Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Sem categoria"

Copenhague: despretensiosa , acolhedora e criativa. Precisa dizer mais?

05 de agosto de 2019 2

Copenhague capturou meu coração! Cosmopolita e aconchegante , estilosa e inovadora tanto na arquitetura quanto nas rigorosas linhas de seu design, é ao mesmo tempo agradavelmente relaxada, “easy-going” num estilo de vida que prima pela qualidade e valores genuínos. A nova culinária é um reflexo deste  espírito inovando sem perder o foco na produção local , no frescor e na busca de produtos mais próximos de sua origem.

Christianshavn

 

Um sentimento de liberdade conecta a cidade que se desloca sobre duas rodas. A artéria principal do centro é o calçadão da Stroget, para lojas internacionais ou mesmo para descobrir as descoladas  etiquetas dinamarquesas.

Leia mais

Amazônia - impressões de encantamento

28 de setembro de 2018 2

Numa primeira viagem para a Amazônia o encantamento de vivenciar o Brasil mais profundo me tomou de assalto.

IMG_1044
IMG_1399

Foi um roteiro sob medida e enxuto , saindo de Manaus e subindo o Rio Negro por três dias de barco.

Pegamos o Untamed, um barco com 8 cabines com todo o conforto e charme , que incluía um chef inspirado , camareiras e o melhor e mais profundo conhecedor da selva que poderíamos sonhar.

IMG_1063
IMG_1056

Foi uma aula sem fronteiras, que abriu nosso léxico de Amazônia e colocou uma semente de brasilidade em nosso coração.

IMG_1583IMG_1585

A pergunta mais frequente já respondo de cara, não tem mosquitos por aqui, nem nenhum outro tipo de inseto incômodo. O Rio Negro tem uma acidez que não deixa que eles sobrevivam, o que torna a viagem aprazível da manhã a noite.

IMG_0860

Manaus tenta resgatar sua rica historia do tempo das glórias do ciclo da borracha. O Teatro Amazônia está lindo e já vale a visita. Mas ainda tem o Mercado , Palácio Rio Negro e o delicioso hotel Villa Amazônia que além de bem localizado é lindo e confortável.

IMG_0622

Em três dias de navegação vimos muitos dos mamíferos e répteis  da selva como jacaré, macacos, preguiças e muitos botos.

IMG_1466IMG_1419

Fizemos todas as atividades que a floresta oferece: caminhadas, pescarias, banhos de rio, visita a comunidades indígenas e nado com o boto cor de rosa! Voltamos encantadas e inspiradas e este texto abaixo fala um pouco de tudo isto.

IMG_1224IMG_1187

“O Brasil não pode esperar para ser redescoberto.

São tantas águas, cursos abertos como veias na mata.

Um planeta água, verde, intocado. Rios que trazem sua verdade e não se entregam em luzes cristalinas.

Negro , Amazonas ou Solimões, cada qual mantém intacto o seu percurso. Igarapés singram os igapós, os manauara comem o seu tacacá feito de tucupi e jambu!

Um novo idioma , uma plêiade de criações da natureza ainda virgem e inviolada.

E nós, gente do sul, cheia de sabedoria estrangeira alheia ao nosso âmago, nossa verdade primordial.

Uma floresta tão rica em diversidade quanto em sensações , cores, reflexos e aromas.

Macacos que espiam com curiosidade, botos que nadam livres e interagem sem medo de seu maior predador.

Jacarés dividem as águas repletas de alimento conosco , e quem tem mais a temer?

Pirarucu, piranhas e tucumãs, o anzol não dá conta de tirá-los da água , criando uma nova paleta de sabores.

A selva se oferece abundante, açaí, cupuaçu, graviola ou cajá o paladar também vai aprender.

Cada palmeira com seu milagre, o palmito que mata ou o açaí que perpetua, a escolha é sua.

E mais água, e cipós e seringueiras que trouxeram a riqueza e logo a decadência.

A selva é sustentável, se sugada em excesso seca, murcha e morre.

E mais conhecimento em curas para todos os males, até para aqueles que nem sabemos que temos.

Curas para o corpo e para a alma que retorna repleta de orgulho de fazer parte de um Brasil que alheio à tudo insiste em sobreviver.”

Trilhas nos Pirineus - para descobrir uma outra Espanha

17 de julho de 2018 0

Faz um ano eu vi uma foto das formações dos Mallos e Riglos quando estava pesquisando sobre trens na Europa e desde lá fiquei com esta ideia fixa , queria ir para a região dos Pirineus espanhóis. Eu já conhecia a região dos Pirineus  francêses mas a perspectiva de cruzar a fronteira e descobrir o que estaria por trás daquelas montanhas lindas me capturou a imaginação.

