Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de abril 2016

Um jornal à moda antiga

27 de abril de 2016 1

Fundado em 1887, o jornal O Taquaryense é um museu vivo de comunicação, sendo o segundo mais antigo do Rio Grande do Sul.  O mais antigo é “A Gazeta de Alegrete”. O jornal circula até hoje, semanalmente, e é impresso de modo tipográfico. É o único jornal da América Latina a ser impresso desta forma. O Museu Vivo da Comunicação pode ser visitado em Taquari, bem no centro da cidade, e na frente da praça da Igreja Matriz.

DSCN2141

Visitar as instalações de O Taquaryense é praticamente fazer uma viagem no tempo. Neste local, o visitante toma contato direto com parte da história do desenvolvimento da escrita e conhece a grande invenção de Johanes Gutenberg, os “tipos móveis”, que dinamizou a reprodução literária e popularizou os livros e jornais. Na sede do jornal, é possível acompanhar a montagem do texto, onde cada letra é alinhada manualmente.

DSCN2135

DSCN2136

O trabalho e a dedicação do tipógrafo João da Rosa Rodrigues é incrível. Os colegas destacam que ele é incansável.

DSCN2137

DSCN2142

É preciso muita paciência e dedicação para unir as letras e montar cada parágrafo das notícias do jornal.

DSCN2144

DSCN2145

A rotativa foi importada em Paris e durante algum tempo usada no jornal Correio do Povo. Foi comprada por 4 contos de réis em 1909.

DSCN2138

A família Saraiva, fundadora do jornal e o carinho do tipógrafo João da Rosa mantém o jornal em circulação. O João trabalha no Jornal há mais de 20 anos. Ele vai alinhando letra por letra, formando palavras e parágrafos até chegar ao texto final.

DSCN2139

E quando o jornal está pronto, o resultado é este:

DSCN2253_640x480

Para visitar o jornal, é só chegar. O museu está sempre aberto à visitação, sem cobrar taxa. Para curtir minhas fotos, confira meu perfil no Instagram: marcosh85.

Uma Lagoa Verde em Farroupilha

25 de abril de 2016 1

O bom de pegar estradas secundárias é que às vezes a gente descobre alguma coisa diferente. As fotos que seguem foram feitas em Farroupilha, na estrada que vai para o Salto Ventoso. É na parte sem asfalto. Uma lagoa verde.

DSCN2065

DSCN2066

Não é a primeira vez que encontro um lago ou lagoa com essa cor.

DSCN2067

DSCN2068

DSCN2069

Por sorte neste dia havia Sol, o que destacou ainda mais a cor da lagoa. Na mesma estrada, um pouco mais adiante…

DSCN2070

Em outra estrada da Serra, esta com asfalto, na cidade de Gramado. Fica perto de Varzea Grande. Uma vista bem legal:

DSCN2072

DSCN2073

Aqui no Blog há muitas outras fotos de lugares interessantes no RS. Eu também costumo postar fotos no Instagram: marcosh85.

Pelos caminhos dos Vales

23 de abril de 2016 3

Disseram que ia chover. Bem, choveu, mas pouco. O sábado foi de predomínio de Sol. E muito calor. Falo dos Vales. Do Rio Pardo e Taquari, por onde ando. O sábado foi de percorrer alguns caminhos novos por aqui, lugares por onde ainda não tinha andado. Algumas estradas ruins, que levam a lugares bonitos. Estradas que deveriam ser melhoradas. Atenção prefeitura de Venâncio Aires. O município tem muitas atrações no Interior, mas as estradas… E o melhor hotel da cidade cobra diária compatível com Gramado, sem oferecer o que Gramado oferece. Abram o olho. O turista até pode passear na cidade, mas vai gastar com hotel e em refeições em outra cidade. Bem, chega de rodeios. O sábado começou com uma passagem por Mato Leitão, conhecida como a cidade das orquídeas. Na igreja Santa Inês não tinha orquídea, mas algumas flores espalhadas no chão.

DSCN2157_640x480

Outra vez que passei pela cidade fotografei a igreja com seus vitrais azuis. Seguindo em frente, outra igreja, esta bem antiga. Quando vi, me senti em Minas Gerais. Lembrei muito de algumas igrejas por lá. Esta, no entanto, fica na Linha Brasil, interior de Venâncio Aires.

