Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Serra Gaúcha"

Um mar de aventuras em Nova Roma do Sul

29 de março de 2017 0

É, eu sei que Nova Roma do Sul não tem mar, mas tem o Rio das Antas, e tem o Eco Parque Cia Aventura. Um lugar prá lá de especial para quem curte esportes radicais.

DSCN5419

O parque começou a ganhar forma em 2001, com a prática do Rafting. Aos poucos, o proprietário, o Julio Cesar, foi acrescentando novas atrações. Hoje, o parque é um lugar único na Serra Gaúcha. Pelo tamanho da área e pela variedade de esportes que oferece, não tem igual. O Eco Parque fica a uns 6 km do centro de Nova Roma do Sul, na estrada que leva a Antonio Prado. O bom atendimento e a formação de uma grande equipe, fizeram com que a Cia Aventura se tornasse referência no segmento de aventura em todo o Brasil. Muitos Instrutores oriundos de vários países e de outros estados brasileiros trouxeram uma boa bagagem de experiencia. O parque fica numa grande área verde.

DSCN5356

DSCN5357

DSCN5360

Ao chegar, o visitante recebe uma comanda e está pronto para praticar as atividades. Ao meio-dia é hora do almoço, também servido lá. A comida é caseira, e ótima. Ah, uma antiga casa da família foi transformada em pousada lá por 2009, para quem pretende passar o fim de semana no parque. Há vagas para 30 pessoas. Tem muita gente que curte ficar hospedado por lá mesmo. E uma das atrações do Parque é a tirolesa, que tem 3 etapas, num total de 1.400 metros.

DSCN5364

DSCN5368

DSCN5373

DSCN5376

DSCN5407

Acho que uma das atrações mais radicais é o Bunger Jump, que oferece uma queda de 65 m a partir de uma plataforma suspensa sobre o abismo….

DSCN5386

DSCN5401

DSCN5402

DSCN5409

Outra atração é o Pêndulo, que consiste num balanço gigante dentro do abismo do Eco Parque, chegando a uma altura média de 100 metros.

DSCN5378

Mesmo quem não curte muito esportes radicais pode aproveitar o parque e curtir a Natureza. Há riachos e cascatas. A região é muito bonita. Além disso, o Eco Parque conta com alguns animais exóticos legalizados pelo Ibama,entre eles o Tucano Toco de nome Tuco, a Jibóia BCC de nome Darwin e a Python Molurus albina de nome Latika.

DSCN5377

DSCN5395

DSCN5396

DSCN5398

DSCN5399

DSCN5410

A principal atração do parque, e acho que a que tem a maior procura, me parece ser o Rafting. São 8,5 Km pelo Rio das Antas, com uma duração que vai de 2h a 2h30. No percurso, algumas quedas de água que chegam a 80 cm. Antes de sair, no entanto, é preciso prestar muita atenção nas orientações que o Julio Cesar passa ao pessoal.

DSCN5415

DSCN5425

DSCN5423

DSCN5426

DSCN5430

DSCN5432

É um momento bastante divertido e descontraído, antes de enfrentar as corredeiras do Rio das Antas.  Acompanhando o treinamento, é possível perceber a empatia e o carinho que existe entre os integrantes da equipe.

DSCN5436

Depois é só seguir de ônibus até a região do Cachoeirão no Rio das Antas e se divertir. Quem dirige é o motorista Darci Marini. Há 16 anos ele faz este trajeto e conhece bem a estrada, garantindo plena segurança aos praticantes do Rafting.

DSCN5441

DSCN5443

DSCN5449

A saída é moleza. Depois vem as corredeiras e a aventura… O parque funciona nos fins de semana e o maior movimento é durante o verão. Então aproveite esta época que ainda faz um pouco de calor e o movimento é mais tranquilo e conheça o Eco Parque. Curta também as fotos do Blog no Instagram.

A vinícola que também é um Museu

22 de março de 2017 1

Visitar a vinícola Dal Pizzol de Bento Gonçalves é a oportunidade para conhecer um pouco mais sobre a história do vinho. Ela foi criada em 1974 justamente a partir de uma proposta diferenciada que privilegia a produção controlada. No local, antes funcionava uma olaria. A vinícola é comandada pelos irmãos Antônio e Rinaldo Dal Pizzol.

