Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de julho 2016

Debaixo dos Aparados da Serra...

30 de julho de 2016 3

Este fim de semana é diferente. Começou no RS e vai continuar em SC, antes de voltar ao RS de novo. O Parque dos Aparados da Serra tem áreas nos 2 Estados. A parte mais bonita acho que fica no topo, no RS, no Itaimbezinho. Mas visitar a parte de baixo também vale a pena. A viagem começou em outro morro, o da Borússia, em Osório, para um lanche no maravilho restaurante do Dodô, onde também será o almoço de domingo, na volta.

DSCN3082_640x480

DSCN3089_640x480

É um lugar diferente mesmo e quem ainda não conhece não sabe o que está perdendo. O mirante da Borússia está fechado para reformas. Vista do Litoral apenas de um ponto da estrada, ou mais em cima, no morro das antenas. Não cheguei a subir tanto…

DSCN3092_640x480

No sábado pela manhã acordei em Torres, num hotel que fica a 2 quadras da praia, o Farol. O dia amanheceu bonito e com temperatura amena.

DSCN3096_640x480

Torres é uma cidade. Tem várias praias. Esta perto do hotel acho que é a Prainha, no centro.

DSCN3098_640x480

Depois foi hora de seguir viagem, atravessando o Mampituba. A cidade de Praia Grande, em SC, fica ao pé do morro dos Aparados.

DSCN3104_640x480

É uma região procurada por quem deseja fazer um passeio diferente, pela parte inferior, nos cânions que são vistos lá de cima, do RS. A estrada que vai para o Itaimbezinho é muito ruim. Subi uns 6 ou 7 KM e mesmo assim cheguei bem perto do topo.

DSCN3109_640x480

DSCN3116_640x480

Para quem pretende fazer este caminho: acho que o melhor é descer, do RS para SC. Bem, lá embaixo, em Praia Grande, tem várias pousadas no meio do mato e no morro. Uma delas é a Pedra Afiada, que oferece uma vista bem legal do cânion Malacara, por onde é possível caminhar junho ao rio, desde que acompanhado de um guia.

DSCN3118_640x480

DSCN3119_640x480

DSCN3127_640x480

Toda a região é muito bonita e vale uns 2 ou 3 dias de passeio, para conhecer tudo e fazer algumas caminhadas. Caminhada, aliás, que fiz numa subida até uma região mais alta, passando o restaurante Casa Nossa, onde é possível saborear um almoço campeiro a R$ 38 por pessoa.

DSCN3143_640x480

Pelo caminho, de carro ou a pé, tem ótimos lugares para fotografar.

DSCN3132_640x480

DSCN3145_640x480

Pena que a estrada de Itaimbezinho a Praia Grande seja muito ruim. Se tivesse asfalto, ia valorizar muito o turismo na região. Mesmo assim, com calma, é possível trafegar, apesar de alguns trechos completamente cheios de pedras. No domingo, na volta, espero conhecer mais uma cidade gaúcha no Litoral Norte. Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter. Em tempo: valor da gasolina aqui na região de Criciúma é de R$ 3,28 na média mas tem posto vendendo a R$ 3,24.

Dia ensolarado no Caminhos de Pedra

29 de julho de 2016 1

Cada passeio pelo Caminhos de Pedra de Bento Gonçalves garante algo diferente. Uma das atrações de lá é a Casa da Confecção. A antiga pipa que já foi o local da loja, está remodelada.

DSCN2773

DSCN2774

A região, que é bonita, fica ainda melhor num fim de tarde ensolarado.

DSCN2775

DSCN2777

DSCN2778

DSCN2776

E a Casa da Confecção tem nova atração. Este tucano apareceu por lá e gostou. Não vai embora.

DSCN2780

A Casa da Confecção é a primeira do Caminhos de Pedra para quem chega a partir da RS-448.

DSCN2782

Se você gosta de fotografia, me siga lá no Instagram. Eu também estou no Twitter.

Pela ponte de pedra, passa a Maria Fumaça

27 de julho de 2016 5

O Passeio da Barragem é um dos pontos turísticos de Garibaldi, na Serra Gaúcha. Fica bem na entrada da cidade, logo depois da saída da BR-470. É possível chegar de carro bem perto.

DSCN2813

Para chegar próximo à barragem é só pegar a rua do INSS, que fica na primeira sinaleira depois da rótula de entrada, onde tem a estátua de Giuseppe Garibaldi. É a esquerda de quem chega. Se você estiver entrando na cidade terá que fazer um retorno na avenida. Cuidado que sempre há muito movimento.

