Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Nas montanhas mineiras

09 de janeiro de 2017 1

Minas Gerais tem muitas regiões de Serra. Tem a do Cipó, a da Canastra e da Mantiqueira, entre outras. Nesta última região é por onde circulei bastante nos últimos dias. Há dezenas de pequenas cidades, a maioria sem grandes atrativos, a não ser alguns casarões antigos e uma igreja. Tem uma cidade, no entanto, que é pequena mas muito simpática. A cidade de Cristina fica ao lado da Maria da Fé, que é considerada uma das mais frias de Minas. Mas sem dúvida Cristina é mais bonita.

DSCN4574_640x480

Bem ao lado da igreja tem uma ótima pousada, a Casarão, muito legal de se hospedar.

DSCN4575_640x480

Cristina tem um centro bem pequeno e é cercada de montanhas, o que a deixa mais bonita.

DSCN4569_640x480

DSCN4573_640x480

Quem tiver oportunidade de circular de carro pela região de Cristina, pode ter certeza de que vale a pena.

DSCN4578_640x480

DSCN4577_640x480

DSCN4576_640x480

Cristina fica no Sul de Minas, perto da divisa com o estado de São Paulo. Confira fotos do Blog também no Instragram, no Twitter e também no Facebook.

Na Serra Paulista

07 de janeiro de 2017 1

O estado de São Paulo tem região de serra, mas nada a ver com a serra gaúcha, por exemplo. Uma das regiões mais conhecidas é a de Campos do Jordão. Esta cidade é muito famosa e atrai turistas, mas não tem comparação com Gramado, que é muito mais bonita. Serra para paulistas e cariocas é região com montanhas, cascatas, e trilhas para caminhar. As cidades em si nada tem de atraente. Bem, pode-se chegar à região de Campos do Jordão por São José dos Campos, passando por Monteiro Lobato – assunto do post anterior – e outras cidades. São Francisco Xavier é um distrito de São José dos Campos e atrai turistas porque tem muitas pousadas nas montanhas. O centro é bem simpático, com esta igrejinha.

DSCN4532_640x480

Santo Antonio do Pinhal é outra pequena cidade da região. Tem algumas pousadas mas é mais uma pequena cidade serrana.

DSCN4534_640x480

A grande atração é a estação ferroviária Eugene Lefreve, que separa Santo Antonio de Pindamonhangaba. Há passeios de trem até Campos do Jordão.

DSCN4541_640x480

DSCN4542_640x480

DSCN4545_640x480

Na estação tem um café que serve um ótimo bolinho de bacalhau.

DSCN4548_640x480

Caminhando ao lado dos trilhos, a poucos metros da estação tem o mirante. Ao fundo é possível ver o Vale do Paraíba e a cidade de Pindamonhangaba.

DSCN4546_640x480

Pegando a estrada em direção ao Sul de Minas, o turista se depara com belas paisagens.

DSCN4553_640x480

São Bento do Sapucaí é a última cidade paulista antes de Minas Gerais. Outra cidade pequena cujas atrações são naturais.

DSCN4560_640x480

DSCN4561_640x480

Quem viaja de carro pelo estado de São Paulo tem uma vantagem. O alcool é barato, cerca de R$ 2,60 o litro. A  gasolina também custa menos.

DSCN4563_640x480

DSCN4564_640x480

E além do combustível mais barato, o turista se delicia com as belas paisagens paulistas e mineiras da Serra da Mantiqueira.

DSCN4565_640x480

Quem visita a serra paulista e fluminense entende porque os turistas desses dois estados se apaixonam por Gramado e a Serra Gaúcha quando passeiam por lá. Eu também estou postando fotos no Instagram e no Twitter. Também tenho perfil no Facebook.

Antes de Minas, um pouco de São Paulo

03 de janeiro de 2017 3

Na primeira vez que estive em São Paulo odiei. Fiquei na região da Ipiranga com São João, mesmo que em hotel médio. Detestei o lugar, mesmo passeando por outros pontos da cidade via metrô. Demorei muitos anos para voltar e quando voltei, acabei na Paulista. Estava de carro e acabei no Ibis da Paulista no meio do feriado de Natal. Na Paulista São Paulo tem outra cara. A partir de então, estive muitas vezes na cidade, a maioria delas de carro e, hoje, posso dizer que adoro SP. Desta vez cheguei em outro feriado, 1 de janeiro, e a Avenida Paulista estava vazia.

