Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A Maria Fumaça em Garibaldi

29 de agosto de 2016 1

O Blog já mostrou a estação ferroviária de Garibaldi e o passeio de Maria Fumaça. Desta vez esperei o trem no Passeio da Barragem, para ver a Maria Fumaça sobre a ponte de pedra. O domingo estava meio nublado e, pela posição do Sol, não foi possível fazer uma foto decente. O trem se aproxima da barragem depois de sair de Carlos Barbosa. Garibaldi é a primeira parada.

DSCN3464

Para pegar a ponte, foi difícil encontrar uma posição boa.

DSCN3465

DSCN3466

A passagem do trem é muito rápida.

DSCN3467

Em seguida, a Maria Fumaça está na estação de Garibaldi. E como sempre, os vagões estavam lotados. Turistas de várias partes do Brasil.

DSCN3469

DSCN3470

DSCN3472

Depois de cerca de meia-hora, chega o momento de se despedir de Garibaldi.

DSCN3477

DSCN3478

DSCN3479

Para quem ainda não conhece: vale a pena fazer um passeio na estação ferroviária de Garibaldi.

DSCN3480

Abaixo um vídeo da passagem do trem pelo Passeio da Barragem:

Eu também publico fotos no Instagram. E também tenho conta no Twitter.

 

Ares de Primavera

27 de agosto de 2016 2

A temperatura deste fim de semana é de verão. As paisagens sugerem a Primavera. Flores começam a aparecer aqui e ali. O céu meio nublado não ajudou muito, mas mesmo assim sempre é possível fazer alguma foto decente. Passeio de fim de semana que começou no Vale do Taquari. Vai terminar na Serra. Mesmo circulando por lugares já conhecidos e bastante visitados, sempre aparece algo novo. Cada visita tem uma surpresa. O mesmo lugar nunca é o mesmo. Vejamos, a subida da RS-129, passando por Estrela, Colinas e Imigrante. Chegando na cidade de Colinas:

DSCN3385_640x480

As árvores começam a ficar coloridas, com algumas pequenas flores. A estrada é conhecida, mas a paisagem muda de acordo com a posição do Sol. Hoje estava bonito. No centro de Colinas, às vezes a gente descobre algo novo, como esta casa abandonada.

DSCN3390_640x480

Ali perto, outra casa. A dona, Sra Suzana, gentilmente me deixou entrar no pátio para fotografar. A casa é antiga e bonita, mas a foto não saiu como eu esperava. Uma mostra de que nem semre a foto sai como a gente vê sem a câmera.

DSCN3387_640x480

Do Vale do Taquari à Serra é um pulo. Basta subir a Rota do Sol. Em Garibaldi, na Estrada do Sabor, passei por um caminho diferente, depois de errar a estrada…

DSCN3394_640x480

O destino era o centro de Garibaldi, para conhecer a Peterlongo, que fez a primeira champagne brasileira. A vinícola tem degustação ao ar livre de espumantes e outras bebidas. Vou postar sobre a Peterlongo nos próximos dias, contando um pouco da história dessa marca.

DSCN3414_640x480

Na vinícola, os ares de Primavera estão bem visíveis…

DSCN3416_640x480

Os vinhedos ainda estão adormecidos, mas ficou bonito o contraste das plantas com os tanques, ao fundo. Parece cena de um filme de ficção científica…

DSCN3418_640x480

Além da degustação, o visitante pode comprar os produtos Peterlongo, claro.

DSCN3421_640x480

DSCN3423_640x480

Depois de Garibaldi foi a vez de seguir para Bento. Hora do almoço. No centro da cidade.

DSCN3425_640x480

Nas estradas do interior de Pinto Bandeira e Farroupilha, casas antigas, flores e capelas.

DSCN3426_640x480

DSCN3428_640x480

DSCN3429_640x480

No interior de Farroupilha fica o Museu Sueco gaúcho.

DSCN3435_640x480

DSCN3436_640x480

Sábados à tarde é um bom momento para visitar o museu. Para chegar, pode ser a partir da RS-448 na Vila Jansen, ou a partir da estrada que leva a Pinto Bandeira. Também na Vila Jansen, tem a famosa Casa de Bona, que já foi cenário de filmes e séries de TV. A casa de pedra é de 1.888 e ao lado, uma surpresa: uma cascata.

DSCN3463_640x480

DSCN3440_640x480

DSCN3450_640x480

Para encerrar o post, uma foto lá do começo da viagem. Como se fala muito em violência hoje em dia, que Porto Alegre é violenta e coisa e tal, um sinal de esperança. Sempre há uma luz no fim do túnel. O túnel em questão é o de Paverama, no Vale do Taquari, onde passa o trem.