A Espanha (35)

A Espanha (19)

Mallos de Riglos – Espanha

Foi uma viagem bem diferente , saímos de Barcelona e fomos em direção a Huelva. No caminho ainda veio de lambuja uma passada no Mosteiro de Montserrat. Um lugar lindo , mas como era domingo e estava lotado perdeu um pouco do encanto . Mas acho que vale muito a pena , para quem é mais religioso ou só pela paisagem também.

A Espanha (150)

A Espanha (141)

Santuário de Montserrat

A Espanha (134)

Bom , seguimos para nosso destino por umas três horas por estradas ótimas. As cidades dos Pirineus espanhóis são bem mais rústicas e simples que suas vizinhas francesas. Muitas casas de pedras em vilarejos quase abandonados. Igrejas do século XII e XIII abundam , mas sem indicações mais precisas e muitas fechadas.

   A Espanha (291) Igreja de Panticosa

A Espanha (95)

Chegando a Murillo Gallego , onde estava nossa pousada veio o impacto. Nenhuma foto  retratava o que são estas formações rochosas ao vivo. As mão de Deus poderiam ser seu apelido, algo forte e desconcertante.

 A Espanha (211)

Foto dos Mallos desde a janela da Pousada

Nosso hotel , encarapitado num monte bem à frente nos deixava com a melhor parte, ver suas mudanças de cor conforme o sol caía no horizonte.

A Espanha (246)

A Espanha (239)

A Espanha (212)

Murillo Gallego

 

Murillo Gallego é uma cidade medieval com não mais que 100 moradores, mas fora a dona do hotel e seu ajudante/ namorado francês que sumiu depois da primeira noite , não encontramos mais ninguém .

A Espanha (162)

Mas tudo é encantador , até o campo abandonado onde crescem as papoulas selvagens

A região é toda voltada para turismo de aventura , nas corredeiras é possível fazer rafting, as paredes dos Mallos são o cenário perfeito para o rapel e escaladas, nós ficamos com a trilha que dá a volta no monte.

A Espanha (94)

Partindo da pequena vila ao pé dos morros , subimos todo o caminho pedregoso até o topo e de lá voltamos pelo outro lado. Logo na saída nos deparamos com esta família com duas crianças pequenas, nos motivou a pensar que o caminho seria mais fácil do que o encontramos , ledo engano. As crianças é que tem cruza com cabrito montês e subiram sem nem reclamar!

A Espanha (169)

A Espanha (227)

 

A Espanha (173)

Mallos de Riglos – a vila

Foram umas 3h de caminhada , no inicio uma trilha tranquila e depois com subidas muito íngremes, confesso que duvidei da minha própria capacidade de vencê-las quando olhei para cima a primeira vez, mas como devagar se vai ao longe …

A Espanha (177)

A Espanha (46)

O visual é fantástico e cruzar com o pessoal escalando as paredes é emocionante. Eles desafiam seus limites ao máximo.

A Espanha (149)

Lá pelas tantas encontramos esta placa que dizia, 1:30h para seguir caminho ou voltar pela mesma trilha . Quase demos a volta , mas daí já era uma questão de honra!

A Espanha (190)

A quase desistência

             A Espanha (179)

    Mas o visual compensou o cansaço

 

A Espanha (213)

Aqui o visual desde o melhor hotel da região, o Spa de Mallos de Riglos!

Seguindo em direção a França passando pela estação de esqui de Formigal chegamos as paisagens  dos montes mais altos da região dos Pirineus, ainda com picos nevados. Aqui a ideia era fazer uma trilha , mas nossos casacos não contavam com o frio de 8 graus e só curtimos a paisagem de dentro do carro mesmo. Tudo já iluminado por um sol fraco de primavera.

B França (108)

Fronteira de Portalet

Posts relacionados

Roteiro pelas praias do norte da Espanha: Astúrias ,Cantábria , Galícia e País Basco

Espanha Verde, no Caminho de Santiago de Compostela

Um outro caminho para Santiago de Compostela, praias do norte da Espanha

Roteiro pela França e país Basco – St Jean de Luz – Hondarríbia e os Pirineus

Para saber sobre roteiros em grupo ou assessoria particular do Viajando com Arte visite nosso site www.viajandocomarte.com.br

Mykonos agreste, uma grata surpresa

06 de junho de 2018 0

Todo mundo já ouviu falar de Mykonos, a fama de ilha gay, praias com muita festa e noite cheia de baladas esta espalhada pelo mundo. Mas depois de 15 anos voltei a Mykonos e para meu deleite descobri que além de tudo isto a ilha ainda mantém recantos de natureza preservada e praias paradisíacas.

Nos hospedamos em Psarou , uma praia que fica bem próxima a vila de Chora  (Hora) , centro urbano mais importante. É uma praia pequena e muito gostosa , o Mykonos Blue é tudo aquilo que esperamos de um hotel charmoso e bem atendido , com todo o conforto e muito mais, uma dica valiosa de minha amiga Flávia Alvarez!

