Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "‘Roteiros Viajando com Arte"

Jardim Majorelle - o oásis de YSL em Marrakech

27 de julho de 2015 1

“Faz muitos anos que encontro no Jardim Majorelle uma fonte inesgotável de inspiração e seguidamente sonho com suas cores que são únicas”

                                                           Yves Saint Laurent

 

Este é um dos pontos altos da viagem para o Marrocos que faremos em outubro, um roteiro detalhadamente escolhido para encantar com a diversidade deste país único. 

 Para saber mais sobre o roteiro de outubro clique aqui :

http://cdn.wp.clicrbs.com.br/viajandocomarte/files/2015/04/RoteiroMarrocosA4.pdf

Ou entre em contato pelo fone (51) 3025.2626

Para quem conhece um pouco do Marrocos, esta imagem pode lembrar Chefchaouen, a cidade azul do Riff , norte do país. Ou mesmo o colorido mexicano de Frida Kahlo e Diego Rivera. Mas este belo cenário é um oásis em meio a turbulenta Marrakech.

Estando em Marrakech, uma cidade quase monocromática em tons de vermelho e ocre , é um deleite ainda maior a visita ao colorido Jardim Majorelle.

Visitando a Exposição de YSL no Petit Palais em Paris em 2013, me emocionei quando assisti a um video onde Pierre Bergé falava que as  coleções eram gestadas aqui nestes jardins onde ele e Yves passavam grandes temporadas, depois de tudo criado no imaginário é que iam para Europa executar.  Agora o deleite pode ser maior com o filme, “O Louco Amor de Yves Saint Laurent” que trata da vida deste homem genial e sua vida amorosa e mente perturbada, pela ótica de seu companheiro e emprésário por 50 anos. Adorei as imagens que mostram a casa do casal no Jardim Majorelle, com todos os objetos artísticos adquiridos durante a turbulenta estada no Marrocos, numa época em que o país era destino de artistas e pessoas em busca de emoções e inspiração.

O filme tem um arquivo de imagens rico , misturado  cenas  recentes, como a de seu velório e a do “leilão do século”, em que Bergé vendeu a vasta coleção de arte que ele e YSL montaram ao longo de meio século. O tom do documentário é de profunda melancolia, com longas e lentas panorâmicas dos lugares onde o casal viveu. 

YVES SAINT LAURENT, MARRAKECH, MOROCCO, 10TH APRIL 1969

Patrick Lichfield

Foi neste local que o famoso costureiro e colecionador de arte, Yves Saint Laurent, pediu para ter suas cinzas espalhadas após sua morte em 2008. YSL Pierre Bergé, adquiriram esta propriedade em 1980 e restauraram em todo seu explendor, criado por Jacques Majorelle em 1924.

Mausoléu de Yves Saint Laurent

Filho de um expoente da Art Nouveau da Escola de Nancy, Louis MajorelleJacques Majorelle foi pintor de aquarelas, apaixonado pelo mundo árabe. Chegou à Marrakech em busca da cura para uma tuberculose e da mística oriental, em 1919. Comprou um grande terreno, quase dentro da medina da cidade, e começou uma coleção de plantas que compreendia exemplares dos cinco continentes, com grande ênfase nos cactus.

 

O jogo de cores é arriscado mas encantador! Os pássaros parece que foram hipnotizados pelos tons fortes de amarelo e azul cobalto, conhecido como azul majorelle, e fazem um coro como música de fundo.

 

 

Mesmo já tendo visitado algumas vezes o jardim, que fica no coração da Nouvelle Ville de Marrakech, é um local de paz e frescor que não me canso de admirar. Uma ótima pedida é almoçar na cafeteria que tem sucos de laranja com romã e abacaxi como especialidade. Os sanduíches também são muito gostosos, ainda mais para quem já está no país há alguns dias e ávido para mudar o cardápio.

Nos dias de verão,  lufadas de vapor d’água são liberados a cada cinco minutos , tornando o ambiente super agradável

Mas a melhor parte da história começa quando Yves Saint Laurent,  natural da Argélia, vai para Paris estudar alta costura e é contratado por Christian Dior como assistente. Em 1960 volta para seu país para servir na guerra e no retorno funda sua própria grife. Inspirado em artistas como Mondrian , Picasso , Matisse e Delacroix cria moda que vai vestir mulheres marcantes.