DSCN3380_640x480

Saindo do túnel, sempre tem a luz. E Porto Alegre é uma cidade igual às outras. Tem alguma violência, como a maioria das grandes cidades do País. E só. O trânsito, sim é violento, e mesmo assim ninguém deixa de viajar. Como sempre faço, os lugares visitados neste passeio serão assunto de Posts nos próximos dias. Enquanto isso, me siga no Instagram e curta minhas fotos. Eu também estou lá no Twitter.

Numa das cidades mais tranquilas do Rio Grande do Sul

26 de agosto de 2016 4

Localizada entre a Serra e a região do Planalto, o município de Montauri é um dos mais tranquilos do RS. A criminalidade por lá quase não existe. Desde janeiro deste ano, são apenas duas ocorrências policiais. Dois roubos. Colonizada por imigrantes italianos, Montauri tem uma curiosidade: pelo censo de 2000 do IBGE, é o único município brasileiro onde a totalidade da população se declarou de cor branca. Para chegar a Montauri existem vários caminhos. Eu cheguei pela RS-130, depois de Serafina Correa. A estrada é de chão, mas em boas condições.

DSCN3187

DSCN3188

No caminho, o campo verde amarelo com lavoura da planta da qual é tirado o óleo de Canola chama a atenção.

DSCN3189

DSCN3191

DSCN3193

A cidade em si é bem pequena, mas o clima de tranquilidade e de organização é percebido pelo visitante logo na chegada.

DSCN3194

DSCN3196

DSCN3195

A igreja matriz da cidade é da década de 50, e fica ao lado da praça municipal.

DSCN3199

DSCN3201

DSCN3203

A praça, inclusive, é bem bonita.

DSCN3197

DSCN3198

Um ponto negativo da cidade. Sujeira deixada por pessoas que certamente passaram a noite bebendo e conversando nas escadarias da igreja. Isso que tem uma lixeira do outro lado da rua.

DSCN3205

DSCN3206

Montauri fica a 230 Km de Porto Alegre. Para saber quais são as cidades menos violentas do RS, confira a reportagem do Felipe Daroit no site da Gaúcha. Eu também costumo postar fotos no Instagram. E tenho conta no Twitter.

A Rota das Salamarias de Marau

24 de agosto de 2016 1

Marau não é uma cidade turística. Mas produtores rurais da região se reuniram para tentar atrair visitantes. O resultado é a Rota das Salamarias, que oferece algumas atrações. Não é uma região com uma beleza de encher os olhos, como acontece na Serra, no Vale do Taquari e em outros lugares do RS, mas o roteiro tem seus pontos positivos. Por exemplo, quem curte um bom almoço italiano pode conhecer o Restaurante Câmera, a primeira atração do roteiro para quem chega a partir da entrada Sul, digamos assim. Esta entrada fica quase na frente de um posto de combustíveis na RS-324. A rota das Salamarias é ligada por uma estrada de chão. O restaurante Câmera funciona com agendamento de refeições.

DSCN3248

E fica numa área que parece ser bem agradável.

DSCN3251

Na estrada da Rota das Salamarias, encontrei até um cactus…

DSCN3255

No caminho há várias cantinas, casas de produtores rurais que vendem os produtos que fabricam. Cada um procura a atração que mais lhe agrada. Eu visitei a Casa da Erva-Mate Pagnussat, que produz a erva-mate de forma artesanal.

DSCN3257

Um passeio pela propriedade é bem interessante. O visitante, além de comprar produtos, pode conhecer como funciona a produção da erva do mate.

DSCN3258

DSCN3265

DSCN3264

Você pode ser recepcionado por um peru que é meio pavão…

DSCN3261

O pessoal que atende lá é bem receptivo. O Seu Vitorino atua na produção com o filho, Adelar. Ele mostra como funciona a produção artesanal da mate.

DSCN3271

DSCN3262

Outro local que visitei foi a Cachaçaria Pol.

DSCN3273

O prédio tem um local para servir café colonial, com agendamento.

DSCN3276

DSCN3277

Apesar de ser com estrada de chão, é possível trafegar tranquilamente pela rota. Um ponto positivo: tudo é bem sinalizado.

DSCN3278

DSCN3274

Um restaurante que também faz parte do roteiro é o Cantina da Terra, que fica na RS-324 ao lado de um posto de combustíveis, à direita de quem segue para Passo Fundo. O restaurante serve um almoço com polenta, queijo e linguiça na chapa mais salada por R$ 22. A entrada do roteiro das Salamarias fica a uns 300 metros do restaurante. Para quem ficou interessado em saber mais, há um site com todas as informações da Rota das Salamarias, inclusive com um mapa. Eu também costumo postar fotos no Instagram e também tenho conta no Twitter.