A recepção do Mykonos Blue tem  charmosso burrinhos azuis

A piscina do hotel  com o mar azul ao fundo, blue em todos os lados!

Praia de Psarou ao entardecer.

As praias Paradise e Super Paradise continuam sendo  point , com recantos de nudismo e som nos paradores . Elia é mais família, um local charmoso com boa estrutura e esportes náuticos.

Super Paradise

Jeep alugado, indispensável para descobrir a ilha

 Mas foi no norte de Mykonos que nos surpreendemos com praias totalmente preservadas , sem construções e nem paradores com seu muitos guarda-sóis. Ftelia intocada e fica no fundo de uma grande baía, quase totalmente livre de cosntruções e com poucos frequentadores.

Ftelia , uma paraíso quase intocado ao norte de Mykonos

Agios Sostis é uma graça, tem uma pequena baía separada por pedras onde descobrimos o parador do Kiki, um restaurante bem simples onde o próprio Kiki faz na grelha todos os tipos de calamares , peixes e lulas com um visual de matar de inveja qualquer outro parador de beira de praia. O único problema do norte da ilha é o vento , em dias muito ventosos não é muito recomendável.

Agios Sostis

 

Entre um prato e outro vai um banho de mar

Enquanto Kiki prepara tudo na grelha.

Uma amostra do ambiente de Chora, no próximo post o charme “urbano” de Mykonos

 

Ecoturismo no Pampa - Guaritas e Minas de Camaquã

30 de maio de 2018 0

O Pampa Gaúcho é uma região com paisagens lindas , estâncias e cidades que contam muitas histórias. Um potencial riquíssimo para o ecoturismo , pois sua a maior riqueza são as vastas dimensões inexploradas, e tudo isto é ainda quase desconhecido no turismo local.

IMG_0524

Daí vem aquela questão do que vem antes o ovo ou…. Não tem uma boa infraestrutura, mas se não tem turistas não sustenta a criação de uma rede de hospedagem qualificada , guias e tudo mais.  Resolvemos parar de esperar as respostas e desbravar o que já temos com o suporte que encontramos  e o resultado foi surpreendente. Temos que agradecer o apoio , acompanhamento e informações preciosas da amiga Rossana Weiler.

IMG_3346

Saímos de Porto Alegre num amanhecer gelado, mas com toda a luminosidade que um céu de inverno pode ofercer. Seguimos direto para a região do Alto Camaquã, na RS 153 a caminho de Bagé. São 289km da capital , sendo somente os últimos 20 km por estrada de chão batido.

IMG_2700

Nosso primeiro destino foram as Guaritas da Serra do Sudeste, formações rochosas que lembram a paisagem da Capadócia na Turquia, e que são uma das 7 Maravilhas do RS junto com as Missões e Antônio Prado. A grande vantagem é que aqui o lugar é todo nosso, um campo nativo e rochas que chegam a 500 metros de altura , proporcionando trilhas e pequenas caminhadas, subindo nas formações para ter uma visão completa da paisagem. Nossos únicos companheiros de aventura foram uma chibarrada, um grupo de cabritos que vive em cima das pedras e o som da natureza.

IMG_2747

IMG_0526

Uma sensação deliciosa é fotografar este cenário idílico e sentir-se como uma desbravadora de novos destinos! Inclusive, o cenário já apareceu em produções cinematográficas nacionais como Anahy de las Misiones (1997), Valsa para Bruno Stein (2007), Os Senhores da Guerra (2014) e a série Animal (2014).

IMG_2734

Para fazer as trilhas ou escaladas é necessário contatar a Associação das Guaritas para ser acompanhado por um guia local.

IMG_2713

Seguimos para as Minas de Camaquã que fica uns 15km adiante, na mesma estrada. Lá uma estrutura de turismo de aventura foi montada , Minas Outdoor Sports, e conta com uma represa para prática esportiva, estrutura para arvorismo, lugares para trilhas e uma tirolesa com 1.100m , partindo do Morro da Cruz e passando por cima da mata e do arroio João Dias.

IMG_2768

A história desta localidade é muito interessante, criada a partir da descoberta das minas de cobre na região, tornou-se uma vila modelo quando o neto do Conde Matarazzo recebeu a concessão de exploração das minas. Conhecido playboy da sociedade brasileira , Francisco (Baby) Pignatari foi um empreendedor ousado e criou a Companhia Brasileira do Cobre – CBC  em 1942.

baby-pignatarifrancisco-pignatari

Nas Minas do Camaquã, construiu uma cidade privada para atender seus funcionários, com hospital, um cinema ao estilo western americano, clubes de lazer e campo de aviação . Uma estrutura super avançada para a época, onde viveram cerca de 5 mil habitantes, no auge da mineração. As casas hoje foram vendidas para particulares e alguns prédios são belas testemunhas deste período áureo.

