Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de janeiro 2016

No Largo da Ordem de Curitiba

31 de janeiro de 2016 1

Domingo é dia de feira no Largo da Ordem, um dos pontos mais legais de Curitiba. A praça fica tomada de barracas. Há gente vendendo de tudo. E gente comprando de tudo também.

DSCN1643_640x480

DSCN1656_640x480

Não importa as condições do tempo. Sempre há pessoas passeando por lá.

DSCN1641_640x480

DSCN1642_640x480

A feirinha não é apenas de comércio. É de música também.

DSCN1644_640x480

DSCN1653_640x480

DSCN1651_640x480

DSCN1646_640x480

E o show de rock era patrocinado por uma das melhores FM do  Brasil:

DSCN1654_640x480

Realmente é muito agradável passear por Curitiba. Mais fotos, no Instagram: marcosh85.

Diário de Bordo 31 e 32 - São Paulo / Curitiba

30 de janeiro de 2016 4

A viagem está chegando ao fim. A volta já começou, mas só retorno a Porto Alegre na terça-feira, 2 de fevereiro.  A viagem de São Paulo a Curitiba pela Regis Bitencourt foi tranquila. Saí de São Paulo às 5h 30 da manhã, para fugir do movimento. Fiz os 400 Km sem pressa, parando algumas vezes para descansar. Numa das paradas, em Registro, fiz este flagrante.

DSCN1638_640x480

DSCN1637_640x480

Não sei qual o motivo de expor uma réplica do carro usado no filme. Acho que é uma réplica, não deve ser o verdadeiro, enfim… Em São Paulo o dia foi apenas de caminhadas pela Paulista e pelo centro da cidade, na parte mais antiga. Em Curitiba terei um dia e meio para descansar. Curitiba é uma das capitais que mais gosto. Tem muita coisa legal aqui. Uma delas é uma antiga estação ferroviária, que virou um moderno shopping center. Lá tem um Museu do Trem.

DSCN1639_640x480

DSCN1640_640x480

A última noite das férias será já na Serra Gaúcha. Na quarta-feira, 3 de fevereiro, volta tudo ao normal. Para conferir mais fotos, me siga no Instagram: marcosh85.

Diário de Bordo 30 - Já são 7.000 Km de estrada

28 de janeiro de 2016 4

Deixamos Minas Gerais nesta quinta-feira. Foram 19 dias passeando em terras mineiras. Agora estou no Estado de São Paulo. Em Guarulhos, já que parte da família pega um voo para Porto Alegre amanhã. São 7.000 km rodados desde 30 de dezembro e ainda tenho um bom caminho pela frente. Hoje a viagem foi tranquila, a partir de São Thomé das Letras. A BR-381 é duplicada. Foi uma boa viagem, apesar do grande movimento de caminhões e outros veículos.

DSCN1635_640x480

O hotel em Guarulhos fica a uns 10 Km do aeroporto. Na sexta-feira vou para São Paulo e no sábado, para Curitiba. Da janela do hotel, vejo a cidade de Guarulhos:

DSCN1636_640x480

Bem diferente de ontem, quando ainda estava em São Thomé das Letras…

DSCN1627_640x480

O combustível em São Paulo está bem mais barato. Aqui em Guarulhos tem posto vendendo a gasolina a R 3,39 e o álcool a R$ 2,59. Mais fotos de viagens no Instagram: marcosh85.

 

 

Diário de Bordo 29 - Na mística São Thomé das Letras

27 de janeiro de 2016 3

Localizada a 1.300 metros de altitude, no alto de um morro cercado de mineração por todos os lados, fica a pequena cidade de São Thomé das Letras. Circular de carro por aqui é complicado, porque o calçamento é todo de pedras. As minas são para retirar da montanha o Quartzito, rica em Quartzo. Há casas construídas com essa pedra por aqui. Bem, por causa dessas pedras, a cidade virou mística. Tem muitos moradores que tem jeito daqueles Hippies dos anos 70. São pessoas que vieram para cá, gostaram e ficaram. A cidade em sí é comum. É pequena, com muitas lojas para turistas, restaurantes e lancherias. E muitas pousadas. O turismo sustenta a região. São Thomé das Letras fica a 25 Km de Três Corações, já no sul de Minas. A estrada é asfaltada.

DSCN1567_640x480

Bem no centro da cidade fica a antiga igreja.

DSCN1570_640x480

A cidade começou a ser povoada em 1.770. No centro tem uma gruta onde dizem que morou um escravo que fugiu do seu Senhor. Há uma história mística de que São Thomé apareceu para o escravo na gruta e ajudou ele a ser libertado. A igreja foi construída depois, junto com o início do povoamento.

DSCN1573_640x480

DSCN1577_640x480

Bem histórias e estórias à parte, São Thomé tem um parque municipal localizado pouco acima da igreja, que fica em meio às pedras. Caminhando por lá o turista tem uma vista da região e pode conhecer a Casa da Pirâmide e a pedra da bruxa.