DSCN5278

A Dal Pizzol se dedica ao vinho há 13 gerações, sendo sete delas no Vêneto (Itália) e seis no Brasil. Fica localizada no Distrito de Faria Lemos, em Bento. A entrada é pela RS-431, a estrada que leva a Dois Lajeados, logo depois do posto de combustível. Há placas indicando o caminho. Pagando um ingresso de R$ 10, o visitante pode passear à vontade pelo Ecomuseu da Cultura do Vinho. Além de vinhedos, há alguns animais circulando pela área.

DSCN5298

DSCN5299

DSCN5303

DSCN5306

DSCN5309

DSCN5316

A vinícola tem 80 mil metros quadrados e compreende lagos e áreas verdes e visa consolidar a tradição secular e milenar da civilização do vinho na região da Serra Gaúcha, principalmente como um atrativo para o enoturismo. Entre as atrações:

Vinhedos do Mundo

O Ecomuseu abriga cerca de 400 variedades de uvas, de 30 países, chamado Vinhedo do Mundo, uma verdadeira relíquia à disposição dos visitantes.
Hoje, o Vinhedo do Mundo é considerado uma das três maiores coleções de uvas privada do planeta, a maior da América Latina.

DSCN5290

Enoteca
A Enoteca, localizada em um antigo forno da olaria, conservado e restaurado, guarda os vinhos produzidos pela empresa da família desde sua fundação em 1974.

DSCN5287

DSCN5288

Vinhedo do Imigrante

Répllica do primeiro vinhedo construído pelos imigrantes Venetos e trentinos. Dois dos exemplares de videiras tem mais de 60 anos e foram transplantados de um velho vinhedo. No varejo, é feita a degustação dos produtos que estão à disposição dos clientes.

DSCN5284

DSCN5285

Há um restaurante, mas o funcionamento é com agendamento para grupos de no mínimo dez pessoas. A Dal Pizzol oferece, no entanto, o Piccolo Piacere, uma verdadeira experiência sensorial única, na qual os visitantes podem degustar um bom vinho e comidinhas especiais ao ar livre. É possível desfrutar o ‘Piccolo Piacere’ em bancos e mesas feitos de paletes, de pipas e de cepos de árvores seja à beira de lagos, à sombra de árvores, entre a Enoteca e os lagos. O Kit é preparado na hora pelas funcionárias que atendem no varejo.

DSCN5279

DSCN5286

DSCN5292

DSCN5297

DSCN5304

DSCN5307

DSCN5308

DSCN5310

DSCN5317

DSCN5319

DSCN5321

DSCN5322

A vinícola faz parte da Rota das Cantinas Históricas, distante 11 quilômetros do centro de Bento Gonçalves. Este projeto é composto por propriedades rurais que retratam a vida cotidiana dos imigrantes italianos que se instalaram nas encostas de Faria Lemos e lá cultivam a videira e seus costumes há mais de 130 anos. Para chegar a Faria Lemos é preciso pegar a BR-470 em direção a Veranópolis. Curta também meu perfil no Instagram.

Um pouco de Bento nesta semana

20 de março de 2017 1

A semana que começa hoje será dedicada a Bento Gonçalves. Algumas fotos feitas no fim de semana de 11 e 12 de março, quando estive na região. Bento tem diversas atrações para o turista, uma delas no Caminhos de Pedra. Bem, a última atração desse roteiro, já quase na RS-448, depois da Casa da Erva Mate, para quem segue em direção à Nova Roma, é a Casa da Confecção. Agora que o frio está chegando, é um bom lugar para renovar o guarda-roupa. Ao lado da Casa da Confecção tem este lago.

DSCN5348

DSCN5349

A água muda de cor de acordo com a época do ano e com a luz do Sol. No dia das fotos o céu estava mais nublado.

DSCN5345

Também na Casa da Confecção, este antigo galpão.

DSCN5350

O Blog já postou sobre a Casa da Confecção, que fica perto da Casa das Cucas. Aliás, a Casa estava lotada no sábado à tarde. Parei para tomar um café com cuca e o movimento era intenso. O Blog também já mostrou a Casa das Cucas. Bento também é a cidade das vinícolas. Uma delas, a Salton, tem um dos prédios mais bonitos da região.