IMG_2784

Aqui se pode fazer um tour histórico para conhecer a casa de Baby Pignatari e suas 4 esposas , com casos impagáveis de roubo de princesas ,  amores e traições. Compramos até um livro da vida do personagem , para nos deliciarmos com os detalhes. No momento a visita a mina esta fechada pela FEPAM , o que é uma pena, pois nos disseram ser a parte mais interessante e bonita do lugar.

IMG_0545

Chegamos a Bagé ao cair da noite onde uma gostosa lareira nos aguardava acesa em nosso quarto na Pousada do Sobrado. Uma tradicional estância bem próxima ao centro de Bagé, com um clima familiar e serviço atencioso. Um ambiente campestre encantador com todas as facilidades de um hotel fazenda, galinhas, ovelhas e pavões, lago com barquinho, piscina e o mais lindo por do sol.

IMG_3350

IMG_3352

A casa histórica foi palco de muitas façanhas, uma construção típica das fazendas do Pampa. Um privilégio poder ter esta vivência.

IMG_3334

Daqui saem cavalgadas para diversos pontos interessantes. No próximo dia 17 de junho de 2018 estão organizando a Cavalgada dos Vinho da Campanha, saindo do Sobrado até a Vinícola Peruzzo, Programa Imperdível para quem gosta de camperear, novas experiências e um bom vinho.

IMG_3438

Nós fizemos uma cavalgada mais curta , mas nem por insto menos interessante. Passamos por campos, matas e nos sentimos parte desta linda coxilha pampeira.

IMG_3459

IMG_2920

 

Informações e reservas para os passeios:

Associação das Guaritas

Jorge Luis Preto – (55) 9973.8677

 

Minas Outdoor Sports

(55) 9976.5682 ou (55) 9650.1312

 

Pousada do Sobrado e Cavalgadas

Rua Zoroastro Lamote , s/n – Zona Rural , Bagé

(53) 3242. 2713

Viajando com Arte Podcast - para ouvir a qualquer hora

09 de maio de 2018 0

Tá no ar: Viajando com Arte.
A nova série de podcasts do America Podcast Collection.

IMG_1226

Nessa série de três episódios, Clarisse Linhares e Mylene Rizzo, as criadoras do Viajando com Arte ​ – Viagens de experiências, contam as maravilhas da Rússia, Turquia e Peru sob um olhar muito especial.

Vem ouvir e ficar com muita vontade de conhecer esses lugares!

https://soundcloud.com/americapodcast/sets/viajando-com-arte

 

32116422_357980388045053_6611720574412521472_n

 

Indonésia , terra de superlativos

06 de fevereiro de 2018 1

A Indonésia evoca superlativos, o maior arquipélago da terra com mais de 17 mil ilhas, o mais populoso país muçulmano , uma nação transcontinental , com terras na Ásia e Oceania.

IMG_3125

Não precisava muito mais para aguçar o desejo, mas o melhor estava por vir. No convite estava incluída a estadia no Nihi Sumba Island, que ganhou por dois anos seguidos (2016 e 2017) o prêmio de melhor hotel do mundo pela renomada publicação turística Travel and Leisure, a aventura estava coroada .

IMG_3838

Chegar à Indonésia e como emergir em um mar de culturas que, misturadas criaram um melting pot único e saboroso. .

São tantas ilhas formando um petit pois de pontos escuros num oceano profundamente azul e tépido, assim é o Oceano Índico. E no interior cursos de água abertos em meio à plantações de arroz, como veias numa mata tropicalmente verdejante que seguem o traçado da linha do Equador.

IMG_3692

IMG_3696

Um país de diversidade , ao mesmo tempo o maior país muçulmano do mundo , com seu núcleo em Java , convive com o universo hinduísta e espiritualizado de Bali e com o animismo primitivo de Sumba.

IMG_3892

Sumba traz sua verdade, e não se entrega em luzes cristalinas. Surpreendentemente revela uma comunidade cristã em meio a construções tribais de torres chamadas Menara , onde eles acreditam viver seus antepassados. Criam búfalos e pequenos cavalos que são o troféu dado como iniciação aos meninos na puberdade. O artesanato tem uma riqueza única, em objetos rituais feitos de ossos e conchas, peitorais quase como cocares invertidos.

A vida mantém intacta sua vocação em um sistema de castas ancestral que identifica mas não descrimina.

IMG_3959

IMG_3778

É nesta comunidade que está o Nihi Sumba Island , numa ilha duas vezes maior do que Bali um único complexo que além de oferecer todo o conceito de sustentabilidade em sua construção e funcionamento , ainda prepara a população local para trabalhar em quase todas as funções no hotel , mantém uma fundação que abre poços artesianos , alimenta as crianças da região e está erradicando a malária na ilha.