DSCN1578_640x480

DSCN1580_640x480

DSCN1581_640x480

DSCN1583_640x480

Para caminhar nas pedras leve muita água, principalmente em dias de sol.

DSCN1588_640x480

DSCN1589_640x480

DSCN1592_640x480

Do alto, a vista é espetacular.

DSCN1594_640x480

DSCN1595_640x480

DSCN1599_640x480

DSCN1602_640x480

Na Casa da Pirâmide, turistas e moradores se reúnem para ver o por do sol.

DSCN1605_640x480

DSCN1609_640x480

DSCN1611_640x480

Uma outra caminhada leva até a pedra da bruxa e ao mirante.

DSCN1620_640x480

DSCN1618_640x480

DSCN1614_640x480

DSCN1613_640x480

São Thomé das Letras também tem como atração muitas cachoeiras, mas para conhecer esses lugares é preciso contratar um passeio ou ir de carro por conta.

DSCN1630_640x480

DSCN1626_640x480

DSCN1633_640x480

Eu tinha programado ficar mais um dia aqui, mas como deixei para o fim da viagem, não será possível. Mas o passeio de uma tarde valeu para conhecer a cidade. Mais fotos, estou postando no Instagram: marcosh85.

Diário de Bordo 28 - Na histórica Tiradentes

26 de janeiro de 2016 4

Tiradentes fica mais para o Sul de Minas, bem ao lado de São João del Rey. As duas são cidades históricas mineiras. Na primeira, Tiradentes foi morar após fazer 11 anos de idade. Na segunda nasceu o Tancredo Neves. Tiradentes é uma cidade pequena, que vive exclusivamente do turismo. O pessoal daqui diz que em Tiradentes não tem crise. Sempre tem turista por aqui.

DSCN1525_640x480

DSCN1536_640x480

DSCN1537_640x480

Tiradentes é mais plana do que Ouro Preto. É mais fácil caminhar aqui. A cidade também começou a partir da descoberta de ouro e outros metais preciosos. Assim como Ouro Preto, também é cercada de montanhas.

DSCN1540_640x480

DSCN1538_640x480

DSCN1541_640x480

Para conhecer melhor a cidade, melhor é fazer um passeio de Charrete pelo centro histórico.

DSCN1543_640x480

DSCN1548_640x480

DSCN1542_640x480

A gastronomia aqui é excelente. Há restaurantes, bares, lanchonetes, sorveterias e padarias para todos os gostos.

DSCN1549_640x480

DSCN1550_640x480

DSCN1552_640x480

Também há muitas lojinhas para comprar lembranças e produtos da terra, como o doce de leite e a cachaça.

DSCN1558_640x480

DSCN1559_640x480

DSCN1555_640x480

Também há um grande número de hotéis e pousadas. Uma delas é a Pousada do Arraial Velho, onde me hospedei.

DSCN1566_640x480

Tiradentes é a última cidade histórica mineira desta viagem. A volta já começou… Para ver mais fotos, vá ao Instagram: marcosh85.

O complexo ferroviário de Santa Bárbara/MG

26 de janeiro de 2016 1

São poucas as cidades com potencial turístico que tem uma estrutura para receber visitantes como a de Santa Bárbara, uma cidade mineira na região das Catas Altas. Graças ao advogado José Anchieta da Silva, a antiga estação ferroviária foi restaurada. No entorno há uma série de locais que podem ser aproveitados pela população local e os turistas.

DSCN1282_640x480

DSCN1283_640x480

DSCN1284_640x480

DSCN1285_640x480

Há um local para eventos e um grande espaço para atividades variadas.

DSCN1286_640x480

 

DSCN1287_640x480

Santa Bárbara se destaca por ter um centro histórico bem organizado. Outro complexo que chama a atenção é do Grupo Quadrado, uma família que possui hotéis, uma ótima pizzaria, um café e um restaurante.

DSCN1292_640x480

 

DSCN1288_640x480

DSCN1279_640x480

Santa Bárbara, sozinha, não tem tantos atrativos para o turista. A cidade fica ao lado do Santuário do Caraça, já mostrado aqui no Blog. Também é vizinha da cidade de Catas Altas, uma região de morros maravilhosos. Tudo isso a pouco mais de 100 Km de BH e a 80 Km de Ouro Preto. Mais fotos estou postando no Instagram: marcosh85.

Diário de Bordo 27 - Caminhadas em Ouro Preto

25 de janeiro de 2016 2

Caminhar em Ouro Preto cansa. Mas vale a pena. Há muita coisa para ver e visitar. Como a Casa dos Contos, que não está ligada à literatura, mas ao dinheiro. Aos contos de réis da época do Ouro.