DSCN2173_640x480

Na mesma região, descobri uma casa de pedra, da família Schuster.

DSCN2179_640x480

A viúva, Dona Irani, mora numa casa ao lado. Ela vive de plantações de fumo e de criação de coelhos. Em meio aos cães e aos coelhos, fizemos um passeio pela propriedade.

DSCN2189_640x480

DSCN2190_640x480

Ainda em Venâncio, em estradas do Interior, fotografei muitas casas antigas.

DSCN2200_640x480

O melhor do sábado ficou para o final. Também em Venâncio, a cascata Chuveirão, local muito procurado por moradores da região para se refrescar no verão. O local também é visitado por turistas, apesar da estrada ruim – olha aí prefeitura de Venâncio!. Em meio à mata, depois de uma breve caminhada, a Cascata.

DSCN2212_640x480

DSCN2216_640x480

Em Caxias do Sul, na Catedral, o sino sempre toca às 6 da tarde de sábado. Será que o sino deste pequeno cemitério no interior de Venâncio toca também?

DSCN2230_640x480

Bem, não esperei às 6 da tarde para conferir. Era hora do café e estava com fome. Depois do café, tentei o hotel de Venâncio, mas de novo me assustei com o preço. Definitivamente, R$ 248 por casal não vale. Guest Hotel, por que cobras tão caro? Acabei em Santa Cruz do Sul. Por R$ 160, me hospedei no Antonio’s. Um bom hotel perto do centro que certamente oferece as mesmas coisas do que o hotel de Venâncio. E ainda tem a infra-estrutura melhor de Santa Cruz. Resultado: em vez de gastar meu dinheiro em Venâncio Aires, gastei em Santa Cruz, onde tem hotel mais barato. Para curtir minhas fotos, confira meu perfil no Instagram: marcosh85.

 

 

Hotel caro espanta os turistas

22 de abril de 2016 5

Eu já tinha me referido algumas vezes aos preços das diárias dos hotéis aqui no RS, que são absurdamente caras. Tirando Gramado e Bento Gonçalves, que são cidades com grande presença de turistas, a maioria das cidades do Estado não tem motivo para cobrar preço elevado. Neste fim de semana, saí de Porto Alegre disposto a fazer um roteiro pelos Vales do Taquari e Rio Pardo. Cheguei na sexta-feira a Taquari, uma cidade com algumas atrações turísticas, como a igreja de mil setecentos e pouco…

DSCN2119_640x480

Tem uma praça bem legal na frente da Matriz…

DSCN2111_640x480

Tem algumas casas antigas no centro…

DSCN2146_640x480

E Taquari tem ainda  outras atrações, como a Lagoa Armênia, um jornal que ainda opera à moda antiga e a casa onde nasceu  Costa e Silva. Além disso, é uma cidade bem agradável para passear. Tinha decidido passar a noite lá, mas me assustei com o preço do hotel. O Hotel Tibiquary fica perto do centro. É um hotel pequeno, como muitos do interior, simples, mas me parece bom. Mesmo assim, não vale o valor de R$ 220 reais que cobra por casal. Por esse valor, ou bem menos, é possível se hospedar em Caxias do Sul, ou até em Bento, cidades que tem muito mais infra-estrutura para atender ao turista, além de hotéis bem melhores. Decidi seguir mais adiante na viagem e passar, mais uma vez, a noite de sexta-feira em Lajeado. Aqui tem vários hotéis baratos, muitos deles até melhores que o hotel de Taquari. Por R$ 130 por casal, você fica num hotel simples, mas bom. Eu me hospedei mais uma vez no Aspen, um hotel novo que começou a operar há poucos meses. Um ótimo hotel, com diária de R$ 185 por casal, Vale o preço que cobra. Entendo que os hotéis precisam pagar impostos e tem muitos gastos, mas é preciso cobrar um preço compatível com a cidade onde está e com o conforto que oferece ao hóspede. Hotel caro, como diz o título do post, espanta o turista. Nos próximos dias vou postar muitas fotos sobre as atrações de Taquari. Amanhã, sábado, pretendo passear por Venâncio Aires e região. A intenção é passar a noite de sábado na cidade, mas tudo vai depender dos preços… Para curtir minhas fotos, confira meu perfil no Instagram: marcosh85.