IMG_4357

Tudo aqui fala sobre luxo despretensioso, pés descalços mesmo, focado na experiência e no serviço, sem nenhuma ostentação. Cada vila é decorada com o artesanato local e prima pela privacidade total.

IMG_3932

Cada cantinho é pensado nos mínimos detalhes, os banheiros tem duchas ao céu aberto e banheiras com vistas estonteantes. Tudo convida ao romance e não é à toa que o Nihi Sumba é um dos hot spots para lua de mel no mundo.

IMG_3853

E as experiências!! Nihiwatu é famosa pelas suas ondas perfeitas para o surf e este é um dos pontos altos da estadia, mas cavalgar em uma praia virgem de águas cristalinas ao por do sol , fazer um safári SPA com todos os tratamentos de frente para o mar em total privacidade não deixa ninguém triste por não saber surfar!

IMG_4264

Para além de praias intocadas está a floresta rica e densa, macacos espiam com curiosidade, aldeãos copiam motivos naturais em panos e sarongs. E no mar golfinhos que nadam livres num mar tépido e cristalino, junto com seu maior competidor, o surfista.

IMG_4102

 

Um idioma nacional congrega, e os dialetos de cada ilha mantém viva a tradição e as diferenças.

IMG_3560

Em Bali, em todos os dias do ano se está celebrando algum deus, de algum templo e as festas abundam . A religiosidade é uma espécie de inscrição de pertinência. E a responsabilidade de manter a tradição cabe ao homem da família, que também recebe toda a herança. Meninas são “dadas” à família do marido e não tem direito ao patrimônio paterno .

Bali alimenta seu legado, e em Ubud chega a ser proibida a construção de qualquer Igreja cristã ou mesquita islâmica , para não macular o hinduísmo vigente.

IMG_3482IMG_3493

Todos têm templos em casa, na comunidade e na confraria profissional. Sustentam e oferecem seu tempo à manutenção da espiritualidade.

IMG_3235

 

A natureza é profícua, flores são usadas em oferendas e se oferecem belas e perfeitas. Frangipani é a flor onipresente, mas não faltam bouganvilies, flamboyants, jasmins e todas as espécies de tumbérgias azuis e brancas, formando cortinados pendentes.

Apesar do trânsito caótico, com motorbikes cruzando em todas direções a natureza parece desdenhar e se manter virgem e exuberante.

É uma terra tão rica em diversidade quanto em sensações , cores, reflexos e aromas.

IMG_4375

A gastronomia é tão diversificada quanto a mistura de raças e religiões, mas a pimenta reina soberana junto com o arroz! Patos , porcos e peixes complementam o cardápio, misturando sempre sabores ácidos e adocicados! Coco e tamarindo , são ingredientes que dão o toque inusitado criando uma nova paleta de sabores.

IMG_4385

A selva se oferece abundante, jacas, mangas, mangostins e lichias, o paladar também vai aprender.

IMG_3220

Bali leva nosso pensamento para a beira da praia, mas é no interior que está sua maior beleza, em Ubud desbravamos cachoeiras , terraços de arroz e alcançamos vulcões que ameaçam e encantam ao mesmo tempo. A atenção com o corpo faz parte da cultura e a delícia de um SPA que nos cuida por inteiro encontramos no Como Shambala Estate.

IMG_3563

As praias são a parte mais desenvolvida e cosmopolita da ilha.

IMG_4485

A história da Indonésia tem sido influenciada por poderes estrangeiros atraídos por seus vastos recursos naturais. Na Era dos Descobrimentos vieram os ocidentais, em busca das famosas especiarias. Portugueses, ingleses e por fim os holandeses que colonizaram batizaram Jakarta como Batavia e custaram até o século XX para sair.

Hoje as influências são de povos diversos, australianos, chinêses e até brasileiros figuram numa longa lista! Mas são assimilados como parte de um país que se orgulha de sua diversidade.

Terimakasih!

IMG_3839

Agradecer de uma forma suave e acolhedora em barassa significa :recebe meu amor.

 

 

 

Sri Lanka, uma viagem de experiências e aventuras

11 de dezembro de 2017 0

Voltar ao Sri Lanka e ser abraçada pela generosidade do povo cingalês é uma das primeiras sensações que nos toca!

A sua gente tem uma ingenuidade forjada pela sua longa história de miscigenação que salta aos olhos e aos ouvidos.

Aqui todas as culturas, raças e religiões convivem em harmonia! E voce se sente acolhido e bem vindo desde o primeiro instante.

IMG_E5931

Meninas saindo da escola

 IMG_5055

Templo Hinduísta em Colombo

Mas é na variedade de experiências que reside a magia do país.

Oito sítios que são patrimônio da humanidade protegidos pela UNESCO convivem nesta ilha três vezes menor do que o estado do Rio Grande do Sul. Dentre estes uma variedade que vai de florestas e berçários de elefantes asiáticos até sítios arqueológicos e templos budistas e hinduístas.

