me ater em qual seria a praia mais bonita ou o recanto de areia mais badalado . Isto varia de acordo com o estilo e a estação. Mas posso dizer de antemão que o Algarve é uma região de praias no sul de Portugal que contempla gostos muito variados e tem um lugar ao sol para todas as tribos.

20150513_223640

A primeira experiência que indico, com algumas restrições para quem é muito sedentário, é o Percurso dos 7 Vales Suspensos, uma trilha que parte da Praia da Marinha e vai até a Praia de Vale Centeanes  se estendendo por 5,7 Km. Um espetáculo da natureza formado pela erosão nas falésias `a beira mar. Fica entre Armação de Pera e Lagoa, numa região mais agreste e desabitada deste litoral mediterrânico de Portugal tão explorado e tão lindo.

20150512_194244

Praia da Marinha

IMG_8283

20150512_200826

Trilha dos 7 Vales Suspensos

Na Praia da Marinha tem um estacionamento e uma pequena fruteira onde se pode comprar água e alguma fruta para dar energia na caminhada. Todo o percurso é bem demarcado e segue a linha de litoral com belíssimas vistas para o mar e as grutas que a água forma na terra e na areia.

20150512_194030

20150512_202154

Cada praia e trecho de mar proporciona imagens de tirar o fôlego , literalmente pois tem subidas e descidas bem marcantes. A boa notícia é que ninguém é obrigado a fazer o percurso inteiro , dá para voltar assim que o cansaço pegar. Aconselho a fazer a trilha até Benagil pelo menos!

Vale cada pingo de suor e se der vontade dá para fazer algumas das praias de carro depois, a do Carvoerio é uma boa opção para se atirar na areia e descansar.

20150512_203907

Já que estamos falando em Benagil , o segundo passeio imperdível é pegar uma lancha e fazer o percurso das grutas. Uma super aventura que parte das areias da pequena praia e alcança mais de 10 grutas em uma hora de passeio. Um colosso da natureza , sendo  que a gruta que leva o nome da praia é uma das mais famosas do mundo na sua categoria.

IMG_8332

20150513_180929

Gruta de Benagil

Mas as outras grutas e praias do caminho são incríveis também. Seria mais ou menos o mesmo visual da trilha só que de outra perspectiva , desde o mar. Sem contar que a lancha entra em muitas das cavernas quando a maré baixa dando uma dose de adrenalina extra ao passeio.

20150513_173650

Para uma experiência mais tranquila e contemplativa o passeio até a Ponta da Piedade , que fica na região de Lagos, é um “must do” no Algarve.

20150513_221534

 

Este não tem restrição para sedentários ou aventureiros pois pode-se ver as formações desde um promontório que já é um show! Claro que dá para descer , pegar caiaques e até mergulhar por ali! São praias inacessíveis por terra o que mantém o ar mais roots e intocado.

20150513_213739

20150513_223657

Recomendo fazer tudo , passar o dia aproveitando uma das paisagens de litoral mais lindas que já vi, o que inclui também a Praia do Camilo , bem próxima e acessível por uma enorme escadaria.

20150513_202519

20150513_213416

20150513_213647

Praia do Camilo em três tempos

Todas as imagens mais espetaculares do Algarve costumam incluir uma desta ponta quase agreste da região.

E para finalizar , o por do sol na Capela de Nossa Senhora da Rocha é quase etéreo. Para a gente pedir para voltar ao Algarve muitas vezes e poder ter ainda muitas outras experiência incríveis como estas.

20150512_021850 20150512_021915

 Nossa Senhora da Rocha – Armação de Pera

O Algarve é uma região de clima ameno, para aproveitar bem as praias melhor visita-lo entre maio e setembro , mas na primavera e no outono também oferece boas opções para quem quer fugir das multidões .

 Posts Relacionados

Alentejo , além mar, além…

Chiado e Bairro Alto – onde tudo acontece em Lisboa

Lisboa renovada: Cais Sodré , Alfama e Rua Augusta

 

Para saber sobre roteiros em grupo ou assessoria particular do Viajando com Arte visite nosso site www.viajandocomarte.com.br