DSCN4471_640x480

Agora sempre que venho a SP me hospedo por aqui. A  avenida impressiona pelos edifícios de todos os tipos.

DSCN4473_640x480

DSCN4474_640x480

No mês de janeiro, sempre tem a chuva de fim de tarde.

DSCN4476_640x480

Hoje passeio bastante por São Paulo, mas apenas de metrô. O carro fica na garagem do hotel. De metrô, por exemplo, pode-se ir ao Viaduto do Chá.

DSCN4480_640x480

Ao lado, o antigo prédio da Light foi recuperado internamente e hoje é um shopping. Grande idéia.

DSCN4483_640x480

DSCN4484_640x480

DSCN4486_640x480

A prefeitura e o Teatro Municipal ficam na região também.

DSCN4487_640x480

Como prédio é o que não falta em São paulo, aproveite para subir ao alto de algum deles para observar a cidade. Desta vez fui ao Edifício Copam, um dos mais tradicionais do centro. É o maior prédio habitacional do País e foi projetado por Oscar Niemeyer.

DSCN4490_640x480

DSCN4492_640x480

São 32 andares mais o terraço. Não paga nada. É de graça;

DSCN4503_640x480

O prédio tem 1.300 apartamentos e está em obras. Na parte da tarde, o horário de visitação começa às 15h30.

DSCN4494_640x480

Outro lugar que visitei desta vez: Vila Madalena. Lá tem o Beco do Batman, um lugar onde os grafiteiros tem espaço livre.

DSCN4508_640x480

DSCN4507_640x480

Vila Madalena me parece ser um bairro tranquilo no meio da agitação da cidade.

DSCN4509_640x480

DSCN4510_640x480

Bem, o passeio por São Paulo acabou. Nesta quarta-feira(4), saio bem cedo da cidade para pegar a Via Dutra. Mas não vou para o Rio, vou subir a Serra da Mantiqueira no caminho, passando por cidades em SP e chegando a Minas. Daqui para frente serão muitas pequenas cidades no roteiro. Acompanhe também o Blog no Instagram e no Twitter. Também estou no Facebook.

 

Em São José do Hortêncio

30 de dezembro de 2016 1

No último post de 2016, uma pequena cidade que fica perto de Porto Alegre. A partir da tarde desta sexta-feira estarei viajando pelas estradas do Sul e Sudeste. O destino é Minas Gerais. Fotos da viagem vou postar aqui no Blog e também no Instagram, no Facebook e no Twitter. Serão 32 dias de viagem. Agora vamos ao post de hoje:

É possível chegar a São José do Hortêncio por estrada asfaltada. Eu não sabia disso até que fui passear por lá. O asfalto sai de Presidente Lucena. São poucos quilômetros. A ponte de ferro sobre o Rio Cadeia divide os 2 municípios.

DSCN4143

DSCN4142

DSCN4144

Como a maioria das pequenas cidades gaúchas, São José do Hortêncio tem na área rural suas principais atrações, mas é possível ver alguma coisa passando apenas pela área urbana. A começar pela Avenida Mathias Steffens, que é a maior da região, totalmente pavimentada e sem buracos ou remendos, segundo a Prefeitura. Nela se encontra grande parte do comércio, indústrias e serviços do município.

DSCN4146

DSCN4149

DSCN4156

A igreja matriz de São José e seus prédios anexos.

DSCN4153

DSCN4151

DSCN4150

DSCN4157

A Sociedade São José é a mais antiga do RS e fica bem na frente da igreja.

DSCN4154

DSCN4155

Na Avenida principal, bem perto da igreja, achei bonito este casarão antigo, que está precisando de uma restauração.

DSCN4147

DSCN4148

O nome de São José do Hortêncio tem a ver com o nome de um antigo morador, que era dono de terras. As pessoas diziam que para ir até a igreja de São José tinham de passar pelo terreno do Hortêncio. Daí o nome. Eu também tenho fotos no Instagram e conta no Twitter.