Restaurante alemão em Santa Maria do Herval

22 de abril de 2016 3

Tem uma estrada em Santa Maria do Herval que leva a Gramado sem pagamento de pedágio. Há uma parte sem asfalto, mas em bom estado. Nesta estrada, ainda na parte asfaltada, tem o restaurante alemão “Altes Sägewerl” que significa Velha Serraria. É que no local funcionou um moinho e também uma serraria.

DSCN2076

Durante a semana o restaurante funciona em esquema de Buffet livre. Nos fins de semana o almoço é serviço na mesa e custa R$ 45 por pessoa. Há comida alemã, como chucrute e carnes, mas o restaurante também serve massa e sopa de capeleti e um churrasco em espeto corrido.

DSCN2075

Para quem sobe em direção à Gramado, o restaurante fica numa curva à esquerda. Na margem direita da estrada está o antigo moinho. O bairro é o Boa Vista.

DSCN2077

DSCN2079

Há local para estacionar o carro e almoçar. No salão do restaurante foi preservada a parte superior da serra usada para cortar madeiras e estão dispostos painéis  nas paredes, mostrando as muitas ferramentas que eram usadas no trabalho da serraria. O restaurante é administrado por um jovem casal que apostou no bom atendimento para atuar no turismo, com a área de gastronomia ligada a história do local.

DSCN2082

Santa Maria do Herval é aquela cidade que fica ao lado de Morro Reuter. O acesso é pela BR-116, com saída à direita logo depois do trevo de acesso para Morro Reuter. A estrada é estreita, mas tem bom asfalto. Depois de Santa Maria do Herval, seguindo em frente, há outro trecho com asfalto até a estrada de chão para Gramado. São poucos quilômetros sem asfalto. Em Gramado, a saída é em Varzea Grande, na RS-115. Eu também costumo postar fotos no Instagram: marcosh85.

No cactário da família Horst, de Imigrante

20 de abril de 2016 1

Uma das atrações desta pequena cidade gaúcha é o Cactário Horst, que tem mais de 700 espécies da planta numa ampla área no centro. Imigrante fica na subida da Rota do Sol, saindo de Estrela em direção à Serra. O cactário é conhecido no Brasil e no exterior. Esta obra da família Horst começou a se formar na década de 60, quando Leopoldo Horst, um homem considerado muito à frente de seu tempo saiu à procura de novas espécies. O filho dele, Ingo Horst, é o responsável pelo cactário hoje. Ele acompanhou o pai em muitas viagens em busca de novas plantas. O cactário está aberto à visitação em Imigrante. Mesmo quem não estiver interessado em adquirir plantas, pode fazer uma visita.

DSCN1997

DSCN2001

DSCN2000

DSCN1996

É bem fácil chegar. Há placa na principal rua de Imigrante para quem chega a partir de Estrela. Quem desce saindo da Serra, vai chegar na rua principal e entrar à esquerda. O cactário fica numa rua mais para dentro, depois da igreja. Em caso de dúvida, basta perguntar que todo mundo conhece.

DSCN2005

DSCN2003

DSCN2004

DSCN2006

No cactário Horst há plantas de vários países, resultado das muitas viagens da família em busca de novas espécies.

DSCN2010

DSCN2008

DSCN2012

Ingo Horst revelou que, manter as estufas hoje, é uma forma de homenagear o pai, Leopoldo, que foi um pioneiro na sua área.

DSCN2014

DSCN2016

DSCN2018

Uma das formas mais tranquilas de chegar a Imigrante é pegar a RS-129 em Estrela, a partir da BR-386 antes da ponte do rio Taquari. Quem está na serra, deve descer a Rota do Sol, a RS-453, a partir de Carlos Barbosa. Tudo por asfalto. Para curtir minhas fotos, me siga no Instagram: marcosh85.