DSCN2835

A barragem tem uma ponte de pedra, por onde passa a Maria Fumaça que faz o passeio de Carlos Barbosa a Bento Gonçalves.

DSCN2811

DSCN2825

O espaço às margens da barragem foi projetado para garantir a tranquilidade e o descanso dos visitantes, em meio à Natureza. Além dos trilhos do trem e da ponte de pedra, o lugar tem uma pinguela de madeira e a sombra das árvores para refrescar as tardes quentes de verão.

DSCN2810

DSCN2815

DSCN2816

DSCN2821

Nos fins de semana, o turista pode acompanhar a passagem do trem. Geralmente passa por lá no período da manhã, um pouco antes do meio-dia. Depois, chega na estação de Garibaldi, como já foi mostrado pelo Blog durante um Encontro de Carros Antigos.

DSCN2800

Mas mesmo durante a semana vale a pena conhecer o lugar.

DSCN2827

DSCN2829

DSCN2830

DSCN2831

DSCN2836

Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.

Passeando pelo Vale do Taquari

25 de julho de 2016 1

Na metade de Julho fiz um roteiro pelo Vale do Taquari. Não apenas pelas estradas principais, mas também por estradas de chão, que ligam os municípios da região. Esses passeios permitem a descoberta de lugares pouco conhecidos. Como o domingo passado foi um dia de Sol, facilitou as fotos. Saindo da RS-130 em Arroio do Meio em direção a Travesseiro, a estrada tem asfalto até a localidade de Forqueta. Depois é apenas chão. Eu segui até Coqueiro Baixo e pelo caminho fotografei algumas paisagens.

DSCN3003

DSCN3005

No interior de Relvado, um antigo moinho.

DSCN3033

DSCN3030

Engraçado é que as Vacas sempre param e olham quando estou fotografando.

DSCN3028

Já quase chegando a Relvado, uma pequena igreja.

DSCN3037

DSCN3038

Na região, além de Relvado, ficam as cidades de Nova Bréscia e Capitão, entre outras. Todas já foram visitadas pelo Blog. A cidade nova é Coqueiro Baixo, que conheci na semana passada, e vou postar sobre ela nos próximos dias. Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.

Zona Sul de Porto Alegre tem haras, equitação e muito mais

23 de julho de 2016 1

Porto Alegre é uma capital privilegiada pelo menos em um ponto: tem uma grande área rural, muito bonita e com várias atrações. No bairro Hípica, existem vários Haras e algumas escolas de equitação, lá na Zona Sul da cidade. É uma grande região descampada, com alguns morros. Vale a pena conhecer. As fotos abaixo são do Haras HGG, onde também funciona uma escola de equitação.

DSCN2684

E se alguém está perguntando porque um post sobre Porto Alegre num blog de viagem, quero lembrar que visitar a zona sul da Capital Gaúcha é uma verdadeira viagem. São uns 20 Km do centro, dependendo da região e há alguns bairros ainda mais longe. Mas voltemos aos cavalos:

DSCN2656

DSCN2669

DSCN2675

A escola de equitação onde foram feitas as fotos fica na Rua dos Schneider, no caminho para a Restinga, ainda no bairro Hípica.

DSCN2658

DSCN2667

DSCN2868

DSCN2865

Em dias de Sol é muito bom passsear por lá, mas quando está frio, lá parece que faz ainda mais frio…

DSCN2674

DSCN2877

DSCN2872

DSCN2874

DSCN2871

A Prefeitura de Porto Alegre oferece um passeio pela Zona Rural da cidade, com visitas a propriedades e refeições. É um passeio nos moldes do ônibus de turismo que circula pelas principais regiões da cidade.

DSCN2677

DSCN2863

DSCN2864

DSCN2896

Lá na escola de equitação, além dos cavalos, há muitos cães circulando também.

DSCN2890

DSCN3061

Equitação é um esporte caro, não é todo mundo que consegue participar das competições.

DSCN3066

DSCN3067

DSCN3068

DSCN3055

Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.

 

Um parque para saudar a imigração italiana no RS

20 de julho de 2016 1

O Parque Centenário da Imigração Italiana fica em Nova Milano, um distrito de Farroupilha, na Serra Gaúcha. É às margens da RS-122, no quilômetro 55. Foi nesta localidade que chegaram Stefano Crippa, Tommaso Radaelli e Luigi Sperafico, as três primeiras famílias de imigrantes italianos do Rio Grande do Sul, em 1875.

