Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Litoral RS"

O parque eólico de Osório

13 de agosto de 2013 1

As fotos são do alto do Morro da Borússia. Do mirante, o visitante tem uma idéia de como é o parque eólico. Usei o zoom para aproximar os cataventos…

Subindo mais um pouco, tem a área das antenas, com as plataformas de vôo livre.

Acho que o melhor do litoral gaúcho não está no mar, nem nas praias.

Uma espiadinha no Litoral

06 de agosto de 2013 0

O Litoral gaúcho não é grande coisa. Tirando Torres, as demais praias não tem grandes atrativos. Mas olhando assim, numa foto, o mar de Imbé até parece limpo.

A fotos abaixo são de Tramandaí, vista de Imbé, do outro lado da barra.

A ponte que separa as duas praias.

No verão, a ponte fica lotada de pescadores.

Matando a saudade do Litoral...

22 de maio de 2012 0

Minha filha andou pelo Litoral Norte num trabalho da faculdade. Trouxe essas fotos de lá. Primeiro a vista do mirante do Morro da Borússia, num belo dia de sol e céu limpo. Ao fundo, o mar.

As outras fotos são de Torres, a única praia gaúcha que vale a pena conhecer. O Parque da Guarita.

Ela trouxe mais fotos, do Itaimbezinho, em Cambará. Fica para mais adiante.

Uma região pouco conhecida do RS

24 de abril de 2012 1

O Litoral gaúcho não é lá grande coisa em termos de beleza. As praias são quase todas iguais, com exceção de Torres. O litoral mais ao sul, então, é bem pouco conhecido e explorado para o turismo. Há o problema de acesso, principalmente. Pois o colega aqui da Gaúcha Lorenço Oliveira andou por lá, numa viagem de Jipe. Ele mesmo conta como foi a viagem:

Mostardas é um destino interessante para quem gosta de viajar pelo litoral gaúcho. Fizemos o percurso de Capivari do Sul até Palmares do Sul pela RST 101. Com tempo aberto e a maré baixa, fomos costeando pela praia até o balneário de Mostardas.

Na praia é possível ver resquícios de alguns barcos encalhados e animais marinhos em estado de decomposição. A área é própria para pesca e neste final de semana havia pescadores pegando papa-terra e tainha.

Ao chegar na cidade, fomos em direção a rodovia para pegar uma estrada de chão que levava em direção a Lagoa dos Patos. É a maior lagoa do mundo. Para se ter uma ideia, a menor largura tem pelo menos 40 km. Antigamente, em Mostardas chamavam o Oceano Atlântico de “mar de fora” e a lagoa dos Patos de “mar de dentro”.

Acampamos em um campo aberto, próximo do farol Cristóvão Pereira, desativado desde 1992. É um dos primeiros faróis construídos no RS do fim do século XIX. Não é possível subir no farol, mas vale conferir a paisagem.

Outro belo ponto turístico da região é a reserva ambiental da Lagoa do Peixe, que fica em Tavares, município vizinho de Mostardas. Para pescar no local é preciso ter autorização do IBAMA.

Na viagem de volta, almoçamos em um restaurante na beira da praia que servia papa-terra e camarão, pescados na região. Depois visitamos outro farol, só que dessa vez de oceano. O farol de Mostardas está ativo e fica um pouco deslocado do centro da cidade.

Mais adiante paramos para abastecer na praia de São Simão, muito próximo da praia da Solidão, onde há um simpático farol vermelho, também desativado. Neste percurso que fizemos pela praia novamente, era possível observar muitos pescadores pegando “papa-terra” de caniço, além de tainha com rede.

A foto acima é o nascer do sol na praia de São Simão. E pelo relato do Lorenço é possível perceber que a viagem foi boa. Vale a pena um passeio por lá, desde que com o veículo adequado, claro.

Um bom hotel em Capão

11 de dezembro de 2011 1

O Hotel Serra Mar fica na Praia do Araçá, em Capão da Canoa. Gostei de lá. Os apartamentos são amplos, quase todos de frente para o mar, embora fique a 4 quadras da praia. Mas sempre tem um vento vindo do mar soprando, o que garante noites bem agradáveis para dormir, sem precisar ligar o ar. Tem uma piscina boa e fica num lugar bem tranquilo.

Outro hotel nas proximidades é o Araçá, que fica bem na beira do mar, mas achei o prédio do hotel horrível, de um gosto arquitetônico péssimo, se é que tem algum. Não conheço dentro do hotel, mas só o que vi de fora me basta. Não gostei. Aliás, na primeira vez que vi o edifício, da praia, achei que era um prédio abandonado…

De resto, Capão é uma praia que não me agrada muito. O centro da cidade é tomado por prédios colados uns nos outros. Me lembrou de Copacabana, daquelas ruelas entre a Atlântica e a Barata Ribeiro. Mas não tem comparação. Rio é Rio. Capão não chega nem perto. Deve ser horrível lá em janeiro e fevereiro. Milhões de pessoas disputando 2 metros quadrados na areia, na calçada, na fila do supermercado, etc. Isso sem falar do trânsito, que é péssimo. E o mar é muito frio.

OBS: este hotel está fechado, agora em novembro de 2013. Não sei se reabre até o veraneio.

