Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de julho 2011

Polenta em Monte Belo do Sul

30 de julho de 2011 0

Quem está na serra pode aproveitar a festa da polenta de Monte Belo do Sul, uma pequena cidade ao lado de Bento Gonçalves. Para chegar lá basta pegar a rota dos Vinhedos. Monte Belo realiza o Oitavo Polentaço e a Festa do Agricultor. Uma das atrações são as esculturas feitas de polenta. Hoje e amanhã no Clube Sociedade 24 de maio, com entrada franca. Quem for a Monte Belo do Sul irá encontrar casas como esta:

Ao lado de Monte Belo também fica outra cidade, Santa Tereza. Vale a pena um pulinho lá também.

Dinossauros meio que decepcionantes

30 de julho de 2011 2

O Barra Shopping de Porto Alegre está com uma exposição de réplicas de dinossauros da Patagônia. Confesso que fiquei meio decepcionado, especialmente depois da propaganda que fizeram da tal exposição. É de graça, o que já é de desconfiar, principalmente no Barra, o shopping mais elitista da cidade. Não gosto daquele shopping, não sei porque. Nunca simpatizei com ele. Mas, enfim, na falta do que fazer nesses dias chuvosos, a exposição gratuita dos dinossauros está aí.

Barra Shopping, na minha humilde opinião, só o do Rio de Janeiro. O resto é imitação. Ah, tem o Barigui de Curitiba, que é do mesmo estilo, que vale a pena conhecer. O de Porto Alegre… dispenso.

Vistoria na Rota do Sol

28 de julho de 2011 0

Os três cidadãos da foto do jornal PIONEIRO são do DAER. O que eles fazem? Vistoria na Rota do Sol. Parece que finalmente haverá ação. Vão começar a recuperar a estrada. Aliás, o DAER prometeu para este segundo semestre recuperar também a RS-122, na região de Ipê; a RS-324, na área de Nova Araçá, e a RST-470, entre Bento e Nova Prata. Só resta esperar e torcer para que a promessa saia do papel. Estamos de olho, Secretário Beto.

A terra da Festleite

27 de julho de 2011 1

A terra da Festleite não tem uma vaca como símbolo, mas uma anta. A cidade de Anta Gorda fica no Vale do Taquari. A origem do nome é da época de 1900, quando havia muitos animais selvagens na região. Certo dia caçadores abateram uma anta muito gorda. O nome pegou. Na praça central, a estátua em homenagem à anta.

Anta Gorda é uma cidade pequena, tem pouco mais de 6 mil habitantes. No centro, em frente à pracinha onde fica a estátua da anta, encontrei esta igrejinha.

A rua que fica ao lado da igreja.

Os principais pontos turísticos de Anta Gorda ficam no interior. No distrito de Itapuca tem uma gruta e uma cascata. Mais adiante publico fotos destes locais, bem como de paisagens do meio rural. Para chegar a Anta Gorda a partir de Porto Alegre: pelas BR-116 e 386. Depois é só entrar à direita na RS-130 e pegar a RS-432 logo após Encantado. São 180 km. Ah, a próxima edição da Festleite está marcada para abril de 2012.

Mais uma vitória da mulher gaúcha

25 de julho de 2011 0

Esqueci de comentar no fim de semana a vitória de Priscila Machado no concurso Miss Brasil 2011. Ela é de Farroupilha, a cidade gaúcha capital nacional das malhas, já muito comentada aqui no blog. Eu estava em Arvorezinha no sábado à noite e não vi o programa, mas fica aqui o registro.  E de acordo com o site Leouve, de Bento Gonçalves, a miss promete visitar sua terra natal. Eu também estou sempre passando lá, para dar uma olhada nas malhas do centro de compras…

Serafina, 51 anos

25 de julho de 2011 0

O município de Serafina Correa está completando 51 anos. O Blog já esteve lá, em 2010. Serafina é uma cidade com população de origem italiana, na maioria. Tem um cristo no alto do morro e um rio para tomar banho, o Rio Carrero.

No centro, várias reproduções de prédios italianos, na Via Gênova. Bem legal de conhecer.

Há bons hotéis na cidade, que também fica localizada no Vale do Taquari. Parabéns aos 51 anos de Serafina Correa.