Itapuca - Município e Distrito

28 de dezembro de 2016 1

Uma curiosidade neste post. Existe um município gaúcho com o nome de Itapuca. Fica ao lado de Arvorezinha, no Alto do Vale do Taquari. E bem perto dali, tem o Distrito Itapuca, de Anta Gorda. Para chegar na cidade, há uma estrada asfaltada logo depois de Arvorezinha em direção a Soledade. A cidade é bem pequena mas passa uma sensação de organização e tranquilidade.

DSCN4290

DSCN4291

A igreja é a de São Miguel Arcanjo. As principais atrações são casas antigas e moinhos na zona rural. No centro, tudo gira em torno da pequena praça.

DSCN4292

DSCN4298

DSCN4300

E ao contrário de Porto Alegre, Itapuca tem um relógio de rua que funciona!

DSCN4289

Já o Distrito de Itapuca, fica em Anta Gorda. Há várias maneiras de chegar lá, uma delas pela cidade mesmo. A partir de Arvorezinha, há uma estrada de chão que passa pelo Moinho Castaman, já mostrado pelo Blog. Alguns quilômetros adiante fica o distrito de Itapuca.

DSCN4335

DSCN4336

O distrito tem uma rua principal e algumas casas, mas o que se destaca mesmo é a igreja São José do Patrocínio.

DSCN4338

DSCN4340

Anta Gorda, Arvorezinha e mais Ilópolis e Putinga também integram o Caminho dos Moinhos, que também já foi assunto do Blog. Confira também fotos do Blog no Instagram e no Twitter.

O antigo moinho de Estrela

21 de dezembro de 2016 1

A cidade de Estrela fica às margens do Rio Taquari, ao lado de Lajeado. Um prédio em ruínas, perto do centro, ao lado de uma ponte, se destaca em meio à paisagem.

DSCN3933

DSCN3935

Lá funcionou o Moinho Estrelense. O prédio foi construído na década de 50 e a empresa fabricava farinhas de milho e trigo.

DSCN3939

DSCN3938

Em 1971, houve um grave acidente quando pipas de 60 toneladas de trigo se romperam, matando um operário soterrado. O moinho foi desativado em 1982, após 26 anos de funcionamento.

DSCN3937

DSCN3936

Mais tarde, abrigou uma empresa do ramo de calçados e depois uma agropecuária. Em 2002 o prédio foi totalmente consumido por um incêndio. Os escombros do moinho permanecem, bem ao lado da ponte do Stangler. Em 2010, foi vetada uma lei que pretendia a demolição de prédios abandonados. Assim, a estrutura do moinho continua por lá.

DSCN3940

DSCN3941

Estrela, como já disse, fica às margens do Rio Taquari. E a cidade vive em harmonia com o rio.

DSCN3929

DSCN3926

Bem perto do centro tem a escadaria que leva até às águas do Taquari. Há um mirante e um bar nas proximidades.

DSCN3942

DSCN3943

DSCN3953

Além de Lajeado, outra cidade vizinha de Estrela é Cruzeiro do Sul, vista ao fundo.

DSCN3954

DSCN3955

DSCN3958

DSCN3963

Nos fins de tarde, principalmente, é comum encontrar pessoas passeando pela área. Eu também tenho fotos postadas no Instagram e no Twitter.

A estação ferroviária de Bento Gonçalves

16 de dezembro de 2016 2

O passeio de Maria Fumaça na Serra Gaúcha começa em Carlos Barbosa, passa por Garibaldi e vai até Bento Gonçalves. Os turistas também podem optar pelo caminho inverso. A estação de Bento fica bem perto da igreja Cristo Rei, na entrada principal da cidade.

DSCN3892

O passeio é muito procurado por turistas, inclusive estrangeiros, e o trem sai sempre lotado. A estação de Bento não é tão bonita quanto a de Garibaldi, mas vale a pena passar por lá para conhecer.

DSCN3890

DSCN3891

São poucas as cidades gaúchas que ainda utilizam as antigas estações.