Uma máxima de Bergé :

 Chanell libertou as mulheres, Saint Laurent lhes deu poder

Em 1980 os companheiros adquirem a propriedade, praticamente em ruínas. Reformam e mantém uma parte já  aberta ao público desde 1947.  Pelas frestas dos bambus pode-se vislumbrar a belíssima moradia. Na livraria, ao lado do café, encontrei um exemplar com fotos do interior da casa, indescritível pela arquitetura mas principalmente pelas obras de arte.

Lisboa renovada: Cais Sodré , Alfama e Rua Augusta

16 de julho de 2015 1

Estive em Portugal nos primeiros dias ensolarados do verão e vou contar e experiência numa série de posts nos próximos dias, acompanhem aqui!

Minha experiência em Lisboa era antiga , numa época em que imperava um espírito ranzinza,  de um momento de poucas perspectivas e baixa autoestima. Portugal era o primo pobre da Europa , e Lisboa cheirava a mofo com prédios mal conservados e pessoas mal humoradas.

IMG_1497

20150508_233042

20150508_235320

Arco da Rua Augusta

Bom , nesta primavera minhas péssimas lembranças foram dissipadas como num toque de mágicas. Voltei a Lisboa e encontrei uma capital jovem e renovada por um povo que se reciclou e recebe o turista como ninguém.  Gentileza , cortesia e principalmente um desejo profundo e autêntico de mostrar o que o país tem de melhor em termos de tradição , mas também de novos projetos.

20150508_233500

Cais Sodré

20150508_233300

Cais Sodré

As mais conhecidas atrações de Lisboa foram remodeladas e estão prontas em seu mais reluzente esplendor! Partindo da Praça do Comercio , passando pelo Arco e entrando pela  Rua Augusta , não se vê uma parede descascada e nenhum andaime de restauração , raridade nas cidades históricas europeias.

20150508_234616

Praça do Comércio

20150508_235017

Arco da Vitória

Já na beira do Tejo, o novo Cais Sodré encanta pela modernidade integrada a paisagem antiga. Dali da para pegar todos os meios de transportes que estão integrados , trem , barco ou até os famosos bondes de Lisboa . Ali convivem em harmonia lisboetas e turistas de todas as nacionalidades. Em tempo , a Europa descobriu Portugal , hordas de franceses e anglo-saxões vem em busca de sol , temperaturas mais amenas e dos preços que por aqui ainda são bem mais convidativos.

20150508_233428

Cais Sodré

20150508_233049

Cais Sodré

20150508_234209

Daqui dá para pegar o elétrico 28 e seguir para Alfama e seu Castelo de São Jorge. Subir a ladeira a pé  pode ser interessante , mas é cansativo e pode faltar fôlego para explorar o que Alfama tem de mais interessante. O bairro ainda conserva um ar mais retrô , mas esta mais limpo e  repleto de opções. Muito giro na gíria local!

20150509_005529

Alfama e o Castelo de São Jorge

20150509_215955

Alfama

Os telhados de Alfama são espetaculares e de lá se avista o porto onde muitos navios turísticos aportam diariamente trazendo muitos visitantes de 1 dia para a cidade.

20150509_212544

20150509_003649

Voltando para a rua Augusta uma volta no tempo , ela lembra um tempo de fausto nas fachadas coloridas e nas pastelarias com doces deliciosos. Um passeio desde o arco a outra extremidade leva até a Praça do Rossio, o coração da cidade que prepara a subida para o Bairro Alto .

20150509_00261220150509_002349

Fachadas da Rua Augusta

20150509_002442

 Doces portugueses

Para saber sobre roteiros em grupo ou assessoria particulare do Viajando com Arte visite nosso site www.viajandocomarte.com.br

Para saber mais:

Passando por Lisboa

Crônica de Lisboa

Em Setembro - mais um roteiro do Viajando com Arte: PERU!

15 de julho de 2015 0

11013446_854682234600413_1428080654755622988_n

 

Um pequeno grupo irá desbravar com Mylene Rizzo a trilha LARES – de lodge a lodge!

Um roteiro para quem quer aventura (na sua medida) mas também não abre mão do conforto e da boa gastronomia peruana.

Com passeios de bicicleta, pic-nic no Vale Sagrado, aulas de história em Cuzco e Machu Picchu .. e todos os detalhes que quem já viajou conosco conhece.