DSCN5324

DSCN5325

Outra grande vinícola de Bento será assunto do próximo post, ainda nesta semana. É um lugar muito bonito, a poucos quilômetros do centro da cidade. Aguardem:

DSCN5296

O Caminhos de Pedra tem ainda a Casa do Tomate, onde é possível saborear um sorvete de tomate, entre outras coisas gostosas. Confira também minhas fotos no Instagram.

Turismo nos Parques Nacionais - Cambará do Sul

22 de fevereiro de 2017 5

Uma mostra de que o turismo é um grande trunfo para combater a crise econômica. Cidades que investem para atrair turistas não sentem o problema que afeta grande parte do país. Uma pesquisa do Instituto Chico Mendes aponta que em 2016, os parques nacionais brasileiros bateram recorde de visitantes. Foram mais de 8 milhões e 800 mil. Turista que visita parques precisa de hotel para se hospedar, restaurante para comer e posto de gasolina para abastecer o carro, entre outras coisas. O parque nacional mais visitado é o da Tijuca, no Rio. Isso é explicável porque lá fica o Cristo Redentor. Em 2016, o parque recebeu mais de 3 milhões e 300 mil pessoas. O Parque Aparados da Serra, em Cambará do Sul, aparece em 9º lugar no ranking. Foram 111.778 visitas em 2016. É pouco se comparado ao Cristo Redentor, mas é um bom número. Cambará do Sul é uma cidade pequena, que vive dos turistas que visitam a região. Lá tem ainda o cânion da Fortaleza, que também atrai visitantes. Veja porque vale a pena visitar a região.

camb2

cam1

Há 2 maneiras de chegar lá. Uma delas é pela cidade de Cambará. Outro caminho é a partir de Praia Grande, no Sul de SC. A estrada de chão tem mais de 20 Km. De Cambará também é chão, com mais de 10 km. Há trechos em mau estado nas duas estradas, o que é uma pena. Para quem está em Cambará, uma alternativa é pagar um táxi ou fazer o passeio a partir de agências de turismo. É mais caro, mas pelo menos poupa o carro.

camb4

camb3

Cambará do Sul fica a uns 180 Km de Porto Alegre. Tudo por asfalto. A cidade também é relativamente perto da região das Hortências, que integra Gramado, Canela, Nova Petrópolis e São Francisco de Paula.

camb5

Cambará tem um bom hotel no centro e algumas pousadas, mas atenção que muitas ficam na área rural, com acesso por estrada de terra.

camb6

Uma opção é se hospedar em São Francisco e passar o dia em Cambará. Ou se hospedar em Gramado e Canela, mas os hotéis por lá são mais caros. De qualquer forma, visitar Cambará do Sul é um passeio espetacular, em função dos cânions. A cidade cresceu um pouco e já oferece mais variedade em termos de gastronomia. Para acompanhar mais fotos do Blog, visite o meu perfil no Instagram.

Aventuras no Caminhos de Pedra

16 de novembro de 2016 6

Funciona há pouco tempo a nova atração do Caminhos de Pedra, em Bento Gonçalves. É um Eco Park, destinado a pessoas que gostam de esportes radicais. O Parque Caminho da Aventura é um lugar bem interessante que certamente vai atrair muitos turistas.

DSCN4162

O eco park Caminho da Aventura funciona junto à Salumeria Caminhos de Pedra, que é uma casa especializada em embutidos. O parque conta com uma super estrutura de atividades de aventura com Tirolesas, Rapel Torre, Bosque Aéreo e o Super Jump, além de contato com animais.

DSCN4164

DSCN4165

DSCN4160

O espaço do parque é um lugar bem legal de passear. Se você não estiver interessado em praticar esportes radicais não tem problema, pode descansar em locais espalhados pelo parque.

DSCN4166

DSCN4168

Mas claro que o bom é se divertir. A torre de Rapel, por exemplo, tem 18 metros de altura.

DSCN4167

Você pode subir apenas para fazer fotos, se preferir.

DSCN4174

DSCN4178

A principal atração é o inédito Super Jump, que nada mais é do que uma espécie de balanço gigante. Para quem gosta desse tipo de aventura, vale a pena experimentar.

DSCN4181

DSCN4182

DSCN4183

DSCN4185

DSCN4184

O parque funciona de quarta a domingo das 9h às 18h e nos outros dias com agendamento para eventos e treinamento empresarial.