DSCN1417_640x480

DSCN1419_640x480

DSCN1423_640x480

Ouro Preto tem o teatro mais antigo do Brasil. A Casa da Ópera é de 1.770.

DSCN1480_640x480

DSCN1481_640x480

A antiga Vila Rica tem em seu centro a Praça Tiradentes, que no fim da tarde de domingo estava assim antes da chuva.

DSCN1453_640x480

DSCN1454_640x480

E Ouro Preto tem muitas igrejas, claro. Visitar cada uma delas sai um pouco caro, já que tudo por aqui é pago. Mas você pode ver as igrejas por fora, ou de longe. Entrei em algumas hoje, mas é proibido fotografar a parte interna.

DSCN1460_640x480

DSCN1469_640x480

A Casa dos Inconfidentes fica afastada do centro e é um dos poucos lugares gratuitos.

DSCN1474_640x480

DSCN1475_640x480

Da Casa dos Inconfidentes foram feitas as fotos abaixo.

DSCN1463_640x480

DSCN1465_640x480

DSCN1472_640x480

DSCN1477_640x480

Há vários pontos da cidade de onde se tem uma vista panorâmica. Como da Igreja Santa Efigênia e na estrada que leva a Mariana.

DSCN1510_640x480

Com o Zoom da câmera é possível fotografar as igrejas e outros prédios maiores.

DSCN1513_640x480

DSCN1514_640x480

DSCN1515_640x480

DSCN1516_640x480

O Zoom também serve para aproximar igrejas afastadas.

DSCN1520_640x480

O bom mesmo quando se está em Ouro Preto é caminhar, caminhar e caminhar.

DSCN1431_640x480

DSCN1432_640x480

DSCN1433_640x480

DSCN1435_640x480

DSCN1442_640x480

Na Praça Tiradentes você pode contratar um guia e fazer um passeio acompanhado de quem conhece bem a região.

DSCN1502_640x480

DSCN1507_640x480

DSCN1522_640x480

Quando cansar, tome uma água, sente em algum lugar e aprecie a paisagem.

DSCN1519_640x480

Já estive em Ouro Preto várias vezes e nunca canso. Espero voltar novamente. Para acompanhar mais fotos, me siga no Instagram: marcosh85.

Diário de Bordo 26 - As belezas do Santuário do Caraça

24 de janeiro de 2016 1

Este é um lugar bastante procurado por turistas que visitam a região das Catas Altas, em Minas Gerais. A serra do Caraça faz parte do complexo do Espinhaço, uma região serrana que corta Minas Gerais e vai até a Bahia. Pois a quase 1.300 metros de altitude fica o Santuário do Caraça, que começou a ser construído em 1771 e foi inaugurado em 1.774. O responsável é um português que, dizem, estava fugindo da realeza porque andou aprontando pela Europa. O Santuário durante muito tempo foi um colégio e hoje é uma espécie de retiro, com uma pousada com dezenas de quartos. São simples, como é o lugar, mas o ponto alto do Santuário não é o luxo, mas a paz e a tranquilidade.

DSCN1297_640x480

Ficar no Santuário custa cerca de R$ 140 por pessoa por dia, com direito a 3 refeições. O visitante paga R$ 10 e fica o dia todo, mas o legal é passar a noite, porque sempre no fim de tarde e começo de noite, a estrela é o Lobo Guará. Este animal típico do serrado brasileiro costuma visitar o santuário. Há muitos anos um padre começou a colocar comida e os lobos apareciam. Virou rotina. Ao anoitecer, os hóspedes se concentram na frente da igreja, à espera do lobo. Às vezes ele não aparece. Nós tivemos sorte. O lobo apareceu 3 vezes para jantar.

DSCN1396_640x480

DSCN1402_640x480

Pode parecer algo bem trivial ficar à espera do lobo, mas somente quem vê o animal de perto e sente o clima do momento pode dizer como é. Vale a pena.

DSCN1410_640x480

O Santuário do Caraça oferece várias outras atrações, como trilhas pelo meio da mata que levam a algum lugar. Um deles é a Prainha, onde é possível tomar banho, apesar da água fria. A água da região tem a cor escura por causa dos minérios de ferro, mas é limpa e potável.

DSCN1307_640x480

Outro lugar para se banhar é o Banho do Imperador. Dizem que os imperadores visitaram a região e se banharam nessas águas. Tanto a Prainha como o Banho do Imperador são acessíveis por trilhas bem tranquilas.

DSCN1371_640x480

Um dos lugares mais bonitos do Santuário é a Cascatinha:

DSCN1323_640x480

DSCN1325_640x480

DSCN1326_640x480

Caminhando pelas trilhas você pode encontrar animais como macacos, ou passarinhos. Se tiver sorte pode ver até o Lobo Guará.

