Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de janeiro 2013

Um pouco de Porto Alegre

31 de janeiro de 2013 1

Testando a câmera nova, saí fotografando alguma coisa de Porto Alegre. A igreja das dores, no centro.

A área dos quartéis, na Andradas.

No Parcão, saturando as cores para conferir os efeitos da câmera nova.

É, parece que as fotos das férias vão ficar bem interessantes…

Um café em Gramado

31 de janeiro de 2013 0

A Serra Gaúcha tem uma grande variedade de bares e cafés. Agora em janeiro fui conhecer o café Josephina, que fica bem no centro, ao lado da igreja.

É também um bistrô, que oferece além de cafés, refeições e bebidas em geral. Um lugar com ares de “chique”.

No caso de refeição, os pratos são individuais. Eu experimentei iscas de filé, mas também pedimos um risoto. O que eu gostei, mesmo, foi o feijão, que vem coado e tem um caldo bem consistente.

O almoço custou pouco mais de 70 reais, para 2 pessoas. É um café para ir de vez em quando.

Tem uma parede cheia de Lps ao lado de uma escada que supostamente leva para um sótão.

Aliás, a decoração é bem diferenciada, com fotos antigas e outros objetos. Para quem pretende conhecer o lugar, o endereço é Rua Pedro Benetti, 22. O site pode ser conferido AQUI.

Criúva, distrito de Caxias

30 de janeiro de 2013 0

Um dos poucos distritos de caxias que ainda não conhecia. Estive lá em novembro, depois que os acessos foram totalmente asfaltados. Estrada novinha em folha.

O blog já mostrou a ponte do Korff. Tem algumas cascatas também em Criúva. No centro do distrito, apenas uma avenida e algumas casas.

A igreja é de pedra.

A avenida principal.

Paisagem na estrada que leva à ponte do Korff.

Acho que agora conheço todos os distritos de Caxias do Sul.

A Ponte do Korff

28 de janeiro de 2013 0

Esta ponte tem história. Foi a primeira construída no rio das Antas e durante muito tempo foi a única ligação entre Vacaria e Caxias do Sul.

A ponte é centenária, já que foi construída no começo do Século 20. Em 2006 foi declarada patrimônio histórico. Tem 108 metros. Foi construída sem parafusos, mas com rebites. O chão é de madeira.

Para chegar lá é preciso pegar uma estrada de chão a partir de Criúva. Há placas indicando o caminho. Na área da ponte, existe muita vegetação.

Há uma trilha por onde é possível chegar bem na beira do rio das Antas.

Criúva é um dos distritos de Caxias do Sul e para chegar lá agora as estradas estão todas asfaltadas.

Último passeio antes das férias

27 de janeiro de 2013 0

Sábado de sol e temperatura agradável em Gramado. O passeio à cidade, o último antes das férias, foi para conhecer um café e bistrô. Foi um almoço tardio. No cardápio, um excelente risoto.

O café Josephina é um espaço bem legal e as fotos completas serão postadas oportunamente.

O bom é como é baixa temporada, a cidade de Gramado estava quase vazia.

A partir de agora tudo é direcionado para o roteiro das férias. A viagem começa em primeiro de fevereiro e só termina em 3 de março.

Passeio pelo Salto Ventoso

25 de janeiro de 2013 0

Um sábado de dezembro, já no verão, com céu azul e temperatura agradável. Foi assim o passeio pelo Salto Ventoso de Farroupilha, um dos principais pontos turísticos da cidade. Há dois pontos de visitação. Na parte superior e na parte inferior, onde é possível caminhar por uma trilha na parte de trás da queda de água. Vale a pena visitar a parte interior.

É preciso pagar para entrar no parque. Carros pagam 7 reais.

Há dois acessos ao parque. O principal é pelo centro da cidade. Uma parte tem asfalto e outra não. São uns 7 km de estrada de chão.

O outro acesso é pelo Desvio Blauth, mas é preciso ficar atento porque a placa que indica o caminho é pequena. Neste trajeto são uns 7 km de chão. Com pouca indicação.