DSCN4169

DSCN4170

DSCN4172

O ingresso custa R$ 5,00 e dá direito à degustação na Salumeria e circular livremente pela área do parque. Cada atividade tem um valor e pode, também, ser adquirido um combo.

DSCN4193

DSCN4191

A Salumeria e o Parque de Aventura ficam à esquerda de quem segue em direção à RS-448. É nas proximidades da Casa da Ovelha. Dá uma conferida no perfil deles no Facebook. Eu também tenho conta no Instagram e no Twitter.

O Morro do Vento de Picada Café

11 de novembro de 2016 1

O Morro do Vento é uma das novas atrações turísticas de Picada Café. É um espaço particular, mas com acesso gratuito e fácil. Há placas indicando o caminho na BR-116. A estrada para chegar ao morro é parte de chão, mas está em bom estado. São 2,5 Km de estrada de terra.

DSCN4049

DSCN4050

O morro do vento é frequentado principalmente por praticantes de voo livre. Lá de cima há uma bela vista da região.

DSCN4051

DSCN4055

DSCN4056

Há um bar no alto do morro, que funciona entre 10h e 18h.

DSCN4057

DSCN4063

DSCN4064

Picada Café é uma cidade pequena. Nas fotos abaixo a igreja e algumas casas antigas no centro.

DSCN4065

DSCN4067

DSCN4068

A cidade tem outro mirante, no bairro de São João, que o Blog já mostrou. Confira o post AQUI. Outra atração da cidade é o Parque Municipal, às margens da BR-116. É um lugar bem agradável, que recebe os eventos de Picada Café mas também é um local de lazer e outras atividades.

DSCN4077

DSCN4075

DSCN4078

O acesso ao parque é feito logo depois do trevo principal de Picada Café, à direita de quem sobe a BR-116.

DSCN4080

DSCN4079

DSCN4083

DSCN4082

DSCN4088

O prédio que aparece ao fundo é o antigo moinho, a principal atração do parque.

DSCN4069

DSCN4073

Como já postado nesta semana, Picada Café é uma ótima opção para quem pretende passear pela Serra. Fica perto de Nova Petrópolis e Gramado e tem uma ótima pousada. O Blog postou nesta semana sobre a Pousada Camponesa. Se você não tem perfil no Facebook, confira o site da Pousada, um lugar muito legal para se hospedar.

DSCN4106

O Blog já falou sobre a pousada e Picada Café,  neste POST. distância de Porto Alegre é relativamente curta. Nem chega a 100 km. Confira também meu perfil no Instagram. Também estou no Twitter.

Picada Café e a Pousada Camponesa

09 de novembro de 2016 1

Existem alguns lugares que te fazem sentir bem e te deixam com a sensação que valeu a pena passar por lá. Assim é a Pousada Camponesa, de Picada Café, cidade localizada na subida da BR-116, já quase na Serra Gaúcha.  Acordar pela manhã e se ver cercado de verde sempre faz bem. Os hóspedes da pousada podem usufruir desta bela vista.

DSCN4042

A pousada fica a 100 metros da BR-116, num lugar alto e tranquilo. A parte nova tem apartamentos mais para casais, com uma varanda.Que tal dormir ouvindo apenas o som do riacho que corre ao lado?

DSCN4043

DSCN4045

A pousada é relativamente nova. Foi inaugurada em 2004 e ampliada há pouco tempo. Você é recebido lá como se fosse da família pela gerente, a Tânia, ou pelos funcionários. A pousada tem wi-fi, vagas de estacionamento cobertas e uma área de lazer.

DSCN4047

DSCN4114

DSCN4092

Há uma biblioteca com lareira e, na parte externa, um quiosque com redes para descanso e uma churrasqueira que pode ser usada pelos hóspedes. Há livros à disposição.

DSCN4107

DSCN4109

DSCN4117

Em vários locais da pousada, há objetos antigos. O café da manhã também é um diferencial, já que tudo é feito com produtos locais. O leite é entregue em casa por um fornecedor na região.

DSCN4048

DSCN4094

DSCN4099

DSCN4100

DSCN4101

DSCN4119

O nome Camponesa se deve a uma estátua que foi dada de presente ao casal que inaugurou a pousada e também devido à beleza do lugar. Eu indico a região para um passeio de fim de semana. Você nem precisa ficar em Nova Petrópolis, Gramado ou Canela. Pode se hospedar em Picada Café e passear nas outras cidades da região. Para saber mais da pousada, visite o Site, ou o perfil no Facebook.