DSCN3896

DSCN3895

DSCN3893

Bento Gonçalves tem várias atrações para o turista, além da estação.

DSCN3900

DSCN3904

DSCN3901

Curta também o Blog no Instagram e no Twitter.

Na cidade de Putinga

14 de dezembro de 2016 1

Putinga é mais uma cidade que faz parte do Caminho dos Moinhos, lá no Vale do Taquari. Fica ao lado de Ilópolis e tem acesso por estrada de asfalto a partir de lá. Na chegada, o moinho Marca, que ainda precisa ser restaurado para receber turistas.

DSCN4257

DSCN4258

DSCN4249

Putinga é conhecida como a cidade do meteorito, porque lá por 1937 caiu um na região. O maior fragmento está exposto no Museu da UFRGS em Porto Alegre, mas há um pedaço também na prefeitura de Putinga. A cidade é pequena. No centro, a igreja se destaca:

DSCN4251

DSCN4250

DSCN4255

Putinga é cercada por morros, o que faz com que a região seja bem bonita.

DSCN4253

O Blog já postou sobre a cidade vizinha de Ilópolis, que tem o Museu do Pão e atrações naturais. Pontos turísticos ao ar livre também tem na cidade de Arvorezinha. A principal atração da região, no entanto, são os Moinhos. Confira também fotos do Blog no Instagram e no Twitter.

No Interior de Garibaldi

12 de dezembro de 2016 1

Fotos feitas na região da Estrada dos Sabores. Este roteiro da Serra é integrado por propriedades rurais que oferecem almoço e outras atrações. A estrada começa em Garibaldi e termina no Vale dos Vinhedos, em Bento. Pelo caminho, quem dirige devagar, curtindo a paisagem, faz descobertas interessantes.

DSCN3719

DSCN3722

DSCN3718

DSCN3717

Como já estamos quase no verão, o caminho até o Vale dos Vinhedos fica mais interessante.

DSCN3723

DSCN3725

DSCN3726

Eu também costumo postar fotos no Instagram e tenho conta no Twitter.

O cartão postal de Encantado

09 de dezembro de 2016 1

A igreja matriz São Pedro chama a atenção de quem visita a cidade e mesmo de quem passa pela estrada, já que em alguns trechos é possível avistar o prédio ao longe.

DSCN4370

A primeira igreja foi construída em madeira, em 1887, e ficava onde atualmente se localiza o salão paroquial. A construção da Igreja Matriz, em estilo romano, iniciou em 1898, e a inauguração ocorreu em 1904. Em frente à Igreja Matriz, fica a Fonte Augusta. Com 5,50 metros de altura, é uma réplica do monumento italiano. A fonte foi inaugurada em 1925, no cinquentenário da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul. A Cruz de Santa Teresinha é um marco comemorativo às missões realizadas em 1933. A cruz de concreto fica no pátio da gruta de Santa Teresinha, também, em frente à Igreja Matriz São Pedro.

DSCN4357

DSCN4372

A igreja passou por várias reformas, e hoje, passa mais uma vez, nas torres.

DSCN4356

Na igreja de Encantado existe o Memorial Santo Sudário, o pano de linho que envolveu o corpo de Jesus Cristo depois de morto, segundo a Igreja Católica. A imagem reproduz uma réplica do Sudário original que está em Turim, na Itália.

DSCN4362

DSCN4361

DSCN4360

Além disso, a Igreja Matriz é o símbolo oficial do município de Encantado. Abaixo mais algumas fotos do interior.

DSCN4359

DSCN4363

DSCN4364

DSCN4367

Mesmo que você não se interesse por religião, vale a pena conhecer a igreja. De qualquer forma, caminhando pelo centro de Encantado, você vai acabar dando de cara com o bonito prédio, que se destaca mesmo em dias de céu nublado, como no dia em que fiz as fotos. Abaixo, uma vista da entrada da igreja.

DSCN4368

DSCN4369

Encantado fica às margens do Rio Taquari, a cerca de 150 Km de Porto Alegre. Para chegar lá é preciso pegar a BR-386 e depois a RS-130. Há um pedágio depois de Arroio do Meio. Confira também o Blog no Instagram e no Twitter.