Muita gente prefere passar o dia no parque. Acampa, faz churrasco e toma banho de rio. É possível passar apenas um tempo lá, caminhando pelas trilhas e depois seguir em frente.

Para ter uma visão mais ampla do Salto Ventoso basta ir até o mirante, que fica na parte externa do parque.

Se for verão, não esqueça de levar água.

Agora em janeiro um homem morreu ao cair da parte alta do salto. O local está interditado até que a prefeitura de Farroupilha tome medidas de segurança.

Na cidade de Taquari

24 de janeiro de 2013 0

O Blog ainda não foi a Taquari mas recebeu fotos do leitor Claudio Andrade. No centro da cidade, tem uma lagoa. A Lagoa Armênia.

Vista da cidade.

Outras fotos:

Um passeio a Taquari deve ser feito este ano pelo blog.

Na tenda do Umbu

23 de janeiro de 2013 0

Placas na BR-116 indicam que é parada obrigatória na região. A tenda do Umbu fica na chamada Rota Romântica, entre Nova Petrópolis e Picada Café. É um posto de combustíveis com restaurante. É ponto de encontro de motoqueiros que costumam circular pela BR-116 especialmente nos fins de semana.

A tenda do Umbu tem um site, que pode ser acessado AQUI.

Pousada ou Hospedaria?

22 de janeiro de 2013 0

O Nome é Hospedaria Provençal, mas não passa de uma pousada mesmo. Simples. Boa de ir quando é baixa temporada porque os preços caem. A diária, por exemplo, custou 120 reais para casal. Na alta temporada sai por no mínimo 220. Não vale. É uma pousada bem simples mas o que conta aí é a localização. Fica na Vila Suzana, um point de Canela onde há outras pousadas. Algumas mais simples, outras mais sofisticadas.

Os apartamentos são bem pequenos, mas decorados com cores variadas. E são confortáveis. A garagem é descoberta e há poucas vagas.

A Internet estava um pouco lenta. E o café da manhã é simples. Acho que faltou cuidar melhor dos itens. O pão, por exemplo, estava seco. O salaminho também.

Tudo bem que havia pouca gente mas quem pagou merecia um atendimento melhor. No mais, o café estava bom.

Uma nota de 1 a 10:  6,5. Na alta temporada, com a casa lotada, não sei se gostaria de me hospedar lá. Falta espaço. Mas para uma noite só, num fim de semana de pouco movimento, estava bom. Pelo menos foi barato. E um ponto positivo a destacar é a tranquilidade do lugar.

Um parque remodelado

21 de janeiro de 2013 0

Nem lembro a última vez que estive visitando o Parque do Caracol, em Canela. Me surpreendi com algumas coisas quando voltei lá, neste fim de semana. Uma coisa, pelo menos não mudou. Os preços. Continua muito caro visitar o parque. Cada um paga 12 reais para entrar. Acho um absurdo. Deveria ser no máximo uns 5 reais. Não se pode negar, no entanto, que a cascata do caracol continua sendo uma das principais atrações para os turistas que visitam Gramado e Canela.

Uma das atrações do parque é a torre panorâmica. Subir aí custa caro. São 18 reais, além dos 12 pagos na entrada.

E o que tem lá em cima? Nada. O visitante vai apenas ver a mesma coisa que vê do chão, apenas de um ângulo diferente. Vale a pena pagar 18 reais? Claro que não. Melhor e mais saudável é percorrer as trilhas do parque. É de graça.

Essas trilhas bem sinalizadas são uma novidade. Permite ao turista conhecer a parte elevada da cascata, antes da queda d’água. Há corredeiras por lá.

O local é bem bonito e diferente. Mostra a água seguindo em direção à cascata cercada de paredões de pedra.

O que me chamou a atenção em toda a área do parque é a quantidade de mato. Tem muito verde em volta.

E o que não falta para quem caminha pelo parque é área verde.

Tem uma escada com 730 degraus que leva até a base da cascata, onde é possível fazer belas fotos. Como cheguei tarde no parque e o tempo estava fechado, com chuva fraca a todo momento, deixei este passeio para outra vez.