DSCN4095

DSCN4102

Como já disse, Picada Café é uma pequena e tranquila cidade do Interior. Um dos lugares que merece ser visitado é o Jammerthal, logo depois da Joanneta, outro bairro do município. O acesso é por estrada de chão, mas em ótimo estado.

DSCN4121

No Jammerthal o destaque fica por conta da pequena igreja e de uma antiga casa no estilo enxaimel.

DSCN4123

DSCN4124

DSCN4127

DSCN4129

DSCN4131

Além disso, as paisagens da região são espetaculares.

DSCN4137

DSCN4138

DSCN4139

No caminho, algumas casas antigas.

DSCN4135

DSCN4134

DSCN4141

Na sexta-feira vou postar mais de Picada café, mostrando o Morro do Vento e mais algumas fotos do Parque municipal e de casas antigas no centro da cidade. Eu também tenho fotos no Instagram. E no Twitter.

Um passeio pelo Termas e Longevidade

19 de outubro de 2016 2

Na divulgação deste roteiro pela Serra Gaúcha, uma frase me chamou a atenção: “Impossível de ser fotografado, escrito ou explicado, tem que experimentar para saber!”. Pois é, só viajando a gente tem a oportunidade de conhecer lugares incríveis espalhados por este Estado e pelo País. O roteiro Termas e Longevidade fica numa das regiões mais bonitas do RS. Lá tem de tudo. Belezas naturais e boa gastronomia. Que tal um passeio por estradas do Interior:

foto: divulgação

foto: divulgação

O Roteiro Termas e Longevidade inclui várias cidades do RS. Há passeios em Cotiporã, Nova Prata, Protásio Alves, Veranópolis e Vila Flores. São cidades vizinhas, localizadas na Serra Gaúcha, já quase chegando no Planalto. Está um pouco fora do roteiro tradicional da região das Hortências, por exemplo. Se você ainda não conhece, é uma boa chance para fazer passeios diferentes. Se você é chegado a festas, que tal participar de um legítimo Filó italiano? Esta festa integra o roteiro na cidade de Vila Flores. O Filó é uma festa que reúne tudo o que há de bom na gastronomia italiana.

foto: divulgação

foto: divulgação

O roteiro oferece ainda um pouco de cultura, como um passeio pela Arte Cecatto, em cerâmica, também na cidade de Vila Flores.

Atelier L'Arte Ceccato - Crédito Vanice Dal Magro (9)

Difícil dizer qual dos locais é melhor ou mais interessante. O bom mesmo é pegar o carro e fazer um passeio pela região. Na subida da BR-470 tem o Mirante do Espigão, já quase em Veranópolis.

rot1

Ainda em Veranópolis, um almoço no restaurante giratório é uma boa pedida.

rot4

Nova Prata tem as águas termais:

rot2

E Protásio Alves, uma pequena cidade ao lado de Nova Prata, oferece paz e tranquilidade.

rot3

Não falta opção para quem escolhe o roteiro Termas e Longevidade para um passeio de carro. Para conhecer mais: o projeto Arte e Turismo do Margs em Porto Alegre vai destacar nesta sexta-feira, 21 de outubro, tudo o que este roteiro turístico oferece. Confira lá na Praça da Alfândega. A programação começa às 10h e vai até o período da tarde, tudo de graça. Depois programe um passeio à região. Vale a pena. Alguma coisa que o Blog já postou sobre a região da Longevidade:

O Restaurante giratório de Veranópolis.

Um passeio pela cidade de Veranópolis.

As águas termais de Nova Prata.

Um passeio de Vila Flores a Protásio Alves.

Uma pousada em Vila Flores.

Confira também o Blog no Instagram e no Twitter.

 

A Maria Fumaça em Garibaldi

29 de agosto de 2016 1

O Blog já mostrou a estação ferroviária de Garibaldi e o passeio de Maria Fumaça. Desta vez esperei o trem no Passeio da Barragem, para ver a Maria Fumaça sobre a ponte de pedra. O domingo estava meio nublado e, pela posição do Sol, não foi possível fazer uma foto decente. O trem se aproxima da barragem depois de sair de Carlos Barbosa. Garibaldi é a primeira parada.