Último mês para tomar um café rural

08 de outubro de 2010 0

Estamos em outubro, daqui a pouco já é verão. Quem não aproveitar agora, vai deixar para maio do ano que vem. Estou me referindo ao café rural do Morro da Borússia, em Osório. É uma espécie de cafe colonial, servido de maio a outubro no Sítio da Esperança. O Morro da Borússia tem restaurantes como o do Dodô, onde além de uma boa refeição é possível comprar um gostoso pão caseiro e também o mirante, com uma vista da cidade e de Tramandaí e Imbé. Uma boa dica de passeio agora para o feriado. E quem está pensando em ir para o litoral pode aproveitar o café rural também. Suba ao Morro da Borússia e tenha uma bela vista da região, inclusive das praias.

foto: arquivo pessoal

Para mais informações sobre o café rural.

Pousada Sítio da Esperança

Restaurante do Dodô

Afinal, é inverno ou verão?

05 de julho de 2010 0

Está rendendo o passeio ao Litoral Norte no fim de semana: estive em Tramandaí, conforme fotos publicadas no post anterior. Também fui à Pousada Sítio da Esperança em Osório, tomar mais um café rural. Apesar do calor, estava muito bom. A linguiça da Borússia é insuperável. Quem ainda não experimentou, está perdendo tempo. Bati algumas fotos variadas na região do Morro da Borússia, numa tarde de verão em pleno inverno.

Já era fim de tarde, havia bem pouco vento.

O sol já ensaiava um adeus…

O Sítio da Esperança tem a pousada e o restaurante que serve o café rural. É um lugar bem afastado, perfeito para quem gosta de turismo rural e ecológico. Só não esqueça de levar o repelente que os moquitos pegam mesmo.

fotos: arquivo pessoal

Para quem não conhece: o café rural é servido nos fins de semana a partir de 15:30 hs na Pousada Sítio da Esperança, no Morro da Borússia, em Osório. É uma espécie de café colonial, mas ligado às coisas do campo. Nos dias frios é servido um chocolate quente. Nos dias mais quentes, tem o ótimo suco de laranja, além dos doces e salgados. Aproveite para passar no Restaurante do Dodô e comprar um pão caseiro.

No domingo à tarde o calor continuou no RS. O Parque da Redenção de Porto Alegre estava completamente lotado. Confesso que não lembro de ter visto tanta gente lá.

Achei legal o sol destacando a cúpula do Colégio Militar.

fotos: arquivo pessoal

Aproveitem que no meio da semana volta a chover e a esfriar. Afinal, estamos no inverno…acho.

Saudades da Praia?

04 de julho de 2010 1

O sábado foi de sol e até calor em algumas partes do RS. Na praia, muita gente em Tramandaí, onde tem a feira do peixe. Deu até prá matar as saudades do mar…

fotos: arquivo pessoal

Aliás, o trânsito em Tramandaí é horrível e olha que nem é temporada de veraneio. Fiquei pouquíssimo tempo na cidade, apenas o suficiente para ir até a beira mar, mas saí de lá irritado. Muitas sinaleiras (ou semáforos), uma confusão. Pobre de quem veraneia lá…

Morro da Borússia em dia de sol

03 de julho de 2010 0

O fim de semana será de tempo bom, com muito sol. Quem for a Osório e subir o Morro da Borússia  terá a oportunidade de ver até o litoral. As fotos abaixo foram tiradas em junho, durante minha segunda visita ao Morro. Na primeira o céu estava nublado. Esta tarde farei minha terceira visita ao Morro. Vou saborear mais uma vez o café rural. Quem sabe consigo uma reportagem diferente para postar.

fotos: arquivo pessoal

O café rural no Morro da Borússia pode ser experimentado na Pousada Sítio da Esperança. Confira que vale a pena.

O que é melhor: Café Rural ou Café Colonial?

06 de junho de 2010 2

Neste sábado à tarde fui conferir o café rural do Morro da Borússia, em Osório. É servido na Pousada Sítio da Esperança, um lugar em meio a muito verde com acesso por estrada de chão de 4km – em boas condições. Na comparação com o café colonial, posso dizer que a diferença quase não existe. Muda apenas o nome. O cardápio é parecido. O café rural é mais rústico, está mais ligado ao campo. E tem muita coisa boa. Experimente a linguiça da Borússia, por exemplo. É uma boa dica de passeio ainda para este domingo, Osório está a 1h de carro de Porto Alegre. O café rural é servido nos fins de semana a partir de 15:30 hs. Vá tomar um bom café, um chocolate quente, comer pães caseiros e salgados e, claro, no cardápio, tem também muitos bolos e doces.

A pousada fica numa área isolada, em meio à natureza. Bom para quem gosta desse tipo de hospedagem. Há cabanas.

Quem prefere uma cabana mais sossegada, também pode procurar a pousada.

Lá tem um ótimo lugar para descanso.

Cascatas e lugar para banho – no verão, claro.

Caminhando pela área da pousada, há muito lugares legais.

fotos: arquivo pessoal

Agora, se você é como eu, um turista urbano, não tem problema. Osório fica a 90 km de Porto Alegre pela Free way. É só pegar o carro, saborear um ótimo café rural e voltar. De quebra, é possível apreciar a vista do Morro da Borússia e comprar produtos coloniais no Restaurante do Dodô. Para quem se interessou pela Pousada Sítio da Esperança, o site é AQUI. Lá tem todas as informações necessárias de como chegar lá.