Na cidade de Marau/RS

22 de agosto de 2016 1

Marau fica na região do Planalto, quase ao lado de Passo Fundo, que é uma cidade relativamente grande. Mas Marau não fica muito atrás. É uma cidade bem agradável, com uma avenida movimentada que corta toda a área central, a Julio Borella.

DSCN3236

DSCN3237

A foto foi feita da sacada do hotel de Conto, um prédio bem bonito, fundado em 1927. Um lugar muito bom para se hospedar. Na mesma avenida, a 2 quadras do hotel, fica a praça principal de Marau e a igreja. Na torre da igreja, é possível agendar visitas. Quem estiver disposto a subir 257 degraus terá uma vista panorâmica da cidade.

DSCN3239

DSCN3240

DSCN3241

Caminhar pela avenida Julio Borella é bem agradável. Há muitas lojas, sorveterias e lancherias.

DSCN3243

DSCN3244

DSCN3242

E o movimento é bem grande. Difícil é achar lugar para estacionar.

DSCN3245

DSCN3246

DSCN3247

DSCN3238

Passei a noite de 13 para 14 de agosto no Hotel de Conto em Marau. Fui surpreendido por um fato inusitado. Uma menina, talvez fazendo 15 anos, posava para um Booking bem no meio da avenida Julio Borella, bem na frente do Hotel. E com direito a super produção. Se alguém conhecer a garota, que mande o nome. Parabéns para ela.

DSCN3285

DSCN3288

DSCN3292

Marau é acessada pela RS-324, que tem um trecho bem esburacado, entre Casca e Passo Fundo e na zona urbana de Marau. Para curtir minhas fotos, me siga no Instagram. Eu também tenho conta no Twitter.

Neva na Serra do Rio do Rastro

21 de agosto de 2016 1

Uma das regiões mais bonitas de Santa catarina e tem neve por lá nesta manhã de domingo(21).

Sem título

Para conferir, veja o link da Câmera ao vivo. Devido ao grande número de acessos, a câmera pode travar.  Blog já esteve algumas vezes na região.

IMG_0740_640x480-e1362313162719

Uma dica para quem pretende conhecer a estrada: melhor é descer. Curta minhas fotos no Instagram.

 

O Cristo de Ciríaco

19 de agosto de 2016 3

Viajando pelo Interior no último fim de semana, descobri mais um Cristo Redentor. Desta vez na pequena cidade de Ciríaco, localizada no norte do estado, perto de Lagoa Vermelha e Passo Fundo. O Cristo de Ciríaco fica numa elevação bem em frente à cidade, na RS-434.

DSCN3354

Lá de cima, tem-se uma vista de toda a área urbana.

DSCN3355

O nome Ciríaco tem origem no primeiro morador que se estabeleceu na região. Dizem que o cidadão Ciríaco era dono de terras e um famoso esgrimista. Certo dia provocou um jovem tropeiro de Cruz Alta e perdeu o duelo. Derrotado, largou tudo e foi morar numa cabana que construiu numa região de mata. Ciríaco morreu por lá e foi sepultado e o lugar levou o nome dele. Depois surgir a cidade. Ciríaco é uma cidade bem pequena. A área da igreja passa por reformas.

DSCN3356

DSCN3357

Na frente da igreja fica a avenida principal.

DSCN3358

DSCN3359

Há várias cidades gaúchas que possuem um Cristo Redentor. O Blog já mostrou: Guaporé, Serafina Correa e Jaquirana. Conheça também o Cristo da BR-116. Agora foi a vez de Ciríaco. Eu também posto fotos no Instagram e no Twitter.

Linha São João / Morro Baú

17 de agosto de 2016 1

Saindo da Vila Ferraz em Vera Cruz para Sinimbu, há uma estrada de chão em estado de bom a regular. A distância é de uns 10 Km mais ou menos. Esta estrada passa por uma região quase desconhecida pela maioria das pessoas de fora. Depois de uma subida, há uma outra subida. Esta nova estrada mais estreira e com algumas pedtras, leva ao Morro do Baú, ou simplesmente Morro Baú. Lá tem uma antiga pedreira, agora desativada. E uma vista da área.

DSCN2972

DSCN2975

DSCN2969

Voltando à estrada anterior e seguindo em frente, tem a Linha São João, que pertence a Sinimbu. A Linha São João é uma comunidade alemã, com casas de mais de 100 anos.