DSCN3464

Para pegar a ponte, foi difícil encontrar uma posição boa.

DSCN3465

DSCN3466

A passagem do trem é muito rápida.

DSCN3467

Em seguida, a Maria Fumaça está na estação de Garibaldi. E como sempre, os vagões estavam lotados. Turistas de várias partes do Brasil.

DSCN3469

DSCN3470

DSCN3472

Depois de cerca de meia-hora, chega o momento de se despedir de Garibaldi.

DSCN3477

DSCN3478

DSCN3479

Para quem ainda não conhece: vale a pena fazer um passeio na estação ferroviária de Garibaldi.

DSCN3480

Abaixo um vídeo da passagem do trem pelo Passeio da Barragem:

Eu também publico fotos no Instagram. E também tenho conta no Twitter.

 

O roteiro Histórias e Memórias de Farroupilha

13 de julho de 2016 1

Várias cidades gaúchas oferecem roteiros pelo interior, com visitação a propriedades rurais e outros lugares. Um desses roteiros fica na Serra, em Farroupilha. O objetivo do Histórias e Memórias é contar a história da colonização italiana, germânica e austríaca na região. Os atrativos vão desde os históricos até os naturais. Também estão incluídas nos roteiros, pequenas vinícolas, agroindústrias familiares, produção orgânica, artesanato e gastronomia típica gaúcha. O roteiro é feito na região da Barragem Burati e do Desvio Blauth. Essa última localidade despontou na década de 30 como a Primeira Estação de Veraneio do Estado. Devido às dificuldades de se chegar ao litoral, os veranistas se deslocavam de trem, principalmente. A única comunidade germânica em Farroupilha, Desvio Blauth, fundada há 105 anos, leva o nome do primeiro morador, Carlos Blauth. A localidade, fica no Terceiro distrito de Farroupilha. Surgiu em 1910 com a chegada de famílias de origem alemã. É por lá que fica o Salto Ventoso, já mostrado aqui no Blog. A Adega Chesini, também já assunto de outro post. A adega fica na Vila Rica, onde está esta igreja.

DSCN2768

DSCN2769

No começo de julho, num fim de semana ensolarado, passei pela região e conheci alguns lugares novos. Como o Moinho Burati. O moinho foi fundado em 1944 pelo Sr. José Dal Ponte e a esposa Maria. Era um prédio de madeira onde a farinha era moída em pedras movidas pela roda d’água. Com o passar dos anos, tendo como prioridade a qualidade do produto, a empresa passou a crescer e abrir horizontes. Quem cuida dos negócios, agora, é o Fernando Dal Ponte, e ele pretende abrir o moinho para visitação em breve. Fernando afirma que trabalha duro 15 horas por dia na produção de farinha de milho que fornece para restaurantes da região. Ele tem apenas dois funcionários. O moinho passa por reformas e os equipamentos agora são de aço inox. A produção é de 100 toneladas por mês.

DSCN2749

DSCN2750

DSCN2756

O moinho fica bem perto da Cave Antiga, uma vinícola que também recebe visitantes. Bem ao lado dessa igreja, a Nossa Senhora de Lourdes – São Gabriel das Dores.

DSCN2747

DSCN2748

A estrada que passa ao lado da igreja é caminho para o clube de caça e tiro e a barragem Burati, que fornece água para Farroupilha. O clube de tiro fica no alto de um morro, garantindo uma bela vista da barragem.

DSCN2758

DSCN2759

DSCN2760

DSCN2761

DSCN2762

Mas é possível chegar mais perto da água.

DSCN2764

DSCN2765

DSCN2766

DSCN2767

Pelo caminho, é possível fazer algumas fotos. Como esta bela casa antiga de madeira ainda na RS-453.

DSCN2783

DSCN2784

E esta paisagem, perto do Moinho Burati.

DSCN2744

Farroupilha tem outras atrações, como em Nova Vicenza, perto do Santuário de Caravaggio, onde tem um museu.

DSCN2743

O museu fica bem na frente da igreja.

DSCN2742

Não encontrei muita coisa sobre o roteiro Histórias e Memórias. Para saber mais sobre este passeio, sugiro dar uma olhada nesse site. Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.