DSCN2712

DSCN2705

DSCN2707

Há no parque, inclusive, um monumento inspirado nessas famílias. O monumento, com formas abstratas, simboliza a conquista da Serra gaúcha pelos imigrantes.

DSCN2713

DSCN2715

A reprodução dos primeiros passaportes dos imigrantes está lá.

DSCN2717

O parque foi inaugurado em 1975, mas recentemente recebeu melhorias. Entre elas, a recomposição da réplica do Leão Alado de São Marcos. O leão é o símbolo da cidade de Veneza e foi oferecido à cidade de Farroupilha pelo governo italiano.

DSCN2720

Outro presente de Veneza é uma autêntica gôndola, que estava no centro de Nova Milano e foi transferida para o parque.

DSCN2710

DSCN2711

Também ficam no parque 24 bandeiras de municípios da região de colonização italiana. O parque centenário de Nova Milano tem um açude, acessibilidade com rampa, piso tátil em todo o percurso, playground para crianças com pista para ciclistas, iluminação, bancos de concreto e lixeiras.

DSCN2718

DSCN2709

DSCN2708

DSCN2719

O local é usado por moradores da região para caminhadas e para o lazer, especialmente nos fins de semana.

DSCN2721

DSCN2725

DSCN2722

Nova Milano fica a poucos quilômetros de Farroupilha, na RS-122. A estrada é asfaltada. Apesar de ser um distrito de Farroupilha, em tamanho é maior do que algumas cidades gaúchas que tenho visto por aí. É lá que fica, por exemplo, o armazém mais antigo da Serra Gaúcha, o Bergamo, que já foi assunto no Blog. Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.

Em tempo: Já que o assunto é Serra e Farroupilha, lembro que em setembro a cidade tem o Festival do Moscatel, mais uma edição desse evento egonogastronômico. Os ingressos já estão à venda e até 31 de julho os lotes são mais baratos. Confira todas as informações no Facebook, na página do evento.

Festival Moscatel 2flyer 2016

Tramontina tem nova loja na Serra Gaúcha

18 de julho de 2016 1

O novo varejo da Tramontina fica em Farroupilha e foi inaugurado em 20 de maio de 2016. É a maior loja da rede, inclusive ganha da própria matriz em Carlos Barbosa.

DSCN2698

O novo ponto de vendas, com 3,4 mil metros quadrados, fica na RS-122, em frente ao antigo posto do Grupo Rodoviário Estadual, bem perto do entroncamento com a RS-453.

DSCN2686

DSCN2688

DSCN2689

O prédio foi planejado para valorizar e apresentar os produtos da empresa, oferecendo experiências de compra aos clientes. Por isso, tem até um café dentro da loja.

DSCN2690

DSCN2691

DSCN2692

São mais de 10 mil itens da marca, divididos em segmentos e setores.

DSCN2693

DSCN2695

DSCN2697

O atendimento é de segunda à sexta, das 9h às 18h30min, e aos sábados, das 9h às 17h30min. Abre também aos domingos das 14h às 17h30min.

DSCN2700

DSCN2702

DSCN2699

A loja serve de referência para quem visita a região e também fortalece o turismo. Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.

Um pouco de História no Vale do Rio Pardo

16 de julho de 2016 1

Rio Pardo é uma cidade histórica do RS. É também uma das cidades com potencial turístico que não sabem aproveitar o material que possuem. Vou falar sobre isso em um post específico mais adiante. Hoje vou apenas me referir ao roteiro deste fim de semana. Vale do Rio Pardo e depois, Vale do Taquari. Na sexta e no sábado, no Rio Pardo. Ao lado do hotel, a histórica igreja de São Francisco, uma das mais antigas do Estado.

DSCN2899_640x480

Ainda na sexta, no fim de tarde, fui conferir o Rio Pardo, na Praia dos Ingazeiros. Por causa da chuva dos últimos dias, o nível do rio está bem alto.

DSCN2905_640x480

Rio Pardo tem uma história ligada à rede ferroviária. Os trilhos ainda estão lá, e o trem ainda passa, mas a antiga estação, embora restaurada, está quase abandonada.

