Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de novembro 2011

O Rio Taquari em Lajeado

29 de novembro de 2011 0

O rio Taquari passa bem perto do centro de Lajeado. Há inclusive uma área de lazer, com ciclovia.

É bem mais legal andar de bicicleta na beira do Rio. Aqui em Porto Alegre estão fazendo uma ciclovia às margens do Dilúvio…

Mas voltando a Lajeado. Na área às margens do Taquari, além da ciclovia, tem alguns locais para sentar e ficar apreciando a paisagem.

Lajeado está a cerca de 100 km de Porto Alegre, pela BR-386 que está sendo duplicada no trecho de pista simples.

Rescaldos do fim de semana

28 de novembro de 2011 0

Na sexta-feira passei a noite em Teutônia, no Vale do Taquari. Quando fui fechar a janela do apartamento, percebi que meu hotel ficava ao lado da agência do Sicredi. Meu primeiro pensamento foi “tomara que ninguém tente assaltar o banco na madrugada”.

É que está se tornando comum explodirem caixas eletrônicos de bancos em cidades pequenas. Há pouco tempo aconteceu em Nova Petrópolis e o blog postou a foto do local onde ficava o caixa eletrônico explodido. Bem, felizmente não aconteceu nada.

No sábado eu estava em Muçum, e era para ser uma noite tranquila. Acontece que tinha uma festa de motoristas na cidade e os caminhoneiros passaram em carreata com as buzinas tocando a mil.

Como a cidade tem apenas duas avenidas, os motoristas passaram duas vezes. Na ida e na volta. Além disso, a lancheria onde eu jantava fica bem na frente da igreja e o jantar dos caminhoneiros era no salão paroquial. Depois da carreata a paz voltou, até eu retornar ao hotel. Tinha um “jantar” na calçada, bem em frente ao meu apartamento e um gaiteiro tentava cantar… Ainda bem que acabou cedo. Detalhe: ano passado visitei Muçum em novembro e foi no dia da festa dos caminhoneiros… Grande coincidência. No mais, tirando o calor, a viagem de fim de semana foi boa.

Parada para um sorvete...

26 de novembro de 2011 0

A tarde de sábado é digna de verão. Muito sol e calor. Parada técnica ma cidade de Encantado, para um sorvete. O que falta neste estado é um bom hotel com piscina. Tem, claro, mas se concentram em poucas cidades e são caros. Falta um bom hotel com preço mais acessível em cidades como Santa Cruz, Lajeado, Bento Gonçalves, ou outra qualquer na região. Os hotéis com piscina geralmente cobram preços exorbitantes.

Vamos às compras...

24 de novembro de 2011 3

Fim de ano, quase todo mundo vai às compras. Dois lugares aqui perto para compras. O primeiro em Barão, cidade que fica ao lado de Carlos Barbosa. Bolsas e artigos de couro a preços bem menores do que nas lojas.

É bem fácil de achar a loja da Grazielle. Outra opção de compra é em Carlos Barbosa, na tradicional loja de varejo da Tramontina. Sempre bem movimentada nos sábados.

Barão e Carlos Barbosa ficam a 100 km de Porto Alegre.

Interior de Caxias do Sul

23 de novembro de 2011 0

Mais fotos do interior de Caxias, na chamada Segunda Légua.

A saída para esta estrada é ao lado da igreja do bairro Forquetta, no caminho para Farroupilha.

Do arquivo do blog

22 de novembro de 2011 0

Fazendo uma revisão das fotos de viagem encontrei esta, que acho que ainda não postei. É da catedral de Santa Cruz do Sul. Uma das mais belas cidades gaúchas.

Em Lajeado

18 de novembro de 2011 0

Lajeado é uma cidade relativamente grande, certamente a maior do Vale do Taquari, mas pobre em termos de turismo. Gosto de passear lá, mas são apenas passagens rápidas, como a do último fim de semana. No centro, Lajeado tem a rua Júlio de Castilhos, onde se localizam as principais lojas.