Conheça o Relógio do Corpo Humano

18 de abril de 2016 1

Uma curiosidade na cidade de Santa Maria do Herval. Uma curiosidade instrutiva. É o Relógio do Corpo Humano, que fica no centro da cidade, ao lado da igreja. É um jardim dividido em canteiros, lembrando um relógio, onde foram plantadas as ervas destinadas à saúde dos órgãos do corpo humano, com a indicação de seus horários de descanso e o nome das ervas.

DSCN2086

DSCN2087

DSCN2088

Cada órgão humano tem seu horário preferencial de tratamento com as plantas indicadas.  Baseado no ciclo circadiano, acredita-se que a energia vital percorre em um ritmo que a cada duas horas um órgão ou víscera diferente é beneficiado de forma mais intensa.

DSCN2089

DSCN2090

Uma curiosidade bem interessante para ser visitada, e de graça.

DSCN2091

É bem fácil encontrar o relógio do Corpo Humano. Fica ao lado desta igreja.

DSCN2085

Santa Maria do Herval é uma cidade bem pequena, com algumas casas preservadas no estilo Enxaimel, feitas com barro, pedra e areia de rio.

DSCN2083

DSCN2084

Na entrada da cidade para quem chega a partir de Morro Reuter a igreja fica logo depois da ponte, à direita.

DSCN2093

Ah, e o principal evento de Santa Maria do Herval é o Festival da batata. Eu também tenho perfil no Instagram, com mais fotos de passeios pelo RS: marcosh85.

 

 

Parque do Salto Ventoso remodelado ficou melhor

13 de abril de 2016 10

Fui conferir no fim de semana o Parque do Salto Ventoso, em Farroupilha, a principal atração turística da cidade. A área esteve fechada por alguns meses, depois que uma pessoa se afogou. Agora está mais seguro passear no parque, que tem cobrança de ingresso de R$ 8 por pessoa. Para quem ainda não conhece: a estrada tem parte asfalto e parte chão (7Km) mas está em bom estado. Na chegada, o mirante já deixa o visitante com água na boca…

DSCN2031

Entrando no parque, é possível caminhar inclusive pela parte inferior da cachoeira. Foram instaladas passarelas de metal, bem seguras.

DSCN2040

DSCN2042

DSCN2046

DSCN2049

Outro ponto positivo: há placas indicativas das atrações.

DSCN2053

Caminhando pelas trilhas, o visitante tem a visão do Salto de diferentes pontos.

DSCN2033

Uma curiosidade. Há no parque as ruínas de um antigo casarão que existia lá.

DSCN2037

DSCN2035

DSCN2036

DSCN2038

O parque conta com uma lancheria e locais para descansar.

DSCN2052

Também há outros espaços para caminhadas, que levam a lugares bem bonitos.

DSCN2056

DSCN2057

DSCN2058

DSCN2062

O parque atrai todo tipo de visitante e está com as guaritas de entrada quase prontas.

DSCN2063

DSCN2064

Para quem chega a Farroupilha pela RS-122 é bem fácil achar a estrada do Salto Ventoso. É só entrar à esquerda no centro de compras e seguir em frente em direção ao centro. Em seguida, há uma placa indicando à esquerda. Depois é só seguir a sinalização. A área do Salto é particular, mas virou um parque municipal. Farroupilha fica a cerca de 100 Km de Porto Alegre. Eu também costumo postar fotos no Instagram: marcosh85.

 

Circulando pelo Vale do Taquari

11 de abril de 2016 2

Passear pelo Vale do Taquari sempre rende boas fotos, principalmente em dias de Sol. Há muitas estradas secundárias na região que tem belas paisagens e lugares escondidos. Basta pegar o carro e descobrir. A primeira foto é na estrada que leva a Colinas a partir da BR-386, com acesso ao lado da ponte do rio Taquari.(As fotos são do fim de março).

DSCN1946

Na mesma área:

DSCN1949

Numa estrada de chão ao lado da Cachaçaria Berwanger.

DSCN1939

Subindo a estrada para Colinas, tem um lugar que parece desativado. É, ou era, usado para churrascos e encontros de amigos. Tem uma cancha de bocha.

DSCN1950

DSCN1953

E fica ao lado de um campo de futebol.