DSCN2910_640x480

DSCN2917_640x480

No bairro fortaleza tinha um forte, de frente para o rio, para defender a cidade. O forte é de mil 700 e pouco. O que resta hoje são apenas três canhões.

DSCN2923_640x480

Rio Pardo não é uma cidade colonizada por alemães. Foi fundada por portugueses. Os alemães são mais organizados, talvez se tivesse colonização alemã Rio Pardo fosse melhor. Talvez. Subindo em direção a Santa Cruz do Sul, tem uma estrada que vai até a BR-386, a RS-153. Tem um trecho em péssimo estado mais para cima, mas logo depois da BR-287 o asfalto está bom. É lá que fica a Vila Ferraz, no interior de Vera Cruz, uma antiga área usada pela indústria fumageira. Tem algumas casas antigas por lá que são espetaculares. Parece cenário de um filme do começo do século 20.

DSCN2932_640x480

DSCN2934_640x480

DSCN2943_640x480

De Vila Ferraz, tem uma estrada de chão que vai até Sinimbu, passando pela Linha São João com a sua igrejinha e casas antigas, tudo de colonização alemã. Casas com mais de 100 anos.

DSCN2946_640x480

DSCN2962_640x480

DSCN2949_640x480

Tem até uma cascata meio escondida no paredão que, pela localização do Sol, ficou escurecida.

DSCN2953_640x480

Seguindo indicação do Seu Sebaldo Engelmann, um alemão simpático que mora na área da cascata, fui conhecer uma antiga pedreira, no Morro Baú.

DSCN2972_640x480

Para chegar lá, é estrada de chão, mas em bom estado.

DSCN2965_640x480

O vento estava muito frio lá em cima.

DSCN2964_640x480

Depois de um almoço tardio em Santa Cruz, chegou a vez de trocar de Vale. Na subida para o Taquari, descobrindo um lugar novo. Linha Palanque. Esta casa certamente foi um antigo armazém de Secos e Molhados.

DSCN2982_640x480

E a igreja de Vila Palanque tem uns vitrais azuis que lembram a igreja de Mato Leitão.

DSCN2984_640x480

DSCN2986_640x480

O domingo será dia de passear um pouco pelo Vale do Taquari. Como a previsão indica um dia de Sol e muito frio, espero fazer boas fotos. Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.

Rio Taquari sobe e preocupa

15 de julho de 2016 1

Quem se prepara para viajar ao Vale do Taquari nesta sexta-feira, 15 de julho, deve ficar atento à cheia do Rio. Há algumas semanas passei pela região e o rio estava bem baixo. Com a chuva desta semana, a situação mudou. Em Lajeado, há famílias sendo retiradas de casa. No centro de Estrela, a escadaria do Rio Taquari foi fechada por precaução.

vale1

A RS-129 apresenta problemas em Colinas. O rio invadiu a pista em alguns trechos.

vale3

Colinas é aquela cidade que tem uma praça onde os arbustos são cortados na forma de animais e pessoas. A estrada corta a cidade.

vale2

O alerta para a cheia do Taquari também vale para as cidades de Encantado, Roca Sales, Arroio do Meio e Cruzeiro do Sul. Para acompanhar as fotos de minhas viagens por aí, confira meu perfil no Instagram. Eu também estou no Twitter.

Serafina não tem só frio, tem pizza também

15 de julho de 2016 1

Serafina Correa já foi mostrada aqui no Blog como uma das cidades mais frias do RS, o que ficou comprovado depois da instalação da estação do Inmet. Neste fim de semana a cidade tem também outra atração, além do forte frio previsto. O Festipizza.

pizza

O Festipizza deste ano acontece nos dias 15,16, 22 e 23 de julho. É uma grande oportunidade para comer pizza e assistir a shows. E de passear nesta pequena e simpática cidade também. O Blog já postou sobre Serafina Correa e recentemente sobre a estação do Inmet. A cidade tem algumas atrações e uma delas fica no Rio Carreiro, bem no limite com Nova Bassano. Na região tem um camping que fica lotado no verão. Atravessando a ponte é possível conhecer um povoado com casarões de madeira dos antigos imigrantes. É o Povoado Zanetti;

DSCN2609

O Rio Carreiro possui, no seu percurso, corredeiras, com corrente moderada e também usinas hidrelétricas.

DSCN2616

A ponte que liga os municípios de Serafina Corrêa e Nova Bassano foi construída em 1974, sendo um marco no desenvolvimento e no progresso da região.

rio

Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.