IMG_5560

Templo Hinduísta em Matale

Os elefantes asiáticos são uma dos ícones do país, menores e mais graciosos do que os africanos, fazem uma coreografia à beira de enormes lagos , com seu andar cadenciado e sua figura entre gigantesca e delicada.

Os safáris são brindados com dezenas de animais encontrados livres na natureza! Um privilégio.

IMG_5101

Carros de safari de elefantes

 

IMG_5160

Grupos de elefantes a beira do Lago de Mineryia

IMG_5633

Pintura no Palácio de Kandy

Histórias de invasões de povos do Norte, vindos do vizinho mais próximo,a Índia,  são uma constante desde o épico hindu Ramayana, que até hoje norteia a arte e os padrões mais elevados de respeito e educação.

IMG_5073

Colombo – capital administrativa

Nesta linha encontramos ruínas de antigas capitais construídas com alto grau de sofisticação. Polonarwa abriga estupas milenares cobertas de um limo respeitoso mantido pelo ainda baixo afluxo de turistas!

Local sagrado para budistas e hinduístas, mantém belos exemplares de budas gigantescos preservados ali por mais de mil anos.

IMG_5422

Ruínas de Polonarwa

Um colosso encantador ainda a ser descoberto.

IMG_5450

Estupas de figuras ilustres do budismo

Mas o mais impressionante de todos os monumentos fica bem no coração do país , Sigiriya é a rocha do leão, ali numa elevação radical foi construída uma fortaleza criada por uma disputa fraterna pelo trono real no início do século X.

Uma lembrança vem à memória enquanto subimos seus mais de 1300 degraus, Machu Picchu a cidadela sagrada dos incas no Peru! A preservação e o isolamento são os mesmos e no topo, vestígios de um palácio sagrado.

IMG_5320

A rocha de Sigiriya vista da planície

IMG_5359

Ruínas do Palácio de Sigiryia

Passando pelo templo mais adorado, por conter a relíquia sagrada do dente de Buda na última capital unificada antes da tomada dos ingleses, Kandy. A cidade guarda uma beleza meio decadente e lá acontece o maior festival cultural do Sri Lanka, onde dançarinos e elefantes decorados tomam as ruas numa celebração que dura mais de uma semana.

IMG_5532

 

Templo em Matale

IMG_5670

Oferendas ao dente de Buda em Kandy

Já nas montanhas encontramos o maior legado britânico, as plantações de chá que trazem um traçado regular e gracioso.

Aqui nossa experiência mais instigante, participar da colheita com as mulheres tamil, as responsáveis pelos trabalhos mais delicados nas plantações.

IMG_5864

 Plantações de cha em Nwara Eliya

IMG_5803

Moça da etnia tâmil colhedora de chá

O chá do Ceilão é uma marca que nem a mudança de nome do país  conseguiu apagar, o antigo nome se mantém vivo em cada embalagem que o Sri Lanka exporta.

IMG_5808

Experiência colhendo o chá

Chegamos ao extremo sul pelas linhas férreas, os trens por aqui transportam gente e carregam sonhos de muitas gerações. São um microcosmos de tipos e experiências, vale uma  viagem!

IMG_5915

 

Vagão privado

IMG_5884

Nossa experiência aqui foi num vagão privado que lembrava os períodos de colonização.

IMG_E5897

 

Pelos trilhos

IMG_E5881

Galle é a parte mais cosmopolita do país! Uma fortaleza com traços portugueses e holandeses e que hoje é o bastião mais charmoso, repleto de cafés e lojinhas transados e com um por de sol incrível nas ramparts viradas para o transparente Oceano Índico.

IMG_6016

Nas beiradas da muralha

IMG_6039

Hotel Galle Fort

Suas praias enfeitadas por pescadores originais e inesperados em suas estacas, são um convite ao dolce far niente. Ops, os italianos não andaram por aqui, mas os europeus em geral estão descobrindo em massa as belezas desta terra.

IMG_6049

Pescadores de estacas

Passamos por intempéries , pequenos acidentes de percurso e muitos momentos inesperados!

Andamos de ônibus, trem , tuk tuk em estradas que dividimos com crianças uniformizadas indo para escola, patos e galinhas e até elefantes desgarrados. Caminhamos muitos quilômetros em subidas e descidas mas acima de tudo nos deixamos envolver pela aura de outros tempos que permeia o ambiente!

IMG_5850

De tuk tuk pelas plantações de chá

Foi uma experiência transformadora e única em seu ineditismo e originalidade.

 IMG_5950

 Colegial na janela do trem

Trilha da Galheta em Florianópolis ou pode chamar de Parque Arqueastronomico das Pedras Sagradas

05 de setembro de 2017 0

Florianópolis lembra praia , lembra descanso, jogar os pés para o alto e tomar uma caipirinha?

Mas se não for assim , um pouco de esforço e a recompensa pode ser esta!