Seis novas cidades

24 de julho de 2011 0

Conheci 6 novas cidades neste fim de semana. Tenho muitas fotos para postar. Nos próximos dias vou colocando aos poucos aqui no blog. Foi um passeio cansativo. Não estava acostumado a rodar tanto de carro em pouco tempo, mas valeu a pena. Há muita coisa nova para mostrar. O passeio pelo Vale do Taquari foi bom. Já começo a preparar o próximo…

Paisagens do Vale do Taquari

23 de julho de 2011 0

A foto acima é de um a região no interior de Anta Gorda, no caminho para Itapuca. Há belas paisagens rurais lá. Na foto abaixo, o rio Taquari na cidade de Encantado, ainda com nível elevado. Na quinta-feira ocorreu uma grande enchente por lá.

Também passei neste sábado pelas cidades de Ilópolis e Putinga. Agora estou em Arvorezinha, onde passo a noite no hotel Bei Monti.

No Vale do Taquari

23 de julho de 2011 0

Dia amanheceu com céu encoberto em Teutônia, mas essa névoa vai se dissipar quando o sol ganhar força. Depois de um ótimo café da manhã na pousada, estou saindo para a estrada.

O destino agora é Anta Gorda, Ilópolis e Arvorezinha, aqui no Vale do Taquari. Vou passar por Encantado, onde ocorreu enchente nesta semana.

Desvendando os mistérios da BR-116

22 de julho de 2011 0

Particularmente, acho a BR-116 uma das piores estradas do RS. Falo principalmente do trecho na Região Metropolitana de Porto Alegre. Não gosto de transitar lá. Sempre que possível, evito a 116. Mas é preciso reconhecer que a rodovia tem trechos excepcionais, como na região de Nova Petrópolis, ou em Caxias, descendo a serra. Bem, alunos da Unisinos resolveram percorrer a BR-116 e dessa viagem saiu uma reportagem publicada pela revista Primeira Impressão Eu recebi algumas fotos desse passeio, que publico abaixo. O relato é de Eduardo Herrmann e as fotos de André Avila. A BR-116 começa em Vacaria, logo depois da divisa com Santa Catarina.

Em Galópolis, distrito de Caxias, esta casa à beira da rodovia chama a atenção. De acordo com os repórteres viajantes, o casarão centenário pertence à família Stragliotto. Fica bem na beira da 116.

Voltando ao trecho de Vacaria. Lá, a BR-116 é bem diferente da região da Serra. Há mais retas e menos curvas. São as verdes colinas de Vacaria, paisagem comum nos Campos de Cima da Serra.

Agora o que os estudantes acharam do passeio: Com a palavra, Eduardo Herrmann

Para quem mora na região metropolitana, a BR-116 é sinônimo de incômodo. Engarrafamentos e acidentes são cenários constantes. Mas a maior parte da rodovia em solo gaúcho tem outro pano de fundo. Começa nos campos de cima da serra, com sua paisagem híbrida; desfila sinuosamente pelos montes serranos, entre São Marcos e Caxias; invade a belíssima Rota Romântica, bordeada por plátanos; passa pela capital para, enfim, cortar as planícies pampeanas até o Uruguai.

659 quilômetros é a distância que percorre a maior rodovia do Brasil no Rio Grande do Sul, entre a divisa com Santa Catarina – em Vacaria – e a fronteira com o Uruguai, em Jaguarão. Junto com o colega André Ávila, tive o prazer de fazer o trajeto inteiro, em busca das histórias da BR-116. O resultado saiu na revista Primeira Impressão – produção dos alunos de Jornalismo da Unisinos -, cujo tema era, justamente, esta rodovia.

A viagem não decepcionou – muito pelo contrário. Descobrimos que a antipática via da região metropolitana vira uma estrada cheia de vida. O asfalto nos levou a pessoas muito diferentes, mas igualmente interessantes, para quem “BR-116″ é sinônimo de rotina, trabalho ou lar. Ou tudo ao mesmo tempo.

A Revista Primeira Impressão está disponível na Agência Experimental de Comunicação – AgexCom da Unisinos. No próximo semestre, a publicação terá versão online onde todo o conteúdo impresso poderá ser conferido.

Só resta dar os parabéns aos alunos que fizeram a viagem e a reportagem.