DSCN2946

DSCN2947

DSCN2948

A casa abaixo fica na propriedade do Sr. Sebaldo Engelmann, que permitiu a entrada para fotografar.

DSCN2957

DSCN2959

DSCN2962

DSCN2963

Casas antigas como estas são comuns em comunidades alemãs espalhadas pelo Estado.

DSCN2961

Pelo caminho, há muitos lugares para fotografar.

DSCN2945

Sinimbu tem outro acesso, por asfalto, a partir da BR-287, perto de Santa Cruz do Sul. Neste caminho fica a localidade do Rio Pardinho, também de cultura alemã, que é uma das atrações da região do Vale do Rio Pardo. Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.

Morrinhos do Sul, no Litoral Norte

15 de agosto de 2016 2

Chegar na cidade de Morrinhos do Sul não é fácil. A estrada tem asfalto, mas também tem alguns trechos muito ruins, especialmente na saída de Três Cachoeiras. É preciso ficar atento aos buracos. Outra coisa que atrapalha são as lombadas, em grande número. Morrinhos do Sul fica no litoral do Norte do Rio Grande do Sul.

DSCN3147

O nome teve sua origem na grande quantidade de morros existentes na região. É um município agrícola com cerca de 600 propriedades multifundiárias que praticam uma razoável diversificação de produtos, tendo como principais a banana, seguida do arroz, cana-de-açúcar, hortifrutigranjeiros, produção ecológica e a pecuária. A parte urbana é muito, mas muito pequena mesmo.

DSCN3148

DSCN3146

A região começou a ser povoada em 1826, com a chegada de imigrantes alemães. Uma das atrações de Morrinhos do Sul é o Rio dos Negros, que possui praias de águas cristalinas e saudáveis. Aliás, as paisagens são muito bonitas na região.

DSCN3149

DSCN3150

O Morro do Forno é visto a partir da estrada que leva a Mampituba, cidade vizinha.

DSCN3165

DSCN3166

DSCN3167

Para acompanhar mais fotos de minhas viagens, me siga no Instagram. Eu também tenho conta no Twitter.

Conhecendo novos caminhos

13 de agosto de 2016 3

O fim de semana de Sol e temperatura agradável é para conhecer novas cidades e novos lugares pelo RS. O dia de sábado foi quase todo na estrada, principalmente por caminhos do Interior. Tem muita estrada de chão que está em melhores condições do que muita rodovia asfaltada.

DSCN3187_640x480

Subindo a Serra a partir do Vale do Taquari, foi dia de conhecer lavouras da planta da qual se faz o óleo de Canola no Interior de Montauri.

DSCN3190_640x480

E a pequena Montauri é a cidade com o menor índice de criminalidade do Estado. Passeando por lá a gente percebe. Tudo é paz e tranquilidade.

DSCN3194_640x480

No centro a tradicional praça com a igreja.

DSCN3198_640x480

Depois teve mais um trecho de estrada de chão, para conhecer novas cidades.

DSCN3208_640x480

O distrito de General Cadorna fica em Nova Alvorada, com sua igreja redonda.

DSCN3213_640x480

Na sede de Alvorada, no centro, a igreja tem uma praça na frente, até com uma concha acústica.

DSCN3223_640x480

Outra igreja diferente encontrei em Camargo, cidade vizinha de Nova Alvorada.

DSCN3229_640x480

O destino deste sábado era Marau, uma cidade bem maior. O hotel fica na principal avenida.

DSCN3236_640x480

Bem perto da praça e da igreja.

DSCN3242_640x480

Marau tem um roteiro chamado de Rota das Salamarias, onde produtores rurais recebem visitantes. O caminho é mais uma vez em estrada de chão, mas em ótimo estado e o mais importante, bem sinalizado.

DSCN3255_640x480

Uma das atrações é a Casa da Erva Mate.

DSCN3257_640x480

Lá tem alguns animais na propriedade, como um peru meio pavão, que fica abrindo as asas para se exibir para os visitantes…

DSCN3261_640x480

Depois vou postar sobre o roteiro e mostrar mais atrações. Depois do passeio pelo interior, foi a vez de voltar para o hotel e curtir o fim de tarde. Como é a principal avenida de Marau, a Júlio Borela fica bem movimentada no começo da noite…

DSCN3280_640x480

Marau não é tão grande como Passo Fundo, que fica aqui perto, mas é uma cidade bem bonita. Nos próximos dias vou postar sobre as cidades que conheci hoje. No domingo tem mais cidade nova para conhecer. Eu também tenho fotos no Instagram. E no Twitter.