20150314_082830

trilha-da-galheta_florianopolis_santa-catarina_mapa

Partindo da Barra da Lagoa nos chamou a atenção uma placa que dizia : Trilha Arqueastronomica das Pedras Sagradas. Desci do carro e na lojinha em frente me informei . A trilha é particular e se cobra $ 10,00 por pessoa, é uma subida de uns 30 minutos mas o visual é fantástico, de lá se vê toda a região norte da Ilha , com especial ênfase na Lagoa da Conceição, Praia Mole e a Galheta (famosa praia de nudismo de Floripa).

20150314_080311

Como adoramos um desafio foi o que bastou! Nada que um preparo físico básico não seja suficiente. Não desista sem tentar, vale cada pingo de suor.

20150314_081028

A trilha pelo meio da mata logo se abre num campo no alto do morro , e dai é só alegria! O visual não pode ser mais maravilhoso e o vento refresca o calor úmido da trilha fechada. Para os mais sensíveis aconselho usar repelente e nõ esqueçam o protetor solar. Estava um dia nublado que se abriu num sol maravilhoso quando chegamos no alto. Mas o mais importante de tudo , éramos só nós dois na trilha , um paraíso particular.

20150314_083037

Mas o mais interessante é a história do lugar, a curiosidade de um menino e a inquietação do pescador que sonhava conhecer o mundo pelo mar transformaram a vida de Adnir Ramos, o Maninho. Sem precisar sair da Barra da Lagoa, onde criou e e mantém o IMMA (Instituto Multidisciplinar de Meio Ambiente e Arquoastronomia ) no Parque da Galheta , ele localizou os agrupamentos de pedras sobrepostas que formam pequenas janelas. São frestas de onde se vê o nascer do sol nos solstícios e equinócios, eventos celestes que marcam a troca das estações do ano. Os dolmens são grandes calendários luno-solar que fazem parte da sabedoria ancestral utilizada para marcar as estações do ano, com instrumentos de medição do tempo que ainda hoje permitem entender a mecânica do universo.

20150314_082712

20150314_082700

São formações rochosas gigantescas que não se entende como foram parar ali , assim como nos Parques de Stonehenge na Inglaterra ou os Moais da Ilha da Pascoa , mas que por aqui são ainda mais desconhecidos e intrigantes. Por via das dúvidas me coloquei exatamente embaixo da pedra mais importante , onde a energia seria mais forte! Pena que não era no solstício!

20150314_083406

 

20150314_083331

O Solstício de Verão,  o dia onde o Sol brilha mais tempo no céu, costuma ter grande afluencia de pesquisadores e são motivo de comemorações por aqui . A partir desse momento há um declínio do sol, os dias começam a ficar mais curtos e começamos a armazenar forças para o outono. Tradicionalmente as ervas colhidas nesse dia são muito poderosas.
O fogo marca esta festa como o Sol que permanece por mais tempo no Céu. Esta é a melhor época para queimar as preocupações do ano que passou.

20150314_084740

 

Para os mais místicos , existe a crença que são épocas importantes para se harmonizar com as energias do ciclo solar Nelas os solstícios e equinócios são  reconhecidos como ocasiões importantes para uma ligação para a meditação, para a ascensão da mente.

20150314_084343

Mas como ninguem é de ferro e nem só de energia vive o homem , no final da trilha seguimos para um barzinho n Bara da Lagoa . Lugarzinho tranquilo e típico da região.

20150314_091638

E para cmpletar um mergulho na Praia Mole , que fica logo ao lado.

20150314_100045

Para saber mais sobre programas e roteiros do Viajando com Arte acesse o site:

www.viajandocomarte.com.br

Sri Lanka incrível descoberta

23 de março de 2017 2
O Sri Lanka é uma síntese de culturas que vem desde 
Alexandre Magno , passando por portugueses, 
holandeses e ingleses.
Tem traços de uma Índia só que mais tranquila, 
limpa e silenciosa. 
Mas igualmente apimentada e colorida. 
Uma ilha pequena onde convivem  pacificamente 
hindus, budistas, cristãos e muçulmanos, 
cada um respeitando e admirando a cultura do outro 
como parte intrínseca de sua própria. 

IMG_2775                                              
 Dambulla - cavernas com pinturas budistas
IMG_3369                                 

Colombo , a capital fundada pelos ingleses, é uma mistura de Delhi e Hanoi, com herança colonial  e tuk tuks por todos os lados. Cidade cosmopolita que cresce e se desenvolve com investimento chinês, guarda sua herança em bairros recentemente restaurados.

IMG_2018

Colombo , Hotel Taj

IMG_3782

O cheiro de mar no calçadão em frente ao charmoso hotel Galle Fort, nos lembra que a independência dos ingleses não vai muito longe, pouco mais de 50 anos.