Seguindo pela Júlio de Castilhos, o visitante encontra a Praça da Matriz. Em frente à praça, a casa de cultura.

A matriz: a igreja Santo Inácio de Loyolla.

Na praça, o coreto.

O colégio estadual fica ao lado da igreja.

Outro prédio que chama a atenção no centro:

Lajeado tem o Parque do Imigrante e outros parques, além do rio Taquari, que passa ao lado da cidade. O que falta em Lajeado são bons hotéis. A cidade tem pouca infra-estrutura para receber turistas, na minha avaliação.

Uma das mais belas estradas gaúchas

16 de novembro de 2011 0

O trecho de descida – ou subida – da serra na Rota do Sol é uma das áreas mais legais para se viajar de carro. O que falta é lugar para estacionar o carro e bater fotos. O único fica na saída do túnel.

O problema é que a vegetação cresceu, prejudicando a vista.

Pelo menos ainda não há buracos no asfalto…

Pelas cafeterias da cidade...

15 de novembro de 2011 0

No fim de semana eu postei sobre uma livraria com café em Caxias.

A Do Arco da velha fica na avenida Os 18 do Forte, no centro.

É um ótimo lugar para quem gosta de livros e café.

Pois me inspirei e escrevi um mini-conto sobre o tema.

Resolvi publicar aqui no blog:


Pelos cafés da Cidade

Eles sempre se encontravam em cafés. Mas nada era combinado. Simplesmente acontecia.

Se ele decidia ir a um café no centro da cidade, tomar um cappuccino, ela estava lá, tomando cappuccino.

Se ela resolvia ir a um café na Padre Chagas no meio da tarde, comer uma torta de morango com chocolate, ele estava lá, saboreando uma torta de morango com chocolate.

Isso acontecia sempre. Às vezes ele programava um passeio com amigos, mas na última hora decidia ir ao shopping, tomar um café numa livraria. Chegava, pegava um livro e sentava. Ela estava lá, lendo o mesmo livro.

No começo, pouco falavam. Apenas sorriam e se cumprimentavam de longe, como que dizendo “você aqui também?”

Aos poucos passaram a sentar juntos, e descobriram que tinham muito em comum. Além dos cafés, gostavam de livros, de cinema, de fotografia, dos Beatles e de viajar.

Ela era casada, ele não. E ela era mais velha que ele. Mas não fazia diferença. Os encontros continuaram, sem que nenhum deles programasse. E a conversa foi ficando mais profunda, mais íntima.

Ele ficou sabendo dos segredos dela e ela dos sonhos dele.

Assim foi por algum tempo, até que certa vez ele acordou de madrugada, perdeu o sono, e teve vontade de tomar um café.

Chovia, estava frio, mas mesmo assim  vestiu uma roupa, pegou o carro e saiu à procura de um café aberto naquela hora.

Depois de rodar um bocado, encontrou um, num bairro boêmio. Estacionou, entrou e escolheu uma mesa. Pediu um café com  leite e um pão com  manteiga mas estava faltando alguma coisa. Ela não estava lá.

Tudo bem, pensou, afinal são 3 da madrugada. Por que raios ela estaria aqui?

O dia amanheceu, passou e o outro também. E ele mudou. Desde aquela madrugada perdeu a vontade de ir a cafés.

Teve medo de que mais uma vez ela não estivesse lá.

Fim de tarde em Caxias...

12 de novembro de 2011 0

Temperatura começa a cair. A estação da RBS em Caxias marca 17 graus mas a sensação é de mais frio por causa do vento. Durante o dia na Serra fez calorzinho gostoso ao sol, mas na sombra, o vento dava uma sensação de frio. Muito gostoso o dia.

E agora anoiteceu e ficou assim:

Domingo tenho de voltar para Porto Alegre. Nada de feriadão. Terça, dia 15, é dia de trabalho normal…