DSCN1954

DSCN1955

DSCN1956

Ainda na mesta estrada, a última foto:

DSCN1957

Algumas cidades do Vale do Taquari com lugares bacanas para conhecer: Lajeado, Estrela, Colinas, Imigrante, Teutônia, Cruzeiro do Sul e Westfália, entre outras. Descobra o Vale do Taquari que vale a pena. E curta minhas fotos no Instagram: marcosh85.

Estradas e Caminhos

09 de abril de 2016 3

Todos nós temos uma grande estrada a percorrer durante nossa vida, mas cada um faz seu caminho. Alguns escolhem o mais fácil, outros o mais complicado. Não importa. No final, o que vale é atingir seu objetivo, sem prejudicar ninguém. Nos fins de semana de folga, eu escolho meus caminhos e percorro muita estrada. É uma forma de esquecer o estresse do dia a dia. De se renovar. E de conhecer novos lugares e pessoas. Para isso servem as estradas e os caminhos. Quem é que sabe, por exemplo, que no final desse caminho tem um túnel?

DSCN1973_640x480

Pois tem. Fica depois da curva. Uma caminhada de uns 500 metros. Um lugar que poucos conhecem. Certamente aqueles que dedicam parte de seu tempo para ver o mundo real, e não apenas o virtual. É fácil, é só pegar o carro e sair. Ou um ônibus, não importa. No destino, sempre tem alguma surpresa. Esta, fica em Paverama, uma pequena cidade no Vale do Taquari, bem perto de Estrela e Lajeado. Chega-se lá a partir da BR-386. Depois de uma estrada de chão, a linha férrea.

DSCN1972_640x480

Percorra caminhos diferentes, caminhos alternativos. Pode ter certeza de que vai valer a pena. E alguns caminhos são especiais. Como em Estrela. Em vez de dirigir a 100 por hora, vá devagar, e curta o que a região tem para lhe oferecer. Pressa para quê?

DSCN1990_640x480

Passando pela RS-129, no lugar conhecido como Delícias da Colônia, você vai chegar a Imigrante. Lá tem alguns caminhos, digamos, espinhosos. Mas não se assuste. O lugar é bonito e vale a pena conhecer.

DSCN1997_640x480

Caminhe sem problemas por entre os canteiros do Cactário Horst. São umas 700 variedades de cactus, de diversos países. Vale a pena conhecer. Pois é, alguns caminhos são espinhosos, outros são místicos. Ainda em Imigrante, se você tiver determinação e vontade, descobre outro lugar especial, que não vai lhe confortar apenas os olhos, mas também a alma.

DSCN2021_640x480

O Convento São Boa Ventura virou um Centro Cultural. Se você ainda não conhece, está esperando o quê? Ah, prefere a natureza, o turismo ecológico. Pois Farroupilha tem. Andando pela trilha, em meio à Mata Atlântica, você descobre…

DSCN2033_640x480

O Salto Ventoso está mais moderno. Tem espaço próprio para caminhadas, passando debaixo da cachoeira.

DSCN2046_640x480

Ou descobrindo em meio ao mato, as ruínas do que parece ter sido algum caminho antigo. Uma ponte. Um aqueduto. Ou apenas as ruínas de uma antiga casa…

DSCN2035_640x480

Viu? Alguns caminhos reservam surpresa mesmo. Algo inesperado.Outros, apenas um lugar bonito, mesmo que o caminho seja um tanto quanto instável…

DSCN2056_640x480

Mas vale a pena, né?

DSCN2057_640x480

E alguns caminhos exigem atenção, não porque sejam perigosos, mas talvez também reservem alguma surpresa.

DSCN2066_640x480

E se algum caminho tiver um obstáculo, como um portão, ou uma pedra, não desista. Procure caminhos alternativos ou siga em frente. Sempre há um jeito. Uma puladinha de cerca, quem sabe…

DSCN2070_640x480

Espero que o texto não tenha sido muito chato. É que o passeio deste fim de semana está tão bom que me senti inspirado… A viagem começou no Vale do Taquari, em Paverama , Lajeado e Estrela, passando depois por Imigrante e Farroupilha. Amanhã tem mais. Para curtir minhas fotos, visite meu perfil no Instagram: marcosh85.