DSCN1309_640x480

DSCN1321_640x480

Se você não encontrar animais, tudo bem, o passeio vale a pena assim mesmo.

DSCN1314_640x480

DSCN1317_640x480

DSCN1345_640x480

DSCN1334_640x480

DSCN1356_640x480

DSCN1358_640x480

Mesmo na parte do complexo do Santuário, há muitos lugares para conhecer.

DSCN1361_640x480

DSCN1363_640x480

DSCN1385_640x480

DSCN1386_640x480

DSCN1296_640x480

DSCN1293_640x480

Acho que por tudo isso vale a pena conhecer o Santuário do Caraça, que fica entre as cidades de Santa Bárbara e Catas Altas, a uns 100 Km de Belo Horizonte, em direção ao Leste. Para acompanhar mais fotos de minhas viagens, me siga no Instagram: marcosh85.

 

Diário de Bordo 25 - Indo para o Santuário do Caraça

23 de janeiro de 2016 1

Na sexta-feira à tarde fui conhecer o Santuário do Caraça, aqui em MG. Fica na Serra do Espinhaço. Um lugar construído em 1.771 e que durante muito tempo foi um seminário e uma escola. O Santuário é um lugar especial porque fica afastado de tudo. Está a quase 1.300 m de altitude em meio a serras. Um lugar para esquecer de tudo. Vou passar a tarde de sábado e a noite lá. Não há muito sinal de celular e a Internet funciona somente em poucos lugares, por isso estou postando hoje fotos que fiz na tarde de sexta. Amanhã vou colocar mais fotos. O portão de entrada do Santuário fica a 13 km dos prédios.

DSCN1248_640x480

Há uma pousada funcionando no Santuário, com 40 quartos. Alguns com banheiros privativos, outros não.

DSCN1253_640x480

DSCN1255_640x480

No fim da década de 60 um dos prédios pegou fogo. Ele foi restaurado e hoje é um museu.

DSCN1251_640x480

Há muitas trilhas para fazer entre a mata. Algumas levam a cachoeiras, outras a cavernas e mirantes.

DSCN1256_640x480

DSCN1260_640x480

DSCN1261_640x480

Não é preciso passar a noite no Santuário. Pagando R$ 10 por pessoa, é possível passar o dia todo lá.

DSCN1262_640x480

DSCN1268_640x480

DSCN1270_640x480

Quem preferir passar a noite: o preço médio é de 140 reais por pessoa, com café da manhã, almoço e janta. Os quartos melhores tem frigobar e banheiro. Não há TV.

DSCN1272_640x480

DSCN1274_640x480

No próximo post foi contar como foi passar a noite neste lugar especial. Mais fotos de viagens no Instagram: marcosh85.

Diário de Bordo 24 - Nas Catas Altas mineiras

22 de janeiro de 2016 3

Esta região onde estou em Minas Gerais é uma das mais bonitas do Estado e quem sabe do País. A Serra do Caraça faz parte da Serra do Espinhaço, que corta Minas Gerais e vai até a Bahia. É considerada a cordilheira brasileira. Já fiz fotos do Espinhaço perto de Diamantina, mas aqui a serra parece mais bonita. A foto abaixo é na estrada, perto da cidade de Catas Altas.

DSCN1232_640x480

Catas Altas é uma cidade bem pequena, com algumas pousadas simples. É difícil circular de carro porque o calçamento é precário. No entorno da igreja matriz algumas casas mais antigas e uma vista espetacular.

DSCN1236_640x480

DSCN1237_640x480

A uns 15 Km de Catas Altas fica outra pequena cidade, Santa Bárbara, pequena, mas maior do que Catas Altas. Tem um centro histórico bem bonito, onde fica o Hotel Quadrado, onde passo a noite de hoje.

DSCN1244_640x480

DSCN1246_640x480

DSCN1278_640x480

DSCN1279_640x480

Esta ponte de ferro fica a poucos metros do hotel.

DSCN1276_640x480

Santa Bárbara é apenas um ponto de parada. No sábado vamos para o Santuário do Caraçá, um lugar especial em Minas. Construído em 1.771 por um português, o santuário foi durante décadas um seminário e uma escola. Os presidentes Afonso Penna e Artur Bernardes estudaram lá. Vou passar a noite de sábado no Santuário, que também tem uma pousada. Lá não tem internet, a não ser em alguns pontos. No sábado pela manhã vou postar algumas fotos que fiz hoje no Santuário e no domingo faço outro post sobre este lugar  que fica a quase 1.300 m de altitude.

DSCN1249_640x480

 

DSCN1258_640x480

DSCN1259_640x480

Para chegar no Santuário há uma estrada asfaltada. É possível fazer uma visita, pagando R$ 10 por pessoa. Resolvi passar a noite lá. Tinha apenas um quarto vago. É caro, mas vale a pena. Mais fotos, no Instagram: marcosh85.