O país busca se reconstruir como unidade após 30 anos de guerra civil no norte, mas que deixou cicatrizes por todos os lados. 

Imagem relacionada

Singaleses, etnia originária e majoritária e os tamil grupo originário do sul da India  que foi importada pelos ingleses, para trabalhar nas plantações de chá,  entraram em um conflito que só foi controlado em 2008.

IMG_2148

Templo hindu em Colombo

O aroma de curry está no ar, nos mercados coloridos pelos sarongs usados pelos homens como saias como os escoceses e os sáris das belas e sorridentes meninas, com suas tranças grossas e negras caindo nas costas.

IMG_2715

Prato típico de peixe com leite de coco e curry

Colegiais vestidas de uniforme imaculadamente branco circulam pelas ruas e acenam para os estrangeiros, ainda em numero reduzido. Mas a tônica é a simpatia e o bom humor em todas as situações.

 IMG_2454

Sobrevoar seu pequeno território é como entrar num filme da National Geographic, nos pouco mais de 200km de largura vê-se planícies pontilhadas de vilarejos, montanhas e rios, mas principalmente lagos onde manadas de elefantes selvagens margeiam em seu andar despreocupado numa dança cadenciada. E por fim sempre está o mar onipresente nesta ilha de diversidade.

 IMG_3969

Em Pasikuda , no litoral leste, o clima é de preguiça , exotismo e beleza infinita! Praia perfeita, areia fina e branca , mar tépido e  calmo e temperatura amena. Junte a isto uma região quase intocada , está criado o paraíso! 

Para complementar a infraestrutura geral do país com estradas adequadas, cobertura de sinal telefônico e internet e hotéis maravilhosos no clima de floresta ou praia, dependendo da localização.

IMG_2319

IMG_2283

Uga Bay Hotel

Quando se entra no coração da ilha, a selva toma conta. Tudo é verde , mesmo o litoral não estando nunca há mais de100km de distância. Santuários e parques nacionais são reservados para o mamífero símbolo do país, o elefante. São mais de 3 mil elefantes selvagens nestes redutos de alimentação abundante. Passando em uma estrada estreita no meio da floresta as cercas elétricas servem para impedir os elefantes de invadir vilas em tempo de seca.

IMG_3023

IMG_3038

 

Sigiriya é uma fortaleza elevada na selva, um elo perdido que nos lembra muito a cidadela de Machu Picchu.  A subida é um desafio, mais de mil degraus nos separam de um visual estonteante de mata por todos os lados. 

IMG_2605

Sigiriya

Feita por proteção ficou perdida até o sec XVIII quando foi descoberta por britânicos. Ruínas do antigo palácio, cisternas e até os vestígios do harém do imperador ainda são vistas por lá , impressionante!

 IMG_2642

Sigiriya cidadela

Dambulla é fora de qualquer proporção! Quatro cavernas totalmente adornadas com motivos budistas, como as igrejas ortodoxas russas do piso ao teto. que remontam ao sec I a.C. quando era a morada de monges ascetas. Um sincretismo de budismo e hinduísmo reina por aqui. Mas as dimensões e o preciosismo são impactantes.

IMG_2909

Dambulla Caves

 IMG_2881

Dambulla

IMG_2813

Quanto mais para o interior se vai , mais a paisagem é tropical e luxuriante. Alamedas de castanheiras sombreiam os caminhos, palmeiras gigantescas, uma vegetação que parece nos abraçar. A natureza é prolífica, abundante e verdejante. Viajar de trem pelo pais é uma experiência única.

IMG_3436

O coração da ilha tem a única parte montanhosa do país, é onde estão instaladas as famosas plantações de chá pelo qual o Ceilão , antigo nome do Sri Lanka , é mais conhecido. O processo é orgulhosamente mostrado nas antigas fábricas herdadas dos ingleses.

IMG_3555

IMG_3441

O chá preto com leite e bem adoçado é a bebida nacional e as plantações são cenários interessantes nas cercanias de Nwara Eliya, uma cidade que poderia estar nas montanhas de algum país europeu.

IMG_3494

IMG_3558

IMG_3231

Galle é o pedaço mais cosmopolita do país! Uma síntese de culturas, influências e religiões! Uma península que abriga um forte transformado em microcosmos onde viveram portugueses, holandeses e burgers, uma mistura de locais com seus colonizadores.

IMG_3711

IMG_3677

IMG_3986

Muralhas de Galle

Os britânicos tomaram parte no final do século XVIII . Lojinhas diversificadas e charmosas, as muralhas do forte e o mar cristalino são ingredientes para uma gran finale. Nas praias de Galle e seu entorno os turistas aproveitam uma miríade de praias espalhadas pelos seus quilômetros de litoral.

IMG_3840

Praias de Galle

IMG_3873Pescadores de estacas

Para saber mais sobre roteiros Viajando com Arte: www.viajandocomarte.com.br