Aqui o roteiro em detalhes :

https://issuu.com/mondaycomunicacao/docs/peruadventure?e=0

Informações pelo viagens@portobrasil.com.br ou pelo fone (51) 3025.2626
‪#‎portobrasil‬ ‪#‎peru‬ ‪#‎aventura‬ ‪#‎trilhaLares‬ ‪#‎viajandocomarte‬

Marrocos com Arte - Viagem em outubro de 2015

12 de julho de 2015 4

O Marrocos foi talhado para os viajantes mais exigentes. Paisagens líricas de montanhas cobertas de florestas, o deserto mais árido que nos transporta para os antigos caravansarais, onde os viajantes faziam um pausa na sua longa jornada. Tudo é poesia nesta civilização milenar de Berberes e Tuaregs, onde vamos nos aprofundarem aventuras e descobrir os segredos de sua cultura e gastronomia.

Partindo da costa colorida de Casablanca, após conhecer a impressionante mesquita Hassan II, à beira mar, entraremos nos oásis das montanhas Atlas. Rios verdes de tamareiras correm por entre as dunas do deserto, até chegar a Marrakesh, a epítome de todos os nossos sonhos sobre o país.

Para os amantes da fotografia, andar pelas ruas movimentadas das medinas é como estar dentro da National Geographic: as vestimentas tradicionais estão presentes no quotidiano marroquino até os dias de hoje.

A mística cidade azul de Chefchaouen, a Imperial Fez com sua medina milenar, as cenográficas ruínas romanas de Volubilis e uma noite sob as estrelas no deserto de Erg Chebbi. Não poupamos imaginação para proporcionar experiências marcantes nesta jornada. Embarque conosco. Será inesquecível.

 Roteiro MarrocosA4

Marrocos - 2015

 

Saindo dos trilhos em Buenos Aires

09 de julho de 2015 0

Buenos Aires é uma cidade que chama a gente no inverno , nem que seja como ponto de conexão para alguma estação de esqui . Por isto os programas muitas vezes se repetem e então lembrei de colocar aqui duas sugestões saindo dos trilhos e das lojas.

Uma ótima opção de museu na cidade é a Coleção de Amalia Lacroze de Fortabat (Puerto Madero, dique 4, na frente da Torre Fortabat). É surpreendente pela qualidade e variedade de obras que apresenta, com exemplares de Chagall, Miró, Andy Wharol, Klimt, Peter Brueghel e  vários pintores argentinos.  Inaugurada em Puerto Madero em 2008, tem o acervo baseado na fortuna de uma das famílias mais poderosas do país dona da da  empresa de cimento , Loma Negra. O prédio é um atrativo a parte , todo em aço e vidro é um obra do arquiteto uruguaio Rafael Vigñoli. O teto tem um sistema móvel de alumínio que abre e fecha conforme a incidência do sol.

The Fortabat Art Museum

Museu Amalia de Fortabat

Para completar o programa dá para almoçar no Puerto Madero e ainda cruzar o canal para passear neste bairro super moderno e cheio de opções.

 

 

Pois aqui mais uma ideia super descolada, o  Faena Arts Center , além de ficar na região de Puerto Madero , mas do outro lado do rio onde a sensação é de estar numa metrópole rica e moderna ( calma , eu adoro a cidade velha também) que em nada se assemelha a Buenos Aires tradicional, o centro de artes contemporânea é lindo e oferece exposições itinerantes.

 

 

Ali já rolou uma individual do artista brasileiro Ernesto Neto que anda bombando pela cena Artsy mundial  e até um site specific com o duo artístico do Assume Vivid Astrofocus que simulava uma retrô roller dicoteca  para comemorar os 10 anos do Hotel Faena. A performance foi aberta ao público e contou com um grupo eclético de DJs internacionais. Desde a inauguração do Hotel Faena num silo de 1902, a região,  até então abandonada na beira do rio , experimentou um renascimento cultural .  

2014-10-15-faena-art-center-roller-disco-assume-vivid-astro-focus-02

2014-10-15-faena-art-center-roller-disco-assume-vivid-astro-focus-05

 (http://www.assumevividastrofocus.com/page.html?id=41)

A partir de 23 de julho de 2015 entra em cartaz a exposição

Faena by Studio Jobs : Futopia

Faena Arts Center

Aimé Painé 1169,
Segunda a sexta, 2:00 p.m. – 8:00 p.m.
sábados 2:00 p.m. – 10:00 p.m.

 

Coleccion de Arte Amalia Lacroze de Fortabat

Olga Cossettini 144
Terças a domingos 12 a 20.
Segunda cerrado.

 

Para saber sobre roteiros em grupo ou assessoria particular do Viajando com Arte visite nosso site www.viajandocomarte.com.br